gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
GPL é Bom Para o Negócio
Contribuído por Xmal em 02-11-01 10:39
do departamento double-licencing
GNU ruben escreve "Numa interessante entrevista, o presidente da Sleepycat Software , empresa que criou a Berkeley DB, afirma que o licenciamento dos seus produtos com uma licença tipo-GPL tem sido fundamental para o sucesso comercial da empresa. A sleepycat é financiada totalmente por capitais próprios e é rentável desde que foi criada em 1996. Apesar do abrandamento da economia a empresa irá registar este ano um aumento das receitas. O modelo de negócio é baseado em publicar o código com uma licença livre tipo-GPL, vendendo o mesmo produto com outra licença para os clientes que pretendam desenvolver software proprietário. "

Taxas pela utilização do multibanco? Perdão? | Ligações à Cibercultura  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • entrevista
  • Sleepycat Software
  • Mais acerca GNU
  • Também por Xmal
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Note-se que... (Pontos:2)
    por Cyclops em 02-11-01 18:40 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://greymalkin.yi.org
    Ao referir a licenca tipo gpl se referem a algo na linha das licencas compativeis.

    Este artigo faz-me lembrar certos argumentos que surgiram recentemente, a respeito do licenciamento de certo producto. Basicamente, pretendiam convencer que o metodo escolhido era o unico que poderia garantir o rendimento com o producto. Espero que estejam a engolir alguns sapos, neste momento.

    De qualquer modo, se o modelo de negocio e depender do software fechado que se vende, o modelo esta viciado e condenado a partida, ainda que possa parecer bom a curto prazo.

    Esta companhia sim, merece os parabens efectivos.

    Hugs, Cyclops
    Re:Note-se que... (Pontos:1)
    por pls em 02-11-01 19:04 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://pls.mrnet.pt
    Este artigo faz-me lembrar certos argumentos que surgiram recentemente, a respeito do licenciamento de certo producto. Basicamente, pretendiam convencer que o metodo escolhido era o unico que poderia garantir o rendimento com o producto. Espero que estejam a engolir alguns sapos, neste momento.

    Está-me cá a parecer que deves ter algum complexo de inferiodade mal curado. Eu não vi o Paulo Laureano tentar convencer ninguém que "metodo escolhido era o unico que poderia garantir o rendimento", o que vi foi ele a dizer que queria aquela licença e, como autor do software, está no seu direito. Se estão a engolir sapos ou não, não faço a minima ideia, mas como podem mudar a licença deles para GPL se lhes apetecer, só engolem os sapos se estiverem com fome...

    Uma coisa que me está a fazer confusão: porque é que tu "insinuas" as "suspeitas" (burla internacional e afins), os nomes dos envolvidos, os nomes dos produtos... porque é que não chmas as coisas pelos nomes?

    Se o siteseed não é GPL não pertence a este filme. A microsoft e a Oracle também não são GPL e não se saiem mal de todo. Não me parece que estejam a engolir sapos. Esquece o Siteseed e o Paulo Laureano, para que dar-lhe importância e estar sempre a bater na mesma tecla?

    Só estás a fazer publicidade aos gajos!!!
    Tou? (Pontos:2)
    por Cyclops em 02-11-01 19:49 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://greymalkin.yi.org
    Nunca disse que o PLS disse alguma coisa, ou disse? Fartei-me de ler e reler o que escrevi, mas pelos vistos deve haver por aqui uma certa mania de perseguicao.

    Falei que surgiram certos argumentos (que surgiram), e falei que esta companhia estava de parabens por seguir as regras do jogo, ie, respeito pelos conceitos e ideias em jogo.

    Raios partam as paranoias maniaco-depressivas.

    Hugs, Cyclops
    Re:Note-se que... (parte 2) (Pontos:2)
    por pls em 02-11-01 19:20 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://pls.mrnet.pt
    [...] Em resumo; esquece que há um "paulo Laureano", esquece que há um "siteseed", esquece que há uma "Mr Net" isso não tem nada a ver contigo, com "open source tal como tu o entendes, e todos passamos bem sem a publicidade.

    E para com as insinuações... fica-te mal. Fica sempre mal...

    Ainda bem que essa companhia merece os "os parabens efectivos", a outra companhia que lançou o tal programa, e que é do tal gajo, não se importa nada e ele deve aplaudir isso vivamente. PLS ps: podemos parar com o cinismo e seguir com as nossas vidas como eram antes de eu ter tido o desprazer de te conhecer? É simples, basta esqueceres que eu existo, o software sem nome e a "outra empresa que não merece os parabens efectivos existe".

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]