gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Quem quer um mainframe da IBM?
Contribuído por jmce em 26-05-01 16:59
do departamento iron-penguin-machines
IBM CrLf escreve "Segundo esta notícia, a IBM vai disponibilizar acesso a um mainframe eServer zSeries a correr Linux a todos aqueles que queiram portar os seus programas (ou desenvolver novos) para esta plataforma. A capacidade deste mainframe de correr múltiplas instâncias independentes do Linux permite aos utilizadores até fazer reboot sem afectar os outros utilizadores da máquina. Inscrições aqui. "

Cabovisão & Netvisão companhia Lda. ..... | A chegada do 2.4.5  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Linux
  • CrLf
  • esta notícia
  • eServer zSeries
  • Inscrições aqui
  • Mais acerca IBM
  • Também por jmce
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Tal asneira... (Pontos:1)
    por faustino em 27-05-01 11:07 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    ... se permite reboot's sem afectar os outros deveria era ser utilizada para winshit.
    Tal asneira NÃO! (Pontos:2, Informativo)
    por McB em 28-05-01 8:46 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    Tive a sorte de estar presente na apresentação da IBM e no seu compromiso em adoptar o Linux... Estes senhores conseguiram pôr o Linux a correr em TODAS as suas plataformas eSeries, o quen significa:
    - AS/400 - até 4 partições, em que uma delas é obrigatoriamente OS/400; (logo, até 3 instâncias de Linux em simltâneo)
    - RS6000 - não me perguntem porquê, mas há inclusive cross-compilers entre Linux e AIX... na apresentação os fulanos da IBM não souberam muito bem explicar o que ia acontecer ao AIX
    (futuramente chamado AIX Light)... enfim...
    - Netfinity - gabam-se de ter o maior cluster de Linux em plataforma Intel... salvo erro, 1024 máquinas... lindo... lindo!
    - S/390 - na apresentação fomos premiados com um senhor que mais parecia um professor de Arquitecturas de Computadores que nos explicou detalhadamente como era feito o particionamento em "máquinas virtuais" de Linux, e como foi feito o porting para suportar uma arquitectura EBCDIC e não ASCII (na opinião dele, a GRANDE diferença entre uma arquitectura mainframe e não mainframe); o que é certo é que esta foo de longe a apresentação mais impressionante, e que merece ser vista com atenção.

    Um exemplo prático é o da Telia, operador de telecomunicações (sueco, salvo erro), que possui um interessante esquema de hosting, e que cria Linux "on the fly"... enquanto o cliente dá os dados do cartão de crédito, é criado no S/390 deles um novo servidor.... e isto sem reboots basta depois fornecer ao cliente o IP e a passwd... e já está!
    And how about that?
    Fiquei muito impressionado com a apresentação destes senhores... pena é que eles percebam tanto de Linux como eu percebo de bimotores da I Guerra Mundial... e que digam barbaridades como referenciar as limitações do Linux a nível de SMP (kernel 2.2... hello?!?! Não sabiam que já saiu o 2.4???); para além do mais, é giro falar em tanto compromisso com Linux quando todos os oradores tinham portáteis Thinkpad (LINDOS! :) com Win2000 professional + Lotus SmartSuite... interessante, não?
    Resumindo... fiquei MUITO impressionado com o que eles conseguem fazer... mas muito menos impressionado com os oradores; eles bem referenciaram que não eram nenhuns experts de Linux, mas...
    Yours,

    McB!

    They told me it need Windows 95 or better, so I chose Linux

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]