gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
EPIC et al contra MS: a defesa da privacidade
Contribuído por jmce em 28-07-01 0:11
do departamento mas-era-tudo-para-o-nosso-bem
Microsoft O Electronic Privacy Information Center, o Center for Digital Democracy, o Center for Media Education, a associação Computer Professionals for Social Responsibility, a Consumer Action, a Consumer Federation of America, a Consumer Task Force for Automotive Issues, a Electronic Frontier Foundation, a Junkbusters, o Media Access Project, a NetAction, a Privacy Rights Clearinghouse e o U.S. Public Interest Research Group apresentaram à Federal Trade Commission um documento de queixa, pedido de embargo e pedido de investigação[PDF] relativo às implicações do MS Windows XP no campo da privacidade dos consumidores, denunciando "práticas comerciais injustas e enganadoras" destinadas a recolher dados de milhões de utilizadores da Internet e monitorizar a sua actividade na rede. Em jogo está, naturalmente, a .NET (Passport, Wallet, Hailstorm, ...) e o vector dessa "infecção" chamado XP [notícia e discussão no Slashdot].

Micro$harity | Info (ex-)Confidencial!  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • gildot
  • Electronic Privacy Information Center
  • Center for Digital Democracy
  • Center for Media Education
  • Computer Professionals for Social Responsibility
  • Consumer Action
  • Consumer Federation of America
  • Consumer Task Force for Automotive Issues
  • Electronic Frontier Foundation
  • Junkbusters
  • Media Access Project
  • NetAction
  • Privacy Rights Clearinghouse
  • U.S. Public Interest Research Group
  • Federal Trade Commission
  • queixa, pedido de embargo e pedido de investigação
  • notícia e discussão no Slashdot
  • Mais acerca Microsoft
  • Também por jmce
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Lusitânia (Pontos:2)
    por jmce em 28-07-01 1:01 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://jmce.artenumerica.org/
    <alfinetadinha>
    A propósito das movimentações da EFF nos últimos dias: e a "nossa" cíber-pós-moderna Fronteira Electrónica, será que da EFF apenas recolheu inspiração para o nome? Ou a iniciativa Zé dos Bois goes to Frisco foi tão extenuante que ainda estão a recuperar longe da fronteira na Rua da Palmeira, à sombra da dita? Nada contra ajudarem a "criar as condições para a emergência e visibilidade da arte para a Internet em Portugal" (têm todo o direito a gostar desta meta-aproximação ao para-real), mas parece que emergem no horizonte uns problemas um bocadinho mais... ermmm... concretos... urgentes? </alfinetadinha>
    Re:Lusitânia (Pontos:2)
    por grumbler em 28-07-01 6:36 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    a "nossa" cíber-pós-moderna Fronteira Electrónica

    A tal que foi constituida por elementos da Associação Terravista, que recebeu de mão beijava o "portal" Terravista do estado e que depois foi logo a correr a vender o mesmo pelo número mágico (1 milhão de contos) á Jazztel? E que recebe apoios do estado português ?(não morderás a mão que te dá de comer).

    Bem é de facto muito mais fácil falar mal do que fazer e devo admitir que aqui há uns anos atrás estive envolvido numa tentativa de criar uma associação com propósitos de facto semelhantes á EFF e que se gorou por perguiça/nabice/entropia interna.. mas não deixa de ser verdade que esta associação fronteira electrónica têm não só um ar um pouco digamos qu suspeito, bem como a sua visibilidade quer no meio quer fora dele é proxima de nula

    --
    What, Me Worry?

    :) (Pontos:2)
    por z0mbi3 em 28-07-01 1:42 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://z0mbi3.sempre.nu
    Recuso-me prontamente a seguir todos os links que estao neste artigo....sao maningues !! :)
    EPIC et al contra MS: a defesa da privacidade (Pontos:2, Interessante)
    por Mike em 28-07-01 8:36 GMT (#4)
    (Utilizador Info)

    Olá a todos e bom dia. Em primeiro lugar quero enaltecer a importância que esta notícia tem no panorama informático português. Como sabemos em Portugal a informação chega ao ouvidos das pessoas tardiamente o defeituosamente pelo que dou os parabens ao Gildot pela sua simplicidade e utilidade.

    Após uma leitura atenta do documento que contem a queixa de várias entidades contra a Microsoft relativamente à politica de internet do novo Windows XP cheguei às seguintes conclusões:

    - Toda a politica do Windows XP relativa à internet e seus serviços viola todos os principios do mercado livre e da livre concorrência entre empresas.
    - A Microsoft, líder do mercado de Sistemas Operativos e Browsers para a Internet, não têm, apesar da sua posição dominante, o direito de usufruir e/ou colectar informação privada sobre os utilizadores do seu sistema operativo que desejem aceder à internet.
    - O sistema de messaging do MSN Hotmail com vista a publicitar eventos e produtos de empresas parceiras da microsoft releva uma profunda falta de carácter ou mesmo um grave problema de insanidade mental da parte dos responsáveis pela Empresa de Redmond e é algo que merece uma profunda reflexão por parte dos consumidores Americanos e também pelos outros consumidores.

    Meus caros colegas e afins o que nos resta fazer? Temos duas vias: Resignarmo-nos contra o que representa um abalo sério a todos os valores éticos e morais do comércio e da privacidade de cada individuo ou dizermos não a esta tecnologia merdosa através de um esforço em publicitar/partilhar/melhorar alternativas para o império Microsoft e o seu Sistema Operativo Windows.

    Espero ter focado alguns pontos deste assunto...
    Fikem Bem
    Miguel


     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]