gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Athlon XP a todo o gás
Contribuído por js em 11-10-01 1:20
do departamento May-the-best-chip-win
AMD bgravato escreve "Parece que é o fim definitivo da supermacia da Intel, o novo Athlon XP da AMD parece estar a bater o Pentium 4 em todos os testes. Veja-se por exemplo este artigo na newsforge."
[js: Recomendo também este estupendo texto sobre as caracteristicas técnicas dos processadores desde o 8086. Para ler tudo e seguir os links!]

bgravato continua: "

A AMD aposta aqui também no marketing, chamando ao seu processador XP 1800+ quando este funciona a uma frequência de relógio de 1.53GHz, juntamente com as iniciais XP comuns à nova versão de um conhecido sistema operativo. Apesar de o nome "1800+" poder parecer enganador, no fundo justifica-se visto que este processador tem um desempenho melhor que o P4 a 1.7GHz, mostrando assim ao utilizador comum que a máxima de que a frequência de relógio é que dita a velocidade de processamento está errada.

Hoje ao tentar aceder à página da AMD deparei-me com o seguinte:

We apologize for any inconvenience - October 10, 2001

Due to the incredible demand for information concerning the exciting, new AMD Athlon? XP processor, our servers are unable to keep up with the unprecedented traffic visiting AMD.com. We are currently doing everything in our power to handle the overwhelming amount of requests. Please check back later. Thank you for your patience.

Fica a dúvida se será apenas mais uma manobra de marketing ou não...

"

Porto Cidade Tecnologica | Ensino de Linux  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Intel
  • AMD
  • Intel
  • Athlon XP
  • AMD
  • este artigo na newsforge
  • estupendo texto sobre as caracteristicas técnicas dos processadores desde o 8086
  • Mais acerca AMD
  • Também por js
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Regresso às origens... (Pontos:3, Despropositado)
    por Strange em 11-10-01 8:44 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://strange.nsk.yi.org/

    "Apesar de o nome "1800+" poder parecer enganador, no fundo justifica-se visto que este processador tem um desempenho melhor que o P4 a 1.7GHz."

    Tretas! A designação + não é nova, já era usada nos Cyrix e AMD da geração Pentium. O que era uma grande treta, pois apenas os testes das próprias marcas os punham no mesmo patamar que os Pentium.

    É óbvio que entrentanto os processadores AMD evoluiram bastante, inclusive na FPU que era o grande problema dos antigos processadores, mas a partir da experiência com os processadores antigos desconfio sempre de qualquer produto que esconde as suas características verdadeiras sob uma designação inventada pelos fabricantes a compará-los a um produto que, pelos seus limites superiores, se apresenta como melhor.

    A mudança de designação dos AMDs para comparação com os Pentium 4, e ainda por cima incluindo o nome de XP, assim como o que se passou com a memória DDR, apresenta-se-me como estratégias de marketing para que produtos tecnologicamente inferiores pareçam aos olhos do consumidor desinformado (já que o informado tem mais dados para fazer a sua decisão) como equivalentes.

    hugs
    Strange

    Re:Regresso às origens... (Pontos:2)
    por higuita em 11-10-01 10:48 GMT (#5)
    (Utilizador Info) http://raff.fe.up.pt/~eq92025
    apesar de eu nao concordar com esta tactica (se nao querem os Mhz, que os tirem totalmente, Athlon v1.0, v1.1. ou v.A, v.B , etc nao algo parecido com Mhz) neste momento os pseudo PR-setting esta' a favorecer a intel... na verdade um athlon a 1533 e' quase(? mais?) tao rapido como um 1.9Gb

    mas a AMD sabe que nao pode abusar senao vai perder credibilidade, ela precisa de convencer que por um preco mais baixo e frequencia mais baixa se tem a mesma velocidade de algo mais caro e com uma frequencia mais alta em todos os teste

    verifica este link e ve os testes

    neste momento o P4 e' um grande falhanco, se nao tivesse sido todo castrado para poupar no custos poderia ser um bom CPU, mas assim o athlon a uma frequencia bastante mais baixa esta' ao nivel dele e ultrapassa em muito casos

    mas a AMD tambem sabe que esta' para sair uma nova versao do P4 que ira' subir a velocidade por Mhz deste, e ai sim o pseudo-PR pode esta no nivel correcto, mas neste momento podes ver que 1800+ aponta para uma velocidade do athlon mais baixa do que a realidade prova

    tambem nao convem esquecer que a velocidade depende daquilo que nos corremos, uma aplicacao pode gostar mais de um CPU, outra pode gostar mais do outro (ou de memoria, ou da velocidade dos discos, ou velocidade do bus ou ...)

    o que me pergunto e' se os Mhz desaparece como e' que muitos vao provar a sua virilidade... e' que pelo CPU vai ser mais dificil 8)

    Higuita
    Re:Regresso às origens... (Pontos:2)
    por Strange em 11-10-01 11:42 GMT (#6)
    (Utilizador Info) http://strange.nsk.yi.org/

    Concordo plenamente, mas o Athlon XP não me parece uma grande evolução relativamente à versão anterior. Para dizer a verdade, parece-me exactamente a versão anterior + 3dNow Professional + SSE (2?) + nome e nomenclatura diferente... Por outro lado, o Pentium 4 parece-me ter uma maior capacidade para evoluir antes de termos que trocar os componentes todos...

    E falando de testes, já viste THG_CPU_Cooling.avi

    PS: Será que a AMD oferecerá novos autocolantes com a nova designação para colarmos nos nossos processadores sempre que a Intel corrigir ou melhorar a sua arquitectura?

    hugs
    Strange

    Re:Regresso às origens... (Pontos:1)
    por Airegin em 11-10-01 16:29 GMT (#12)
    (Utilizador Info)

    Exactamente! O P4 é uma arquitectura nova, com muito espaço para evoluir. É uma arquitectura concebida especialmente para atingir frequência de relógio muito superiores às actuais. Daí a relativa má performance do P4 a "baixas" frequências de relógio quando comparado com o Athlon e até mesmo com o PIII. Isto são escolhas que foram feitas no projecto do processador, é uma questão de compromissos.
    O Athlon é uma arquitectura mais antiga, que está a atingir os seus limites mas que está desenhado para ser capaz de performances muito melhores do que o P4 a frequências "baixas" entre 1GHz e 2GHz.

    É óbvio que o Athlon não vai conseguir acompanhar o P4, mas para as frequências actuais o Athlon é o processador mais eficiente. A Intel sabe disto e tem estado a fazer o marketing que lhe convém: os dos GHz. A AMD está a tentar contrariar este marketing enganador usando tácticas mais ou menos sujas também. Não percebo a indignação dos Gildoteanos. Se a AMD não fizer nada deste género enquanto não lança uma nova arquitectura desenhada para frequências mais altas, a Intel vai recuperar o market share da AMD. Isto significa uma janela aberta para que a Intel ganhe o monopólio novamente. Eu não gostava nada de ver isto acontecer.


    Airegin
    Re:Regresso às origens... (Pontos:2)
    por chbm em 11-10-01 17:12 GMT (#13)
    (Utilizador Info) http://chbm.nu/
    Humm, não.

    O P4 é mais lento porque em vez de ser desenvolvido em 3 anos o dept. de marketing resolveu que tinha que ser desenvolvido em 6 meses. Se olhares bem para o desenho do P4 isso salta à vista. As partes boas foram cortadas porque não havia tempo para as desenhar.

    Para juntar à festa, o P4 não vai ser desenvolvido como dizes. O desenvolvimento de x86 foi basicamente descontinuado porque até a Intel já percebeu que a aberração 686 foi chão que já deu uvas (obrigado MS pelos 5 anos de processadores retardados). Quando o P4 foi acabado já as equipas de x86 tinham sido desbastadas. O resultado está à vista.

    Re:Regresso às origens... (Pontos:2, Interessante)
    por higuita em 12-10-01 3:27 GMT (#18)
    (Utilizador Info) http://raff.fe.up.pt/~eq92025
    As partes boas foram cortadas porque não havia tempo para as desenhar.

    se eles quisessem tinham tempo, algumas partes ja' estavam ate' desenhas, o maior problema era que na altura era preciso lancar o P4 o mais rapido possivel de forma a haver alguma competicao possivel entre a intel e a AMD, pois esta estava a arrasar todo o mercado da intel

    com o processo que havia na altura o P4 era um monstro, comia montes de silicone para produzir 1/3 dos CPU da AMD
    o P4 era enorme, consumia muita energia, libertava muito calor e o chipset official dele ainda nao estava pronto

    a intel resolveu na altura cortar tudo que nao fosse essencial e/ou que desse problemas (bugs, calor, comumo de energia) de forma a reduzir drasticamente o tamanho do cpu e o consumo de energia...
    adaptou um chipset e lancou desesperada o P4 (caro de produzir e lento)

    mas isto permitiu a intel lancar um novo CPU, que para os ignorantes seria muito mais rapido do que qualquer outros, novo CPU e ainda por cima a funcionar a uma frequencia maior, milhares cairam como patos, e mais patos ainda foram por terem de usar a maravilhosa memoria RamBus, cara e inutil
    (pode ser util para 5% da populacao que usa certos programas, os outros 95% teriam mais velocidade com os athlons)

    neste momento a intel estabilizou a queda do seu market share, e com o lancamento do "novo" (velho, original) P4 ela espera recuperar um pouco, para depois dizer adeus aos x86 e ficar com o Itanium
    (que nao me cheira que va' sair boa coisa)

    mas uma coisa e' certa, o P4 foi desenhado para ter muitos Ghz, pois os Ghz vendem, mesmo que seja mais lento que os outros
    regras da intel:
    1º impedir a concorrencia
    2º Mhz vendem, os compradores sao ignorantes
    3º monopolios permitem que desenvolvamos o hardware com calma, da forma que queremos, para assim ajudar a manter o monopolio
    4º impedir a concorrencia usando o monopolio para ameacar
    5º(??) fazer bons CPUs e Chipsets

    claro que quando as regras entram em colisao, ganha aquela que tiver na posicao mais alta

    Higuita
    Re:Regresso às origens... (Pontos:1, Despropositado)
    por kaser em 12-10-01 9:19 GMT (#19)
    (Utilizador Info) http://kaser.nsk.yi.org

    Na tentativa de recuperar a URL: http://strange.nsk.yi.org/THG_CPU_Coo ling.avi

    O seguinte erro foi encontrado:

    • Proibido o Acesso.

      O controle de acessos impediu sua requisição. Caso você não concorde com isso, por favor, contate seu provedor de serviços, ou o administrador de sistemas.


    Re:Regresso às origens... (Pontos:1)
    por Czar em 12-10-01 11:02 GMT (#22)
    (Utilizador Info)

    Boas,

    Já pensas-te em falar com o teu "SysAdmin" ! É capaz de ser ele que te esteja a proibir o acesso :) . É normal a colocação de filtros, que geralmente impedem o acesso a ficheiros com uma certa extensão, é bem capaz de ser o caso !

    Czar.

    Re:Regresso às origens... (Pontos:1)
    por kaser em 12-10-01 11:04 GMT (#23)
    (Utilizador Info) http://kaser.nsk.yi.org
    vai trabalhar!!
    Re:Regresso às origens... (Pontos:2)
    por chbm em 11-10-01 17:16 GMT (#14)
    (Utilizador Info) http://chbm.nu/
    > Tretas! A designação + não é nova, já era usada nos Cyrix e AMD da geração Pentium. O que era uma grande treta, pois apenas os testes das próprias marcas os punham no mesmo patamar que os Pentium.

    Não me lembro da AMD usar PentiumRatings, só a Cyrix. Mas pode ser falta de memória.

    em todos os teste? (Pontos:1)
    por Vx em 11-10-01 9:09 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    bom.. pelo que eu li não eram em todos os testes. Em aplicações tipo processadores de texto e folhas de calculo sim.. o Athlon tem desempenhos melhor. Mas quando a 3D (foram feitos testes com o Quake) o P4 demonstrava-se melhor. Está inclusivé uma noticia na digito sobre isso.E a pagina com o relatorio do teste é esta.
    Vx
    ----------------------------------------
    Accept that some days you are the pigeon and some days the statue.
    ------------------------------
    Re:em todos os teste? (Pontos:0, Lança-chamas)
    por jamaica em 11-10-01 9:33 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://ainda.nao.tenho
    Mas quando a 3D (foram feitos testes com o Quake)

    WRONG! Nao podes generalizar que o Pentium 4 é melhor que o Athlon em 3D só porque os benchmarks do Quake 3 sao melhores.. se estivesses realmente informado saberias que, ao inves de optimizar para CAD e/ou 3DS Max, a Intel optimizou o p4 APENAS para uma unica aplicação: Quake 3 =) simplesmente porque sabem que esse jogo de patos é o mais utilizado para benchmarks. Portanto se eu quiser jogar um jogo de Homem (como Unreal Tournament ou Operation Flashpoint) eu compro um Athlon, e deixo os meus idiotas amigos de CAD a refilarem com os seus Escoviuns 4.

    Long Live AMD!
    ---------------------
    "Computer games don't affect kids; I mean if Pac-Man affected us as kids, we'd all be running around in darkened rooms, munching magi

    Re:em todos os teste? (Pontos:0, Informativo)
    por Anonimo Cobarde em 11-10-01 12:02 GMT (#7)
    http://www.linuxhardware.org/features/01/10/09/1514233.shtml
    Re:em todos os teste? (Pontos:1)
    por Vx em 11-10-01 15:39 GMT (#10)
    (Utilizador Info)
    ehe caro "Jamaica" ao menos temos uma coisa em comum... ambos jogamos UT

    "And stay DOWN!"


    Vx
    ----------------------------------------
    Accept that some days you are the pigeon and some days the statue.
    ------------------------------

    Re:em todos os teste? (Pontos:1)
    por jamaica em 12-10-01 10:32 GMT (#21)
    (Utilizador Info) http://ainda.nao.tenho
    Roger that!

    Eu sei, eu jah te vi nos servidores nacionais, salvo erro no Necromancer e na IOL. Contudo se no inicio morria assim q te via (assim que TU me vias, that is :), agora pelo menos nao morro tao depressa. Pena e' eu ter cortado a ligacao 'a NetRabo, voltarei lá pra meados de 2002.. com ADSL , espero. Boas frags!

    -=j/\m=- is GodLike!
    ---------------------
    "Computer games don't affect kids; I mean if Pac-Man affected us as kids, we'd all be running around in darkened rooms, munching magi

    Re:em todos os teste? (Pontos:1)
    por Airegin em 11-10-01 13:10 GMT (#8)
    (Utilizador Info)

    E tu acreditas que os MHz e os GHz são a única maneira de dizer que um processador é melhor do que o outro? Muita gente acredita, daí a razão desta jogada da AMD.

    Tenho muita pena, mas nestas coisas nem sempre se pode ser ingénuo e santinho! O marketing faz parte do jogo e a Intel é mestre em marketing sujo. Porquê pensar que só Intel pode fazer marketing?


    Airegin
    Parte II - guerra de marketing. (Pontos:2)
    por TarHai em 11-10-01 10:01 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://www.dilbert.com
    Ummm

    "Sera que o windows xp corre melhor num athlon xp q num pentium 4, supostamente optimizado para o windows 98/me/2000?"

    Alguem na AMD deve estar rico a conta disto :)

    Ja estou a Intel vai responder com o pentium 4 XXP (eXtra-eXPerience).
    ---
    Pipeline (Pontos:2, Informativo)
    por raxx7 em 11-10-01 15:26 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://raxx7.no.sapo.pt/
    Aquele muito simpatico artigo que tu indicaste nao refere uma coisa muito importante: o problema dos pipelines com instruccoes de branching (instrucoes que controlam o fluxo do programa), que sao, provavelmente, a pior coisa do Pentium4.
    A execucao em pipeline significa aproximadamente executar as instruccoes em etapas (cada etapa dura um ciclo de relogio), tendo uma instrucao em em cada etapa, permitindo assim executar uma instruccao por ciclo de relogio (nao estou aqui a ter em conta a capacidade de os processadores Pentium e sucessores de executar mais do que uma instrucao em paralelo).
    Ao fazer menos em cada etapa, podemos utilizar frequencias de relogio mais elevadas, obtendo assim mais instrucoes por segundo.
    O problema sao as instrucoes de branching, que dependem do resultado de instrucoes que estao no pipeline mas ainda nao foram completamente executadas.
    ; Code here
    comp eax, ebx ; compara o registo eax com o ebx
    je somewhere ; se eax == ebx, goto somewhere
    ;more code....
    O processador so' pode determinar de onde e' que vai ler a proxima instrucao depois de ter o resultado de comp eax, ebx, o que so' vai acontecer alguns ciclos depois da instruccao entrar no pipeline. Para nao obrigar o processador a ficar parado ate' esse momento, o processador tenta adivinhar para onde vai o programa. Se se enganar, vai ter de voltar atras (mesmo que a probabilidade de erro fosse 50%, continuava a valer a pena fazer isto). Um PentiumIII, com um pipeline de 10 etapas ou um Athlon, com 11, levam 8 ciclos a recuperar dum branch misprediction. Um Pentium4, com um pipeline de 20 etapas, deve levar perto do dobro.
    Citando uma apresentacao da Intel acerca de IA-64 (que dispoe de metodos para combater o problema) "branching is frequent and branches are small".
    Isto nao quer dizer que a Intel tenha errado ao criar um processador com um pipeline longo como este. Embora as' frequencias de relogio actuais um Pentium4 nao bata um Athlon a' mesma velocidade, a arquitectura permitira a' Intel progredir para frequencias as quais os Athlon nao chegam (se chegarem aos 2 GHz...). Eventualmente, a AMD tambem ira apresentar chips com pipelines mais longos... Depois, logo se ve' como onde e' que ficamos. Mas uma coisinha: A Intel e' uma empresa muito grande, com bolsos fundos para financiar o desenvolvimento e anda nisto a' muito tempo... Nao esperem milagres da AMD. Ate' agora, so' os K7 Athlon foram capazes de suplantar os chips da Intel (e AMD tambem ja' faz chips x86 desde os 486).
    Remember to be the Killer, not the Victim! (Nuklear Girl)
    RISCs (Pontos:2, Informativo)
    por raxx7 em 11-10-01 16:29 GMT (#11)
    (Utilizador Info) http://raxx7.no.sapo.pt/
    A parte do artigo que diz que as arquitecturas RISC nao sao melhores que as CISC nao e' correcta.
    Embora a execucao em pipeline tenha mandado ao ar uma boa parte da ideia de executar instrucoes em menos ciclos de relogio do que um CISC, continua a haver vantagens.
    As arquitecturas RISC dao origem a chips relativamente mais simples e que tem pipelines mais curtos (para velocidades de relogio semelhantes). Tambem nao e' verdade que o codigo maquina dum programa seja maior num RISC que num CISC: as instrucoes x86 (que variam de 1 a 17 bytes) sao habitualmente longas. As de processadores RISC sao bem mais curtas, que compensam em grande parte a necessidade de mais instrucoes (os MIPS 32 bits usam instrucoes de 4 bytes). Alem do mais, a simplicidade do chip juntamente com a simplicade logica do instruction set (e, ja' agora, o elevado numero de registos de uso geral) permite mais liberdade em termos de tecnicas como superscalar execution e out of order execution, habitualmente utilizadas nos chips para aumentar a performance.

    Remember to be the Killer, not the Victim! (Nuklear Girl)
    Re:RISCs (Pontos:2, Interessante)
    por Strange em 11-10-01 19:42 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://strange.nsk.yi.org/

    Os processadores CISC actuais são intermamente processadores RISC. Normalmente têm descodificadores do Instruction Set normal (x86) para o microcode, que é RISC. Um dos problemas do Pentium 4 é que estava projectado ter 3 descodificadores, mas por falta de espaço no silício puseram apenas um e inventaram qualquer coisa como "cache de descodificação", que ajuda um pouco mas que não se compara aos três descodificadores planeados...

    BTW, prefiro os processadores RISC, mas os CISC têm as vantagens de o próprio processador poder optimizar o código (coisa que o Athlon faz, que o Pentium 4 faz mal), e do menor código relativamente aos RISC e *muito* menor que os VLIW (sim, menor, pois muitas instruções básicas ocupam apenas um byte e podes pôr várias instruções numa só (load + sum + mul, por exemplo). Experimenta compilar qualquer programa com o gcc com a opção -O0 -S e -O3 -S e compara o assembly gerado...

    hugs
    Strange

    Re:RISCs (Pontos:2)
    por vaf em 12-10-01 1:10 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/users/vaf12086/
    Já para não falar no facto de a esmagadora maioria dos programas (binários) usarem apenas 20-30% das instruções dos CISCs. São raros os compiladores que usam a sério as instruções de um CISC.

    Viva os RISCs. :-)
    Re:RISCs (Pontos:1)
    por raxx7 em 12-10-01 12:28 GMT (#24)
    (Utilizador Info) http://raxx7.no.sapo.pt/
    A necessidade de descodificar as instruções CISC em µOPs RISC-like aumenta a complexidade do CPU, nomeadamente nos aspectos que eu já referi.
    Por exemplo, enquanto o Pentium4 tem um pipelide com 20 etapas, os G5 têm 10....
    Em termos de optimização do código, o processador tem sempre uma percepção muito limitada em relação ao compilador e um RISC com uns 32 registos de uso geral dá muito mais liberdade ao compilador/progamador para gerar código que permita executar múltiplas instruções ao mesmo tempo (superscalar issueing) do que um CISC com meia dúzia de resgistos de uso geral.
    Em termos de out-of-order execution a coisa vai mais ou menos pelas mesmas medidas: um instructin set mais complexo dá menos possibilidades de violar a ordem das instruções e lógica mais complexa, logo, que é capaz de monitorizar menos instruções.
    E não vale comparar o tamanho do assembly (em que os CISC realmente têm menos código) com o código máquina. Como disse, as instruções x86 vão de 1 a 17 bytes (código máquina)...
    A propósito, os VLIW não geram código máquina muito maior que um RISC. Por exemplo, um Crusoe tem instruction words de 128 bits, mas cada instruction word pode conter 4 instruções (que não podem ter confiltos de superscalar issueing).

    Remember to be the Killer, not the Victim! (Nuklear Girl)
    Athlon MP (Pontos:2)
    por bgravato em 11-10-01 19:14 GMT (#15)
    (Utilizador Info)
    Há algum tempo atrás a AMD lançou os Athlon MP, processadores para configurações com mais que um processador. Mas não me recordo de ouvir falar muito sobre isso...

    Já pensei em comprar um Dual Athlon, mas penso que até ao momento só existe uma motherboard que suporta os Athlon MP (não sei o modelo, mas a marca penso que é Tyan), que foi um dos motivos que me fez por esta ideia um pouco de lado.

    Já algum leitor do Gildot experimentou os Athlon MP? Vale a pena investir num Dual? ou nem por isso? Gostava de "ler" as vossas opiniões sobre o assunto e experiência com estes processadores caso a tenham.

    Cumprimentos,
    Bruno Gravato.


     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]