gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Mandrake aposta no mercado dos jogos
Contribuído por BladeRunner em 19-11-01 18:10
do departamento eu-cá-já-não-tenho-há-muito-tempo
Jogos manuel silva escreve "A distribuição Mandrake, no seu pacote Gaming Edition, vem agora com o jogo The Sims (para Linux). Além disso, a empresa afirma que é possível correr alguns jogos Windows(R) sem problemas. Assim sendo, é cada vez menos necessário ter dois sistemas na mesma máquina, um deles apenas para jogos. Agora que o KOffice parece suficientemente maduro para que pensemos nele como uma alternativa ao pesado StarOffice, o que mais será preciso para deixarmos de ter o Windows(R) a ocupar espaço precioso em disco? "

Porque falamos de Software Livre | As nossas maquinas :)  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Linux
  • manuel silva
  • Gaming Edition
  • Mais acerca Jogos
  • Também por BladeRunner
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Wine (Pontos:1)
    por NokiaMan em 19-11-01 21:25 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    Imagine-se uma coisa: se o WINE consegisse ficar 100% compativel com o Windows(era bom...) e a microsoft na versão seguinte do windows decidice enfiar lá código para as aplicações não funciorarem no wine, era o possivel a GNU(ou os gajos do wine) porem a m$ em tribunal por isso? mesmo que os programas fossem dela(ms-office,ie,etc) PS-porem em tribunal, claro que podiam mas será que tinham ipótese?
    ------------------------------ - BigBrother is Watching You - ------------------------------
    Re:Wine (Pontos:3, Informativo)
    por Lamego em 19-11-01 21:51 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    Apesar de não ter grande conhecimento sobre a legislação americana, duvido que as leis anti-monopolistas permitam esse tipo de "funcionalidades" (na eventualidade de ser provado que existem é claro)
    Re:Wine (Pontos:3, Esclarecedor)
    por CrLf em 20-11-01 0:33 GMT (#6)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/~cer09566
    Imagine-se uma coisa: se o WINE consegisse ficar 100% compativel com o Windows(era bom...) e a microsoft na versão seguinte do windows decidice enfiar lá código para as aplicações não funciorarem no wine, era o possivel a GNU(ou os gajos do wine) porem a m$ em tribunal por isso?(...)

    Se esse código fosse aumentos de funcionalidade bem (pelo dicionário microsoft) documentados mas dificeis de implementar então a Microsoft estaria no seu direito, os tipos do WINE simplesmente teriam de se amanhar.

    -- Carlos Rodrigues
    Logica (Pontos:1)
    por raxx7 em 20-11-01 13:31 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://raxx7.no.sapo.pt/
    Se o Wine fosse 100% compativem com o Windows e a Microsoft enfiasse código nas aplicações para elas não funcionarem no Wine, então também não iriam funcionar no Windows com o qual o Wine é 100% compatível.

    Remember to be the Killer, not the Victim! (Nuklear Girl)
    Re:Wine (Pontos:2)
    por Strange em 20-11-01 14:00 GMT (#18)
    (Utilizador Info) http://strange.nsk.yi.org/

    Há uns anitos a IBM, a Lotus e outras companhias juntaram-se, pegaram em muitas aplicações existentes para Windows (delas e não só) e criaram uma lista das funções usadas. Depois queriam que o governo forçasse a Microsoft a manter essa API de modo a que esta não pudesse fazer o que descreves. Pouco depois, apareceu o Win95. :)

    De qualquer modo, sempre foi no interesse da Microsoft manter a compatibilidade com as aplicações já existentes, para poder abranger todo o mercado possível (e poder vender upgrades).

    E também seria impossível a Microsoft enfiar no Windows código para que aplições não dela não funcionassem no Wine, pois o Wine não usa o Windows (embora tenhas a possibilidade de usar), e de qualquer modo a Microsoft teria que alterar todas as aplicações existentes para que continuassem a funcionar no novo Windows.

    E depois finalmente, não muito depois, uma nova build do Wine apareceria já com suporte esse código escondido... Afinal, se já chegou ao estado actual apenas com reverse-engineering, o que seria mais umas linhas de assembly?...

    hugs
    Strange

    não me parece assim tão simples (Pontos:3, Interessante)
    por André Simões em 19-11-01 23:03 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://hesperion.catus.net
    Deixem-me fazer um bocadinho o papel de advogado do diabo. Não uso o PC para jogos, apenas para trabalho, por isso a questão do joga-não-joga é-me indiferente. Já a questão do software office diz-me bastante. É verdade que o koffice atingiu já uma certa maturidade, mas parece-me ainda bastante longe de um star office ou de um office da MicroShit. Mais: se é verdade que se pode fazer quase tudo com o kwrite ou com o starwriter, não é menos verdade que (infelizmente) a esmagadora maioria das pessoas usa as coisas da MicroShit. O resultado é que quando alguém escreve e distribui documentos com determinado grau de elaboração para várias dezenas de pessoas (é o meu caso) tem de os fazer no office do Gates, sob risco de as coisas chegarem estropiadas aos receptores.
    Talvez seja nabice minha (não excluo a hipótese), mas o ano passado experimentei fazer no staroffice algumas das fichas que distribuo diariamente aos meus alunos via internet. O resultado foi que em mais de 80% dos casos o resultado final eram linhas desalinhadas, parágrafos comidos, etc. Os alunos queixavam-se, eu fiz a experiência na minha máquina e era mesmo assim. Tudo muito bonitinho do staroffice, mas tudo muito esborratado no office. Que fazer? Não posso obrigar os meus alunos a mudarem de SO. E, convenhamos, ainda não dei com nenhuma suite office em LINUX que batesse o office da MicroShit. Custa-me dizê-lo, mas é verdade.
    Também é verdade (e mais uma vez pode ser nabice minha) que para questões muito técnicas ainda não há solução em LINUX. Exemplo: lido com alguma frequência com textos em grego clássico. Para isso não me basta a fonte symbol, pois o grego clássico tem uma série de acentos e sinais que não existem na symbol. En windows o problema resolve-se mediante variadíssimas fontes, disponíveis para download. E em LINUX? Acredito que haja solução, mas desconheço-a e agradecia encarecidamente que ma revelassem. O mesmo vale para textos latinos, que em determinadas circunstâncias requerem sinalefas inexistentes nas fontes de que disponho em LINUX.
    Há uns meses dizia eu a um professor da minha área, da Universidade de Santiago de Compostela, tão entusiasta como eu do LINUX ou mais, que estava pronto para apagar o windows do meu PC, ao que ele me respondeu "ai sim? e depois como usas o editor X e as fontes Y?". Balbuciei como resposta "sempre temos o wine", e ele despachou-me com um "é verdade, mas eu cá quando é para correr coisas em windows uso o windows, sempre preferi o autêntico às imitações". E com esta fiquei sem resposta.

    Moral da história: para quê diabolizar um sistema operativo e colocar nos altares outro, quando o ideal é aproveitar o que cada um tem de bom (ainda que no caso do windows seja muito pouco o que tem de bom)? E para quê usar emuladores, quando se pode usar o original?
    Omnia aliena sunt: tempus tantum nostrum est. (Séneca)

    Re:não me parece assim tão simples (Pontos:2, Esclarecedor)
    por gggm em 20-11-01 0:19 GMT (#4)
    (Utilizador Info)
    Não concocordo quando dizes "para que usar emuladores quando se pode usar o original".

    O que é que acontece a maior parte das pessoas, não conseguem, tal como tu, pela razão x ou y, fazer tudo o que fazem com windows, no linux, por isso, é como é muito chato andar sempre a fazer reboots ao sistema, normalmente fica-se pelo windows, eu pelo menos ficava, se calhar é defeito meu...

    Penso que existe ai uma pequena confusão em relação aos emuladores, no teu caso, e pelas tuas palavras deduzo que gostas mais do ambiente de trabalho do linux que do windows, mas preferes trabalhar com o office da M$ em vez do star office, então porque não juntar o útil ao agradavél e trabalhar no office da M$ no ambiente de trabalho do linux?? Muito bom não é, e sem reboots:)

    Mas se fazes mesmo questão de usar o office da M$ no windows, tens sempre, e recorrendo novamente a emulação, o vmware, que te permite trabalhar tanto com windows, como com linux, se ser necessario fazer reboot.
    Re:não me parece assim tão simples (Pontos:2)
    por André Simões em 20-11-01 23:18 GMT (#27)
    (Utilizador Info) http://hesperion.catus.net
    Sim, tens razão na questão dos reboots, não tinha pensado nisso.
    Omnia aliena sunt: tempus tantum nostrum est. (Séneca)
    Re:não me parece assim tão simples (Pontos:2)
    por CrLf em 20-11-01 0:28 GMT (#5)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/~cer09566
    (...)Talvez seja nabice minha (não excluo a hipótese), mas o ano passado experimentei fazer no staroffice algumas das fichas que distribuo diariamente aos meus alunos via internet. O resultado foi que em mais de 80% dos casos o resultado final eram linhas desalinhadas, parágrafos comidos, etc.(...)

    A resposta é fácil, chama-se PDF. Não tenho agora o staroffice à mão para experimentar mas se não der para exportar para PDF sempre se pode imprimir para ficheiro e depois usar o "ps2pdf". (A não ser que seja suposto os alunos editarem as fichas). Outra opção é exportar para RTF.

    (...)En windows o problema resolve-se mediante variadíssimas fontes, disponíveis para download.(...)Há uns meses dizia eu a um professor da minha área, da Universidade de Santiago de Compostela, tão entusiasta como eu do LINUX ou mais, que estava pronto para apagar o windows do meu PC, ao que ele me respondeu "ai sim? e depois como usas o editor X e as fontes Y?".(...)

    Em Linux resolve-se exactamente da mesma maneira, basta instalar as mesmas fontes (TrueType) que se usam no Window$. Todas as distribuições recentes as suportam (eu por exemplo tenho instaladas várias dezenas de fontes TrueType, entre as quais as que vêm com o Window$). No caso do RedHat (7.2) por exemplo, basta sair do X, copiá-las para "/usr/share/fonts/default/TrueType", apagar os ficheiros fonts.dir e. fonts.scale que existem nesta directoria e reiniciar o xfs (/etc/init.d/xfs restart). Voilá!

    (...)sempre temos o wine", e ele despachou-me com um "é verdade, mas eu cá quando é para correr coisas em windows uso o windows, sempre preferi o autêntico às imitações".(...)

    Tem muita razão sim senhor! O wine é coisa que não polui a minha máquina, o Window$ é muito melhor a correr aplicações Window$ do que o wine. Além disso considero-o um desprestígio para o Linux, este tem de se impôr pelos seus próprios méritos e não por emulações (sim eu sei, Wine Is Not an Emulator) ranhosas de SOs defeituosos.

    (...)Moral da história: para quê diabolizar um sistema operativo e colocar nos altares outro, quando o ideal é aproveitar o que cada um tem de bom (ainda que no caso do windows seja muito pouco o que tem de bom)? E para quê usar emuladores, quando se pode usar o original?

    Diabolizar o Window$, sempre! Se há uma alternativa no Linux, prefiro-a quase sempre (não me importo de perder algumas funcionalidades duvidosas). Quanto aos emuladores, concordo plenamente.

    -- Carlos Rodrigues
    Re:não me parece assim tão simples (Pontos:2)
    por André Simões em 20-11-01 23:15 GMT (#26)
    (Utilizador Info) http://hesperion.catus.net
    Obrigadíssimo pelos esclarecimentos! Afinal era mesmo nabice minha hehehe! Vou já experimentar isso (as fontes)!
    Omnia aliena sunt: tempus tantum nostrum est. (Séneca)
    Re:não me parece assim tão simples (Pontos:2)
    por Gamito em 20-11-01 10:59 GMT (#13)
    (Utilizador Info)
    Solução: fontes True Type em X e Acrobat Reader para os alunos.

    Mário Gamito
    "Make everything as simple as possible... but not simpler"
    Albert Einstein
    Re:não me parece assim tão simples (Pontos:1)
    por slug em 20-11-01 14:07 GMT (#19)
    (Utilizador Info)
    xpdf ! ;)

    infelizmente grande parte da população informatizada olha um pouco de lado para os .PDF...

    quando recebo um .DOC em anexos e quando tenho interesse e paciência no assunto, respondo sempre a pedir o documento em formato PDF e normalmente tenho sempre a simpatia de quem está do lado de lá.

    se toda a gente fizesse pressão...

    Re:não me parece assim tão simples (Pontos:2)
    por André Simões em 20-11-01 23:23 GMT (#28)
    (Utilizador Info) http://hesperion.catus.net
    O problema dos pdf (e respondendo também ao Gamito e aos restantes que o sugeriram) é que é realmente o ideal para quem tem um mínimo de à-vontade em termos informáticos, mas é (acreditem) um quebra-cabeças pedir a alunos de letras que mal sabem abrir o word (a generalidade) que façam o download do acrobat reader (ainda é grandote) e o instalem. Mas é uma boa hipótese, vou experimentar, a ver como reagem os meus meninos! Muito obrigado a todos pelos esclarecimentos!
    Omnia aliena sunt: tempus tantum nostrum est. (Séneca)
    Re:não me parece assim tão simples (Pontos:2)
    por chbm em 21-11-01 0:11 GMT (#29)
    (Utilizador Info) http://chbm.nu/
    A última vez que o Acrobat deixava um icone todo bonito numa das barras do word. Era só carregar e pooof aparecia um pdf. Não é assim ?
    Re:não me parece assim tão simples (Pontos:2)
    por André Simões em 21-11-01 21:42 GMT (#33)
    (Utilizador Info) http://hesperion.catus.net
    Isso é o programa completo, comercial e bem pago. O reader, o gratuito, não faz isso!
    Omnia aliena sunt: tempus tantum nostrum est. (Séneca)
    Como diz o ditado: A necessidade aguça o engenho (Pontos:1)
    por Astrónomo em 21-11-01 3:42 GMT (#31)
    (Utilizador Info)
    Se os teus alunos tiverem mesmo necessidade de ler o texto, eles arranjarão e instalarão o Acrobat Reader, não te preocupes :-)

    Não devemos ser indulgentes.
    Re:Como diz o ditado: A necessidade aguça o engenh (Pontos:2)
    por André Simões em 21-11-01 21:46 GMT (#34)
    (Utilizador Info) http://hesperion.catus.net
    Ora agora é que disseste uma grande verdade, a necessidade aguça mesmo o engenho. O problema é que as minhas aulas dependem mesmo de eles terem ou não as fichitas, e se não mas trazem, fico com a aula boicotada! Mas posso sempre chicoteá-los como castigo hehehe!
    Omnia aliena sunt: tempus tantum nostrum est. (Séneca)
    Depois de usar exclusivamente linux durante um ano (Pontos:1)
    por m3thos em 20-11-01 1:34 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://mega.ist.utl.pt/~mmsf
    Acabei de instalar winXP no meu novinho dual athlon.

          E digo-vos que tinha saudades dum cliente de email tão fixe como o outlook express, embora esteja cheio de vulnerabilidades, é mto mais rápido e leve que o Mozilla, que é o unico que axava decente no linux.

          Não sei se alguma vez o linux será capaz de fazer frente á MS no mercado desktop, certo que se está a tornar mais forte, e que os ambientes gráficos estão a aprimorar-se cada vez mais.

          Mas isso também a M$ faz, por exemplo este winXP, cá para mim é bem fixe.. tou farto de o usar.. e claro que por mais que esprema isso, com um dual athlonXP 1500+ é mto dificil isto engasgar-se, e ainda nao vi nenhum blokeio.

          Para mim, para linux ter qualidade é preciso melhorar MUITO a qualidade das aplicações, continuo a achar os Desktop environments muito pesadões. Axo que contar com a evolução do hardware é mal jogado. Ter um pentium 200mmx(80 ram) e um 486dx4 100mhz(24 ram) e nao correr nada mais para alem de blackbox sem se tornar doloroso.. é MAU, e ainda para cima o XFree86 4.? é mto grande/pesado! independentemente de os outros OS's conseguirem aguentar-se ou nao em tal hardware.

    De resto, tenho saudades do netstat -at, do nmap, do xchat, gkrellm, e de todo mundo por explorar que é o universo unix.

    p.s.: qual o melhor emulador de win para correr o outlook express, messenger, e sei lá..IExplorer no linux?

    Miguel F. M. de Sousa Filipe handle: m3thos email mmsf@rnl.ist.utl.pt More Human than Human.
    Re:Depois de usar exclusivamente linux durante um (Pontos:2)
    por Branc0 em 20-11-01 10:21 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://www.branc0.f2s.com
    Try balsa :P
    "A mais louca das mulheres consegue dominar o mais inteligente dos homens"
    Re:Depois de usar exclusivamente linux durante um (Pontos:3, Interessante)
    por Branc0 em 20-11-01 10:22 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://www.branc0.f2s.com
    Try balsa :P
    Desculpem la o post em duplicado.


    "A mais louca das mulheres consegue dominar o mais inteligente dos homens"

    Re:Depois de usar exclusivamente linux durante um (Pontos:1)
    por Maeglin em 20-11-01 11:18 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    Try Evolution Maeglin
    Re:Depois de usar exclusivamente linux durante um (Pontos:2)
    por Gimp em 20-11-01 11:24 GMT (#15)
    (Utilizador Info)
    "Para mim, para linux ter qualidade é preciso melhorar MUITO a qualidade das aplicações, continuo a achar os Desktop environments muito pesadões."

    MUITO BEM! Eis a tua grande oportunidade de não seres oportunista e fazeres alguma coisa para melhorar MUITO a qualidade das aplicações para linux! E caso encontres utilidade para muitas das milhentas opções INÚTEIS das aplicações dos programas do Office(sim, porque TU e TODA a gente as utiliza para criar um simples documento), fica-te por lá...

    De resto, tenho saudades do netstat -at, do nmap, do xchat, gkrellm, e de todo mundo por explorar que é o universo unix.

    Arranja um emulador para windows...

    p.s.: qual o melhor emulador de win para correr o outlook express, messenger, e sei lá..IExplorer no linux?

    É usando o windows...


    "Os meus 2 Duh!" Gimp zZzZz

    Re:Depois de usar exclusivamente linux durante um (Pontos:1)
    por K` em 20-11-01 12:32 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://www.terravista.pt/nazare/4099/
    deixa ver se percebi : tens um athlonxp 1500 ... e querias que o winxp bloqueasse .... como nao bloqueia , quer dizer que o windows eh leve !... nao me parece.

    agora ... winxp eh levissimo no teu athlon xp , mas linux corre mal num pentium 200 ...... "claramente o winxp eh muito mal leve k linux" -> sarcasmo.

    experimenta correr o black box no teu athlon xp e experimenta correr o winxp no teu pentium 200 , depois disso , submita outro post a dizer o k achaste !

    eu tenho o winxp em casa num athlon 700 , e posso dizer que tanto o super pesado X como o pesadao KDE ( acho k eh o mais pesado em linux) sao mais rapidos e leves k o xp.

    O xp pralem de tar muito lindinho (mentira , akilo eh soh um winblinds por cima) nao eh nada de novo e continua a dar problemas como todos os windows anteriores. jah eh a segunda vez k instalei o winxp , mas , acho k tal como da outra vez , vou voltar ao win98 pra jogar. ( unica coisa k se aproveita em windows , pra mim pelo menos)
    Re:Depois de usar exclusivamente linux durante um (Pontos:1)
    por Endymion em 20-11-01 15:09 GMT (#21)
    (Utilizador Info)
    Ditto... a unica razão pq mantenho o winblows no meu disco são os jogos :p Enfim... era um sonho se todas as companhias de jogos tomassem o linux em consideração... "qdo sair o Neverwinter Nights versao linux duvido k precise de software Microsoft TM para seja lá o que for no meu disco..".. mas entretanto.. qdo se quer jogar algo como Baldur's Gate, Tzar, ou algo mais antigo estilo Master of Magic & abandonware diverso há que se mudar para a partição maldita..
    Re:Depois de usar exclusivamente linux durante um (Pontos:2)
    por MavicX em 20-11-01 15:27 GMT (#22)
    (Utilizador Info)
    "p.s.: qual o melhor emulador de win para correr o outlook express, messenger, e sei lá..IExplorer no linux? "

    Esses programas não funcionam bem em nenhum emulador. A melhor alternativa caso tenhas dois computadores é instalares o windows 2000 server ou nt4 server num deles (o comp mais potente covem ter 128 ram ) e instalares os terminal services depois no linux podes usar o rdesktop (http://www.rdesktop.org) para conectares ao outro comp, e voilá podes aceder ao windows dentro do linux sem grandes quantidades de processamento .
    Re:Depois de usar exclusivamente linux durante um (Pontos:1)
    por Maeglin em 20-11-01 17:41 GMT (#24)
    (Utilizador Info)
    VmWare ... Tens é que comprar a licença...
    Re:Depois de usar exclusivamente linux durante um (Pontos:2)
    por MavicX em 20-11-01 18:04 GMT (#25)
    (Utilizador Info)
    Vmware suka é lento como tudo
    Outlook Express bom? (Pontos:1)
    por Astrónomo em 21-11-01 3:29 GMT (#30)
    (Utilizador Info)
    Conta-me lá como é que em Outlook Express consegues agrupar as mensagens por "thread" como no Mozilla.

    E se queres um cliente de Email para Windows poderoso e recheado de "features", a melhor escolha é o Eudora, não o Outlook.
    Re:Depois de usar exclusivamente linux durante um (Pontos:1)
    por racme em 21-11-01 17:30 GMT (#32)
    (Utilizador Info)
    "Depois de usar exclusivamente linux durante um ano Acabei de instalar winXP no meu novinho dual athlon" Parabens pra ti parece q a pub nos autocarros da Carris sempre fizeram efeito! Mais um caso de sucesso!! Isto parece uma aquelas historias A La IURD. "Tive uma vida miseravel durante um ano ate que por fim descobri, o XP, e de repente os passarinhos cantavam e tudo cor de rosa ficou..."
    a maneira mais eficaz de ganhar users?? (Pontos:3, Interessante)
    por drdude em 20-11-01 10:23 GMT (#11)
    (Utilizador Info)
    Na minha opinião, a maneira mais eficaz de ganhar desktop users de Linux (que julgo ser o tema em questão neste post, e a julgar pelas respostas), é irradicar a pirataria em Portugal.

    Claro que é utopico (pelo menos a curto prazo), mas a realidade é que se existe tanta gente a usar WinXX e Office, é pq muito provavelmente nem gastaram dinheiro para o obter.

    Se todas as PMEs e home users tivessem que desembolsar ~100cts (ou mais, muito mais) para ter o office suite, garanto-vos que andariam todos à procura de alternativas mais economicas, e que se acomodariam à possivel falta de performance/qualidade, pois o factor diferencial terá sido o custo das aplicações!
    Office suits & Win Vs Linux (Pontos:3, Interessante)
    por nmarques em 20-11-01 10:37 GMT (#12)
    (Utilizador Info) http://nmarques.xpto.org
    Existe muita coisa curiosa neste mundo, uma delas foi uma investigaçao feita pelo pessoal do GNOME em que mudaram algumas coisa no GNOME mais para um estilo 'a la microsoft', note-se por exemplo no mais recente gdm que ja existe um botao "ok" para os aficionados do ratinho... Existe um certo empenho em tornar o Linux muito ao estilo do Windows, o que na minha opinião é no fundo perder um pouco da identidade do Linux em si... Quanto aos pacotes de Office, bem, pessoalmente uso o starwriter salvo como .ps e converto
    em PDF... é esse o formato de documento que utilizo sempre que possivel, se eventualmente tiver que ler um documento em word, o StarWriter tambem nunca me deixou ficar mal nesse aspecto... Existe uma certa quantidade de ferramentas que nao tenho em Linux, uma delas é a banhada do Terminal Server Client, que por razoes profissionais se tornou indispensavel graças a um projecto em que participamos... e a partir desse momento tive que ter dual boot na maquina de trabalho... Mas diga-se de passagem em casa o Windows nao existe na minha maquina.

    Outa situaçao curiosa é os meninos da mandrake enveredarem por esse caminho.... muito sinceramente foi a pior aposta que fizeram desde sempre... nos EUA pode ser que pegue, porque um pacote ludico da Loki costa uns 3/4 contos, em portugal é bem muito mais caro que isso, lembro-me que paguei 14cts pelo Quake III Arena para linux e 13 pelo Heroes of Might and Magic... Isto apenas porque me deu um certo gozo ter duas caixas com o pinguim na prateleira do software original :).

    --------------------------------------------
    If there is such a thing as too much power...
    I've not discovered it...
    Re:Office suits & Win Vs Linux (Pontos:2)
    por Strange em 20-11-01 14:26 GMT (#20)
    (Utilizador Info) http://strange.nsk.yi.org/

    Relativamente ao WTS sugiro (mas não posso recomendar pq nunca experiemntei) http://www2.slac.stanford.edu/comp/winnt/wts/citrix_at_slac.html , ou talvez tenhas melhor informação em http://www.citrix.com/

    hugs
    Strange

    Re:Office suits & Win Vs Linux (Pontos:3, Interessante)
    por MavicX em 20-11-01 15:38 GMT (#23)
    (Utilizador Info)
    "Existe uma certa quantidade de ferramentas que nao tenho em Linux, uma delas é a banhada do Terminal Server Client"

    Essa afirmação é falsa existe o rdesktop (http://www.rdesktop.org) é opensource já está bastante estavel e funciona em 2000 server, funciona tambem em modo nativo (ao contrário do citrix que precisa de server extension's), permite quase tudo que o cliente para windows faz fullscreen, autologon, etc... permite ainda passar o problema das licenças. A unica coisa que não faz é o C&P entre windows e linux.

    P.S. Eu tinha proposto um artigo sobre este programa e os terminal services mas nunca foi aprovado (nunca vou entender as prioridades dos editores).

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]