gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
A história da GPL
Contribuído por jmce em 12-07-01 12:43
do departamento lições-da-história
GNU jneves escreve "Para quem tiver curiosidade em saber porque foi criada a GPL (Pista: Richard Stallman deixou de poder modificar o Emacs) e outros detalhes sobre a história da licenças GPL e afins, pode ler a história da GPL. "

HAL 2001 [II] | Microsoft retrocede na configuração do XP  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • jneves
  • história da GPL
  • Mais acerca GNU
  • Também por jmce
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    GPL versão 2 (Pontos:3, Esclarecedor)
    por GdoL em 12-07-01 14:39 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://www.gazetadolinux.com
    O artigo é interessante e vale a pena ler. Entre outras coisas, fica-se a conhecer a opinião do R. Stallman sobre o J. Gosling, criador do Java.
    No fim do artigo, pode-se ler uma passagem da GPL versão 2 que esclarece muitas dúvidas que surgem aqui sobre a redistribuição de código abrangido pela GPL. Basicamente, diz que pode-se distribuir código proprietário mesmo que se usem bibliotecas/librarys que estejam sobre a licença GPL. Esta versão da GPL passou a ser conhecida, segundo o artigo como a "the GNU Lesser General Public License, version 2.1" no início de 1999.

    Segue o excerto do artigo:
    New library license We should by now have finished a new alternative General Public License for certain GNU libraries. This license permits linking the libraries into proprietary executables under certain conditions. The new library license actually represents a strategic retreat. We would prefer to insist as much as possible that programs based on GNU software must themselves be free. However, in the case of libraries, we found that insisting they be used only in free software tended to discourage use of the libraries, rather than encourage free applications. So, while we hope the new library license will help promote the development of free libraries, we have to regret that it was necessary. We will also be releasing a version 2 of the ordinary GPL. There are no real changes in its policies, but we hope to clarify points that have led to misunderstanding and sometimes unnecessary worry. "

    visite a Gazeta do Linux.com

    Mas afinal.... (Pontos:2, Interessante)
    por mlopes em 12-07-01 14:55 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    ...quais são os passos e custos para licenciar um determinado software sob GPL.
    Re:Mas afinal.... (Pontos:3, Esclarecedor)
    por GdoL em 12-07-01 15:18 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://www.gazetadolinux.com
    Como podes ler aqui é bastate simples de usar e não tem custo nenhum.Só o trabalho de adicionar uma porção de palavreado no código fonte. Existe mesmo uma versão em 'português falado no Brasil' da GPL aqui.

    visite a Gazeta do Linux.com

    Re:Mas afinal.... (Pontos:2)
    por jneves em 12-07-01 20:07 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://silvaneves.org/
    Atenção que a versão oficial (a única válida em tribunal) é a inglesa.
    Re:Mas afinal.... (Pontos:2)
    por CrLf em 12-07-01 21:01 GMT (#5)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/~cer09566
    Qual tribunal? A licença válida em tribunal pode ser qualquer uma desde que não viole nenhuma lei em vigor em Portugal, a GPL em português do Brasil é tão válida quanto a original ou qualquer outra GPL "mutante". Se estiver enganado corrijam-me sff porque eu não sou nehum jurista.

    -- Carlos Rodrigues

    - "I think my men can handle one little penguin!"
    - "No, Mr. Gates, your men are already dead!"
    Re:Mas afinal.... (Pontos:2)
    por jneves em 12-07-01 23:20 GMT (#8)
    (Utilizador Info) http://silvaneves.org/
    A GPL é a General Public License que é em inglês e, na práctica, a única versão. Qualquer outra tradução existente é tão válida como uma tradução portuguesa da constituição americana, ou seja, nada. Claro que podes definir que o teu programa está coberto por outro documento que não a GPL, mas isso sempre foi uma prerrogativa do autor.
    Re:Mas afinal.... (Pontos:2)
    por Strange em 12-07-01 21:11 GMT (#6)
    (Utilizador Info) http://strange.nsk.yi.org/

    Porque seria inválida em tribunal? Por dizer GPL no nome mas não ser a cópia da GPL da FSF?

    Afinal de contas, o que conta são os termos da licença e a legalidade desses termos.

    Mas num aspecto tens razão, não existe tradução da GPL para qualquer outra língua, pois os termos legais são muito difíceis de traduzir, e será necessário o tradutor perceber muito de ambas as línguas e dos termos legais. Por isso nenhuma tradução actual é aceite como tradução oficial.

    hugs
    Strange

    Re:Mas afinal.... (Pontos:2)
    por jneves em 12-07-01 23:16 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://silvaneves.org/
    A FSF Europa está a mudar isso. Já falta pouco para aparecer uma tradução oficial em francês.
    Re:Mas afinal.... (Pontos:1)
    por mlopes em 13-07-01 13:36 GMT (#9)
    (Utilizador Info)
    Para que a llicença seja válida em tribunal o software em principio terá que ser registado (e o registo pago, segundo me parece, bem pago) sob essa licença, ou estou enganado?

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]