gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Estados Unidos começam ataques
Contribuído por scorpio em 07-10-01 18:06
do departamento it-has-begun
News Pois é, os Estados Unidos começaram os ataques ao Afeganistão; acabei de ver agora mesmo a comunicação do presidente Bush onde este refere que, logo depois de cada ataque, seguem caixas de comida e medicamentos. Já agora, ficam apontadores para a discussão na CBC e uma lista de possíveis alvos, segundo a BBC.

IgNobel 2001 | Hole descoberto no PowerPoint e Excel  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • CNN
  • os Estados Unidos começaram os ataques ao Afeganistão
  • a discussão na CBC
  • possíveis alvos, segundo a BBC
  • Mais acerca News
  • Também por scorpio
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Dilema (Pontos:2, Interessante)
    por monge em 07-10-01 19:33 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://go.to/monk
    Entrar numa guerra nao e' nada bom, mas tambem, se ficassemos quietos, era o mesmo que dizer que tinham ganho e que podiam continuar a faze-lo.

    Qual sera' o desfecho? Com o Iraque sabia-se de antemao. Mas nesta caso, nem os melhores especialistas o sabem.

    God help us all! :(


    It doesn't matter who made it... It matters who got the idea (monk)
    O problema não é a guerra (Pontos:1)
    por Castanheiro em 07-10-01 21:22 GMT (#5)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/users/fdc10056
    para mim o problema vão ser os ataques torroristas em retaliação pelo ataque ao afeganistão, esses é que nem Deus sabe quando vão acabar nem sequer quando vão começar...
    correcção (Pontos:1)
    por Castanheiro em 07-10-01 21:23 GMT (#6)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/users/fdc10056
    onde se lê "torroristas" deve-se ler "terroristas" como é óbvio.
    Re:O problema não é a guerra (Pontos:1)
    por Artik Vodka em 08-10-01 11:35 GMT (#21)
    (Utilizador Info)
    para mim o problema vão ser os ataques torroristas em retaliação pelo ataque ao afeganistão, esses é que nem Deus sabe quando vão acabar nem sequer quando vão começar...

    E onde, que também é importante saber. Eu diria mesmo, é o mais importante a saber.

    Um Artik Vodka fresquinho por favor

    God help Portugal and the World (Pontos:2, Interessante)
    por Confidencial Souce em 07-10-01 19:49 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://www.zdnet.pt
    Mataram-me 4 amigos. Quatro bons amigos que estavam naquela fatídica manhã a trabalhar na 2ª torre do WTC. Mataram-me um pouco de mim, adorava aquelas torres, o seu símbolo. Mataram um pouco de Portugal...existem 60 portugueses dados como desaparecidos, 4 mortos confirmados.

    Será que não era justo retaliar-se?

    Não há nada que se possa fazer para termos de volta as 7 mil vidas desaparecidas em 11 de Setembro, mas ficar de braços cruzados seria darmos razão a todos os terroristas.

    Por isso, sou mais uma voz a favor da retaliação justa e concisa, desde que não se matem inocentes.

    Só tenho pena, que depois de ouvir os vários primeiros-ministros europeus, sinta desprotegido porque o nosso governo ainda não traquilizou o nosso país.

    Não temos governo capaz, não temos defesas capazes, não temos estruturas capazes. Se um dia, alguém quiser atacar-nos...em 15 minutos podemos ser invandidos.

    Enfim...


    "I don't even know the lady and she calls me a son of a bitch! I DON'T NEED THIS SHIT"

    Re:God help Portugal and the World (Pontos:1)
    por joaobranco em 07-10-01 22:39 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    Em primeiro lugar as minhas condolências pela tua perda.

    Perguntas se era ou não justo retaliar. Na minha opinião, não é correcto retaliar (que significa, explicitamente, aplicar a pena de Talião, ou seja, a famosa lei do "olho por olho, dente por dente"). Prefiro a frase de Gandhi, que indica que com a regra do olho por olho, a humanidade fica cega.

    Por outro lado, como sabemos, a lei de Talião foi uma lei moderadora para a época (pretende colocar um limite na vingança de ofensas, e dizer que não podemos ultrapassar o que nos foi feito). É pena é que 30 séculos depois ainda não ultrapassámos uma época em que o melhor que conseguimos é fazer ao outro o que nos foi feito.

    Penso que as acções militares que estão a ser efectuadas, se o forem na óptica da retaliação, estarão mal conduzidas. Se o forem na óptica de levar os responsáveis pelos atentados à justiça e impedirem a repetição de acções similares às de 11/9, então podem justificar-se, desde que sejam conduzidas com o cuidado necessário em termos de perdas de vidas humanas.

    Embora tenha a certeza que a intenção é minimizar o número de vitimas, não sei se será possivel efectuar as operações sem que o número de mortos (directa ou indirectamente causados) não se aproxime ou mesmo ultrapasse o de 11/9. E muito provavelmente, as condições que levaram ao acto não vão desaparecer. E isso será uma tragédia não inferior...


    JB

    Re:God help Portugal and the World (Pontos:1)
    por Khazunga em 08-10-01 10:03 GMT (#16)
    (Utilizador Info)
    É pena é que 30 séculos depois ainda não ultrapassámos uma época em que o melhor que conseguimos é fazer ao outro o que nos foi feito.
    Essa é uma visão muito optimista. O nosso século (XX) foi seguramente o século mais bárbaro da história da humanidade. A segunda guerra matou pelo menos 8 milhões de pessoas, e a primeira creio que rondou os 5 milhões.

    Há uma gigantesca probabilidade de a humanidade se autoaniquilar, e mostrar a quem mais existir no cosmos que somos, assumidamente, a espécie mais idiota a pisar um planeta. Cada vez mais temos os meios para nos autodestruirmos, e cada vez menos mostramos a sensatez necessária para os ter.

    --
    If at first you don't succeed, skydiving is not for you

    Re:God help Portugal and the World (Pontos:3, Interessante)
    por blackTiger em 08-10-01 10:13 GMT (#18)
    (Utilizador Info)
    Há uma gigantesca probabilidade de a humanidade se autoaniquilar

    Durante a guerra fria esse foi o grande receio de grande parte da humanidade (pelo menos dos apoiantes da paz). Felizmente isso já passou e por uns momentos pareciamos viver um periodo em que os conflitos não adquiriram uma escala mundial (por muito maus que fossem apenas se localizavam numa dada regiao).

    Este conflito tem a agravante de poder-se alastrar e as consequências podem ser muito piores do que já o são agora...

    Re:God help Portugal and the World (Pontos:2)
    por bgravato em 07-10-01 23:13 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    > Por isso, sou mais uma voz a favor da retaliação justa e concisa, desde que não se matem inocentes.

    Isto é o mesmo que dizer que é bom andar à chuva desde que não fiquemos molhados...


    Re:God help Portugal and the World (Pontos:1)
    por HiTek DeVil em 08-10-01 1:21 GMT (#10)
    (Utilizador Info)
    a ti mataram 4.... ao mundo mataram milhares... mas continuo a achar que a resposta nao é uma retaliação como esta... se querem os criminosos, que mobilizem as tropas como mobilizaram... mas usem as tropas especiais para os caçar... não sejam cobardes e primeiro bombardeiem de "olhos fechados" e só quando já não há nada é que se manda a cavalaria... é que estão a matar inocentes... que morram os terroristas, os fundamentalistas, os extremistas... não os inocentes... como já disseram na TV, Guterres meteu o dedo na ferida... se os estados unidos não tivessem ajudado os afegães contra os russos, numa guerra america-russia não declarada, à varios anos atras, nada disto teria acontecido... e mesmo tendo os americanos posto lá os pés, há uns 15 anos um pedido formal de desculpa pelo que os americanos lá fizeram servia... o que não tem remédio, remediado está...


    HiTek DeVil
    Re:God help Portugal and the World (Pontos:2)
    por bgravato em 07-10-01 23:16 GMT (#9)
    (Utilizador Info)
    > Não me convenço com a conversa que têm provas irrefutaveis, mas que não as podem mostrar. Se as têm mostrem-nas...

    E mesmo que as mostrem, não tens garantias de que sejam verdadeiras... Podem muito bem ter sido forjadas...


    Re:God help Portugal and the World (Pontos:0, Esclarecedor)
    por Anonimo Cobarde em 08-10-01 8:25 GMT (#15)
    Eu nao preciso de ver essas provas... A culpa do Bin Laden ja esta formada ha muito tempo. E a dos Talibas ainda ha mais... Alianca Internacional, as nossas preces estao contigo. "Dare to Win!"
    Re:God help Portugal and the World (Pontos:2)
    por blackTiger em 08-10-01 10:08 GMT (#17)
    (Utilizador Info)
    Para quem não viu as notícias o próprio Bin Laden disse que os atentados foram cometidos por um grupo de islâmicos. Querem melhores provas que isto?
    Re:God help Portugal and the World (Pontos:2)
    por Strange em 08-10-01 11:30 GMT (#19)
    (Utilizador Info) http://strange.nsk.yi.org/

    Um português disse que um crime foi cometido por uns europeus. Querem melhores provas que isto para destruir todo Portugal e um pouco do resto da Europa?

    hugs
    Strange

    Re:God help Portugal and the World (Pontos:1)
    por Artik Vodka em 08-10-01 11:32 GMT (#20)
    (Utilizador Info)
    Uma coisa é *um português*. Outra coisa é o Osama Bin Laden.
    O Osama Bin Laden é "capaz" de ser um bocadinho mais importante lá do que um qualquer portugues na Europa.
    Pelo menos o gajo manda, e eles matam-se. Tu mandas e alguém se mata?


    Um Artik Vodka fresquinho por favor
    Re:God help Portugal and the World (Pontos:2)
    por Strange em 08-10-01 13:01 GMT (#23)
    (Utilizador Info) http://strange.nsk.yi.org/

    Tu mandas e alguém se mata?

    Sei lá, nunca tentei... Mas não me parece...

    MAS, o que critico é o facto de esse Monstro dizer que foram islâmicos que cometeram o atentado. Sabes ao menos de quanta gente e quantos povos estamos a falar? E não se restrigem ao Afeganistão!! Portanto, para mim alguém dizer que por esse tipo ter dito que o golpe foi praticado por islâmicos é a mesmissíma coisa que se ele tivesse dito que tinha sido ele a fazê-lo, ou afegãos, não faz o mínimo sentido.

    É o mesmo que se o papa (ou o equivalente noutras religiões e atentados) admitisse que os atentados na Irlanda do Norte (ou Inglaterra?) eram de facto cometidos por cristãos, que o próprio papa é culpado e toca a bombardear o Vaticano.... (Nota: não sou católico.)

    hugs
    Strange

    Uma no cravo outra na ferradura... (Pontos:2, Esclarecedor)
    por elmig em 07-10-01 19:58 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://www.alunos.ipb.pt/~ee3931/
    Vietnam, Coreia, Cuba, Guerra Fria, Apoio a Israel, Apoio aos guerrilheiros afegaos para expulsarem os russos, crises petroliferas, Arabia Saudita, Noriega, Nicaragua, Koweit, Iraque, Somalia, Ex-Jugoslavia, e agora Afeganistao? Uma no cravo, outra na ferradura tem resolvido os problemas mas apenas por pouco tempo. Esta guerra exige uma soluçao solida, apoiar a Aliança do Norte é a mesma coisa que deu origem a este problema

    "Big brother is watching you, and little brother is too. When big brother goes to sleep, little brother goes through his stuff."

    Re:Uma no cravo outra na ferradura... (Pontos:2, Interessante)
    por biduxe em 08-10-01 7:41 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    Boa listagem, embora incompleta, há muito para acrescentar. Que tal fazer uma contagem de vítimas... Feitas as contas. 7000 vítimas é muito pouco. Não deixam de ser vítimas inocentes, mas será que valem mais aos nosso olhos que as vítimas incocentes da Nicaragua, do Chile, de Timor, etc.

    Eis uma ilustração dos "diferentes rostos da miséria":

    Morrem 7000 americanos e outros ocidentais : é uma tragédia humana insustentável.
    Morrem dezenas de milhares de afegães: é um espectáculo multimédia sevido nos jornais televisivos.

    ------ EOFim.
    BOOOOMMMMM ! (Pontos:1)
    por Jynx em 08-10-01 12:45 GMT (#22)
    (Utilizador Info) https://www.frenetik.net
    Counter Terrorist Win !

    *g*

    Jynx


    :::Frenetik Technet inc.

    "your soul may belong to Jesus, but your ass belongs to me..."

    :::::::::::::::EOF

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]