gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Secretárias usam Linux no desktop
Contribuído por BladeRunner em 14-08-01 10:42
do departamento qwerty
Linux grumbler escreve "Uma das discussões que de vez em quando surgem aqui pelo slashdot é sobre se o Linux é ou não uma alternativa viável para o Desktop. Muitos argumentam que nem pensar, que uma secretária por exemplo não o saberia utilizar. Mas no entanto, segundo este artigo da newsforge é exactamente isso que está a acontecer na cidade de Largo na Califórnia, onde no equivalente americano de câmara municipal (city hall) foram instalados thin clients para ligarem a servidores que correm nada mais nada menos que Linux+KDE."
E estes não são para ser utilizados por técnicos altamente especializados, mas sim por recepcionistas, pessoal adminsitrativo, chefes de divisão, etc.

O resultado é mais do que óbvio: Pouparam-se milhares de dólares aos contribuintes em licenças, o número de pessoal necessário para gerir 400 clientes (utilizados por cerca de 800 pessoas) é de cerca de 10 técnicos, e os custos de hardware também são bastante mais reduzidos do que se utilizassem Windows 2000 por exemplo. Tendo em conta que o nosso governo resolveu entrar em contenção de custos talvez fosse tempo de deixar de namorar a Microsoft e começar-se a olhar seriamente para alternativas que não só são mais económicas em termos de custos de licensas, como mais estáveis, mais fáceis de fazer a manutenção e que permitem reciclar equipamento antigo.

Digitalizar Biblio/Video/CD/tecas | Kiosk em KDE  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Linux
  • gildot
  • segundo este artigo da newsforge
  • Mais acerca Linux
  • Também por BladeRunner
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Gildot e não slashdot :-) (Pontos:2)
    por grumbler em 14-08-01 10:57 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    Oops.. obviamente, quando disse "discussões que aparecem aqui pelo slashdot" queria dizer "discussões que aparecem aqui pelo gildot"..
    forget my own head next :-(

    --
    What, Me Worry?
    Re:Gildot e não slashdot :-) (Pontos:2)
    por mvalente em 14-08-01 11:25 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://www.ruido-visual.pt/
    Nao faz mal, já tinhamos todos lido o mesmo artigo no Slashdot e deu para perceber.

    Cumprimentos

    Mario Valente

    A treta do costume....... (Pontos:1)
    por mlopes em 14-08-01 11:29 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    Isso do Linux ser mais dificil de utilizar é uma treta, as secretárias precisam do quê? Um processador de textos? Temos o Abiword que é facilimo de utilizar. Um cliente de e-mail? Até à pouco tempo eu utilizava o Mozilla Mail, é fácil de usar e bastante estavel, especialmente se formos comparar com mamarrachos como o Outlook.Uma folha de cálculo? Para as funções básicas que a maioria do pessoal faz o Gnumeric chega e sobra. Acho que não preciso de enumerar mais nada, pois para bom entendedor meia palavra basta......

    Mais vantagens......, vejamos, não há virus por todo o lado, não se corre toda a merda de executáveis que vêm não se sabe de onde. Os utilizadores não sabem instalar programas!!! melhor, pelo menos sabemos que não dão cabo do sistema. Se os utilizadores querem um sistema onde possam fazer o que lhes apetece comprem um computadorzito e ponham-no em casa, para uma empresa o melhor em termos de estabilidade, confiança e segurança é mesmo o linux no desktop, e os users só fazem aquilo que é necessário, em vez de perder tempo com coisas supérfluas.........
    Re:A treta do costume....... (Pontos:2)
    por Dehumanizer em 14-08-01 11:44 GMT (#4)
    (Utilizador Info)
    Tens toda a razão. O Windows não é "mais fácil", as pessoas é que já estão habituadas, e DETESTAM ter de aprender coisas novas.

    Aposto que o Xispe, com a sua ligeiramente-diferente-interface, vai deixar muito boa gente em pânico... :)


    "Mount up, you dogs! It is time for the hordes of General Fang to strike terror to those who were foolish enough to survive my missile attack!"
    Re:A treta do costume....... (Pontos:0, Redundante)
    por RaTao em 14-08-01 17:33 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    aqui tenho que discurdar.
    o windows e as aplicacoes da m$ em termos de facilidade de utilizacao sao mesmo muito boas.
    como contra factos nao ah argumentos vou deixar uns exemplos: :)))

    - a m$ deve ter mais de uma centena de pessoas a trabalhar na "usabilidade";
    - a m$ faz testes de usabilidade com milhares de utilizadores;
    - veja-se a transicao de win3.11 para win95 -> toda a gente gostou;
    - vejam-se o numero de sw-houses a usar o MFC;
    - veja-se o numero de sw-houses (ou programadores) que mesmo utilizando outros toolkits (gtk ou qt, por exemplo) copiam - quase fielmente - a interface das aplicacoes do m$-office (gnumeric, abiword, etc);
    - o winXP jah eh tao falado (bom marketing) que quando sair toda a gente quer e se nao sabe como usar descobre porque toda esta hype leva a isso... eh como trocar de carro :>

    (estou a lembrar-me de mais umas frases giras, mas sao mais a cair para o flame-bait por isso fica para outra vez)

    a m$ pode ter muitos defeitos mas _nao_ brinca em servico. a m$ eh um negocio e como tal faz o que os utilizadores querem, daih nao vermos grande preocupacao com a seguranca... mas updates para o media-player nao faltam :)
    quando as pessoas quiserem mais a seguranca do que querem os widgets nessa altura a m$ entra a matar ;)

    com isto nao quero dizer que interfaces alternativos nao sejam bons ou quase tao bons como os interfaces da m$ ou ateh melhores para situacoes especificas, mas nao confundam a arvore com a floresta ;)

    disclaimer: eu utilizo linux, exclusivamente, desde ah uns anitos, nao tenho vmwares nem nada do genero. esta biblia de post eh soh para (re)lembrar ahs pessoas que a m$, em alguns aspectos da globalidade da informatica - neste caso a intertface com o utilizador - tem que receber os devidos creditos por ser um lider.

    flames a seguir:


    Regards,
    Nuno Silva aka RaTao
    Re:A treta do costume....... (Pontos:1, Gozão)
    por Gamito em 14-08-01 18:13 GMT (#9)
    (Utilizador Info)
    "flames a seguir:"

    Não tem nada que.
    Os factos falam por si.
    As interfaces gráficas dos dois majors Linux - KDE e GNOME - são cópias da do Windows.

    Mário Gamito
    educação, ensino
    Re:A treta do costume....... (Pontos:3, Esclarecedor)
    por grumbler em 15-08-01 8:18 GMT (#13)
    (Utilizador Info)
    s interfaces gráficas dos dois majors Linux - KDE e GNOME - são cópias da do Windows. Tanto são cópias do Windows como de outros desktops. Se não vejamos. O conceito de desktop já vem de muito detrás, desde os tempos do Xerox Parc, que o Steve Jobs ripou (embora não admita abertamente). A barra cá embaixo de arranque já o CDE e o OS/2 tinha. Icons, look'n'feel, menus, etc é tudo uma cópia de(ou melhor inspirados em :-)) outros desktops já existentes, sejam eles o do Windows, MacOS, Workbench (do amiga), Xerox, Next, whatever.
    Quando se olha para a arvore convém ver a floresta inteira :-)

    --
    What, Me Worry?
    Re:A treta do costume....... (Pontos:2)
    por Gamito em 15-08-01 10:31 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    Certo!

    Mas são mais cópias da do Windows.

    São por exemplo mais afastadas da interface do Mac com aqueles menus superiores que pertencem à aplicação que está activa e que por su vez pode ser trocada.

    Pessoalmente, das majors até prefiro mesmo a interface do Mac à do Windows/KDE/GNOME.

    Mário Gamito
    educação, ensino
    Re:A treta do costume....... (Pontos:2)
    por Gimp em 14-08-01 22:19 GMT (#10)
    (Utilizador Info)
    "mas updates para o media-player nao faltam :)
    quando as pessoas quiserem mais a seguranca do que querem os widgets nessa altura a m$ entra a matar ;)"

    Tens uma empresa com NT's com IIS a correr. Não queres segurança? A própria Micro é atacada pelo Red Code. Achas que algum dia irão ser capazes de ter segurança? Só se o Bill fizer Harakiri. Aí é que entram a matar(-se).


    Os meus 2 Paus zZzZz

    Re:A treta do costume....... (Pontos:1)
    por RaTao em 15-08-01 18:00 GMT (#17)
    (Utilizador Info)
    Só reforça o meu ponto.
    A M$ ainda não se preocupaa 100% com a segurança... Caso se preocupa-se estas coisas não aconteceriam. Achas mesmo que a M$ não pode contratar mais 1000 tipos, digamos 100 pessoas para cada um dos grandes serviços que tem, para manter a segurança?
    É muito provavel que uma dessas 1000 pessoas - caso existissem - tivesse feito o upgrade ao software aquando da sua descoberta ;)

    Anyway, não falando da parte da manutenção, que se aplica à M$ e às empresas que utilizam M$:
    Mesmo na parte do desenvolvimento já existem concertesa departamentos que testam a segurança dos vários produtos nas várias fases de produção, o problema é que outros departamentos falam mais alto:
    dpto de marketing/whatever: "o outlook tem que ter javascript ligado por defeito senão os emails HTML não são apresentados como o utilizador espera"
    dpto de segurança: "isso pode ser um grave problema caso o utilizador receba email's malignos e também porq..."
    interrompe o dpto financeiro:
    "BEM, o que interessa é a receita final... acho que vamos vender mais com mais features do que com menos. PONTO FINAL nesta história"

    ehehehhe

    Quando os respectivos dptos estiverem em unissono a dizer que a segurança é importante e que vai *vender mais*, aí teremos mais segurança.

    e btw, podem continuar a moderar para baixo todos os comentários que falam menos mal do windows... obrigado :>


    Regards,
    Nuno Silva aka RaTao
    Re:A treta do costume....... (Pontos:1)
    por mlopes em 15-08-01 23:24 GMT (#19)
    (Utilizador Info)
    Por acaso num post relacionado com este mesmo artigo que aqui discutimos, há aqui um comentário interessante de um anónimo que infelizmente ainda não foi moderado para cima e está com -1.
    Re:A treta do costume....... (Pontos:2)
    por grumbler em 15-08-01 8:12 GMT (#12)
    (Utilizador Info)
    veja-se a transicao de win3.11 para win95

    Toda a gente é muita gente :-).. Aposto que muito boa gente que estava habituado ao ambiente do windows 3.11(que por acaso sempre achei bastante contraintuitivo) odiou o windows 95. Alias, tenho a certeza que isso aconteceu. Por outrlo lado, e ao contrário do que muita gente parece estar disposta a esquecer, com o windows 95 a Microsoft limitou-se a ir copiar ambientes de desktop que já existiam como o da Apple ou o do Amiga, desktops esses que por sua vez já tinham sido copiados do Xerox Parc. Para quem já nem se lembra, a visão de futuro do Bill Gates em ermos e desktop era o Microsoft Bob, uma coisa que felizmente ficou pelo caminho de tão imbecil que era.

    m$ eh um negocio e como tal faz o que os utilizadores querem

    Aqui é que está um dos grandes problemas dos produtos Microsoft. Fornecer o que os utilizadores querem em vez de fornecer o que os utilizadores precisam. Se existiu alguem que pediu a feature XPTO no excel, pimba lá está. Resultado uma folha de calculo que têm cada vez mais e mais coisas, e como tal custa bastante mais do que uma com menos features. Features essas que se calhar nem nunca irei utilizar nunca na minha vida.

    --
    What, Me Worry?

    Re:A treta do costume....... (Pontos:1)
    por mlopes em 15-08-01 15:53 GMT (#16)
    (Utilizador Info)
    Dividindo a tua argumentação em "tipos de argumentos" surgem alguns problemas:
    1. Existem argumentos que mostram o tamanho da máquina de marketing da empresa.
    2. Existem como argumentos as pessoas que foram afectadas por essa máquina de marketing
    3. Não existem argumentos de ordem técnica
    Bom, já que se fala de software os argumentos mais importantes, e relevantes para a escolha desse software seriam os de ordem técnica, que parece que são esquecidos sempre que se levanta uma voz em defesa do Windows.

    Quanto à mudança de Win 3.11 para Win 95, não é um factor muito relevante já que, pertence aos argumentos do tipo 2, e o factor "numero de utilizadores" é bom para contar a carneirada de um rebanho, mas não serve como prova de facilidade ou qualidade de algo, veja-se os impostos, (quase)todos os pagam apesar da imensa burocracia e dificuldades que há para pedir e preencher os papéis, outro motivo para achar a mudança 3.11->95 irrelevante é que na altura o numero de pessoas que utilizavam computadores era muito pequeno e mesmo desses utilizadores grande parte não utilizava o Windows, os utilizadores de Win 95 são maioritariamente utilizadores que foram levados à informática pela máquina de marketing da M$ sem terem conhecido mais nada antes.
    Re:A treta do costume....... (Pontos:1)
    por RaTao em 15-08-01 22:16 GMT (#18)
    (Utilizador Info)

    Dividindo o teu comentário em tipos de comentário só dá uma hipotese:
    "off-topic"

    não era necessário continuar a escrever, mas eu sou masoquista...
    Aqui o tópico é "secretárias usam linux (em deterimento do windows e com sucesso)" e o artigo foca a usabilidade do linux por pessoal não técnico.
    ...devias ter lido o meu comentário até ao fim pelo menos, lá digo:

    "disclaimer: eu utilizo linux, exclusivamente, desde ah uns anitos, nao tenho vmwares nem nada do genero. esta biblia de post eh soh para (re)lembrar ahs pessoas que a m$, em alguns aspectos da globalidade da informatica - neste caso a intertface com o utilizador - tem que receber os devidos creditos por ser um lider."

    outro ponto:
    o facto do meu último argumento falar do marketing da M$ foi de propósito. A M$ mesmo no marketing que faz visa a usabilidade, basta ver que 90% do mundo civilizado conhece o botãozinho de start e os próprios técnicos utilizam uma giria M$:
    "faça start/iniciar; programs/programas; microsoft word".

    mais um ponto:
    tu dizes (e muito bem) o seguinte:
    "os utilizadores de Win 95 são maioritariamente utilizadores que foram levados à informática pela máquina de marketing da M$ sem terem conhecido mais nada antes."

    uma optima prova de usabilidade. mesmo utilizadores que não conheciam nada antes passaram a usar um computador.

    volto a relembrar que o tópico á a usabilidade e não me venham falar do sircam e do codered ;)


    Regards,
    Nuno Silva aka RaTao
    Re:A treta do costume....... (Pontos:1)
    por RaTao em 16-08-01 0:35 GMT (#20)
    (Utilizador Info)
    opsss,
    o gildot tirou os <sarcasmo> e </sarcasmo> que rodeavam o primeiro paragrafo :)

    .oO(devia ter "antevisto", eu sei)


    Regards,
    Nuno Silva aka RaTao
    Re:A treta do costume....... (Pontos:1)
    por mlopes em 16-08-01 9:57 GMT (#21)
    (Utilizador Info)
    Off-topic? A facilidade de utilização não advem do dptº de Marketing, mas sim do modo como os interfaces são desenhados.
    Por outro lado se falamos de secretárias, falamos de empresas e não de utilizadores caseiros, para as empresas não interessa (ou não devia interessar) se o utilizador já sabe utilizar o sistema, porque os sistemas das empresas devem estar direcionados para a facilidade de utilização de aplicações especificas, não para a facilidade de instalação de drivers ou de instalação de jogos. Este problema resolve-se colocando meia duzia de icons para as aplicações necessárias para trabalhar, retirando tudo o que não é necessário, sendo assim o SO utilizado não é importante em termos de usabilidade desde que haja um interface gráfico que permita "mostrar" ao utilizador o que ele precisa, logo os critérios de escolha de um SO para uma empresa devem ser técnicos e não por motivos de carneirada, apesar de que acho esse motivo perfeitamente aceitável para a escolha do utilizador caseiro.
    Não forçosamente... há casos e casos... (Pontos:2, Interessante)
    por pls em 14-08-01 17:32 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://pls.mrnet.pt
    No "yes, prime minister" (uma das minhas séries preferidas) há uma passagem em que o Jim Hacker discute a opção tomada por uma multidão de se maifestar ruidosamente junto do numero 10... a mulher dele diz que "that's what simple people do when they want to be heard by their leaders" e a resposta dele é "that is because simple people are stupid". :-) A lógica e racionalidade não estão relacionadas com as opções tomadas. As pessoas consomem o que lhes aparecer à frente, a maior parte dos "administradores de sistemas" não dá uma para a caixa e sabe lá que opções existem, e as "pessoas simples" limitam-se a utilizar o que lhes meteram à frente. Anyway, o Windows não é forçosamente um mau desktop... na minha empresa (20 postos de rede) só eu (no meu desktop) e os servidores é que são Unix (openbsd e linuxes). O staff teve como opção linux, freebsd, openbsd e Windows NT e escolheram todos... o NT. As permissões de utilização dos NT's são 100% restrictivas (i.e. podem executar as X aplicações instaladas pela equipa de administração e todos podem escrever numa directoria própria no servidor) e em tudo semelhantes às que teriam em unixes (a lógica de administração é a mesma).Eu (salvo seja; eu e os mesu sócios) ficámos com a conta bancária 20 "nt workstation" abaixo do que gostaria. :-( A esmagadora maioria dos técnicos que conheço (e admiro) utiliza Windows (as versões variam) nos seus desktops de trabalho e em muitos deles acho que nunca vi executar mais que o putty (cliente de ssh), qualquer porra que toque mp3 e o word/excell ocasionalmente. Já entendo os que utilizam photoshops, corels e dreamweavers... Ultrapassa-me porque raio precisam do Windows alguns deles, ou porque o preferem, mas como director técnico da empresa, e no que toca ao pessoal que lá trabalha, quero que utilizem o ambiente de trababalho em que se sintam mais produtivos. Tudo bem... há aqui escolhas que respeito, independentemente de ter que lidar com as contas. PLS
    Re:Não forçosamente... há casos e casos... (Pontos:2)
    por Gimp em 14-08-01 22:25 GMT (#11)
    (Utilizador Info)
    "O staff teve como opção linux, freebsd, openbsd e Windows NT e escolheram todos... o NT"

    Chegaram a usar outra coisa para fazerem uma escolha "imparcial"? É que o NT sofre de uma coisa horrível: amontoar janelas em cima de janelas. Daí eu gostar tanto de desktops virtuais.

    "...utiliza Windows (as versões variam) nos seus desktops de trabalho e em muitos deles acho que nunca vi executar mais que o putty (cliente de ssh), qualquer porra que toque mp3 e o word/excell ocasionalmente"

    Pois é, putty. E o Lotus Notes também. Mas deixa-me acabar 3 BD's, integrar AS/400 com o meu servidor de fax e convencê-los a usar uma firewall que não precise de chamar "técnicus" e zás, desktop a correr Linux!


    Os meus 2 Paus zZzZz

    Re:Não forçosamente... há casos e casos... (Pontos:1)
    por pls em 15-08-01 10:44 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://pls.mrnet.pt
    >"O staff teve como opção linux, freebsd, openbsd
    >e Windows NT e escolheram todos... o NT"
    >Chegaram a usar outra coisa para fazerem uma
    >escolha "imparcial"? É que o NT sofre de uma
    >coisa horrível: amontoar janelas em cima de
    >janelas. Daí eu gostar tanto de desktops
    >virtuais.

    A maior parte deles começam por fazer algo em unix (tipo criar um repositório de CVS, ou montar um sistema de anti-virus para mail, etc) e durante umas semanas pelo menos estão sempre em unix...

    Depois há o meu lindo desktop com o kde 2.1, que nunca está pendurado, nem tem as pancas dos NT´s que o rodeam, que devia mostrar que... "funciona" e é agradável como ambiente de trabalho... mas pelos vistos ainda não chega. :-)


    Re:apoiado (Pontos:1)
    por mlopes em 14-08-01 14:04 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    Quanto ao aprender quais as aplicações que se iria utilizar, penso que não seria uma tarefa muito complicada, o ideal numa situação destas seria até utilizar um windowmanager simples, tipo Windowmaker ou assim, onde o pessoal não tivesse acesso a muita coisa que é para não fazer confusão, depois era só por uns appicons para as aplicações necessárias para cada tipo de utilizador.

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]