gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Microsoft e as inúmeras tentativas de monopólio
Contribuído por vaf em 03-05-01 13:35
do departamento chantagem-contra-ataca
Microsoft bgravato conta-nos que "...a Microsoft anda a oferecer prendas numa tentativa de evitar que os computadores sejam vendidos sem o Windows... Parece que o lema é mais ou menos "Queres comprar um computador? Vais ter que levar (e pagar) o Windows também, senão não há computador para ninguém...""

Podem ler a história aqui".

[vaf: Isto é um dejá vu da conhecida táctica que levou esta empresa a começar o seu monopólio na altura do Windows95. Táctica essa que foi muito bem desmascarada no livro O Assalto Planetário - A Face Oculta da Microsoft; Roberto di Cosmo, Dominique Nora.]

Open Source Sucks! | Indústria musical lança "protecção digital"  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • O Assalto Planetário
  • aqui
  • Mais acerca Microsoft
  • Também por vaf
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    A oeste nada de novo (Pontos:1, Redundante)
    por grumbler em 03-05-01 14:24 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    Não estou a ver qual a novidade.. a Microsoft já vem a utilizar este tipo de tácticas (pagas-pelo-windows-quer-o-utilizes-quer-não) a nivel de OEM há já muito tempo.. basicamente aqui a unica diferença é q oferece prendas aos fabricantes... é capaz de ter andado a aprender com os delegados de informação médica e com os clubes portugueses de futebol :-)

    --
    What, Me Worry?
    So...? (Pontos:0, Redundante)
    por Branc0 em 03-05-01 14:28 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://www.branc0.f2s.com
    What else is new? :P Só se for o catalogo de prendas que a M$ oferece que é novo, porque a historia já é velha :D
    "A mais louca das mulheres consegue dominar o mais inteligente dos homens"
    Re:So...? (Pontos:2)
    por ajc em 06-05-01 17:00 GMT (#11)
    (Utilizador Info)
    rqgfqwrgrqwegrq
    Uma estória verídica. (Pontos:3, Interessante)
    por Tuaregue em 03-05-01 21:03 GMT (#3)
    (Utilizador Info)

    Isto já se passa á muitos anitos. Uma estória mais recente que se passou comigo: Quis eu um dia comprar um portátil, para me ajudar na minha vidinha, e então mandei um email para duas grandes empresas de portáteis (acho que não vale a pena dizer quais são) a perguntar, inocência a minha, se eu quisesse comprar um portátil sem software que fosse proveniente de uma em empresa chamada Microsoft, entenda-se família Windows, e que também prescindia do restante software que acompanha o dito (Works, e afins, aqueles programas que vem sempre com os portáteis), se isso seria possível, eu na esperança que a resposta fosse afirmativa (inocência a minha), enfim a reposta é aquela que todos vós estão a pensar:

    “NÃO!!!, os nossos portáteis só são vendidos com o esse software, mas o senhor pode-nos dar mais informações sobre si (sim eles disseram isto), pode ver-se se nós cheguemos a uma base na negociação(negociação?? quando eu nem pedi para ser reembolsado por todo aquele software que estava a prescindir)”.

    Com isto eu pergunto: Não será isto um “atentado” á nossa liberdade de livre escolha sofre aquilo que queremos usar? Porque que é que eu tenho de levar para casa um caixa com software quando nem vou precisar dele?

    Bem só se for para fazer tiro ao prato (CD),ou para o ir vender na feira da ladra, e pelos vistos isto não se passa só com estas duas mas com todas elas, é poder da senhora toda poderosa que quer forçar os utilizadores de pc e afins a utilizar os programas dela.


    Re:Uma estória verídica. (Pontos:2, Engraçado)
    por BladeRunner em 04-05-01 9:29 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://www.gildot.org
    Viva!

    Os vendedores de um modo geral são uns ignorantes e como qualquer vulgar utilizador, pensam que a máquina e o windows são unos e indivísiveis.

    Aqui há uns meses, comprou-se um servidor num sítio que conheço.
    Optámos por um da marca X.
    Estive a ver o site da empresa, a esmiuçar o hardware e vi que não iria haver problemas com o Linux.
    Depois, acabei também por ver que a máquina tinha uma série de opções para SO pré-instalado, uma delas Linux - RH 6.0

    Porreiro...
    É esta mesmo.

    Entretanto telefonou-se para o representante português da marca X para fazer a encomenda e (como eu não uso RH), pediu-se para vir o disco em branco.
    O vendedor admirou-se e lá se lhe explicou que era para lhe meter Linux.
    Resposta do vendedor: "Ah!... Sabe, eu não sei se o Linux funciona na máquina"

    Quando se disse para acrescentar à configuração um gravador de CDs o mesmo vendedor ainda disse que não sabia se havia software para gravar CDs em Linux.

    Portanto, parece-me que por parte dos vendedores há... basicamente ignorância.
    Nem sabem o que vendem, quanto mais o resto.

    O que só lhes fica mal :P

    BladeRunner

    BladeRunner
    educação, ensino
    Re:Uma estória verídica. (Pontos:1)
    por Tuaregue em 04-05-01 14:00 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    Eu acho que não ignorância, por parte deles, mas sim o estarem sucumbidos a um monopólio e a uma grande pressão por parte da toda poderosa. Se tivermos em conta que certas políticas dentro destas grandes empresas são defenidas de pais para pais, então podemos chegar a uma conclusão: Eles não querem é mesmo perderem o tacho que teêm em Portugal, porque somos um mercado pequeno, se nós fossemos um mercado médio/grande tipo França, Espanha, Brasil, aí quem defenia a política eram os consumidores e não os jogos de bastidores entre empresas. Por isso não acredito que seja ignorância ainda por cima por parte de grandes multi-nacionais.
    Re:Uma estória verídica. (Pontos:1)
    por BladeRunner em 04-05-01 14:15 GMT (#6)
    (Utilizador Info) http://www.gildot.org
    A grande multi-nacional não é ignorante.
    Tanto assim que tem o Red Hat como opção.
    Ignorantes (pelo menos neste caso) é quem vende cá.

    BladeRunner

    BladeRunner
    educação, ensino
    Re:Uma estória verídica. (Pontos:1)
    por MacLeod em 04-05-01 19:26 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    Deixa-me adivinhar, era a Silicon Graphics.
    Re:Uma estória verídica. (Pontos:1)
    por Tuaregue em 04-05-01 21:13 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    Eu não quis dizer que a grande multi-nacional era ignorânte, mas quem representa a multi-nacional em Portugal deixa-se levar por jogos de bastidores, e faze-se passar por ignorânte, porque de ignorântes eles não teêm nada. E peço desculpas se não me fiz entender no outro post.

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]