gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Linux no desktop
Contribuído por scorpio em 12-06-01 15:35
do departamento desktop-wars
Linux Nas conversas do costume, um rebarbado-cobarde chamou-me a atenção para este artigo, na ZDNet, onde se pode ver porque é que o Linux no desktop nunca será uma realidade (ou, pelo menos, na cabeça do autor)... O que têm a dizer sobre esta questão? Será que daqui a um anito começamos a ver os desktops da SIC e afins com um Gnome/Kde/whatever, ou a coisa nunca vai passar do mundo dos nerds?

iTV da MS & TV Cabo, falada no News.com | Wap no Apache  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Linux
  • ZDNet
  • este artigo
  • ZDNet
  • Mais acerca Linux
  • Também por scorpio
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Tricky... (Pontos:2)
    por Dehumanizer em 12-06-01 16:02 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    A questão é complexa...

    Em primeiro lugar, o artigo da ZDNet (site esse que não passa de um folheto publicitário da MS) é para esquecer, basicamente é "a MS ganhou, o Linux deve-se dedicar só a servidores e deixar o desktop para a MS". Argumentos desses nem merecem resposta (a não ser, como nos Monty Python, "fart in their general direction").

    Quanto a argumentos com alguma inteligência, estes dividem-se em dois campos. Uns dizem que é impossível fazer um sistema para idiotas sem que o próprio sistema se torne idiota, e apenas usável por idiotas. Um exemplo clássico é a escolha de window managers: para o Joe User, dizem, haver vários WMs é mau, porque o utilizador não quer ter de fazer escolhas, ou sequer PODER fazer escolhas, quer apenas um ambiente uniforme. Claro que haver só um WM afastará os utilizadores avançados...

    Outros, por outro lado, afirmam que isso não é assim, que uma coisa não tira a vez à outra, que é possível tornar um sistema facílimo de usar sem que este deixe de ser estável, rápido, seguro, configurável, e usável de uma forma que não nos trate como débeis mentais.

    Eu estou mais inclinado para concordar com estes últimos, se bem que reconheço que é uma luta difícil.

    Por último, já aqui disse várias vezes que o Windows não é realmente mais fácil que uma distro de Linux tipo Mandrake; é tudo uma questão de habituação, de ambientes familiares.

    Curiosamente, há dias, vi no Slashdot um tipo contar como tentou fazer os pais e a avó usarem Linux. A avó, que nunca tinha usado um computador na vida, aprendeu facilmente que "aqui é para o mail, aqui é para ver páginas, etc.", enquanto os pais, que já usavam Windows há uns anos, não se conseguiram habituar, porque acharam o Linux "muito difícil". Need I say more? ;)


    "Ford, you're turning into a penguin. Stop it." - Arthur Dent
    Re:Tricky... (Pontos:1)
    por XIS em 12-06-01 18:20 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/chock/
    "é para esquecer, basicamente é 'a MS ganhou, o Linux deve-se dedicar só a servidores e deixar o desktop para a MS'. "

    Concordo absolutamente, a MS ganhou o desktop e o Linux devia deixar o desktop para a MS :)

    Ou, posto noutros termos 'o Linux ganhou, a MS deve-se dedicar só a desktop e deixar os servidores para o Linux'
    Re:Tricky... (Pontos:2)
    por Dehumanizer em 12-06-01 18:33 GMT (#12)
    (Utilizador Info)
    Não concordo nem com uma nem com outra dessas afirmações, mas acho que estás a ser irónico, de qualquer maneira. :)


    "Ford, you're turning into a penguin. Stop it." - Arthur Dent
    Ao contrário (Pontos:3, Esclarecedor)
    por grumbler em 12-06-01 16:27 GMT (#4)
    (Utilizador Info)
    É curioso a evolução das coisas. O windows começou no desktop e quis tornar-se um OS para servidores. Por outro lado, as raizes do Linux estão nos servidores, e de há algum tempo para cá, tipo efeito secundário, começou a derivar para ser um sistema operativo de desktop.

    Sinceramente, não me preocupa muito se o Linux vá ou não ser um sistema operativo de desktop que consiga substituir o Windows em tudo.. nem sei se tal será bom ou desejável.. no entanto isso não me impede de utilizar o Linux como o meu sistema operativo que corro nos meus computadores (quer no portatil quer no desktop que tenho em casa), e o mesmo se pode dizer de muito mais pessoas. Portanto a questão não me parece que seja se o Linux vai vingar ou não no desktop (porque ele já vingou), mas sim se vai ser uma escolha alternativa para toda a gente (incluindo quem está em casa e não tem um administrador de sistemas á mão)

    Por outro lado, não deixa de ser curioso que comecem a surgir este tipo de artigos, quando aqui há bem poucos anos a Microsoft nem sequer sabia que raio de bicharoco era esse do Linux, e quando alguns tempos depois diziam que era algo que não podia ser levado a sério.. é sinal que algumas pessoas começam a ficar preocupadas, o que IMHO é definitivamente "a good thing" (tm)

    --
    What, Me Worry?

    outra vez isto.. (Pontos:1)
    por hugosantos em 12-06-01 16:47 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    enfim.. é quase impossivel debater este assunto no GilDot devido a grande populaçao que aqui existe de cerebros agarrados a pcs a correr linux.
    Mas continuando, "in my humble opinion", acho que as linux dists como estão hoje não sequer viradas para o Desktop, embora contenham tanto o KDE como o Gnome a verdade é que nao se decidem, "sou eu uma destribuiçao de Desktop ou pseudo-servidor?"..

    Como podem aclamar o linux como OS de desktop quando a standard linux dist tem por ex network tools que o utilizador geral nunca hade tocar..

    Eu aconselho aos linux users que acham que estao a usar a sua linux dist como um sistema virado para o desktop para primeiro chekarem o que e um verdadeiro OS virada para o desktop, um bom exemplo é o BeOS.
    Tirando tudo isto, acho que existe potencialidade a nivel de aplicaçoes para o linux ser um OS de desktop, e preciso apenas mudar algumas ideias.. e criar uma dist de Desktop.

    -- linn
    Re:outra vez isto.. (Pontos:2)
    por grumbler em 12-06-01 17:30 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    OS virada para o desktop

    Bem, para mim um OS de desktop, é o OS que eu uso no meu desktop :-).. É claro que as minhas necessidades não são iguais ás de outras pessoas, mas para mim (e para muitas outras pessoas) o Linux é uma boa solução de desktop porque serve as minhas necessidades, coisa que o Windows não serve. Claro que se o meu interesse fosse apenas jogar então ficaria contente em ter apenas uma consola (aliás, eu tenho uma e é onde jogo :-)), se as minhas necessidades fossem mais na area de edição gráfica talvez fosse para outra solução, and so on.

    network tools que o utilizador geral

    E? O Windows que eu saiba também traz montes de aplicações que um utilizador normal nunca irá mexer.. quantos utilizadores mexem no regedit ou no winipcfg, só para dar dois exemplos? Sinceramente, não estou a ver o que é que isso tem a ver ou não com o sucesso de um OS no desktop. Será que uma distribuição de Linux seria melhor para desktop se não trouxesse essas ferramentas de que falas? Less is more?

    os linux users que acham que estao a usar a sua linux dist como um sistema virado para o desktop

    Bem, eu utilizo o Linux como sendo o meu OS de desktop (quanto mais não seja pq está no topo da minha secretária :-D), não "acho que o uso". Claro que não acho que o Linux seja vocacionado para todos os utilizadores, e não quereria convencer ninguem que não se quisesse chatear minimamente com nada de informática a instalar Linux em casa.. aliás tenho algumas dúvidas que o Linux se vá tornar um desktop para computadores caseiros em geral, mas isso não implica que não existam nichos de desktop importantes que podem ser preenchidos pelo Linux, como por exemplo nas universidades (como já se falou aqui noutra thread), ou nas empresas cuja dimensão justifique. IMHO o Linux é um NOS, que pode ser utilizado como desktop consoante as necessidades.

    --
    What, Me Worry?

    Re:outra vez isto.. (Pontos:1)
    por XIS em 12-06-01 18:17 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/chock/
    "acho que as linux dists como estão hoje não sequer viradas para o Desktop"

    A meu ver o principal defeito das distribuições é justamente estarem demasiado viradas para o desktop. RedHat, Mandrake, Suse, tudo se vira para o desktop, e nalguns casos nem sequer há maneira de evitar ecrans de instalação ... demasiado bonitos.

    IMHO, as distribuições deviam concentrar-se em aspectos de segurança (*não* meter sendmail, bind e afins) em vez de se aclamar como maná do céu cada novo driver acelerativo.
    Re:outra vez isto.. (Pontos:2)
    por CrLf em 12-06-01 22:38 GMT (#23)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/~cer09566
    "(...)A meu ver o principal defeito das distribuições é justamente estarem demasiado viradas para o desktop. RedHat, Mandrake, Suse, tudo se vira para o desktop, e nalguns casos nem sequer há maneira de evitar ecrans de instalação ... demasiado bonitos.(...)"

    Hein? Onde é que viste isso? Os ecrãs de instalação podem ser relativamente bonitos mas isso não faz deles "virados para o desktop". Além disso nunca leste os tipos da RedHat a dizerem "Nós não estamos virados para o desktop"? Eu já e várias vezes!

    -- Carlos Rodrigues

    - "I think my men can handle one little penguin!"
    - "No, Mr. Gates, your men are already dead!"
    Re:outra vez isto.. (Pontos:1)
    por XIS em 14-06-01 0:19 GMT (#53)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/chock/
    Yeah, e depois metem o X, a configuração é em X, os utilitários para configurar o inetd e o cron e o network são em X... em suma, caem exactamente nos mesmo erros que o Veendo-os e algumas delas (a RedHat certamente) pelas mesmas razões: "in God Dollar we trust".
    Re:outra vez isto.. (Pontos:1)
    por hugosantos em 12-06-01 20:07 GMT (#17)
    (Utilizador Info)
    como resposta a minha resposta.. (e como ja foi dito) desde quando e que um sistema desktop leva sendmail? ou mesmo o inetd! enfim..

    e para acabar.. esqueci-me de dizer a pouco.. quando se fala em Linux a nivel de Desktop e obvio que nao estamos a falar do ppl que ja o usa.. pq.. esse ja o usa, tamos a comparar com outros sistema desktop. quem compra um PC.. o que e que o Pc traz? se for numa loja de bairro traz o windows piratiado mais o office piratiado, etc, etc, para o Linux poder ser usado por estas pessoas que nao teem qualquer tipo de techie-experience, as dists teem de ser mesmo Desktop (e isso inclui ecras bonitos a dizer "Welcome to GNU/Linux")
    Re:outra vez isto.. (Pontos:2)
    por CrLf em 12-06-01 22:41 GMT (#24)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/~cer09566
    "(...)desde quando e que um sistema desktop leva sendmail?(...)"

    Desde a altura em que eu não quero usar o servidor smtp.ISP.pt porque uso vários ISPs e não me apetece estar a mudar a configuração do cliente de email de cada vez que o uso. O sendmail não serve só para servidores de mail, serve também como agente local de envio.

    -- Carlos Rodrigues

    - "I think my men can handle one little penguin!"
    - "No, Mr. Gates, your men are already dead!"
    Re:outra vez isto.. (Pontos:1)
    por XIS em 12-06-01 22:42 GMT (#25)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/chock/
    Um sistema Linux tem de levar um "sendmail" (mas nunca *o* sendmail, que é outra questão). É isso que distingue os SOs "sexy" (como o Linux) dos SOs "feios" (como o Microsoft Vendo-os).

    Mas gostava de ver alguma distribuição a dizer "Welcome to *GNU*/Linux" ;)
    Re:outra vez isto.. (Pontos:2)
    por Strange em 13-06-01 12:10 GMT (#34)
    (Utilizador Info) http://strange.nsk.yi.org/

    A debian nao diz isso?!?

    hugs
    Strange

    Re:outra vez isto.. (Pontos:1)
    por XIS em 13-06-01 23:11 GMT (#50)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/chock/
    Talvez, mas confesso que não uso Debian desde o 2.0.36... e nessa altura não era um ecran gráfico.
    Re:outra vez isto.. (Pontos:2)
    por grumbler em 13-06-01 9:59 GMT (#30)
    (Utilizador Info)
    sistema desktop leva sendmail? ou mesmo o inetd

    Sim, ou um servidor de telnet? Mas.. looki looki.. o que é que vem no windows 2000 professional que está a ser vendido como um sistema para desktop? Será que é um servidor de telnet? Claro que é! :-)

    Continuo a achar que a teoria de uma distribuição ter x y ou z, não significa que não possa ser ou não utilizada num desktop. Tudo depende do que é ou não instalado, e (volto novamente ao mesmo) das necessidades do utilizador. Continuo na minha, um desktop OS é o sistema operativo que se utiliza no computador que se utiliza regularmente, e tudo o resto são tretas de marketing inventadas pela Microsoft e companhia. Não é o mesmo q "jogos + office + multimedia", porque nem toda a gente tem as mesmas necessidades. Numa empresa por exemplo só o office e utilitários de produtividade terão interesse, para muito boa gente só os jogos é que teem interesse (e ai parece-me que serão muito melhor servidos por uma consola), noutros casos é só a multimedia, and so on. Parece-me que se faz (nalguns casos como o do autor do artigo da ZDNet de uma forma deliberada) confusão entre desktop OS e "OS de uso genérico para o pai, mãe e filho em casa"

    --
    What, Me Worry?

    Re:outra vez isto.. (Pontos:2)
    por Dehumanizer em 13-06-01 10:51 GMT (#31)
    (Utilizador Info)

    Sim, ou um servidor de telnet? Mas.. looki looki.. o que é que vem no windows 2000 professional que está a ser vendido como um sistema para desktop? Será que é um servidor de telnet? Claro que é! :-)

    Enquanto os Linuxes, BSDs, etc. já não instalam por default um servidor de telnet (apesar de vir nos CDs), mas sim um servidor de ssh. Por isso, continuamos à frente. :)


    "Ford, you're turning into a penguin. Stop it." - Arthur Dent

    Re:outra vez isto.. (Pontos:1)
    por monge em 13-06-01 15:59 GMT (#43)
    (Utilizador Info) http://go.to/monk
    "o que é que vem no windows 2000 professional que está a ser vendido como um sistema para desktop?"

    Nope! Esta' a ser vendido para workstations! Desktop e' mesmo o ME.

    "Continuo na minha, um desktop OS é o sistema operativo que se utiliza no computador que se utiliza regularmente"

    Se eu instalasse no meu computador o FreeBSD e so' usasse a ele, entao, segundo a tua opiniao, o FreeBSD passava a ser um Desktop OS... Pois....

    "Não é o mesmo q "jogos + office + multimedia", porque nem toda a gente tem as mesmas necessidades."

    Obviamente... mas ha' OSs virados para a velocidade e multimedia e outros virados para a seguranca e efeciencia, ou nao ha???

    "Numa empresa por exemplo só o office e utilitários de produtividade terão interesse, para muito boa gente só os jogos é que teem interesse (e ai parece-me que serão muito melhor servidos por uma consola), noutros casos é só a multimedia, and so on."

    Atao! E nao podes usar um unico OS q faca isso tudo (inclusivamente o Linux)?

    Cumps.


    It doesn't matter who made it... It matters who got the idea (monk)
    Re:outra vez isto.. (Pontos:2)
    por grumbler em 15-06-01 8:41 GMT (#56)
    (Utilizador Info)
    Está a ser vendido para workstations

    Bem, o windows 2000 está a ser vendido como sendo uma solução para negócios ao paço que o ME está a ser vendido como uma solução para utilização caseira. Se entendermos o desktop como "o computador que eu uso em casa", então estamo-nos a limitar a engolir as tretas de marketing que a Microsoft tem andando a impingir ao mundo.

    Se eu instalasse no meu computador o FreeBSD e so' usasse a ele, entao, segundo a tua opiniao, o FreeBSD passava a ser um Desktop OS... Pois....

    Porque não? De certeza não seria por não ter dois Desktops (GNOME e KDE) para ele..

    Obviamente... mas ha' OSs virados para a velocidade e multimedia e outros virados para a seguranca e efeciencia, ou nao ha???

    Claro. Por isso é que disse, que o utilizador deve poder escolher a solução que melhor se adapta á sua utilização.. e é em possibilitar diversas escolhas que os OS Open Sourve dão um grande contributo para o mercado de (bleragh... detesto este nome) Desktop OS

    E nao podes usar um unico OS q faca isso tudo (inclusivamente o Linux)?

    Bem, tirando para os jogos (nos quais continuo a preferir a minha Playstation :-)) é exactamente o que eu faço :-)

    --
    What, Me Worry?

    Patinhos de borracha (Pontos:3, Esclarecedor)
    por jmce em 13-06-01 11:14 GMT (#32)
    (Utilizador Info) http://jmce.artenumerica.org/

    O meu "sistema desktop" (e estou a falar de um laptop) levava sendmail, agora leva Postfix, leva inetd, e também leva bind. E sshd. E cron. Quando me apetece, também corre Apache. E Zope. E Mysql. E está muito bem assim. Não tem patinho de borracha mas também não tem necessidade de ser castrado. Pessoalmente, estou um bocado farto desta arrumação do mundo em "servers" e "desktops", no que diz respeito ao software (e às vezes também no que diz respeito ao hardware). Talvez a Microsoft e os outros precisem dela para inflacionar preços e segmentar os produtos em mais aleijados e menos aleijados. Será que o mundo precisa tanto dela?

    Lembro-me da alegria que foi quando pela primeira vez instalei Linux num 486/33 e ele deixou de ser a máquina autista que era para ser um dos computadores mais capazes em termos de software (não em poder de cálculo, tendo em conta o hardware) num edifício com dezenas de computadores.

    E não me venham falar em "utilizadores estúpidos" e de como precisamos de lhes empobrecer e "animar" o ambiente. Porque eu também me lembro de assistir (e continuo a assistir) ao fascínio de "utilizadores" acedendo pela primeira vez a uma máquina remota e trabalhando nela como se estivessem na própria máquina, fosse apenas com telnet ou ssh ou também com X; ou a transferirem ficheiros para o seu "humilde" computador quando estão longe dele em qualquer parte do mundo. Algum tempo depois, a "inovação" da MS no "desktop" era o Windows 95, software crassamente defeituoso e, certamente, muitos patinhos de borrracha.

    Re:Patinhos de borracha (Pontos:1)
    por hugosantos em 13-06-01 12:10 GMT (#35)
    (Utilizador Info)
    o problema das vossas analises e que comparam um sistema desktop que eu "profetizu" com o vosso desktop.. é assim.. o meu desktop é um dual p3 933 que tem win2k, linux, openbsd e beos. é o meu desktop. Mas eu nao tou a falar do desktop nem de desktops de "advanced"-users mas sim de desktops do ppl que nao percebe puto. "onde e que um marmajo da gandara que nunca pos as patarras num pc quer o sendmail? nem sabe o que isso é!"

    -- linn

    Re:Patinhos de borracha (Pontos:1)
    por hugosantos em 13-06-01 12:11 GMT (#36)
    (Utilizador Info)
    *g* eskecime de fechar o
    Re:Patinhos de borracha (Pontos:1)
    por hugosantos em 13-06-01 12:11 GMT (#37)
    (Utilizador Info)
    lol.. o <b&rt;
    Re:Patinhos de borracha (Pontos:1)
    por jmce em 13-06-01 12:23 GMT (#38)
    (Utilizador Info) http://jmce.artenumerica.org/

    O meu desktop é um single Pentium 133 com mais de 3 anos e que só tem Linux.

    E instalei desktops semelhantes (com sendmail e tudo) para "marmanjos" e "marmanjas" que não precisam de saber o que é o sendmail mas adoram (precisamente por quererem é despachar trabalho e tornar-se independentes de lixo externo, não por quererem tornar-se peritos em informática) que o computador funcione sem chatices.

    Re:Patinhos de borracha (Pontos:2)
    por grumbler em 13-06-01 12:27 GMT (#39)
    (Utilizador Info)
    quer os sendmail

    E? ok, não quer o sendmail não o usa.. e depois? Se fossemos ver a quantidade de coisas que qualquer OS (windows inclusivé) traz e que são instalados e que o utilizador normal não usa iriamos ter uma lista enorme. O que é que isso prova relativamente á capacidade de um OS ser utilizado a nível de desktop? Bem, alêm de que eu tenho uma enorma pachorra para estar aqui sempre a repetir a mesma coisa, não prova absolutamente nada. Cada pessoa utiliza as funcionalidades que precisa, e acabou-se.. Se o OS que utiliza não tem as funcionalidades/capacidades que necessita, então talvez esteja a utilizar o OS errado. Agora se o OS tem funcionalidades a mais, em nada isso irá prejudicar o utilizador (a menos é claro que os serviços estejam a correr e a consumirem recursos). Correndo o risco de passar o tempo todo nesta thread a repetir-me, cada um sabe de si, e das suas necessidades.

    --
    What, Me Worry?

    Re:Patinhos de borracha (Pontos:1)
    por XIS em 14-06-01 0:47 GMT (#54)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/chock/
    You missed the point. É que o sendmail e o bind são comerciais. E *cheios* de buracos (boogs (tm):)

    "a menos é claro que os serviços estejam a correr e a consumirem recursos"

    Na, o sendmail e o bind não consomem recursos, *oferecem* os recursos aos script-kiddies.

    "Correndo o risco de passar o tempo todo nesta thread a repetir-me, cada um sabe de si, e das suas necessidades"

    And again you missed the point: se "deixarmos" a MS convencer as pessoas de que as suas necessidades são aquelas que a MS diz, o que vai acontecer à Internet? Primeiro, Hailstorm. Depois, micro-pagamentos. Depois, filtros de censura. Depois, o congresso dos EUA a dizer que é bom e cristão e santo que na Internet não apareçam posições de contestação (e a MS a alegremente colaborar). E as pessoas a continuar convencidas de que as suas necessidades são aquelas que a MS lhes dita...

    É por isso que é preciso continuar a bater nesta tecla, para minimizar os efeitos perversos de
    • artigos como os da zdnet (que nem sequer me dei ao trabalho de consultar, não me merecem crédito técnico nem moral)
    • as posições de certos abéculas (não meto aqui nomes porque me faz mal ao teclado :)
    • as atitudes corruptas do Estado Português (admite-se que a Telepac, na sua posição de principal ISP nacional, membro do grupo PT e como tal especial beneficiária do lacete local, seja um [vou ter de limpar o teclado das regurgitações depois disto :(] "Microsoft Certified Partner" ???)
    • a vertical e práticamente geral incompetência do professorado universitário ao patrocionar produtos MS (sei de pelo menos um caso em que o trabalho de Bases de Dados Relacionais tinha de ser feito em... MS Access... e o trabalho de Linguagens de Programação em... Visual C++)
    • o monumental servilismo de empresas de importância nacional como a Netcabo, que a troco de uma esmola da MS querem meter todos os clientes a pagar "imposto" à mesma
    • os sérios danos à produtividade nacional protagonizados pela adopção cega de IISs, e Back Offices, e Firewall Ones, e ASPs, e ActiveX, resultando em projectos sistemáticamente falhados (quem se lembra do Shopping que custou dezenas de milhares de contos em publicidade televisiva) com evidentes custos sociais e causadores de atrasos na "sociedade digital"


        E por estas e outras apoio toda e cada uma das discussões que comparem o Linux (ou o BSD) a Windows. Ou qualquer dia somos todos consumidores de MSNET.

    Re:Patinhos de borracha (Pontos:2)
    por grumbler em 15-06-01 9:00 GMT (#57)
    (Utilizador Info)
    É que o sendmail e o bind são comerciais.

    Desculpa? Que eu saiba ambos são freeware. Ok, o sendmail tem a sendmail.com por trás que desenvolve software comercial baseado no sendmail, mas isso não faz do sendmail um produto comercial. Quanto ao bind, da ultima vez que vi era desenvolvido pelo ISC (Internet Software Consortium) a qual é uma entidade independente que tem financiamentos comerciais e não comerciais. Mas se isso faz destes dois produtos software comercial, então o Linux também é um software comercial (muito do código do kernel foi desenvolvido por empresas, ou pago por empresas)

    E *cheios* de buracos

    Que como são opensource, felizmente temos acesso ao código para podermos tapar :-)

    Na, o sendmail e o bind não consomem recursos, *oferecem* os recursos aos script-kiddies.

    Como qualquer outro programa que esteja instalado e tenha falhas de segurança.. já agora, estar instalado!=estar a correr.

    "se deixarmos" a MS convencer as pessoas de que as suas necessidades são aquelas que a MS diz

    Ok, fui eu que me expliquei mal. Vou reformular. Acho a invenção do "Desktop OS" uma treta de marketing só comparável á treta dos PC multimédia. Quando surgiram os primeiros PC's com placa de som e cd-rom, toda a gente começou a dizer que eram computadores multimedia.. só porque podiam ter som decente.. quando já existiam computadores pessoais que tinham capacidades superiores como os Amiga ou os Atari. Jogadas de marketing para mascarar mero "copianço" (ou como agora está na moda dizer nos negócios "benchmarking") como sendo uma inovação (bem ao jeito da Microsoft).

    Acho que o importante é passar a mensagem aos utilizadores que existem muito mais soluções que as da Microsoft quer impingir e que muitas dessas soluções até podem ser melhores para as necessidades do utilizador.

    quem se lembra do Shopping que custou dezenas de milhares de contos em publicidade televisiva

    Bem aqui sejamos honestos, o Shopping Directo falhou não por usar software Microsoft, mas por ser um conceito que quem percebia alguma coisa do assunto via a kilómetros de distância que estava completamente falhado.. Centros comerciais na Internet? Que conceito mais imbecil, não faziam sentido na altura, e continuam a não fazer sentido

    --
    What, Me Worry?

    Re:Patinhos de borracha (Pontos:1)
    por XIS em 15-06-01 18:41 GMT (#58)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/chock/
    "Desculpa? Que eu saiba ambos são freeware"

    Opiniães. A atitude do Paul Vixie é completamente comercial, por exemplo. Mas isso não é muito importante.

    "Que como são opensource, felizmente temos acesso ao código para podermos tapar :-)"

    Boa sorte, com qualquer deles. O Vixie é um dos piores programadores que eu conheço, não há programa dele que não tenha buracos monumentais: cron, INN, bind, todos eles. E aquilo não é escrever em C, é violentar o C :)

    "Acho que o importante é passar a mensagem aos utilizadores que existem muito mais soluções que as da Microsoft quer impingir e que muitas dessas soluções até podem ser melhores para as necessidades do utilizador"

    Ah, estás a concordar comigo que é preciso haver estas discussões comparativas. Gude :)
    Re:Patinhos de borracha (Pontos:2)
    por CrLf em 13-06-01 20:03 GMT (#47)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/~cer09566
    Nunca viste nos clientes de email a opção para escolher entre um servidor smtp para enviar mail ou "local delivery"? Já? Então é para isso que serve o sendmail num desktop.

    -- Carlos Rodrigues

    - "I think my men can handle one little penguin!"
    - "No, Mr. Gates, your men are already dead!"
    Re:Patinhos de borracha (Pontos:1)
    por XIS em 13-06-01 23:18 GMT (#51)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/chock/
    Aiai! (tm)

    O sendmail é mau (o postfix é menos mau, mas tem demasiados beta versions para o meu gosto), o inetd é mau, o bind é péssimo.

    Mas o importante é que no Linux há por onde escolher! E quem já tentou instalar qualquer tipo de MTA no Windows (seja NT, seja 9x) sabe (ou devia saber) que como OS servidor é simplesmente abaixo do mau, é péssimo.
    Desde que a evolução continue... (Pontos:1)
    por drdude em 12-06-01 17:17 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    2/3 anos atrás, poucos (na imprensa) sequer sabiam que o Linux tinha desktop!!!


    Re:Desde que a evolução continue... (Pontos:1)
    por monge em 13-06-01 16:02 GMT (#44)
    (Utilizador Info) http://go.to/monk
    Ora aqui esta' um dos comentarios mais inteligentes nesta thread... O que e' mentira hoje, pode ser verdade amanha! :-)


    It doesn't matter who made it... It matters who got the idea (monk)
    Desktop != Janelinhas (Pontos:1)
    por monge em 12-06-01 18:13 GMT (#8)
    (Utilizador Info) http://go.to/monk
    Acho que algumas pessoas estao a desvirtuar um bocado a nocao de Desktop OS!

    E' que o facto de eu poder instalar o Linux no meu PC de secretaria, nao quer dizer que o Linux seja um desktop OS! E la' por haver uns bons "fazedores-de-janelas" tambem nao o torna desktop OS.

    A meu ver (e penso que no ver do autor do artigo da ZDnet) para a maior parte das pessoas, um "desktop OS" = jogos + office + multimedia.

    A questao e' se o Linux preciso disso para alguma coisa...
    E' que para o que eu quero e preciso, o Linux porta-se lindamente.
    Se quiser fragar meia duzia de campers no q3, fazer um documento todo pipi no word ou ver um divx, vai-se ao ME, que e' para isso que ele serve!

    E mais nada!!! :-)

    Cumps.

    It doesn't matter who made it... It matters who got the idea (monk)
    Re:Desktop != Janelinhas (Pontos:2)
    por Dehumanizer em 12-06-01 18:26 GMT (#11)
    (Utilizador Info)
    Com excepção dos jogos, o Linux faz tudo isso muito bem. Mesmo os jogos, ele faria bem... se existissem em número razoável. :(


    "Ford, you're turning into a penguin. Stop it." - Arthur Dent
    Re:Desktop != Janelinhas (Pontos:1)
    por monge em 12-06-01 19:42 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://go.to/monk
    Staroffice 5.2 esta' ainda um bocado basico (vamos aguardar a v6)

    Divx esta' mt cutting-edge (neh castanheiro? :-)) e um bocado lento

    Mas concordo contigo... Mais uma forcinha e chega-se la' =)

    Cumps.

    It doesn't matter who made it... It matters who got the idea (monk)
    Re:Desktop != Janelinhas (Pontos:1)
    por Castanheiro em 12-06-01 20:27 GMT (#19)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/users/fdc10056
    "Divx esta' mt cutting-edge (neh castanheiro? :-)) e um bocado lento"

    Entre ver DivX no linux e ver no media player......antes o linux (xine), últimamente tenho utilizado o win para os ver pq infelizmente não há bsplayer para o linux. :-(
    Desconfio que enquanto o divx para ser lido tiver que utilizar uns dll's do windows não vai deixar de ser cutting-edge.
    Mas explica-me lá uma coisa, se eu que sou um misero mortal que só tem um cpu não acho o divx lento, como é que tu o podes achar? é um bocado temperamental, mas lento não muito.

    Cumps
    Re:Desktop != Janelinhas (Pontos:1)
    por monge em 12-06-01 20:34 GMT (#20)
    (Utilizador Info) http://go.to/monk
    "Mas explica-me lá uma coisa, se eu que sou um misero mortal que só tem um cpu não acho o divx lento, como é que tu o podes achar?"

    CPUs a mais e board a menos... :(

    Ja o devias saber... :P

    Cumps.

    It doesn't matter who made it... It matters who got the idea (monk)
    Re:Desktop != Janelinhas (Pontos:2)
    por CrLf em 12-06-01 22:45 GMT (#26)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/~cer09566
    "(...)Divx esta' mt cutting-edge (neh castanheiro? :-)) e um bocado lento(...)"

    Bem, com a minha TNT2 e os drivers da nvidia vejo DivX mais fluidamente em Linux do que em Windows, e sei de alguém que com uma ATI tem melhor aceleração de video em Linux do que em Windows, what about that?

    -- Carlos Rodrigues

    - "I think my men can handle one little penguin!"
    - "No, Mr. Gates, your men are already dead!"
    Re:Desktop != Janelinhas (Pontos:1)
    por president em 13-06-01 16:06 GMT (#45)
    (Utilizador Info)
    Eu com o mesmo config de quake3 tenho mais frames por segundo no quake3 em linux do que no windows. (placa=Asus 7700 Geforce GTS 2 32MB) E DivX esta muito fluido.
    Re:Desktop != Janelinhas (Pontos:2)
    por grumbler em 13-06-01 13:50 GMT (#42)
    (Utilizador Info)
    O StarOffice tem (entre outras) duas desvantagens, IMHO. È bastante lento (o tempo que leva a arrancar é demasiado para o meu gosto) e a importação de documentos do MS Office (especialmente o Word) deixa ainda um pouco a desejar.. eu sei q a Microsoft não disponibiliza o formato, etc,etc.. mas eu de vez em quando preciso de editar um documento do Word q me enviam, e lá acabo por ter que ir utilizar um Windoze por causa disso :-(

    --
    What, Me Worry?
    Deixa-os pousar (Pontos:1)
    por k em 13-06-01 11:52 GMT (#33)
    (Utilizador Info)
    Eu creio que o linux, ou melhor as aplicações que correm em cima dele para desktop, precisam de mais um ano ou dois de amadurecimento. Depois disso vais ver o que eu passo a dizer às pessoas que me incomodam com problemas de windows... ;)

    Toca a instalar um sistema dual boot (é capaz de ser difícil de arrancar o windows de uma vez por todas à primeira) com tudo configurado para uma utilização simples, funcional e rápido (ah, e sem ecrâs azuis :).
    Agora será que esse sistema se tornará demasiado aborrecido devido à supressão da necessidade de manutenção por dá cá aquela palha?
    --
    k

    From one Jesus to Another (Pontos:2)
    por nmarques em 12-06-01 19:15 GMT (#13)
    (Utilizador Info) http://nmarques.xpto.org

    O individuo que escreveu isto na ZDnet obviamente é um fiel seguidor da Tribo de Bill Gates... Porque ?? basta ler o artigo... Em alguns pontos ele tem razão, mas esquece-se de uma coisa, o FUTURO somos nós, que quer queiramos quer não somos uma geração tecnocrata e cada vez mais o Linux se vai vulgarizando entre miudos de 12/14 anos e afins... Apenas o futuro ditará o que se irá passar, vamos esperar e aguardar... Sim de facto muitos de nós pronunciam com orgulho "USO LINUX", isso faz de nós umas aberrações ?? Porque so mesmo uma aberração como o _palhaço_ que escreveu aquele artigo pode pensar tal coisa... Pergunto-me por vezes se realmente Linux é o que é, e enfim, porque raio está a Microsoft tao preocupada ?? Sim porque o mundo dos Desktops, é 99% pirata, a M$ nao ganha um chavo, agora no mercado empresarial de servidores, aí sim, cada NT a menos, substituido por um Linux dói nos bolsos, e no fundo o que a M$ quer com esta coisa dos desktops é precisamente desacreditar o Linux e reforçar techies a usarem M$, e ganhar uns cobres em licenças, formaçao e coisas afins...

    Bah... Censurar um SO apenas porque tem componentes de rede completos ? Mais vale te-los e ninguem os utilizar, do que alguem precisar deles e nao os ter e comprar soluçoes (ou piratear) de terceiros... ;) Agora no dia em que cada desktop M$ precisar de 1 licença, vamos ver quantos desktops sao convertidos em KDE ou GNOME e quantos Office 2000/XP sao substituidos por StarOffice's e coisas do genero!!...

    Long Live Micro$soft...
    ... _NOT_


    --------------------------------------------
    If there is such a thing as too much power...
    I've not discovered it...

    Re:From one Jesus to Another (Pontos:2)
    por CrLf em 12-06-01 22:53 GMT (#27)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/~cer09566
    "(...)Agora no dia em que cada desktop M$ precisar de 1 licença, vamos ver quantos desktops sao convertidos em KDE ou GNOME e quantos Office 2000/XP sao substituidos por StarOffice's e coisas do genero!!...(...)

    Duvido muito que mesmo assim o pessoal (a maior parte, porque muitos estão à espera daquele pequeno empurrãozinho) mudasse para o Linux, o que aconteceria e já acontece em parte com o Windows ME (quanta gente com cópias pirata do Windows ME ainda está a correr o Windows 98 SE?) é que ficariam a usar Windows antigos por muito tempo. Quanto ao Office vs StarOffice aí o caso já fia mais fino.

    PS: Duvido muito que a Microsoft faça alguma vez um sistema de protecção de cópia que não seja fácil de quebrar, afinal assim estariam a dar um pontapé nos próprios tomates. O que interessa é manter a pirataria como forma de divulgação mas fingir que se quer acabar com ela.

    -- Carlos Rodrigues

    - "I think my men can handle one little penguin!"
    - "No, Mr. Gates, your men are already dead!"
    Que chatice!!!!!!!!!!! (Pontos:0, Despropositado)
    por mlopes em 12-06-01 19:52 GMT (#16)
    (Utilizador Info)
    Estes artigos com patacuadas sobre os desktops já fartam, agora cada vez que um atrasado qq resolver começar a imaginar que existe uma competição entre o Linux e a M$, abrir a boca para dizer umas asneiradas sobre desktops vamos ter que apannhar com um artigo no Gildot?
    MS Office para Linux (Pontos:1)
    por flipoide em 12-06-01 20:27 GMT (#18)
    (Utilizador Info)
    Acho que o grande problema do Linux no Desktop é no fundo não ter verdadeiro "MS Office for Linux" (Ok ok, há o staroffice.. mas não é exactamente o MS Office). Quando a MS portar o Office para Linux aí sim... o Linux (ou outra coisa qualquer) conquistará o Desktop.


    Flip

    Re:MS Office para Linux (Pontos:1)
    por jmce em 13-06-01 13:46 GMT (#41)
    (Utilizador Info) http://jmce.artenumerica.org/
    God forbid...
    Re:MS Office para Linux (Pontos:1)
    por XIS em 14-06-01 0:15 GMT (#52)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/chock/
    Amen...
    O que a Microsoft faz de melhor... (Pontos:1)
    por gibberling em 12-06-01 21:05 GMT (#21)
    (Utilizador Info)
    O que a Microsoft faz de melhor de certeza que nao sao sistemas operativos, mas sim publicidade panfletaria divulgada livremente na internet (era bom que o Linux funcionasse assim em termos de divulgaçao com muitas polemicas). Eu nao sou nenhum "hacker", nem administrador de sistemas e muito menos programador, uso APENAS o Linux no meu DESKTOP PC devido a razoes que todos os ex-utilizadores do Windows sabem: estabilidade! Tudo o que fazia no Windows faço agora melhor no Linux (pena os jogos serem poucos, mas para isso e que servem as consolas...), ja o uso desde o Red Hat 4.1 e posso dizer que o desenvolvimento desde entao deixa qualquer um estupefacto (a razao que me levou em 97 a experimentar o Linux foi o facto de o Windows ser tudo menos uma coisa em que podemos confiar e na altura nao fiquei desiludido, apenas lamentava o facto de nao existirem muitas aplicaçoes basicas que precisava: ALGO QUE NAO ACONTECE AGORA!). Hoje em dia apenas uso o Linux no meu PC e não sinto falta mesmo nenhuma do Windows, ganhei muita experiência e consigo fazer tudo o que quero neste SO seja compor música, "wordprocessing" (estou a elaborar uma tese no StarOffice), ver filmes, gravar cds, etc. Uma coisa e certa o negativismo que existe na comunidade de utilizadores relativamente a estas questoes nao leva a lado nenhum...
    Porra! (Pontos:0, Despropositado)
    por Gimp em 12-06-01 22:34 GMT (#22)
    (Utilizador Info)
    Começo a achar que ou há um micro infiltrado como editor ou então alguém anda a brincar ao submeter estes artigos. Um ou outro artigo vá lá, agora, uns quantos em 2 semansa seguidas, PORRA! HAJA PACHORRA. Já sei que basta não ler mas, eu venho aqui para ler uma news e não bláblá vira-o-disco-e-toca-o-mesmo. Tenho contribuido com alguns artigos para ver se o pessoal se anima mas pelos vistos andam todos a coçar os tomates. Assim a moral vai abaixo....
    Os meus 2 Paus zZzZz
    Re:Porra! (Pontos:1)
    por XIS em 12-06-01 22:59 GMT (#28)
    (Utilizador Info) http://xis.ipfixo.com/chock/
    Aiai.

    Jornalisticamente falando, é bom puxar pela polémica. Se por um lado os "convertidos" não ficam menos "convertidos", os "pervertidos" podem ficar com vontade de ficar "convertidos". De acordo com a praxis marxista-leninista, é sempre bom entrar numa de auto-critica. Consolida as hostes e reforça as convicções.

    Entre papagaios (em Windows) e Palms (em PalmOS, closed source), o pessoal não anima. Prefere assistir e berrar um bocado com o "derby" WinDOS/Leanux (de preferência com umas sorbejas a acompanhar).

    Huh... s/con/per/g nesse primeiro parágrafo :)
    No Pain, No Gain! (Pontos:2)
    por CrLf em 13-06-01 20:31 GMT (#48)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/~cer09566
    Esteja ou não o Linux preparado para conquistar o desktop agora ou num futuro próximo, um dos problemas principais com os utilizadores de computadores (e não falo só daqueles que os odeiam e os usam apenas porque tem de ser, falo também daqueles que "curtem a cena") é a preguiça mental que grassa por entre o pessoal e que não está restrita à informática. Nos tempos do DOS ninguém se queixava de ter de aprender uma data de comandos e de ter de usar uma linha de comando completamente primitiva (qualquer shell unix da altura era mil vezes melhor), aprendiam e pronto! Assim se aprendiam alguns conceitos básicos e se perdia o medo de aprender algo mais complexo. Agora o que manda é o facilitismo e algo mais complexo do que carregar no botão "power" é suficiente para provocar comentários do tipo "ishh, isso dá muito trabalho!". E o pior é ouvir isso de pseudo-infomaníacos.
    Pouca gente parece ter a vontade suficente para ultrapassar a barreira inicial que é aprender algo novo como o Linux. Não o fazendo perdem a oportunidade de perceber o seu potencial e ficam para sempre ilhados no CrashOS.

    Falando mal e porcamente, hoje o que toda a gente quer é alguém para lhes dar a papinha na boca e limpar o rabo. O que nos salva é que nem toda a gente é assim, porque senão o desenvolvimento tecnológico parava agora, o mundo não foi feito por preguiçosos mentais, foi feito por gente com vontade de aprender, e essa vontade é muitas vezes mais importante do que a inteligência!

    PS: Sim, hoje não estou muito bem disposto.

    -- Carlos Rodrigues

    - "I think my men can handle one little penguin!"
    - "No, Mr. Gates, your men are already dead!"
    Re:No Pain, No Gain! (Pontos:1)
    por monge em 14-06-01 0:49 GMT (#55)
    (Utilizador Info) http://go.to/monk
    E podemos atribuir muita dessa culpa 'a microsoft: os windos sao os OSs mais estupidificantes que inventaram! E' quase tao mau como ver o Bar da TV! hehehe :-)

    Cumps.

    It doesn't matter who made it... It matters who got the idea (monk)
    Re:o gajo tem alguma razão (Pontos:2)
    por Dehumanizer em 12-06-01 16:14 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    Provavelmente a tua secretária adorava libertar-se desta complicação toda dos computadores, e voltar aos bons velhos tempos das máquinas de escrever... :)


    "Ford, you're turning into a penguin. Stop it." - Arthur Dent
    Chocolat, Vannila, Strawberry... (Pontos:1)
    por raxx7 em 13-06-01 19:27 GMT (#46)
    (Utilizador Info)
    Quanto ao problema das diferenças entre os unix, afecta principalmente quem pretende escrever código que seja portável entra várias plataformas, não tanto o utilizador, que se adapta bem a pequenas diferenças.
    Quanto à multiplicidade de distribuições, isto também quase só coloca problemas a quem pretende distribuir pacotes (.rpm .deb) e que é afectado pelas diferenças nos métodos de configuração e etc, sendo obrigado a manter pacotes para várias distribuições.
    De qualquer maneira, a Linux Standard Base deverá evitar problemas de maior no futuro e enquanto a interface do kernel oficial continuar a evoluir a bom ritmo ninguém vai pensar em criar novos ramos de desenvolvimento que levem a problemas de incompatibilidade.

    Remember to be the Killer, not the Victim! (Nuklear Girl)
    FUD (Pontos:2)
    por CrLf em 13-06-01 20:47 GMT (#49)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/~cer09566
    (...)há fragilidades estruturais no open source que lhe tapam o caminho para a world domination.(...)

    Não estarás a confundir o movimento open-source com aquela empresa começada por "M"?.

    (...)a IBM já anda a aviar uma versão super do código para botar nos seus altos servidores.(...)

    Para tua informação essa versão super do código está incluída no kernel standard.

    (...)com tanta empresa de distros que pode fazer um kernel diferente por aí...(...)

    FUD by microsoft. Às empresas que fazem distribuições não lhes interessa fazer forks do linux, interessa-lhes sim acompanhar o kernel standard que está em desenvolvimento constante. Agora é verdade que nenhuma delas abdica do direito de incluir patches nostandard no kernel da sua distro, mas são normalmente patches menores para adicionar alguma funcionalidade que não perjudicam de nenhuma maneira a compatibilidade com outras distros (e além disso muitos desses patches acabam por entrar no kernel do Linus).

    -- Carlos Rodrigues

    - "I think my men can handle one little penguin!"
    - "No, Mr. Gates, your men are already dead!"

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]