gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Informática unisexo? Porquê?
Contribuído por vaf em 07-05-01 22:41
do departamento geekness-4-ever
perguntas Uns artigos atrás surgiu a questão das fraquíssimas quotas de mulheres na área da Informática. Seria interessante tentarmos perceber porque raio é que há tão poucas mulheres na informática. Por que carga de água é que elas não acham piadinha nenhuma a computadores? Mesmo que queiramos contrapor com exemplos de mulheres de sucesso na área, a verdade é que os números não mentem e a realidade é tremendamente assustadora! A novela continua no desenvolvimento.

Por exemplo, nas universidades, os cursos da área de informática, têm normalmente taxas abaixo dos 10%. A maioria das pessoas que por aqui anda são homens. Nas empresas a mesma coisa se passa, existindo normalmente numa equipa de 20/30 profissionais quatro ou cinco mulheres.

O que será que a informática e a computação têm de especial que faz com que as mulheres sejam tão avessas a ela? Decerto não é a matemática que está associada, pois nas licenciaturas da área de Matemática há bastantes mulheres. Será a falta de contacto humano? Possivelmente, mas outras áreas há que também têm pouco contacto humano. Além disso, o trabalho de computador não é necessariamente desprovido de contacto humano (ainda que há distância). Só o facto de 50% do tempo ser passado a responder a mails, mensagens e newsgroups mostra logo o quão é importante num informático a sua capacidade de comunicação.

Mas, podemos sempre perguntar-nos se veio primeiro o ovo ou a galinha. Isto é, será que as mulheres se sentem muito pouco atraídas pela informática por culpa dos informáticos que já existem... Serão eles que criam a repulsa sentida por muitas mulheres? É uma questão interessante que degenaria certamente para questionamentos sobre tendência para a social-diminuição do informático, questionamentos esses que podem ser um tanto ou quanto polémicos.

Para resumir, duas simples questões:

  • O que terá a informática de especial para atrair tão poucas mulheres?
  • O informático é (tendencialmente) socialmente diminuído?

Dêem a vossa opinião.

O que é realmente assustador, é que a continuarmos assim, segundo Darwin, estamos todos condenados à extinção! :-)

Seminário de Comunicações e Plataformas Móveis | Saiu o Mozilla 0.9  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Poll
Qual é o teu sexo?
Feminino
Masculino
Hermafrodita
Ainda não fui ver
Super Homem/Mulher Maravilha
É este aqui
[ Resultados | Sondagens ]
Comentários:39 | Votos:81

Referências
  • Mais acerca perguntas
  • Também por vaf
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Mulheres não entram .... (Pontos:1, Gozão)
    por Anonimo Cobarde em 07-05-01 23:38 GMT (#1)
    Se as mulheres se ocupassem com a informática quem iria fazer a janta, cuidar dos filhos e reclamar porque os homens não conseguem largar os pcs para estarem com elas, já imaginaram o caos na nossa sociedade :) ?
    Tenho notado uma grande preocupação com as mulheres no gildot será solidão ;)
    Brinquedos! (Pontos:5, Interessante)
    por CrLf em 08-05-01 0:17 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/~cer09566
    Essa do informático socialmente diminuído é um estereótipo importado dos EUA com Hollywood sempre a retratar os informáticos como bichos isolados 24 horas por dia em frente ao computador, não ligando a nada nem mesmo à higiene pessoal. O informático é uma pessoa como outra qualquer simplesmente a sua área de interesse é a informática. É chato que quando se fale de informático a alguém fora dessa área se associe logo a "geek" ou "nerd".
    Agora quanto à falta de mulheres na área da informática, o curioso é que não é só em informática, é em todos os cursos mais tecnológicos que científicos, como a Engenharia Electrotécnica. Acho que é principalmente uma questão de educação social, os homens normalmente são ensinados a brincar mais com brinquedos técnicos e isso acompanha-nos pela vida fora, no fundo, o computador acaba por ser encarado também como um brinquedo.

    -- Carlos Rodrigues

    - "I think my men can handle one little penguin!"
    - "No, Mr. Gates, your men are already dead!"
    Electrónica (Pontos:1)
    por taf em 08-05-01 0:43 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    Exatamente !! O número de mulheres em electrónica tem sido exatamente metada daquelas que tão em informática . (pelo menos nos últimos 2 anos no IST)
    Infor máticade gestão (Pontos:1)
    por Flaming Splat em 08-05-01 7:55 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    Acho que a unica excepção é o curso de informática de gestão, em que as a proporção é de 50%, se bem que passam cinco anos a duzer "porque é me inscrevi nisto?".
    Re:Infor máticade gestão (Pontos:3, Engraçado)
    por Dehumanizer em 08-05-01 9:25 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    Bom, que eu saiba, em QUALQUER curso passa-se 5 anos a perguntar isso... :)


    "Ford, you're turning into a penguin. Stop it." - Arthur Dent
    Re:Infor máticade gestão (Pontos:1, Esclarecedor)
    por Anonimo Cobarde em 08-05-01 14:22 GMT (#24)
    Mas em informática de gestão, as gajas fazem todas as cadeiras excepto as de informática (se forem de programação, então não há hipótese)
    Re:Brinquedos! (Pontos:4, Esclarecedor)
    por Dehumanizer em 08-05-01 9:37 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    Não sei onde é que li, há anos, que em certos aspectos, os homens nunca crescem, só os brinquedos (carros, computadores, aparelhagens) é que se vão tornando cada vez mais caros...

    Pessoalmente, até posso admitir que é verdade, pelo menos em parte. Computadores e sistemas operativos (sobretudo quando são novos (para mim), acabados de descobrir, tipo os BSDs há uns anos), são *divertidos*. Não são apenas ferramentas de trabalho, são mundos a explorar.

    Acho que no dia em que isso deixe completamente de acontecer, deixo os computadores e dedico-me à poesia (no, I'm not joking!). Mas acho que isso ainda está muito longe...


    "Ford, you're turning into a penguin. Stop it." - Arthur Dent
    we are our toys; (Pontos:3, Esclarecedor)
    por buffer em 08-05-01 14:16 GMT (#22)
    (Utilizador Info) http://www.coders-pt.org
    Tambem concordo com a influencia dos brinquedos nestas coisas.
    Por exemplo, nunca vi nenhuma rapariga a "brincar" com "Lego" ou "Mecanno". Era só dolls (barbie e amigas) e pouco mais. Tenho uma prima, que sempre que uma tia nossa lhe dava alguma coisa no Xmas, era a Barbie X, a Barbie Y, a Barbie na praia, o carro da Barbie, o gajo da Barbie, etc.. A mim, e ao irmão eram legos, carros telecomandados, e afins..
    Acho que isto tambem é culpa da sociedade.. uma rapariga com "brinquedos de rapaz" é apelidada de .. "Maria Rapaz" ( e as que jogam futebol tambem :) ), e os pais não querem muito isso, logo, têm tendencia a lhes oferecer girlie toys. É mais ou menos o mesmo que pais de um rapaz fazem.. não vão dar uma boneca a um rapaz, porque.. o rapaz vai ser apelidade de .. homo..

    Continuando, p.e. os Mecanno são brinquedos que levam a que uma "criança" tenha ideias, e a que a sua imaginação "tome o controlo" e leve a criação de [..]. E eu acho que as raparigas não gostam muito desse tipo de actividades ..tá ai alguma para confirmar ? :) Com as "barbies" tá tudo feito. Já tão feitas, é só por o Ken numa posiçao marada e a Barbie noutra, e as amigas_da_barbie todas a volta a ver..

    -- what was my problem with man You ask? No.. I ask you what was man's problem with me..
    Sugestão de Sondagem (Pontos:1)
    por MacLeod em 14-05-01 21:32 GMT (#38)
    (Utilizador Info)
    O informático é uma pessoa como outra qualquer simplesmente a sua área de interesse é a informática.

    Bom, mas aposto que há muita gente aqui no Gildot que não tem um curso (ou está a estudar) de informática. Era uma boa ideia para uma sondagem, saber de que área são as pessoas.

    Ainda sobre a falta de mulheres, não associaria à tecnologia, dado quem em Eng. Química, Ambiente, e ciências Biomédicas há várias mulheres. E voltando ao IST, o curso de Matemática Aplicada e Computação tem uma % de elementos do sexo feminino muito superior à média do IST.

    Re:Sugestão de Sondagem (Pontos:2)
    por CrLf em 14-05-01 22:21 GMT (#39)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/~cer09566
    Eu disse cursos mais tecnologicos que científicos, Eng. Química, Ambiente, e ciências Biomédicas são cursos mais ciêntificos que tecnologicos.

    (...)o curso de Matemática Aplicada e Computação tem uma % de elementos do sexo feminino muito superior à média do IST(...)

    Disseste a palavra chave, Matemática, na FCT/UNL a % de mulheres no curso de Matemática é exactamente o inverso da do curso de Informática (Eng. Ambiente e Quimica Aplicada, idem).

    -- Carlos Rodrigues

    - "I think my men can handle one little penguin!"
    - "No, Mr. Gates, your men are already dead!"
    Mulher não entra (Pontos:4, Interessante)
    por b0fh em 08-05-01 1:42 GMT (#4)
    (Utilizador Info)
    Já repararam que nós, homens, gostamos da tecnologia pela tecnologia? Somos capazes de trocar de telemóvel apenas porque saiu um telemóvel com mais funções que o nosso - temos de levar todos os widgets que temos às ultimas consequencias... As mulheres não, usam o que teem mas a simples exploração das coisas não as divertem... Não devoram os manuais de instruções, lêm-nos apenas... Não exploram os telemóveis, usam-nos apenas. E isso reflete-se na área da informática. Não se divertindo a mexer num computador, nunca iriam para uma área onde tivessem de fazer apenas isso... Em compensação, vê-se a relação entre os dois sexos em áreas ligadas às letras, como direito, e os cursos de letras propriamente ditos...
    Re:Mulher não entra (Pontos:3, Interessante)
    por Dehumanizer em 08-05-01 9:28 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    Acho que tens razão... mas se reparares, a maioria dos homens também não explora o telemóvel (usando o teu exemplo), só o usa para falar e receber chamadas. Se por acaso efectivamente vai comprando telemóveis melhores, é muitas vezes por exibicionismo. Ou então para ter um cada vez mais pequeno (não sei porquê, parece que o pessoal liga muito a isso). :)

    De qq maneira, o que dizes é verdade - elas não acham "divertido" muitas coisas que nós achamos.


    "Ford, you're turning into a penguin. Stop it." - Arthur Dent
    Re:Mulher não entra (Pontos:2)
    por CrLf em 09-05-01 0:03 GMT (#29)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/~cer09566
    Também não acho piada a andar a explorar o telemóvel, mas se calhar isso deve-se ao facto de o telemóvel ser estático, é assim e pronto, não se pode fazer nada de novo com ele. O computador não tem nada a ver, é uma maneira de usar a criatividade.

    Programar (e não só) no fundo é uma arte, C é poesia. :)

    -- Carlos Rodrigues

    - "I think my men can handle one little penguin!"
    - "No, Mr. Gates, your men are already dead!"
    Descriminação..... (Pontos:4, Interessante)
    por Campos em 08-05-01 9:54 GMT (#9)
    (Utilizador Info)
    Acho que o problema da falta de mulheres nas áreas denominadas técnicas, se deve muito a alguma descriminação ainda presente na nossa sociedade. Isso nota-se a nível das universidades em que já vi casos em que para o mesmo trabalho de grupo em que participaram 1 homem e 2 mulheres, o homem tem melhor nota que as 2 mulheres apesar de terem sido elas a fazer o trabalho. A nível das empresas, também se nota alguma descriminação na hora da contratação, em que os homems são sempre escolhidos mesmo que tenham um currículo mais pobre. IMHO, existem mulheres tão ou mais capazes que os homens em qualquer actividade ( tirando algumas em que a estrutura física mais forte por parte do ser humano masculino se impõe ).
    A razao e simples: (Pontos:1, Redundante)
    por TarHai em 08-05-01 10:09 GMT (#11)
    (Utilizador Info) http://www.dilbert.com
    Porque o campo esta cheio de machos nerds mais ou menos idiotas que nao chegaram a crescer.

    Eu sei porque sou um desses machos idiotas, ou pelo menos e o que elas sempre me dizem quando me vem aos saltos porque o novo linux e mais rapido que o antigo.

    --- O meu teclado n~ao tem as deadkeys activadas.
    Re:A razao e simples: (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 08-05-01 11:10 GMT (#16)

    E qd ficam elas aos saltos por coisas mais fúteis?

    Re:A razao e simples: (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 08-05-01 13:51 GMT (#21)
    Hehehe,bom cometário,puseste-me a rir durante um bom bocado,secalhar também me identifico com esses casos.
    As mulheres a Internet e a Genetica. (Pontos:2)
    por MavicX em 08-05-01 10:20 GMT (#12)
    (Utilizador Info)
    Como todos nos sabemos existe diferenças a nivel do funcionamento do cérbero, entre os homens e as mulheres ( não elas não são mais burras, tirando as loiras ). Os homems está provado que possuem uma abilitação melhor para o calculo abstrato, enquanto as mulheres esmagam os homems em funções de comunicação e letras. É por isso que as mulheres gostam mais das areas humanisticas enquanto os homems gostam mais das areas de engenharia e tecnologia. E como a internet é a tecnologia não se vê um grande interesse por parte delas.

    Outro estudo importante é a diferença de comportamentos no uso da internet, as mulheres passam menos tempo no uso da internet em comparação com os rapazes e visitiam quase sempre os mesmos sites( são muito mais fieis,isto tem aplicações importatantes em termos de markting e gestão de um site ), enquanto os rapazes passam em média mais horas e variam mais as suas perferencias e interessam-se mesuravelmente muito mais por sites tecnologicos (gildot incluido) do que as mulheres.

    P.S. não tenho o doutoramento em genética.
    Re:As mulheres a Internet e a Genetica. (Pontos:2, Interessante)
    por joaobranco em 08-05-01 13:45 GMT (#20)
    (Utilizador Info)
    Nota que estas generalidades não são "verdade cientifica"...

    As diferencas apresentadas referem-se pricipalmente a estudos efectuados em crianças de 8/12 anos. Nesta altura toda a gente pode verificar que existem padrões de desenvolvimento distintos para os sexos, mas:

    • As variações entre as médias são pequenas em relação aos desvio padrão das mesmas (quem sabe de estatistica tire a conclusão).
    • Não se tem a certeza que o efeito não seja explicado (ou pelo menos exarcebado) pelo efeito de "papel de género" (ou seja, a sociedade tende a ter ideias sobre como é que um menino ou uma menina se deve comportar).
    Assim sendo, não tenho a certeza que diferenças genéticas expliquem tudo...

    JB

    JB

    Re:As mulheres a Internet e a Genetica. (Pontos:2)
    por MavicX em 08-05-01 16:15 GMT (#25)
    (Utilizador Info)
    Não o teste é feito em pessoas adultas e não em crianças pelo menos o que eu vi, agora quanto à importancia da sociedade no desenvolvimento dessas faculdades e diferenças, pode explicar uma parte mas não o todo.

    "todos diferentes todos iguais"
    Re:As mulheres a Internet e a Genetica. (Pontos:1)
    por hununu em 08-05-01 18:51 GMT (#27)
    (Utilizador Info) http://dequim.ist.utl.pt
    Pois não.. Se pegares na maior parte dos cursos podes ver que nos que existem raparigas neles, elas chumbam menos, seja o curso na area de engenharia (coisa que constanto pois e' o meu caso (o curso ;)) seja em letras. Claro que ha' excepcoes como em tudo, mas nao deixa de ser curioso...
    hununu, LTI-DEQ@IST, Portugal
    isto estava sob o mesmo topico no /. (Pontos:0, Despropositado)
    por TarHai em 08-05-01 12:38 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://www.dilbert.com
    I'm a DUDE!
                                                                http://www.thespark.com/gendertest
    --- O meu teclado n~ao tem as deadkeys activadas.
    informaticos? (Pontos:4, Engraçado)
    por Himgurath em 08-05-01 13:21 GMT (#19)
    (Utilizador Info)
    Bom, pela amostra deste forum, é fácil de ver que a razão dos informáticos socialmente diminuídos até pode ter um graozinho de verdade. senão vejamos: - Fazem um artigozinho sobre a fraca representação de mulheres informáticas, esquecendo-se de perguntar a uma única das poucas que existem a opinião dela. - Começam a discussão com um post onde dizem que o lugar delas é na cozinha. - Metade dos posts depois desse é para dizer que o cérebro delas é diferente, ou que não há mais informáticas porque é uma profissão muito abnegada (sim, sim, aqui ninguém muda de emprego todos os 15 dias para ganhar mais uns trocos) e elas na verdade são todas umas fura-vidas interesseiras De facto, até pode haver resmas de mulheres em informática, mas o que eu garanto é que para elas, manter uma discussão interessante num forum destes deve ter tanto interesse como ver um tipo a discutir futebol enquanto come tremoços e coça os tomates Himgurath PS - pronto, amor, ja mostrei que não sou como eles, escusas de continuar zangada comigo agora... chiça!
    Himgurath
    factor social ou genético? (Pontos:3, Interessante)
    por bgravato em 08-05-01 20:29 GMT (#28)
    (Utilizador Info)
    Antes de mais devo dizer que sou um pouco leigo neste assunto, mas pelo que sei, nos seres humanos é sempre díficil definir a fronteira entre o que é produto da sociedade e o que é inato.

    Porque é que em crianças, os rapazes gostam mais de brincar com carros e as raparigas com bonecas? Será uma aptidão inata? Ou será que assim é porque os esterótipos da sociedade assim o definem?

    Não é só na informática que se vê uma grande discrepância entre o número de homens e mulheres. Por exemplo, não me lembro de ter visto um homem a trabalhar como "empregado doméstico", ou uma mulher "trolha". Talvez neste exemplo da construção civil o facto se prenda com questões "físicas", mas no caso da/o empregada/o doméstica/o isso já não se verifica.

    Porque é que as coisas são assim? Não sei ao certo, mas provalmente será pelo motivos acima referidos - questões sociais e culturais, e, por outro lado, uma certa aptidão inata de cada indivíduo para certas áreas. A questão que aqui fica é qual a relação percentual desses dois factores. NMHO penso que o factor de maior peso será, na maioria dos casos, a questão social/cultural.

    E aqui quando falo de questões sociais/culturais não tem nada a ver com o ser "socialmente diminuído", mas sim com aquilo que é a tradição de cada cultura (tal como em certas famílias há uma certa "tradição" para seguir determinada profissão, o mesmo se passa em relação a um e outro sexo).

    Normalmente o que acontece é que, um indivíduo que faz opções contrárias ao "habitual" acaba por ser frequentemente vítima de chacota e discriminação.
    (para quem gosta de cinema, este é um tema abordado no filme "Billy Elliot").

    Em forma de resumo e respondendo às duas questões do vaf:

    1. Os estereótipos da sociedade, que visam o trabalhar com computadores/electrónica como uma coisa "para homens" e algumas mulheres provavelmente têm receio de virem a ser vítimas de discriminação por isso; e talvez também um quê de uma certa aptidão inata nos homens maior que nas mulheres para as "maravilhas da tecnologia".

    2. No passado talvez existisse uma imagem mais denegrida dos "informáticos", tal como acontece geralmente com as minorias. Como hoje em dia já começa a deixar de ser uma minoria e uma grande parte da população se vê obrigada a trabalhar com computadores, e, também, com o rápido crescimento da internet, acho que "a pessoa que trabalha com computadores" já não é um "esquizitóide" e cada vez mais tem um "estatuto social" mais elevado.

    Cumprimentos,
    Bruno Gravato.


    Falem quando souberem... (Pontos:1)
    por cyberfrustrada em 09-05-01 10:57 GMT (#30)
    (Utilizador Info)
    Vcs alguma vez foram mulheres p/ saber o k é ser mulher?! Não, pois não? Também me kiz parecer! As mulheres são pessoas (como os homens), umas mais dotadas outras menos (como os homens), com as suas preferências tanto a nível profissional como a outros níveis (como os homens), os seus interesses (como os homens), etc. Eu gosto de informática, gosto muito de futebol, não sou "maria-joão"... só k temos k ver k cada 1 é como cada qual. Felizmente ninguém é igual a ninguém. Mas nós mulheres não somos inferiores a vcs! A culpa da suposta inferioridade das mulheres continua a ser esta sociedade retrógrada! E já agora, aproveito para dizer k há BASTANTES loiras inteligentes. Não sei qual é a ideia de insistir nessa tecla! Vcs homens (nem tds, claro está!) até gostam mt das "loiras" (leia-se cerveja). Fikem bem!
    Re:Falem quando souberem... (Pontos:2)
    por vaf em 09-05-01 14:45 GMT (#31)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/users/vaf12086/
    Mas... calma! Parece que alguém te ofendeu!

    Claro que os homens e as mulheres são diferentes e nenhum deles se pode considerar superior ao outro, claro. Calma.

    Cumprimentos,

    Vasco Figueira
    Re:Falem quando souberem... (Pontos:2)
    por leitao em 11-05-01 15:23 GMT (#34)
    (Utilizador Info)
    As loiras sao pessimas na cama ?!? Nao as deves saber satisfazer...
    -- "Why waste negative entropy on comments, when you could use the same entropy to create bugs instead?" -- Steve Elias
    Computers female version... (Pontos:0, Gozão)
    por LO em 12-05-01 20:20 GMT (#35)
    (Utilizador Info)
    or females computer version.

    So' pela piada, algo que me enviaram uma vez por mail. E' claro, como mulher que sou, arreganho os dentes e magico em versao masculina do codigo.

    struct female_professionals
    {
      double styles;
      short skirts;
      long time_to_understand_problems;
      float mind;
      void knowledge;
      char non_co-operative;
    };
     
    struct beautiful_city_girl
    {
      double boyfriends;
      short affairs;
      long stories;
      void greymatter;
      char flirt;
    };
     
    struct engaged_females
    {
      double time_on_phone;
      short attention_on_work;
      long boast;
      float on_cloud_nine;
      void understanding;
      char edgy;
    };
     
    struct newly_married_females
    {
      double dinner_invitation;
      short time_at_work;
      long lunch_break;
      void bank_balance;
      char hen_pecked;
    };
     
    struct married_females
    {
      double weight;
      short tempered;
      long gossip;
      float hopes;
      void word;
      char unstable;
    };
     
    struct old_lady
    {
      double chin;
      short memory;
      long sighs;
      void attention_from_men;
      char chatterbox;
    };
     
    struct husband_wife_professionals
    {
      double income;
      short tempered;
      long time_no_see_each_other;
      void love_life;
      char money_making;
    };

    LO

    É ESTE AKI! (Pontos:1)
    por buckley em 13-05-01 14:00 GMT (#36)
    (Utilizador Info) http://mwboy.scripterz.org
    (buckley baixa as calças e aponta, com orgulho) :)))))

    "All you base is belong to us!"
    Re:Mulheres e informatica (Pontos:1, Despropositado)
    por leitao em 08-05-01 10:34 GMT (#13)
    (Utilizador Info)

        Estas a precisar de sair mais...

    -- "Why waste negative entropy on comments, when you could use the same entropy to create bugs instead?" -- Steve Elias
    Re:Mulheres e informatica (Pontos:2)
    por nmarques em 08-05-01 10:52 GMT (#14)
    (Utilizador Info) http://nmarques.xpto.org
    Sair mais ??? Conselhos ?? Onde me devo eu dirigir ??

    --------------------------------------------
    If there is such a thing as too much power...
    I've not discovered it...
    Re:Mulheres e informatica (Pontos:1, Engraçado)
    por Anonimo Cobarde em 08-05-01 13:09 GMT (#18)
    Acho que o leitão te estava a fazer um convite ;)
    Re:Mulheres e informatica (Pontos:2)
    por MavicX em 08-05-01 16:17 GMT (#26)
    (Utilizador Info)
    Bem isso é que é deitar as mulheres a baixo, ainda querem que elas apareçam por aqui.

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]