gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
ICP com novo nome e novas funções
Contribuído por AsHeS em 11-01-02 15:14
do departamento como-te-chamas-?
News MavicX escreve " O ICP (Instituto das Comunicações de Portugal) vai passar a designar-se, a partir de hoje (sexta-feira) , como Anacom - Autoridade Nacional de Comunicações de acordo com uma noticia na digito. Em vez de ser uma instituição pública vai passar a ser uma "pessoa colectiva de direito público, dotada de autonomia administrativa e financeira e de património próprio." A Anacom tambem "viu reforçadas as suas funções e consagradas na lei outras competências que, na prática, já eram assumidas pelo ICP". Espero que isto dê mais força ao ICP e que não passe de um pau mandado do Governo e da PTelecom. "

A IBM vai deixar a produção de PCs | Web hosting em Portugal?  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • digito
  • Mais acerca News
  • Também por AsHeS
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    ya.... (Pontos:2)
    por Castanheiro em 11-01-02 18:44 GMT (#6)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/users/fdc10056
    estas mudanças de nome são muito interessantes e giras para encher páginas de jornais, agora o que me interessa mesmo é saber onde é que está a flat-rate?

    Tá a fazer companhia ao bin laden nas montanhas do afeganistão ou q?
    É q ninguem conseguiu por-lhe os olhos em cima.

    Procura-se viva ou morta!
    Re:ya.... (Pontos:2)
    por mvalente em 11-01-02 19:55 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    onde é que está a flat-rate?

    Sim, onde está ? É que eu estou farto de pagar a gasolina do meu automovel; quero pagar um valor fixo e encher o deposito todos os dias. Também estou farto de pagar pela agua que bebo; quero pagar um valor fixo por mês e renovar a agua da piscina todos os dias; o ambiente que se lixe.
    E tu com certeza que também não te importas de receber em flat rate: passas a trabalhar 16 horas por dia e recebes sempre o mesmo.

    Do you get the picture, moron ?

    A flat rate é um erro colossal, uma promessa estupida de um governo intervencionista e de "esquerda" (duh), que se espera nunca venha a ser implementada. Quando o for ficará a PT só no mercado, acabará toda e qq réstia de concorrencia que ainda existe, termina a inovação e o progresso (lembram-se quando se esperavam anos para ter um telefone?) e acaba-se com qualquer possibilidade de baixarem os preços (the rate is flat; get it?).

    Para ti e para os outros "sacadores" de gajas/MP3/warez, uma pequena informação: já existe flat rate. Instalas uma linha dedicada, pagas pouco menos que 100 cts por mês e "sacas" o que quiseres. Ah, o preço não te agrada ? Pois, os dos Ferraris a mim também não. Em vez de andar a "choramingar" por subsidios para Ferraris, trabalho mais e melhor até poder ter um.

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Re:ya.... (Pontos:1)
    por Vitor Domingues em 11-01-02 20:19 GMT (#23)
    (Utilizador Info)
    Eu só gostava de saber porque não dá cá na Europa e dá nos US a sério que gostava.
    EU EUA (Pontos:2)
    por Lowgitek em 11-01-02 20:25 GMT (#26)
    (Utilizador Info) http://www.ideiasdigitais.co.pt
    A resposta é simples o mercado é livre e não a pressão do grande Lobby de (tentava a dizer... esquerda) da telecome por cima e onde se pensa em lucros vindo de serviços e vindo do mercado e não vindo da estorsão por falta de meios para se defender.
    Re:ya.... (Pontos:2)
    por mvalente em 11-01-02 20:46 GMT (#29)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    Porque há real concorrencia e real liberalizacao ?

    Daquela a sério, até ao local loop (o fiozinho de cobre que tens lá em casa), em vez de "concorrencia" daquela tipo "podem haver outras empresas de telecomunicacoes mas estao sempre obrigadas a comprar o fio à PT e se por acaso quiserem fazer por cabo, bom isso até é um exclusivo da TVCabo (aka PT) e não pode ser, e se se lembrarem de fazer em wireless, bem tambem nao pode ser porque as licencas são dadas pelo ICP (aka PT), e no caso da TV digital, que chatice há uma directiva europeia que obriga à liberalizacao, mas a malta arranja aqui uma justificacao de "optimizacao de recursos" e faz uma lei que diz que só pode haver uma unica rede de TV digital onde não pode passar um corno de TCP/IP porque as faixas são só para TV e assim impede qq outro gajo de entrar no mercado"

    Isto para alem de outros factores. Sistemas alternativos de acesso (i.e. + concorrencia), leis laborais que permitem optimizar custos (sim, despedir incompetentes quando é necessario) e portanto baixar preços, uma infraestrutura tecnologica mais avancada (porque havendo lucro, vale a pena inovar), etc, etc.

    Isto já para não falar que, como os americanos ganham bem, importam-se menos em ser enganados com a flat rate.

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Re:ya.... (Pontos:2)
    por xeon em 11-01-02 23:04 GMT (#42)
    (Utilizador Info) http://pthelp.org
    Da' !?

    Uma das ultimas noticias que li sobre isso, um dos maiores operadores americanos com Flatfee tinha dado um estouro ...

    Minor details ...

    --
    We're born naked, wet and hungry. Then things get worse.
    Re:ya.... (Pontos:2)
    por Lowgitek em 11-01-02 20:23 GMT (#25)
    (Utilizador Info) http://www.ideiasdigitais.co.pt
    "A flat rate é um erro colossal, uma promessa estupida de um governo intervencionista e de "esquerda" (duh), que se espera nunca venha a ser implementada. Quando o for ficará a PT só no mercado, acabará toda e qq réstia de concorrencia que ainda existe, termina a inovação e o progresso (lembram-se quando se esperavam anos para ter um telefone?) e acaba-se com qualquer possibilidade de baixarem os preços (the rate is flat; get it?)."

    Realmente vejo que es um gajo de direita duh...

    Desde quando e que ao ser flat-rate o rate passar a ser sempre flat ? Pergunto-te ? Porque é que num serviço como esse não pode haver concorrencia ? Talves porque o estado ou quem de direito ( se esse existir em nosso estado actualmente que dúvido) não fornece condiçoes não de ultrapassar mas condições minimas de acesso ao mercado? Que ao inves disso vemos o uso de um discurso bonito e pautado bem medido nas palavras para que continua a se mandar sem o portunidades para mais ninguem. É óbvio que a telecom não é Santa nem assim se quer, é uma empresa como outra qualquer e que interessa o lucro e não a partilha é lógico que se percebe a posição deles, percebe-se não se aceita é só isso.

    "Para ti e para os outros "sacadores" de gajas/MP3/warez, uma pequena informação: já existe flat rate. Instalas uma linha dedicada, pagas pouco menos que 100 cts por mês e "sacas" o que quiseres. Ah, o preço não te agrada ? Pois, os dos Ferraris a mim também não. Em vez de andar a "choramingar" por subsidios para Ferraris, trabalho mais e melhor até poder ter um."

    Mais uma ves metes tudo no mesmo saco... Para tua informação e é claro que já sabes disso mas acho que tas a ser obtuso de proposito, nem so o warez/gajas/mp3 whatever the kid wants é que seriam o utilizador em potencial do mesmo serviço, grande parte dos profissionais liberais principalmente aos ligados a TIs e que dependem bastante da internet para trabalhar sairiam a ganhar com o mesmo tarifário num ambiente que ouvesse concorrencia e preços atractivos em relação ao que já existe.

    Acho que não é preciso estar a te dizer isso porque desde sempre que me lembro de estar na internet já vejo por cá o teu nome e penso que ja tens "casa" suficiente para discernir o que é utilizador doméstico e o pequeno trabalhador/estudante/potencial pequeno investigador ou qualquer outro ser que use a internet para alem de musicas, pr0n ou qualquer outra coisa a descambar pro ilegal há também quem use isso para trabalhar!!!

    Eu digo sim a flat-rate mas com condições de mercado para isso e com concorrencia como deve de ser. Flat-rate sim "rate flat" como querias dizer é que não!

    Cheers.

    Re:ya.... (Pontos:2)
    por mvalente em 11-01-02 21:49 GMT (#34)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    Realmente vejo que es um gajo de direita duh...

    Define direita, por favor.

    E explica-me se, sendo defensor do direito ao aborto, da liberalizacao das drogas, dos casamentos homossexuais e da privacidade do cidadao entre outros, devo continuar a ser de "direita" ou se devo mudar para a "esquerda".

    Desde quando e que ao ser flat-rate o rate passar a ser sempre flat ? Pergunto-te ? Porque é que num serviço como esse não pode haver concorrencia ?

    Ora bem: faça-se a flat rate. Há 3 hipoteses: ou a flat rate é acima do preco de custo, ou é igual ao preço de custo, ou entao é abaixo do preço de custo. Como as 2 ultimas são improvaveis (como tu proprio disseste, à PT tambem interessa o lucro) vamos assumir que o flat rate é um valor acima do preço de custo.

    Existe concorrencia ? Pois bem. Faz sentido comercial ou interessa ao cidadao que os preços só subam ? Não me parece. Irá imediatamente aparecer uma empresa concorrente que faz as coisas melhor, tem menos custos, e em vez de cobrar a flat rate cobra abaixo da flat rate. Genial. O consumidor beneficia.

    O que é que fará o operador incumbente (i.e. PT) ? Baixará também os preços, claro. Faz sentido comercial e é bom para o consumidor. E é "socialisticamente" e "esquerdisticamente" justo.

    Até onde é que isto pode ir ? Até ao valor de custo ? Para o consumidor, baril. Mas a partir daqui, zero inovacao. O que está, está. Não há lucros para fazer melhor.

    Ah, pode ir abaixo do preço de custo ? Pois claro. O consumidor benficia pa caraças. As empresas é que não. Claro que no caso da operadora detida pelo Estado, esse "buraco" pode ser sempre coberto com $$$ adicional. Dos nossos impostos, claro.

    As outras operadoras, as não detidas pelo Estado é que ficam a arder. Eventualmente fecham todas. Fica a "PT" do caso, num sistema de monopolio. No qual duvido que mantenha o flat rate a perder dinheiro. Ou que faça grandes inovações. 25 anos de monopolio pós-25 de Abril não enganam.

    Está explicado, está bem claro, ou é preciso um desenho ?

    grande parte dos profissionais liberais principalmente aos ligados a TIs e que dependem bastante da internet para trabalhar sairiam a ganhar com o mesmo tarifário

    Esses já têm flat rate. Chama-se linha dedicada.

    penso que ja tens "casa" suficiente para discernir o que é utilizador doméstico e o pequeno trabalhador/estudante/potencial pequeno investigador ou qualquer outro

    Pelos vistos, em imaginas quanto :-). É por isso que estou um bocadinho mais abalizado para falar sobre flat rate.

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Re:ya.... (Pontos:2)
    por Lowgitek em 12-01-02 13:54 GMT (#56)
    (Utilizador Info) http://www.ideiasdigitais.co.pt
    "Ora bem: faça-se a flat rate. Há 3 hipoteses: ou a flat rate é acima do preco de custo, ou é igual ao preço de custo, ou entao é abaixo do preço de custo. Como as 2 ultimas são improvaveis (como tu proprio disseste, à PT tambem interessa o lucro) vamos assumir que o flat rate é um valor acima do preço de custo.

    Existe concorrencia ? Pois bem. Faz sentido comercial ou interessa ao cidadao que os preços só subam ? Não me parece. Irá imediatamente aparecer uma empresa concorrente que faz as coisas melhor, tem menos custos, e em vez de cobrar a flat rate cobra abaixo da flat rate. Genial. O consumidor beneficia.
    "

    Não ando a pregar linhas a borlas mas sim a preços competitivos. Porque será que em outros países a flat-rate até passa por ser uma opção de escolha e aqui não pode ser? Exacto por culpa do monópolio disfarçado (por vezes não) que cá temos e isso tenho a certeza que concordas comigo.

    "Esses já têm flat rate. Chama-se linha dedicada. "

    A preços decentes ? hmm don't think so pelo menos pros miseráveis do centro do pais e arredores.

    "Pelos vistos, em imaginas quanto :-). É por isso que estou um bocadinho mais abalizado para falar sobre flat rate."

    Imagino pois nem sabes quanto :). Eu nunca disse que nao estarias mas nem por isso não sou obrigado a segui totalmente com o teu ponto de vista embora concorde contigo em muitos pontos.


    Re:ya.... (Pontos:1)
    por joaobranco em 13-01-02 12:32 GMT (#64)
    (Utilizador Info)
    Parece-me interessante a justificação contra flat-rate do mvalente, porque diz basicamente (na primeira parte, que não assume a existência de uma entidade exterior a subsidiar o prestador) que a existência de competição que faça baixar os custos de venda até ao custo de prestação do serviço é má para a economia, porque reduz o lucro do prestador, logo o incentivo para inovar...

    No entanto não é isto que nos diz a teoria da competição. Normalmente o preço do serviço deve baixar até ao custo marginal da prestação do mesmo em condições de competição perfeita mas continua a haver incentivo para melhorar JUSTAMENTE porque a empresa não pode fazer dinheiro simplesmente fazendo o mesmo de sempre (o que é justamente o motor da inovação - se for possivel ganhar dinheiro sem inovar, não vale a pena inovar).

    Aparentemente, pelo que está escrito, o mvalente defende a existência de um rendimento (minimo?) garantido para as empresas, para elas terem dinheiro para continuar a inovar?

    Sinceramente, parece-me que o problema não está em levar o preço da prestação do serviço até ao custo do mesmo, está em usar o mecanismo regulador externo para fazê-lo, porque provavelmente o valor escolhido poderá ser muito elevado (caso em que as empresas de facto não terão incentivo para inovar, porque ganham dinheiro sem ter de fazer nada - e não acredito que as empresas competissem para baixar o custo quando tinham um valor "indicativo" que justificava o seu preço) ou muito baixo (caso em que todos os cidadãos teriam de subsidiar o uso do serviço, neste ponto concordo com a posição do mvalente - embora se possa argumentar se existem ou não vantagens sociais da prestação universal de alguns serviços a determinados custos - ou de subsidiar os clientes directamente). Agora, se se pudesse colocar o preço no lugar certo, não vejo que isso causasse por si só problemas.

    PS: É claro que a verdadeira razão da não existência de flat-rate é de facto a diferença objectiva de condições entre potenciais prestadores. Se a mim me custa x (x < y) a prestar o serviço e ao meu concorrente custa y, tenho um lucro garantido em relação a ele de y-x se for decidido que vendemos todos pelos mesmos preços. Claro que se pode argumentar com questões como visibilidade, quota de mercado, etc, mas a verdade é que todos os ISPs já fizeram estas contas e descobriram que não lhes interessa concorrer com a PT ao mesmo preço porque não teem condições...

    JB

    Sensibilidade e bom senso... (Pontos:2)
    por Castanheiro em 11-01-02 22:24 GMT (#38)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/users/fdc10056
    Não sei se acordaste do lado errado da cama ou lá o que foi, mas eu acho que o meu post não foi ofensivo, portanto não percebo o pq de tanta agressividade no teu post, mas tenho a certeza que lá terás as tuas razões.

    "É que eu estou farto de pagar a gasolina do meu automovel; quero pagar um valor fixo e encher o deposito todos os dias."

    Tens toda a razão, mas tu por acaso pagas pela gasolina que metes no depósito ou pelo tempo que demoras a metê-la? See the diference?

    "Do you get the picture, moron ? "
    Remeto-te para o primeiro parágrafo do meu post.

    "Para ti e para os outros "sacadores" de gajas/MP3/warez, uma pequena informação: já existe flat rate."

    Não sei de onde me conheces para me etiquetares assim, mas pronto. Mesmo que por acaso eu me incluisse no grupo a que te referes, que quantidade de gajas/mp3/warez é que achas que eu sou capaz de sacar com um modem de 56k? Eu não estou a pedir 10Mb de largura de banda, 0 de limite de download e ligação permanente, o que eu estou a pedir é poder pagar um preço justo a pagar por poder ter ligação (+/-) permanente. Eu onde vivo não tenho cabo e duvido muito que alguma vez chegue a ter aDSL, portanto acho que é perfeitamente justo poder pagar uma determinada quantia e ter um serviço pelo menos parecido com os que nasceram com o rabo voltado para a lua e têm n diferentes tipos de serviço disponiveis onde vivem. Não disse que queria net de borla!

    cumprimentos.
    Re:Sensibilidade e bom senso... (Pontos:2)
    por mvalente em 11-01-02 22:55 GMT (#40)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    Tens toda a razão, mas tu por acaso pagas pela gasolina que metes no depósito ou pelo tempo que demoras a metê-la? See the diference?

    Não te importas então de, em vez de pagar ao minuto, pagar ao Kbyte ? Preferes isso ? Não me parece. Mas é a conclusão da tua analogia.

    E continuando com ela: estou a meter 1 litro de gasolina; pago só por ela, não é ? OK. Mas porque o bom senso impera e toda gente meta a gasolina e toca a andar. Mas agora assumamos que eu vou meter o mesmo litro de gasolina. Como tu dizes, já que não pago pelo tempo, aproveito e fico lá o dia todo a meter mililitro a mililitro.

    Não achas que isso tem custos para o gajo da gasolineira ? Mais ninguem mete gasolina. O gajo tem a porra de uma bomba só para te dedicar a ti ? Guess what: ou levavas um murro na tromba ou entao passavas a pagar pelo tempo que demorasses.

    See the difference ?

    o que eu estou a pedir é poder pagar um preço justo a pagar por poder ter ligação (+/-) permanente

    Percebeste a argumentação acima, usando a tua analogia ? Percebe que o teu raciocionio (e o de muita gente) de "o fio já lá está porque é que não cobram fixo" não faz sentido. Para lá estares o dia todo estás a ocupar um espaço de linha numa central telefonica. Se houverem 100 espaços na central e houverem 100 gajos em flat rate, não há chamadas para ninguem nessa central. Lá tem a PT que comprar mais uma central. $$$$. Custos.

    See the difference ?

    Repara e reparem (os outros participantes): longe de mim estar a defender a PT. Tenho razoes de sobra, pessoais e profissionais, para não gostar da postura da empresa. Acho que devia ser partida em varias empresas. Devia ser impedida de comprar empresas a torto e a direito, só lhe faltando uma televisão (já esteve mais longe). Devia ser proibida de participar em concursos de redes alternativas (cabo, wireless, etc). Mas o flat rate é um erro estrategico crasso para o pais, para o mercado das telecomunicacoes, para as empresas e para o consumidor. O Estado pode e deve fazer outras coisas para incentivar a "Sociedade da Informacao" (ugh!que palavrao)

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Re:Sensibilidade e bom senso... (Pontos:2)
    por Castanheiro em 11-01-02 23:07 GMT (#43)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/users/fdc10056
    "Não te importas então de, em vez de pagar ao minuto, pagar ao Kbyte ? Preferes isso ? Não me parece. Mas é a conclusão da tua analogia. "

    Enganas-te, prefiro mesmo, eu compreendo a problemática da ocupação indiscriminada das centrais telefónicas, mas de qq forma acho mais justo pagar-se ao kb do que ao segundo. Pq é q estar a sacar 24 sobre 24 horas iso's de tudo o que mexe há-de ser taxado da mesma forma que uma ligação de alguém q só navega, ou mesmo dum irc addict? Eu por exemplo, enquanto estou a escrever este post tou a pagar o mesmo do que se estivesse a sacar a iso duma distribuição qq, apesar de não estar a gerar tráfego algum.

    Eu, na minha modesta opinião, acho que a solução utópica deveria ser uma ligação semi-permanente com taxação ao kb.
    Re:Sensibilidade e bom senso... (Pontos:2)
    por xeon em 11-01-02 23:14 GMT (#45)
    (Utilizador Info) http://pthelp.org
    Hmm...

    Deves ser dos poucos que nao se importariam de pagar por trafego (I would ...), no pun intended.

    BTW, xDSL NAO ocupa canais da central telefonica, mas sim 'entradas' num equipamento (dslam?), e o custo dos mesmo e' passivel de retorno a 3 anos (standard ...). O problema esta' nos custos que a PT impoe 'as outras operadoras para utilizacao do localloop E o custo dos links entre as centrais onde esta' esse equipamento e o backbone das operadoras (again, a PT impoe os precos).

    E' isto que tem que ser combatido e nao vejo absolutamente ninguem a combater.
    Em vez disso, pedem para que o custo de 1 litro de gasolina seja igual ao de 1000 litros ... ou mais (sim, quer queiras quer nao, flat fee e' isso mesmo).

    Gimme a break ...

    --
    We're born naked, wet and hungry . Then things get worse.
    Re:Sensibilidade e bom senso... (Pontos:2)
    por Castanheiro em 12-01-02 3:32 GMT (#52)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/users/fdc10056
    "Deves ser dos poucos que nao se importariam de pagar por trafego (I would ...), no pun intended."

    errrr, não quero dizer que aceitava pagar 5cts por cada 100MB, eu com o pagar ao Kb apenas queria diferenciar as pessoas que fazem uma utilização "normal" da net (ver páginas, jogar uns joguitos, e sacar uma ou outra iso duma distribuição por mês) daqueles que são autênticos sugadores de largura de banda.

    "BTW, xDSL NAO ocupa canais da central telefonica, mas sim 'entradas' num equipamento (dslam?), "

    Pois, acredito, mas o problema é que a central a que eu me ligo, apesar de ter adsl previsto para daqui a poucos meses, dista uns 20km da minha casa, ou seja, forget adsl.... as pessoas que não vivem nos grandes centros urbanos estão sempre condenados à marginalidade em termos de internet.

    Realmente se o mercado fosse mesmo aberto (signifique lá isso o que significar) as operadores se lembrassem que há pessoas que tb gostam de internet e que não vivem numa grande cidade.
    Re:Sensibilidade e bom senso... (Pontos:2)
    por Lowgitek em 12-01-02 13:58 GMT (#57)
    (Utilizador Info) http://www.ideiasdigitais.co.pt
    Eu tambem concordo em pagar por Kbyte desde com preços atractivos e nao a chulisse que por ai paira.

    Tal como o amigo Castanheiro eu percebo o problema de ter um gajo pendurado numa central todo o dia a mamar tudo que é banda e tudo que se mexe, mas tal como aqui tb foi já referido neste forum existem maneiras de contornar o problema e a coisa não se resume um gajo um canal.

    Acho que é um pouco de mau vontade de todas as partes.

    Por outro lado acho que quem quisesse um serviço que priviligiasse a velocidade(largura de banda), e não quisesse limites então esse deveria ser o que sustentasse quem anda aqui essencialmente como um mero "webuser".

    Mas enfim é tb só uma opnião de um consumidor acima de tudo.


    Re:Sensibilidade e bom senso... (Pontos:1)
    por president em 13-01-02 17:45 GMT (#66)
    (Utilizador Info)
    Eu, na minha modesta opinião, acho que a solução utópica deveria ser uma ligação semi-permanente com taxação ao kb.

    Yaaaaaaaaaa e que se fodam os online gamers. Esquecem-se que o juarez não e' a unica coisa que gera muito trafego.

    Re:Sensibilidade e bom senso... (Pontos:2)
    por Strange em 14-01-02 0:13 GMT (#68)
    (Utilizador Info) http://strange.nsk.yi.org/

    Não conheço nenhum online gamer que jogue 24h por dia, enquanto conheço juarezes que juarezam 24h por dia. Afinal, não é preciso estar sempre a clicar no rato para fazer uns GETs...

    hugs
    Strange

    Re:ya.... (Pontos:2)
    por xeon em 11-01-02 23:07 GMT (#44)
    (Utilizador Info) http://pthelp.org
    Ainda nao tinha lido o teu post quando fiz o submit do que esta' mais acima.

    Excepto os "esquerdas" e "direitas" estou de acordo contigo (nao gosto de misturar politica e tecnologia :P ).

    Small correction: ja' ha' flat fee sem ser uma leased line: Cable e xDSL.
    E' uma questao de bater neles para massificar o servico, mas de forma a que TODAS as operadoras estejam NAS MESMAS CONDICOES para o poder fornecer (veja-se o meu comentario acima sobre flat fee) ...

    --
    We're born naked, wet and hungry. Then things get worse.
    Re:ya.... (Pontos:2)
    por Strange em 14-01-02 0:02 GMT (#67)
    (Utilizador Info) http://strange.nsk.yi.org/

    Gostarias de em vez de pagar a "gasolina" ou "água" que consomes, pagasses o tempo que te demoram a pôr a gasolina no carro ou o tempo que manténs a torneira aberta? E que se quisesses que fossem uns 100% mais rápidos a abastecer ou uma torneira 2x mais rápida tivesses que pagar o quádruplo? E que se quisesses que o abastecimento de gasolina ou água fosse fiável tivesses que pagar 10x mais?

    Pois é isso o que se passa actualmente com a Internet, e por isso não posso concordar com a situação actual.

    Mas isto justifica pagar aos dados transferidos e não flat rate, e portanto uma tentativa rebuscada para justificar a flate rate:

    Considero o acesso à internet como um serviço que me prestam, mais ao estilo de viagens de comboio/autocarro ou ir ao cinema: pago para ir a um destino, preço esse não muito propocional aos gastos adicionais do meu transporte, ou pago para ir ver um filme. Não pagarei nem aceitarei pagar mais por um filme que dura 3 horas do que por um que dura apenas 1h30m. E também não aceitaria pagar mais por o meu comboio chegar atrasado(!) ou adiantado. Poderei pagar mais por viajar num comboio mais rápido, ou por uma sala mais confortável, mas não pelos atrasos ou adiantamentos dum comboio normal, nem pelo tempo do filme.

    Esta é a minha desculpa por ser pelo flat rate :)

    hugs
    Strange

    Re:ya.... (Pontos:2)
    por mvalente em 12-01-02 15:41 GMT (#61)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    Andas tudo o que quiseres por um valor fixo...

    Pois, mas em conjunto com mais 50 marmelos, de pe' e a cheirar o sovaco do vizinho.

    O passe social (i.e. para ti a flat rate) nao e o mesmo que andar de carro pessoal (i.e. o que a "maltinha" quer que o flat rate seja).

    Usando a tua analogia, deixa-me dizer-te o que e o "passe social" das telecomunicaçoes:

    Juntas-te com 10 amigos e compram uma linha RDIS. Por 2 cts por mes (ONI) teem um acesso RDIS 128Kbps. Ligam os 2 canais 24 horas por dia e pagam para ai 200 cts por mes. Dividem por 10 e cada um paga flat rate de 20 cts por mes. Partilham a linha com um qq router/hub/NAT/proxy/whatever.

    Se em vez de RDIS 128 usarem um RDIS 64 ficam para ai por 9.999$ por mes, flat rate, 24 horas, podem sacar quanto quiserem.

    Percebeste a diferença, nao percebeste ? Para o teu argumento a diferença esta no facto de o "passe social" ser "flat rate" QUANDO e PORQUE ha uma partilha de recursos; nao tens um passe social para ter um carro pessoal e andar quanto quiseres. Para o pessoal que quer "flat rate", pode te-la com o esquema descrito; o problema e que tem que partilhar recursos e nao e isso que eles querem; nao querem andar no mesmo autocarro a aturar os atrasos e o cheiro de sovaco do vizinho; trocado por miudos, querem ter um "passe social"/"flat rate" mas andar de carro pessoal quanto quiserem, i.e. querem pagar flat rate mas estar no "sacanco" de gajas 'a vontade, sem ter partilhar a banda com mais 9 sanguessugas.

    Para os mais sensiveis 'a linguagem: sim, nem todos sao sanguessugas; alguns serao "profissionais", nomeadamente das TI; reality check: esses nao tem tempo a perder com o passe social.

    Cumprimentos

    Mario Valente

    ICP e flaterate (Pontos:2)
    por MavicX em 11-01-02 22:06 GMT (#36)
    (Utilizador Info)
    Neste momento a flaterate está nas mãos dos ISP's uma vez que a legislação já entrou em vigor desde outubro ultimo que regula a flatrate. Só não tems flatrate porque niguem a quer disponibilizar. O ICP já fez a sua parte.

    Provavelmente ainda vais de ter de esperar muito, ou que apareça o UMTS com preços competitivos ou que a banda larga (principalmente ADSL) se torne norma.
    Re:ICP e flaterate (Pontos:2)
    por mvalente em 11-01-02 22:40 GMT (#39)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    Neste momento a flaterate está nas mãos dos ISP's uma vez que a legislação já entrou em vigor desde outubro ultimo que regula a flatrate. Só não tems flatrate porque niguem a quer disponibilizar. O ICP já fez a sua parte.

    É falso. A Proposta de Referencia para Acesso Internet (PRAI) feita pela PT Comunicacoes de facto indica entrar em vigor apenas a partir de Outubro de 2001. De notar que a mesma apenas considera flat rates 24 horas por dia para acessos analogicos (RDIS, nepia).

    Isto porque uma deliberacao de Fevereiro obrigava a que a flat rate fosse disponibilizada até Maio, mas a PT pediu mais tempo (até Outubro), por razoes tecnicas.

    No entretanto, e como assim como assim o ano estava a acabar e o tarifario já só seria aplicado em 2002, o nosso ex-governo e o caro ICP/Anacom deixaram-nos de prenda de Natal (deliberacao de 21 de Dezembro, após as eleições, claro; os que vierem a seguir que se lixem) o adiamento da PRAI de 2002 para 1 de Março deste ano.

    Quanto apostamos como a seguir virão mais "problemas tecnicos", resolvidos até Outubro, para que depois o tarifario seja preparado apenas para 2003 ?

    Há com cada anjinho... Informem-se e não acreditem em tudo o que vem nos jornais ou no que os ministros dizem.

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Duas.. uma em pt outra nos estates (Pontos:1)
    por vd em 12-01-02 15:15 GMT (#60)
    (Utilizador Info) http://paradigma.co.pt
    Vi que foi referido a microeuropa, e porque recorrer a uma empresa que por sua vez compra servicos 'a jazztel?

    A jazztel proporciona servicos de hosting. E afinal de contas e' backbone da microeuropa.
    Precos nao sei, mas o melhor sera' mesmo pagares para possuires la uma maquina. Penso que saira' mais barato a longo prazo.

    Nos estates, tenho uma boa impressa da www.lomag.net.
    Ela ja existe a algum tempo e ate e' boa e fiavel.

    Cumprimentos,
    vd
    Re:hmmm (Pontos:3, Engraçado)
    por leitao em 11-01-02 16:13 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://linuxfreesite.com/~nunoleitao/

        Humm... um sistema "capitalista e corrupto".
        "Corrupto" e' quando o ICP e' uma entidade do estado sendo os unicos controles o do partido no poder da altura, e especialmente quando a maior empresa de telecomunicacoes ainda pertence em boa parte ao mesmo estado que controla o regulador.

        Prefiro um sistema "capitalista" onde ao menos sabes quem e' que paga mais.

    -- "Why waste negative entropy on comments, when you could use the same entropy to create bugs instead?" -- Steve Elias
    Big buck$ are the problem... (Pontos:1)
    por macTeK em 11-01-02 18:15 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    Desculpem, mas eu pessoalmente acho que a situação das telecomunicações e da Internet estaria muito melhor em Portugal se a PT tivesse continuado a ser detida exclusivamente pelo Estado, embora conoorrendo num mercado livre com outras empresas.

    Assim, se o estado fosse gerido por um governo competente e de ESQUERDA, a PT serviria como um "árbitro" das outras companhias, tendo margem de manobra para fazer com que o mercado diminuísse as tarifas. Isto na minha opinião.

    É melhor uma grande empresa pública a competir no sector das telecomunicações e Internet com várias companhias mais pequenas do que uma gigantesca corporation privada que quer dominar todos os sectores de actividade das novas tecnologias.

    O mesmo se passa com o ICP, que é influenciado pelas idéias neo-liberais capitalistas da não-actuação, deixando o mercado funcionar por si próprio. É claro que o governo só contribuiu para agravar esta situação, não fazendo absolutamente nada. Por isso, para mim a equação é simples: Big buck$ = corrupção = estado incompetente e não interventor = monopólios.
    Re:Big buck$ are the problem... (Pontos:1)
    por Maeglin em 11-01-02 18:51 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    Um estado "intervencionista" ? Nos dias que correm era o suficiente para nenhuma empresa privada apostar no nosso mercado. Nice try.
    "Nasci careca, nu e sem dentes. O que vier, é lucro!"
    Re:Big buck$ are the problem... (Pontos:1)
    por macTeK em 11-01-02 19:06 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    Bem, se todos tiverem com medo do que as empresas estrangeiras podem ou não fazer, então seremos todos mais tarde "dominados" e ficaremos para a história como uns grandes cobardes, porque dependemos dos outros e não apoiámos as milhares de pequenas e novas empresas em TIs que existem ou estão à espera de ser criadas em Portugal.
    Re:Big buck$ are the problem... (Pontos:2)
    por mvalente em 11-01-02 19:42 GMT (#14)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    se todos tiverem com medo do que as empresas estrangeiras podem ou não fazer

    Tipico dos "tapadinhos" de esquerda. Falou-se em "empresas privadas" e não "empresas estrangeiras". Não distorças os argumentos.

    ficaremos para a história como uns grandes cobardes, porque dependemos dos outros

    Ninguem fica para Historia como cobarde por depender dos outros. Portugal ficou para a Historia com os Descobrimentos, mas eles dependeram de muito mais gente do que só os portugueses (judeus, Templários, italianos, etc).

    Trabalhar em conjunto e em dependencia de outros é sinal de sociabilidade, maioridade e inteligencia.

    não apoiámos as milhares de pequenas e novas empresas em TIs que existem ou estão à espera de ser criadas em Portugal.

    E entao porque é que nao são criadas ? E precisam de apoios porquê ? E porque é que o Estado deveria apoiar "milhares de pequenas e novas empresas em TIs" para fazer concorrencia a uma PT por ele detida, conforme tu advogas ?

    Tens um problema mental de esquizofrenia politica para resolver...

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Re:Big buck$ are the problem... (Pontos:2)
    por Lowgitek em 11-01-02 19:56 GMT (#18)
    (Utilizador Info) http://www.ideiasdigitais.co.pt
    "E entao porque é que nao são criadas ? E precisam de apoios porquê ? E porque é que o Estado deveria apoiar "milhares de pequenas e novas empresas em TIs" para fazer concorrencia a uma PT por ele detida, conforme tu advogas ? "

    Embora não tenha sido dirigida a mim a pergunta e visto defender em parte o que o outro autor defende, pese embora as distintas diferenças, não acho que o estado deva ser o Santo patrono de cada nova empresa em TIs, mas sim apoiar da melhor forma as empresas que nesses campos apresentem porjectos dignos do nome e com caracter e porque não lucros ao estado e não deixar todos meio moribundos com falta de ar abafados pelos Srs. lá de cima que tanto fazem para não sair lá de cima (não é isso que me agride mais) e que são capazes de não jogar inteiramente limpo e atrasar todo um sector fundamental para todo o desenvolvimento do país.
    Acho que ganhariam todos muito mais no desenvolvimento de mercado e uma economia mais aberta e que desse possibilidade ao pequenino (não de levar ao colo) de crescer como um menino grande e que dai se fizesse a vida. Não sou a favor das bençãos dos fundos mas do seu aproveitamento no sitio certo e da forma certa tal como fazem alguns dos outros paises da CE da qual teimamos em não seguir o exemplo.


    Re:Big buck$ are the problem... (Pontos:1)
    por macTeK em 11-01-02 20:35 GMT (#28)
    (Utilizador Info)
    O primeiro ponto é uma questão de lógica e de inteligência, pois estava-se a referir às "empresas privadas que deixam de investir em Portugal".

    Depois, outra coisa é colaborar com as empresas estrangeiras de igual para igual e outra, completamente diferente, é deixar-se submeter aos seus interesses políticos. Se elas querem investir, tudo bem, mas têm que seguir as regras e não tentar mudá-las, porque em último lugar quem é o árbitro é - devia ser - o governo.

    Em último lugar, se o Estado tem como função o desenvolvimento do país, deve apoiar - até certo ponto - as pequenas empresas. Por outro lado, o papel do Estado não é fazer big buck$ mas velar para que uns não deixem os outros sem nada. A PT, com os seus milhões de clientes, se continuasse a ser detida pelo Estado, tinha margem de manobra para fixar preços mais baixos, e as outras todas telecoms seriam obrigadas a segui-la. A PT não estaria no mercado apenas para ganhar big buck$.

    Get it??
    Re:Big buck$ are the problem... (Pontos:2)
    por mvalente em 11-01-02 21:10 GMT (#31)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    O primeiro ponto é uma questão de lógica e de inteligência, pois estava-se a referir às "empresas privadas que deixam de investir em Portugal".

    ?!?!?!

    Compreende uma coisa: quando eu crio uma empresa em Portugal, estou a investir em Portugal. Pago impostos em Portugal, logo invisto em Portugal. Não são só as empresas privadas *estrangeiras* que investem em Portugal. Mal estariamos nós. O *grande* problema, e é o que diz o post original apesar de tu o entenderes erroneamente, é que um Estado intervencionista é como um arbitro que chuta na bola. E assim ninguem quer jogar, nem a equipa da casa nem a visitante. Ou seja, fazendo-te o desenho, com um Estado intervencionista *nenhuma* empresa privada deseja jogar (i.e. investir). Nacional ou estrangeira.

    E porque é que é um grande problema ? Bem, porque estando em Portugal posso preferir investir noutros paises com regras mais claras. E crio empresas lá. Na Holanda, por exemplo. Apesar de terem taxas de impostos menores, têm um sistema social e de saude bem melhor que o nosso.

    Deixo portanto de investir em Portugal. A tua "logica e inteligencia" consegue atingir ?

    Depois, outra coisa é colaborar com as empresas estrangeiras de igual para igual e outra, completamente diferente, é deixar-se submeter aos seus interesses políticos

    As empresas não têm interesses politicos. Movem-se apenas com um objectivo: o lucro. As empresas não querem é que o Estado tenha interesses empresariais. E ai é que a porca torce o rabo.

    Se elas querem investir, tudo bem, mas têm que seguir as regras e não tentar mudá-las, porque em último lugar quem é o árbitro é - devia ser - o governo.

    Pois. O problema é que elas não querem investir quando têm de seguir regras criadas pelo arbitro num jogo onde ele tambem joga. É estupido.

    Em último lugar, se o Estado tem como função o desenvolvimento do país, deve apoiar - até certo ponto - as pequenas empresas

    Não, não deve. Quem deve apoiar as pequenas empresas são os empresários/investidores e o sistema financeiro. O papel do Estado é criar condições para o desenvolvimento das empresas e portanto do país.

    Por outro lado, o papel do Estado não é fazer big buck$ mas velar para que uns não deixem os outros sem nada.

    Grande confusao. O Estado não faz big bucks há uma serie de anos. Pede $$$ emprestado fora todos os anos. Portanto está fora de questao que o Estado esteja a fazer big bucks. Por outro lado, assumindo que esse é o papel do Estado (do qual discordo; pensa que Portugal é uma empresa tua; preferias que desse prejuizos como dá actualmente, que não desse nada ou que desse lucros? Eu preferia que desse lucros. Eramos um pais mais rico e podiam diminuir os impostos), que diferenca é que faz no "o Estado não ganha big bucks" pegar e impedir uma empresa de ganhar big bucks ? O Estado pode nao ganhar big bucks mesmo que as empresas ganhem big bucks. O que o Estado não pode permitir é que exista APENAS UMA empresa a ganhar big bucks.

    E outra coisa: "para que uns não deixem os outros sem nada". Deixa-me explicar-te uma coisa: o facto de uns ganharem não significa que outros percam. A riqueza não é um bem finito, um monte de onde se uns tirarem muito, outros tirarão pouco.

    A riqueza não se ganha. Cria-se.

    A PT, com os seus milhões de clientes, se continuasse a ser detida pelo Estado, tinha margem de manobra para fixar preços mais baixos

    Explica-me ai então porque é que NUNCA o fez nos anos de monopolio, antes da "liberalizacao", e apenas o comecou a fazer quando teve concorrencia (por fraca e prejudicada que seja).

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Re:Big buck$ are the problem... (Pontos:1)
    por Maeglin em 11-01-02 23:37 GMT (#47)
    (Utilizador Info)
    Era a isto que o meu post se referia. Se calhar sintetizei demais.
    "Nasci careca, nu e sem dentes. O que vier, é lucro!"
    Re:Big buck$ are the problem... (Pontos:2)
    por mvalente em 11-01-02 22:08 GMT (#37)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    se continuasse a ser detida pelo Estado, tinha margem de manobra para fixar preços mais baixos, e as outras todas telecoms seriam obrigadas a segui-la. A PT não estaria no mercado apenas para ganhar big buck$.

    Já agora: se a PT não estivesse no mercado para ganhar big bucks, estava para quê ?

    E se vais responder "para prestar um serviço social", explica-me uma coisa: como isso significava cobrar ao consumidor o preço de custo e as outras telecoms eram obrigadas a seguir a PT, as empresas estavam todas a prestar "servico civico", era ?

    E se o objectivo ideal da PT era estar no mercado para prestar um "servico social", mesmo que isso significasse prejuizos (à lá RTP), o dinheiro vinha de onde ? Estás disposto a pagar cada vez mais impostos ? Ou simplesmente assumes que podes ficar a coçar os tomates desde que pague EU mais impostos (sim, porque como trabalho mais, sou mais "rico", logo pago o escalao acima de IRS) ? E as outras empresas, obrigadas a seguir a PT e a prestar "serviço civico" com prejuizos ? Como é que pagam salarios ? Vao para a falencia ? Despedem pessoal ?

    O que realmente me lixa é continuar a ver pessoas inteligentes não serem capazes de proceder a raciocinios, percebendo que não podem acreditar em utopias. Que, adicionalmente, a Historia já provou serem impraticaveis.

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Re:Big buck$ are the problem... (Pontos:1)
    por Maeglin em 11-01-02 23:35 GMT (#46)
    (Utilizador Info)
    Aposto que o mvalente vai responder... Waiting ...Waiting ...Waiting
    Já respondeu !

    "Nasci careca, nu e sem dentes. O que vier, é lucro!"
    Re:Big buck$ are the problem... (Pontos:1)
    por gibberling em 11-01-02 19:22 GMT (#10)
    (Utilizador Info)
    Tenho de concordar com o argumento de ESQUERDA relativamente a estas questões, foi o medo dos "papões" capitalistas (fuga de capitais) que levou a que este governo se tornasse num fantoche de Sonaes, PTs, Auchans, etc. ...Let us prey...
    Re:Big buck$ are the problem... (Pontos:2)
    por mvalente em 11-01-02 19:19 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    Big buck$ = corrupção = estado incompetente e não interventor = monopólios.

    Errado. Chumbaste a logica. Deixa-me dar-te a proposicao correcta:

    estado interventor e incompetente = corrupção = Big buck$ = monopólios.

    Uniao Sovietica, diz-te alguma coisa ? Roménia ? Albânia ? E neste jardim à beira mar plantado: estado da educação ? da saúde ? CP ? RTP ? TAP ?

    Como é que "a situação das telecomunicações e da Internet estaria muito melhor em Portugal" ?

    Pensa lá bem um bocadinho. Diz-me lá qual é o país onde a situação é a melhor. Onde as telecomunicações e a Internet foram inventadas. Onde o sistema politico é de "direita" (seja lá o que isso for) e onde o Estado não só não deteve exclusivamente telecom nenhuma como inclusive partiu em bocados o monopolio existente (o mesmo que devia ser feito à PT se o governo nao fosse incompetente E de esquerda). Consegues adivinhar qual é o país ? Do you get the picture, moron ?

    Cumprimentos

    Mario Valente

    PS: Para saber a resposta, leia a linha de baixo ao contrario.
    "aciremA ad sodinU sodatsE"

    Re:Big buck$ are the problem... (Pontos:1)
    por gibberling em 11-01-02 19:28 GMT (#11)
    (Utilizador Info)
    Vai para lá... (US of A)
    Re:Big buck$ are the problem... (Pontos:2)
    por mvalente em 11-01-02 19:32 GMT (#13)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    Porquê ? Eu estou bem por cá.

    Vocês é que parecem que não estão bem. O pais é capitalista, é corrupto, não inova, é só "papoes" capitalistas, não há flat rate....

    Mudem-se... Da ultima vez que vi acho que ainda têm como opção a China, Cuba ou a Coreia do Norte. Potencias do caraças das telecomunicações.

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Re:Big buck$ are the problem... (Pontos:1)
    por gibberling em 11-01-02 23:40 GMT (#48)
    (Utilizador Info)
    Ah Ah Ah... mais um admirador BEATO dos EUA... Para ti ser de esquerda implica ser "comuna" na boa veia do marxismo-leninismo, não me defini como sendo de "esquerda" (ou o que quer que isso signifique), mas sim que a razão está desse lado em causas como estas e continuo a afirmar se os US of A são tão bons, VAI PARA LÁ! ...Nós cá nos desenrascamos...
    Re:Big buck$ are the problem... (Pontos:1)
    por Maeglin em 11-01-02 23:50 GMT (#49)
    (Utilizador Info)
    o mvalente BEATO ?!?!?!
    Agora pergunto eu : o que é ser de esquerda ? E o que é ser de direita ? O capitalismo é necessariamente de direita ?


    "Nasci careca, nu e sem dentes. O que vier, é lucro!"
    Re:Big buck$ are the problem... (Pontos:1)
    por Filipe em 11-01-02 19:44 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://www.mamasumae.net/
    Do you get the picture, moron ?

    Há necessidade deste tipo de linguagem?
    Não beneficia nada o discurso!

    Filipe
    Re:Big buck$ are the problem... (Pontos:2)
    por mvalente em 11-01-02 20:01 GMT (#20)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    O Skip lava menos branco se lhe mudarem a embalagem ?

    Tambem nao me parece. Portanto a forma nao muda o conteudo. Quem não gostar da linguagem tapa os ouvidos. Se tiveres argumentos de conteudo em vez de criticares a forma, nice. Se não, não tenho pachorra para tecnicas dialecticas de "esquerda", que enfatizam o dialogo e os sorrisinhos à Guterres, tentando sempre desviar a real questão para meta questoes e meta teorias.

    Há necessidade deste tipo de linguagem? Não beneficia nada o discurso!

    Há necessidade deste tipo de mensagem ?
    Não beneficia nada o Universo!
    ( /me faz uma atroz tentativa de "meta"izar o argumento, à lá boa maneira de "esquerda", levando a discussao para a questão do "Life, the Universe and Everything" e assim evitando discutir a questão do "tipo de linguagem")

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Re:Big buck$ are the problem... (Pontos:2)
    por Lowgitek em 11-01-02 19:59 GMT (#19)
    (Utilizador Info) http://www.ideiasdigitais.co.pt
    Tavas a referir a união sóviética ou aos europeus ?? E que dizem por ai que afinal os americanos inventaram o que já havia sido inventado la dentro da cortina de ferro a algum tempo atrás.

    Acho que tas a por isso demasiado a direita. Tanto o PSD como o PS and so on não fizeram nada por evoluir com a situação e nem os vejo com aspecto de o fazer sabes porque ? Porque o lucro ainda é grande para se ter coragem de arriscar em algo ainda melhor mas que percebo eu disso ... Enfim é só a minha opnião.
    Re:Big buck$ are the problem... (Pontos:2)
    por mvalente em 11-01-02 20:19 GMT (#24)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    E que dizem por ai que afinal os americanos inventaram o que já havia sido inventado la dentro da cortina de ferro a algum tempo atrás

    Yeah, right. Eu tb tenho aqui uma teoria da conspiracao que diz que existe um Universo paralelo onde 2+2=5. Quando isto for demonstrado neste Universo, you know where you heard it first.

    Acho que tas a por isso demasiado a direita

    Define "direita", por favor.

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Re:Big buck$ are the problem... (Pontos:1)
    por macTeK em 11-01-02 20:49 GMT (#30)
    (Utilizador Info)
    Para tua informação, nos Estados Unidos, o acesso à Internet é uma balbúrdia. Os ISPs podem fazer tudo o que quiserem, desde inventar contas de centenas de contos por pagar a promoções que são uma grande treta, há de tudo ao gosto do freguês. O mercado é que manda, né?

    E quando o mercado é que manda, não há uma grande operadora que não seja parte interessada do jogo para dar o exemplo, as entidades reguladoras - vulgo FCC - são completamente influenciadas por lobbys de todos os lados, a trafulhice nunca vai parar.

    Definitivamente, um bom exemplo de um mercado de telecomunicações. In God and in the market we trust !!! E isto foi escrito por um tipo que quer ir para lá ;-).
    Re:Big buck$ are the problem... (Pontos:2)
    por mvalente em 11-01-02 21:19 GMT (#32)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    Para tua informação, nos Estados Unidos, o acesso à Internet é uma balbúrdia.
    []
    O mercado é que manda, né?

    Mas têm flat rate, né ? E têm largura de banda a rodos, né ? É um malandro, esse "mercado".

    E quando o mercado é que manda, não há uma grande operadora que não seja parte interessada do jogo para dar o exemplo, as entidades reguladoras - vulgo FCC - são completamente influenciadas por lobbys de todos os lados

    Mas pelo menos é "de todos os lados", né ? Can you say "igualdade" ? Ou preferes que as entidades reguladoras - vulgo ICP - sejam completamente influenciadas por apenas um dos lados ? E aqui em Portugal, onde existe uma grande operadora que é parte interessada do jogo, ela serve para dar o exemplo ? Então onde está a (estupida) flat rate ? Onde está o acatar das regras europeias e as decisoes dos tribunais e passar a devolver as taxas de activacao ilegalmente cobradas ? Onde está o acesso facilitado às centrais telefonicas para que os outros operadores possam fornecer DSL ? Falando nisso, onde está o DSL ?

    a trafulhice nunca vai parar.

    Mas pelo menos têm flat rate, né ?

    Definitivamente, um bom exemplo de um mercado de telecomunicações. In God and in the market we trust !!! E isto foi escrito por um tipo que quer ir para lá ;-).

    Pois. Porque pode ser uma merda, mas têm flat rate, né ?

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Pardon ? (Pontos:2)
    por Lowgitek em 11-01-02 19:49 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://www.ideiasdigitais.co.pt
    Sinceramente ainda não acredito no que li...

    Achas então que era melhor a Telecom ter uma posição ainda mais dominante do que aquele que já tem e que supostamente já perdeu um pouco ?

    I don't think so...

    O que deveria de haver na minha humilde opnião era o estado ajudar ainda mais os novos operadores com projectos crediveis e atraentes e porque não ate o estado participar em algumas delas e ter alguma voz dentro delas.

    Só assim existiriam condições justas para todos.

    Em relação ao ICP well mudou-se o nome privatizou-se um pouco a coisa vamos a ver se cria algum ruido e boa impressam depois deixem se estar como até então como aqueles tres macacos (o cego o mudo e o surdo).

    Enfim é já quase de começar a perder as esperanças.

    Re:Pardon ? (Pontos:2)
    por mvalente em 11-01-02 20:13 GMT (#22)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    Achas então que era melhor a Telecom ter uma posição ainda mais dominante do que aquele que já tem e que supostamente já perdeu um pouco ?
    I don't think so...

    Me neither. A unica maneira da PT deixar de ter uma posição menos dominante é ter concorrencia e deixar de ser "protegida" pelo Estado.

    O que deveria de haver na minha humilde opnião era o estado ajudar ainda mais os novos operadores com projectos crediveis e atraentes e porque não ate o estado participar em algumas delas e ter alguma voz dentro delas.

    Que tolice. Portanto a melhor maneira de eu ter sucesso com uma pizzaria é meter dinheiro noutra ? Concorrente ? Já agora na mesma rua ?

    Não achas que estás a ser burro ?

    Só assim existiriam condições justas para todos.

    Condicoes justas para todos existirão quando o Estado passar a ser arbitro de deixar de ser também jogador (i.e. sair da PT e liberalizar o mercado). Existirão quando o Estado partir a PT em varias empresas de menor dimensão. Quando, em vez de vender directo à PT o bem publico que é a rede publica de comunicacoes, construida em parte com os nossos impostos, fizer um leilão e vender varias partes a varios interessados. Se nao for pelo bem do Pais, pelo menos que seja pelo "guito". Um leilao renderá bem mais do que a miseria que a PT quer pagar (em tempo de vacas magras; porque será ?) e sempre ajuda a cobrir o "buraco" do orçamento que o Pina Moura, essa "inteligencia suprema" da economia e finanças, arranjou com a historia das mais valias, do IA e outros formatos avulsos de "mamar" mais. Um verdadeiro homem de esquerda, claro.

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Re:Pardon ? (Pontos:2)
    por Lowgitek em 11-01-02 20:34 GMT (#27)
    (Utilizador Info) http://www.ideiasdigitais.co.pt
    "Que tolice. Portanto a melhor maneira de eu ter sucesso com uma pizzaria é meter dinheiro noutra ? Concorrente ? Já agora na mesma rua ?"

    Deixa de ser tolice quando tenho poder de voz nas duas pizzarias e tenha clientes para os dois desde que direccione o mercado como deve de ser e como diz o ditado mais vale com eles do que contra eles portante se tivesse parte nas duas pizzarias e as pizzas fossem ate bem atraentes nas duas e se soubesse gerir bem as duas de forma a que uma nao começasse a comer toda a freguesia da outra mas ouvesse espaço de manobra para as duas e que esse espaço de manobra fosse bem definido pela minha intervenção e que o lucro cá sempre chegasse então não era má ideia.

    Tanto não é má ideia que a hipotese de um cliente entrar ou numa pizzaria minha numa dada rua desde que tivesse vontade de comer pizza ou numa loja ou na outra aumentaria de certeza e seja la onde ele entrasse mataria sempre a minha fome e a dele a minha de lucros e a dele com vontade de sabores novos e atraentes.... (esta a me dar vontade de comer;))

    Cheers

    Elton Machado.
    Re:Pardon ? (Pontos:2)
    por mvalente em 11-01-02 21:28 GMT (#33)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    Tanto não é má ideia que a hipotese de um cliente entrar ou numa pizzaria minha numa dada rua desde que tivesse vontade de comer pizza ou numa loja ou na outra aumentaria de certeza e seja la onde ele entrasse mataria sempre a minha fome e a dele a minha de lucros

    Pois. Tinha era sempre de comer a mesma merda.

    e a dele com vontade de sabores novos e atraentes

    Explica lá porque é que, tendo as unicas 2 pizzarias da zona, com a freguesia bem dividida pelas duas e com o lucro a cá chegar, eu me deveria dar ao trabalho de criar "sabores novos e atraentes".

    Deixa-me adivinhar: por motivos altruistas/colectivistas/socialistas. Ia criar novos sabores, redecorar e para ser um gajo porreiro ainda baixava os preços. Ah, e passava a dar pizzas de graça a quem não pudesse comprar. Tudo isto a bem da sociedade e da igualdade, claro.

    Para pontuação adicional: dar exemplos, com excepcao de Jesus Cristo e da Madre Teresa.

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Re:Pardon ? (Pontos:2)
    por Lowgitek em 12-01-02 14:10 GMT (#58)
    (Utilizador Info) http://www.ideiasdigitais.co.pt
    Só para terminar, que isso ja vai longo :)

    "Explica lá porque é que, tendo as unicas 2 pizzarias da zona, com a freguesia bem dividida pelas duas e com o lucro a cá chegar, eu me deveria dar ao trabalho de criar "sabores novos e atraentes"

    Porque nem todos os consumidores irão gostar de comer sempre a mesma merda e manter a fidelidade a casa em causa.

    "Deixa-me adivinhar: por motivos altruistas/colectivistas/socialistas. Ia criar novos sabores, redecorar e para ser um gajo porreiro ainda baixava os preços. Ah, e passava a dar pizzas de graça a quem não pudesse comprar. Tudo isto a bem da sociedade e da igualdade, claro."

    Como já te disse o objectivo aqui não é perder dinheiro mais aumentar o leque de escolhas assim abargar ainda mais clientes mesmo aqueles que poderão não gostar la muito de massa.

    O que se quer dizer com isso... O que eu quero dizer com isso é que tal como as grandes empresas tais como: Samsung, Daewoo etc etc... tem ós seus produtos de linhas normalmente mas se dão ao luxo de criarem novas marcas com produtos relativamente diferentes e a maioria de vezes mais barato... e porque para perder dinheiro ? Não simplesmente para angariar os clientes que nunca poderiam comprar das suas principais linhas e não terem que se preucupar muito com o estatudo da marca.
    Fazer produtos rascas? Não fazer produtos a medida do cliente e da necessidade.
    Há custos ? Pois claro, mas tb haverá lucros isso se ãs pizzarias em causas não forem unicamente minhas e eu tiver que fazer dinheiro delas todas para sobreviver.

    Ai penso que tenha o mesmo ponto de vista que o teu, não em relação de ideias esquerdistas e de direita, porque não será isso que me preucupa a cor da decisão mas sim uma PT divida e com regras de mercado bem definadas para que qualquer dia vermos que afinal ouve tanto barulho e aqueles que ainda não viram passam a ver que a PT ao inves de perder monopólio não só aumentou a sua teia de acção como de caminho comeu algumas empresas que até poderiam dar algum fruto tal como a Ms faz a todos os seus concorrentes.

    Cumprimentos,

    Elton Machado.
    Re:Pardon ? (Pontos:1)
    por McB em 23-01-02 15:20 GMT (#69)
    (Utilizador Info)
    [...]Tanto não é má ideia que a hipotese de um cliente entrar ou numa pizzaria minha numa dada rua desde que tivesse vontade de comer pizza ou numa loja ou na outra aumentaria de certeza e seja la onde ele entrasse mataria sempre a minha fome e a dele a minha de lucros e a dele com vontade de sabores novos e atraentes.... (esta a me dar vontade de comer;))[...]

    Bolas, não achas que uma pontuaçãozita fazia bem de vez em quando. Independentemente do teu ponto de vista, fazia bem umas "," ";" e afins de quando em quando. Tem que se fazer um esforço hercúleo para ler os teus posts, por muito interessantes que sejam eles!

    Yours,
    McB!
    They told me it need Windows 95 or better, so I chose Linux
    Re:hmmm (Pontos:2)
    por mvalente em 11-01-02 19:29 GMT (#12)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    Vamos continuar num sistema capitalista

    Aonde, aonde ? Diz que eu quero mudar para lá.

    Basicamente deixou de ser publico e passa a privado, é isso?

    E que tal tu e os outros cretinos de "esquerda" (seja lá o que isso for) irem ler a merda do Decreto Lei ao site do ICP antes de mandarem atoardas ?

    E já vos passou pelas debeis mentezinhas que quem fez a mudança de ICP para Anacom (não sei bem para quê, mas desconfio de mudanças manhosas à ultima da hora com um governo de gestão em que o lider se pirou...) foi um governo de "esquerda" ? Daqueles que proteje os "pobres" drogados com "salas de chuto" e que promove o bem estar social com rendimentos minimos garantidos (leia-se: viver à conta dos outros sem fazer nenhum) ?

    Cumprimentos

    Mario Valente (que nem gosta do ICP/Anacom, nem de qq tipo de entidade regulamentar, com excepcao de tribunais, até porque levou com uma multa de 6 mil contos dos ladroes do ICP mas foi com eles para tribunal e só pagou 500, provada que ficou a má fé na atribuição da dita).

    Re:hmmm (Pontos:2)
    por Lowgitek em 11-01-02 20:10 GMT (#21)
    (Utilizador Info) http://www.ideiasdigitais.co.pt
    Discuros típico da direita...

    " Daqueles que proteje os "pobres" drogados com "salas de chuto" e que promove o bem estar social com rendimentos minimos garantidos (leia-se: viver à conta dos outros sem fazer nenhum"

    É obvio que não sou a favor de favorecer aos que não fazem nenhum mas por todos na mesma medida é que sou contra. Talvez a medida tenha pecado por não oferecer outras medidas do genero crie o seu proprio emprego, ajude-se na formação daquelas pessoas etc.. Agora uma coisa é certa veio dar algum folego aqueles necessitados sim os verdadeiros que por algum infortúnio da vida não tenham tido as mesmas hipóteses que as minhas ou que as tuas.

    Ouve abusos? claro como em tudo que há nesse país onde é o próprio estado a dar mau exemplo seja nas contas dos euros seja no aproveitamento dos fundos da CE seja de cor rosa ou a laranjada (ou a cor que quiseres).

    Quem realmente precisava muitas vezes pode ter tido hipoteses de nem sequer ver o tal rendimento minimo a frente? Sim é verdade mais ainda ouve algumas almas com sorte poucas ou muitas algumas, o que faltou foi maior rigor isso sim pecou nisso mas com tanto lobby a puxar o barco ao fundo e dificil o Sr. do leme se manter na rota. Se ouve ratos a fugir antes do barco afundar, acho que os primeiros ratos a sair tinham o rabo virado a direita e foram eles que roeram o fundo do barco para que esse afundasse mais depressa.

    Nesse momento o que menos me preocupa é a cor do próximo governo mas a vontade deste de mostrar serviço e mostrar que pode ser diferente mesmo quando todas as conjuturas são contrárias.

    Tempos dificeis para todos? Bom talvez isso anda tudo atribulado talvez se não andassemos a desperdiçar tanto em auto-estradas (não digo que não sejam precisas) mas apostassemos mais em educação sáude e melhoramentos a nível do comercio e da criação de empresas com medidas que não penalizassem tanto os pequenos mas que dessem mais hipóteses a todos, talvez agora estaríamos mais descançados, mas não ainda não é totalmente tarde para recuperar o atraso nem muito menos impossível mas é preciso trabalhar depressa.

    Foi por culpa da cor do governo... Dirão alguns, sim e não para mim acho mais culpa da compania escolhida e por uma oposição com pouca capacidade de resposta mais interessada nos seus problemas internos ou quem iria ficar no cargo da mama da próxima vez.

    É preciso mudar não só a cor mais sim as mentalidades e em todos os lados!

    My cent
    Re:hmmm (Pontos:2)
    por mvalente em 11-01-02 22:00 GMT (#35)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    Discuros típico da direita...

    Define "direita", por favor.

    É obvio que não sou a favor de favorecer aos que não fazem nenhum mas por todos na mesma medida é que sou contra. Talvez a medida tenha pecado por não oferecer outras medidas do genero crie o seu proprio emprego

    Para tua informacao o IEFP permite que quem está em subsidio de desemprego levante 1 ano de subsidio para criacao de uma empresa. Poucos o fazem.

    Casos há em que o "pobrezinho" desfavorecido vai trabalhar por alguns meses num sitio arranjado pelo IEFP e arranja maneira de ser despedido para poder ir mais X tempo para o fundo de desemprego.

    O rendimento minimo facilita-lhes ainda mais a vida.

    Bom talvez isso anda tudo atribulado talvez se não andassemos a desperdiçar tanto em auto-estradas (não digo que não sejam precisas) mas apostassemos mais em educação sáude

    Qual apareceu primeiro, o ovo ou a galinha ?

    A melhoria das condicoes sociais resulta da melhoria das condicoes economicas ou são as melhores condições socias que resultam em melhores condicoes economicas ?

    Embora haja argumentos teoricos a favor de uma e de outra, a Historia prova o que é que é real, pratico e efectivo.

    Cumprimentos

    Mario Valente

    Re:hmmm (Pontos:2, Esclarecedor)
    por Matagal em 12-01-02 10:47 GMT (#54)
    (Utilizador Info)
    Sem querer meter achas na fogueira, um cretino de "esquerda" é o mesmo que um cretino de "direita", ou seja um cretino. Quanto a nível político há muito que as ideologias foram substituidas e em Portugal os últimos partidos que passaram pelo poder pertencem ambos à corrente da social democracia que é uma mistura de ideais sociais com economia de mercado (penso que nem direitas nem esquerdas são para aqui chamadas). Para ver um claro debate de ideias esquerda-direita atente no debate Miguel-Paulo Portas que passou na SIC pela ocasião das últimas autárticas, onde poderia ter visto a defesa de uma política de esquerda que tenta atacar o mal pela raíz contra uma política estético-repressiva (à la Mayor de Nova York) que embora muitas vezes necessária não resolve os problemas a longo prazo nem melhora os valores das pessoas que é o que interessa. Uma última questão, as salas de chuto ou outro acesso controlado à droga. Não tá provado em lado nenhum que aumente o consumo e tem nítidas vantagens de higiene (também para quem não se droga), de rastreio e tratamento da toxicodependência. É claro que uma "sala de chuto" não é apenas um local para o pessoal ir dar a pica. Apetecia-me ser tão agressivo como tu no primeiro post e dizer-te para ires ler a m#$%# que quiseres e informares-te melhor, vê o exemplo de Espanha. Não voltarei mais a este assunto. Quanto ao ICP é evidente que fede um bocado como quase tudo que tem algum poder neste país. Sem mais, Vasco Soares
    Re:hmmm (Pontos:2)
    por Lowgitek em 12-01-02 14:28 GMT (#59)
    (Utilizador Info) http://www.ideiasdigitais.co.pt
    "Para tua informacao o IEFP permite que quem está em subsidio de desemprego levante 1 ano de subsidio para criacao de uma empresa. Poucos o fazem."

    Essa é famosa é pena que só sirva para alguns...
    E sabes porque que não o fazem? (não digo a todos) Porque:

    1º São mau informados pelos incompetendes que lá estão
    2º Quando o fazem a maioria e levada a desistir puramente quando ve que os apoios afinal são uma grande miragem e aqueles que tem realmente a (sorte?) de os receberem vê se o que se fazem com eles. Ou uma das duas ou os metem pro bolso ou desaparecem para mas tarde pedirem mas algum apoio para uma fundação de nome novo...

    Enfim mas o que se discute é o ICP e não as politicas dos Senhores Guterres e compania vs Oposição.

    A flat-rate até nem pode ser fonte de rendimento e até nem pode ser boa para o consumidor se formos fazer bem as contas conforme aqui ja foi provado, mas o que o povo pede são condições, e tal como diz la o outro de barrancos "não há condições... "

    Eu quero é condições a preços de gente, não me interessa qual o operador ou qual o tipo de linha ou estrutura utilizada eu quero é soluções a preços razoáveis e tal como tu já o disseste e o penso que tenha sido o Xeon, só haverá condições quando houver loocaloop é direito de acesso ao mercado como deve de ser aos outros operadores.


    Re:hmmm (Pontos:1)
    por BuBbA em 11-01-02 23:53 GMT (#50)
    (Utilizador Info) http://www.BuBix.net
    Quem é que aqui é de esquerda? Alias, onde raio foste buscar isso? Daqui a nada também vamos discutir clubes futebolisticos?! O que interessa é o ICP, e isso não implica necessariamente política.
    A flat-rate esta' onde sempre devera' estar ... (Pontos:2)
    por xeon em 11-01-02 23:01 GMT (#41)
    (Utilizador Info) http://pthelp.org
    ... na gaveta de um burocrata qualquer.

    A flat-rate e' um buraco.
    PERIOD.
    Nenhum ISP que queira continuar a se-lo se vai meter em flat-rate.
    PERIOD.

    O problema nao e' esse.
    O problema continua a ser que a PT faz e desfaz e ninguem (nem o ICP) faz nada (veja-se o caso da Maxitel, por exemplo... which brings me to a known marketing sentence: "a sua operadora de internet deixou-o a falar sozinho ? ").

    O problema e' que a PT tem a vida superfacilitada porque e' a unica operadora com acesso ao localloop como quer e lhe apetece, limitando (logico...) o mercado aos precos que lhe da' na gana.
    Ou achas que as outras operadoras vao poder competir com a PT enquanto a PT for o monopolio (sim, leram bem, o MONOPOLIO) que e' (e vai continuar a ser, pelo que se ve ... ) ??

    Nao me lixem.
    Parem la' com a treta do flat rate e pecam mas e' o acesso de forma igualitaria ao localloop para TODAS as operadoras (ou seja, a PT pagar a "alguem" (que nao um departamento da PT ...) pelo acesso ao LL da mm forma que todos os outros. Que tal o $ resultante do LL reverter para os Hospitais ? Podia ser que acabassem com a infame "Taxa Moderadora"... )

    "Talvez" assim a PT deixe de ser monopolista e passe a haver, de facto, um mercado de iguais oportunidades.

    --
    We're born naked, wet and hungry. Then things get worse.
    Re:A flat-rate esta' onde sempre devera' estar ... (Pontos:1)
    por Maeglin em 11-01-02 23:54 GMT (#51)
    (Utilizador Info)
    "Parem la' com a treta do flat rate e pecam mas e' o acesso de forma igualitaria ao localloop para TODAS as operadoras (ou seja, a PT pagar a "alguem" (que nao um departamento da PT ...) pelo acesso ao LL da mm forma que todos os outros"

    Agree. Já agora se a memoria não me falha deveria ser em janeiro de 2002 que o localloop passaria a ser controlado por uma entidade independente e que finalmemte os cliente das outras empresas deixavam de pagar assinatura á PT


    "Nasci careca, nu e sem dentes. O que vier, é lucro!"

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]