gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
TVCabo interactiva falha rotundamente
Contribuído por mvalente em 25-11-01 0:23
do departamento beta-testers
Televisão Devils_Advocate escreve "Segundo este artigo no Publico, a TVCabo interactiva falha rotundamente, conseguindo até agora apenas 2500 pagantes, longe dos 100,000 que desejava até ao fim do ano.
Parece que querem sacudir a água do capote, e quem diria, até largar as maiores culpas em cima da tecnologia, neste caso, a Microsoft e a Octal/Novabase.
Já sei que a culpada aqui no Gildot também será a tecnologia Microsoft, mas pessoalmente acho que o maior fracasso não se deve a isso. Eu interessei-me bastante pelo projecto mas quando vi o modelo de negócios, ou seja, o plano de preços das mensalidades e equipamentos, desisti dos meus planos de desenvolver para esta plataforma. Não lhe antevi grande futuro. Cobrar 1500$ por mês só para TVDI, mais a mensalidade da Box, e com Internet de borla só para 6 meses, tendo que se pagar um extra a partir daí não fazia sentido. Primeiro porque quem tem bidirecionalidade, a investir será fundamentalmente no serviço netcabo, disfrutando de Internet a sério. E aqui não estou a ver ninguem a investir no cable modem, na mensalidade do serviço netcabo e depois também investir na settopbox.

O grande erro da TVCabo foi não compreender que quem tem dinheiro para estas coisas, vai optar pela Netcabo. E se o serviço era dirigido aos mais "pobres", sem computador, aí então cometeram um erro grosseiro, pois esse mercado não existe. A única viabilidade deste serviço é para mim a TVDI ser um extra do serviço netcabo, e a settopbox ser única na casa dos clientes, servindo de settopbox para o televisor e de cablemodem para o PC. Mas na TVCabo parece que ninguém vislumbrou isto, e agora é fácil atirar culpas para a Microsoft. "

Vulnerabilidades no SSH1 @ .PT | Problemas sérios no Kernel 2.4.15 / 2.5.0  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • artigo no Publico
  • Mais acerca Televisão
  • Também por mvalente
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    O erro não é esse (Pontos:3, Interessante)
    por jneves em 25-11-01 1:52 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://silvaneves.org/
    O verdadeiro problema é cultural. Primeiro, a televisão é um instrumento social. Eu posso chegar a uma sala e estar a ver o mesmo programa que o resto da minha família. A televisão interactiva limita um acto comum à interacção com uma só pessoa. Todos já tivémos a experiência de ter alguém com um comando na mão a mudar incessantemente os canais sem qualquer controlo da nossa parte e essa situação não é agradável, pois não ?

    Em segundo lugar está o modelo de acesso à informação. A televisão é um dispositivo push, ou seja, vemos o que nos mandam e a nossa escolha está limitada por um conjunto de canais de simples acesso. A iTV apresenta uma mistura de push e pull. Já a mistura em si confunde (eu tenho de procurar informação mas só dentro do conjunto que me oferecem ?). Mas a saída de um modelo de push para um modelo que inclui pull implica que para o utilizador/cliente tem de ter alguma vantagem óbvia à partida.

    Alguém me explica qual é a vantagem de ter mais uma caixa em casa, mais uma mensalidade e um conjunto de serviços que, tanto quanto assisti, se limitam a tentar vender ao utilizador/cliente mais coisas ? Alguém acha que pagar para poder gastar mais dinheiro é a base para um modelo de negócios sustentável ?

    Re:O erro não é esse (Pontos:2)
    por bgravato em 25-11-01 2:29 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    Os portugueses não são muito dados a modernices e são um bocado forretas, ao contrário dos americanos que pensam "se o vizinho tem eu também tenho que ter" mesmo que não saibam para que raio aquilo serve.

    O erro é pensarem que cá as coisas são iguais. Os portugueses têm um pensamento mais parecido com: "Mas para que raio serve isso? Serve para alguma coisa? Então se não serve não quero isso para nada, deve ser mais alguma coisa só para 'chular' mais dinheiro, e deve avariar logo, não quero nada disso".

    Normalmente quem se interessa mais por este tipo de tecnologias são os mais jovens (aqueles que ainda não têm poder de compra), mas os pais (os que têm o poder de compra) dizem logo que eles estão malucos que não vão gastar dinheiro com essas parvoíces.

    Estes fiascos devem-se muitas vezes ao facto de quem investe nestas tecnologias nunca ter em conta o factor sócio-cultural da nossa comunidade e esquecer-se que lá porque isto resultou noutro país qualquer, não quer dizer que aqui a moda também pegue...

    Cumprimentos,
    Bruno Gravato.


    Re:O erro não é esse (Pontos:2)
    por grumbler em 25-11-01 10:21 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    A tecnofobia não é bem assim. Se existem coisas que as pessoas encaram como um beneficio elas aderem. Senão segundo a tua lógica de raciocinio os telemóveis em Portugal nunca teriam tido o crescimento que tiveram. O problema aqui nem é uma questão sócio-cultural parece-me.. é mais a questão de "para que raios eu quero isso"?

    não quer dizer que aqui a moda também pegue...

    Se a memória não me falha este era um projecto piloto onde pela primeira vez a nível mundial se iriam utilizar as settop boxes com o Microsoft TV...

    --
    What, Me Worry?

    Re:O erro não é esse (Pontos:2)
    por Castanheiro em 25-11-01 15:41 GMT (#8)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/users/fdc10056
    Na minha opinião a problemática dos telemóveis é ligeiramente diferente. Se há muitas pessoas que fazem dele um instrumento de trabalho, se calhar 70% das pessoas que têm telemovel usam-no apenas para fazer showoff, para se exibirem, se o meu amigo tem um nokia xpto eu tenho um siemens xpto2 gts que até dá para tirar descafeinados e lava a loiça sozinho apesar de eu não fazer puto de ideia de como é que isso se faz. É a problemática de "O meu é maior que o teu". Quanto à TVi as coisas são diferentes, não é uma coisa que se possas mostrar ao amigo, ou não é nada q se mostre á míuda que se conheceu na discoteca xpto para impressionar, e têm que concordar cmg, há muitaaaaaa gente que compra determinadas coisas só para mostrar que tem, para impressionar, pq muitas das vezes nem precisa, nem sequer sabe tirar partido do que tem. A somar a isto tudo, na minha modesta opinião, a TVi ainda não oferece nada que justifique o que custa.
    Re:O erro não é esse (Pontos:2)
    por grumbler em 25-11-01 16:57 GMT (#10)
    (Utilizador Info)
    Mas só vens reforçar aquilo que disse. As pessoas não aderiram á TVDI não por serem tecnofóbicas ou não, mas sim porque não viram interesse nenhum na coisa. Eu não diria que sou tecnofóbico (até pelo contrário :-)) e sinceramente não vi o minimo interesse de aceder a uma plataforma cujo valor acrescentado para mim era zero.

    --
    What, Me Worry?
    Re:O erro não é esse (Pontos:1)
    por Airegin em 25-11-01 20:02 GMT (#12)
    (Utilizador Info)

    Não creio que seja isso. A questão é que TVDI, no estado actual, não oferece nada de novo e de útil. Oferece apenas mais umas mariquices. A vender mariquices não se vai longe, a menos que seja no Japão.


    Airegin
    A culpa é do outro (Pontos:2, Esclarecedor)
    por SUp3rFM em 25-11-01 13:06 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://phalanx-ut.com
    Dizer que a culpa é da MS, da Octal, da Novabase, ou do raio que os parta, é uma fuga demasiado fácil para encarar um facto que é aparentemente simples.

    A TV Interactiva é CARA. E, quando assim for, esqueçam a massificação. Até porque os conteúdos até agora existentes são perfeitamente redundantes, sem trazer qualquer mais-valia palpável.

    A minha anterior assinatura era ainda pior que esta.

    Re:A culpa é do outro (Pontos:2)
    por TarHai em 25-11-01 13:38 GMT (#6)
    (Utilizador Info) http://www.dilbert.com
    Sempre achei preocupante o optimismo do grupo PT acerca disto. Das duas uma, ou eles ja sabiam que ia estoirar e tudo isto foi para extorquir $$$ a M$ ou para honrar compromissos, ou entao eles *acreditavam* mesmo que as pessoas se iriam entusiasmar pelo produto e pagar por isso.


    ---
    Re:A culpa é do outro (Pontos:1)
    por gggm em 25-11-01 15:35 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    Eles de certeza que ja sabiam o que iria acontecer, não acredito que sejam incompetentes a esse ponto.... até porque, tal como vinha no artigo, eles nunca houve uma verdadeira campanhã de marketing em relação a tv-interactiva (eu pelo menos nunca me apercebi...), eles provavelmente ja sabiam que, tal como estava, o projecto estava condenado a partida...
    Re:A culpa é do outro (Pontos:2)
    por TarHai em 26-11-01 11:29 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://www.dilbert.com
    Entao para que faze-lo?
    ---
    Re:A culpa é do outro (Pontos:1)
    por gggm em 26-11-01 20:41 GMT (#16)
    (Utilizador Info)
    A questão é que, o nível de portugal, isto, neste modelo iria falhar de certeza, mas este era, penso que ainda seja, um projecto pioneiro a nível mundial, ou seja, mesmo que o projecto falha-se em portugal, se eles tivessem conseguido fazer uma boa plataforma a nível tecnológico, poderiam vir a lucrar muito com isso em outros paises, neste caso não seria tanto a tv-cabo, mas mais a microsoft que desenvolveu o software, a octal que desenvolve o hardware.

    O projecto tinha que ser testado, quer de uma maneira quer de outra, secalhar portugal foi o pais com custos mais baratos, que eles encontraram para fazer os testes...
    Re:A culpa é do outro (Pontos:2)
    por TarHai em 26-11-01 21:22 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://www.dilbert.com
    Ja nao me lembro exactamente onde li isto. Creio q foi um comentario ironico sobre o custo incomportavel das drogas para a sida para os paises do 3o mundo.

    Do ponto de vista das companhias farmaceuticas:

    paises do 3o mundo servem para armazenar e fabricar grandes quantidades de substancias toxicas

    paises do 2o mundo fabricam o resto e fazem testes clinicos

    paises de 1o mundo embalam e comercializam o produto final.

    ---
    Re:A culpa é do outro (Pontos:1)
    por gggm em 26-11-01 22:12 GMT (#19)
    (Utilizador Info)
    infelizmente uma triste realidade...
    TV interactiva (Pontos:0, Esclarecedor)
    por Anonimo Cobarde em 25-11-01 13:29 GMT (#5)
    Concordo com o ponto de vista anterior. Alem do mais ainda não existe nenhum caso de sucesso de TV Interactiva em nenhuma parte do mundo, pelas várias razões apontadas. A TV Int. é para países mais ricos ou para substituir outro tipo de serviços. Neste caso nada disso acontece.
    TV + PC != TVi (Pontos:2)
    por CrLf em 25-11-01 15:57 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/~cer09566
    Há uma coisa importante que tem de ser entendida, a falta de interactividade é a maior vantagem e a maior responsável pelo sucesso da televisão. As pessoas gostam de chegar a casa ligar a TV e depois deixá-la a funcionar sem que isso impeça que se dediquem a outras tarefas (entre as quais adormecer no sofá com o comando na mão). A TV é na maior parte das vezes simplesmente um objecto decorativo. Vai funcionando e quando der alguma coisa de jeito olha-se para lá, o que apenas exige virar a cabeça e nada mais.
    Na realidade quando se quer a tal interactividade o PC é o intrumento preferido e a TVi é apenas algo que é mais do que a TV mas menos do que um PC. Este é daqueles casos que cada macaco no seu galho, não se pode lavar pratos com o mesmo instrumento com que se lavam sanitas.

    -- Carlos Rodrigues
    Janeiro ? (Pontos:2)
    por MavicX em 25-11-01 17:15 GMT (#11)
    (Utilizador Info)
    "Na sequência da divulgação do número reduzido de clientes que o serviço de Televisão interactiva angariou até este momento, a PT Multimédia vem agora reforçar a sua intenção de o "massificar comercialmente" a partir de Janeiro de 2002."

    Podem ver o resto do artigo em http://tek.sapo.pt/4O0/293115.html
    culpados?! (Pontos:3, Engraçado)
    por higuita em 26-11-01 3:54 GMT (#13)
    (Utilizador Info) http://raff.fe.up.pt/~eq92025/
    para mim o problema e' que a ITV e' uma coisa inutil (pronto, ta' bem, pouco util) tal como o wap...

    sim, serve para fazer umas coisas, mas se existem outras que fazem o mesmo e melhor, porque razao usar uma mais foleira e menos pratica?!

    e se ainda fosse barata, era um brinquedo giro e ainda se vendia, mas cara com e' (sao, se contarmos com o wap)
    a unica saida que eu podia ver para ela e' mesmo o pessoal fanatico pelo futebol, para poder mudar os angulos, mas mesmo assim tenho duvidas que eles mantivessem o sistema durante muito tempo (afinal a diferenca nao e' muita e o angulo "padrao" escolhido pelo emissora e' quase sempre o melhor)

    Higuita
    Re:culpados?! (Pontos:1)
    por vfp em 26-11-01 10:26 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    a unica saida que eu podia ver para ela e' mesmo o pessoal fanatico pelo futebol, para poder mudar os angulos, mas mesmo assim tenho duvidas que eles mantivessem o sistema durante muito tempo (afinal a diferenca nao e' muita e o angulo "padrao" escolhido pelo emissora e' quase sempre o melhor)

    Não confundas televisão digital com tvi. Na televisão digital é que podes mudar angulos, ver filmes on-demand, etc. A TVI apenas te permite navegar na web. Até à televisão digital ainda vamos ter que esperar uns anitos...
    Re:culpados?! (Pontos:1)
    por TheLarch em 26-11-01 22:10 GMT (#18)
    (Utilizador Info)
    Engana-se. A verdadeira vantagem da TVi é mesmo o facto de se tratar de uma plataforma digital - nem poderia ser de outra forma (baseado no mesmo DVB actualmente utilizado nas emissões via satélite - como o chamado "serviço digital" da TV Cabo e a futura TDT: Televisão Digital Terrestre), o que elimina parte dos "problemas técnicos" que os clientes da TVCabo têm com a recepção da maioria dos canais (já contou quantos deles são realmente transmitidos em stereo?). Para quem simultaneamente deseja aceder aos canais premium, troca a "popular" TVBox por outra caixa com funcionalidades acrescidas, como um leitor de DVD e a possibilidade de gravar as emissões televisivas no disco rígido incluído (penso que só em algumas versões...). No entanto, tal como acontece a quem tem TVBox, só o televisor a que estiver ligada, tem acesso a essas funcionalidades... Posto isto, a mim a TVi também não convence, no entanto, a avaliar pela maioria dos posts, o maior problema parece-me mais uma vez ter sido o de comunicação. mesmo na Comunicação Social houve muito mais especulação do que informação sobre este serviço. Infelizmente não me surpreendeu...
    Re:culpados?! (Pontos:1)
    por Devils_Advocate em 26-11-01 22:19 GMT (#20)
    (Utilizador Info)
    A proposito, como andam as coisas com o consórcio que vendeu a TVDT ? Não era suposto irmos sabendo de algumas novidades ? Se não me engano têm que iniciar as transmissões até 31 de Julho.

    Preciso de comprar um televisor novo, e não me atrevo pois queria comprar uma boa máquina. Nas lojas dizem-me que os televisores são compativeis, através da set top box, o que é correcto, mas penso que se vierem com o sintonizador digital como as que a Sony está a vender em UK será melhor, não ?

    Alguem sabe alguma novidade sobre isto ?
    Re:culpados?! (Pontos:1)
    por TheLarch em 27-11-01 20:54 GMT (#22)
    (Utilizador Info)
    Só sei que uma "set-top box é SEMPRE uma solução de compromisso. Por isso, se tiver possibilidades de adquirir um televisor com suporte nativo, terá melhores resultados, para além de dispensar as "caixas pretas" dos operadores.
    A minha noção de TV Interactiva: (Pontos:1)
    por Endymion em 27-11-01 16:20 GMT (#21)
    (Utilizador Info)
    Um PC com placa de video 3d e recepção de TV..

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]