gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Adeus silicio, ola nanotubos
Contribuído por ajc em 02-05-01 14:55
do departamento gildot-poliglota
Ciência Anonimo Cobarde escreve "Leo en página uma noticia relativa ós resultados de uma investigación da IBM [sobre nanotubos] ; página Tamén di a noticia que hai máis información na revista página "

Novos editores: vaf e mvalente | O SMTP do Megamail é um open-relay ?  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • página
  • investigación da IBM
  • página
  • página
  • Mais acerca Ciência
  • Também por ajc
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Desculpem, mas não resisto (Pontos:1, Engraçado)
    por BladeRunner em 02-05-01 15:46 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://www.gildot.org
    Mira ajc!

    Te pongas a pau que hay un dia qui nuestros hermanos ainda hadem hacer un peeling al Gildot sin qui tu las das por ella.

    Sin embargo, nesse dia, talbez nosotros possamos ir al programa de el gran Hermanito Joselito en SIC.

    Saludos,
    BladeRunner

    BladeRunner
    educação, ensino
    Re:Desculpem, mas não resisto (Pontos:2)
    por ajc em 02-05-01 15:48 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    Devias ter respondido em Galego e não em Castelhano.
    Não se esqueçam que o Galego é uma variante do Português e não do Castelhano.
    Re:Desculpem, mas não resisto (Pontos:1)
    por BladeRunner em 02-05-01 16:03 GMT (#8)
    (Utilizador Info) http://www.gildot.org
    Eu respondi em Por-gale-lhanho :-)

    BladeRunner
    educação, ensino
    Re:Desculpem, mas não resisto (Pontos:1)
    por Strange em 02-05-01 16:04 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://strange.nsk.yi.org/

    Desde quando? Que eu saiba, a Galizia nunca pertenceu a Portugal.

    Qt a mim, e' mais que o português, o castelhano e o galego tem a mesma origem, e que o portugues e o galego seguiram uma evolucao muito semelhante, pela propria regiao, proximidade e cultura.

    hugs
    Strange

    Re:Desculpem, mas não resisto (Pontos:2)
    por ajc em 02-05-01 17:13 GMT (#13)
    (Utilizador Info)
    Primeiro: Não existe "Galizia": em Castelhano escreve-se "Galicia" em Galego/Português diz-se "Galiza".

    Segundo: O português e o galego foram a mesma língua (diferente das outras da península) até meados do século XV, tendo depois divergido devido à separação política. O galego foi uma língua oprimida durante todo esse tempo, por isso evoluiu pouco, assemelhando-se ao português antigo

    Terceiro: para tirar as dúvidas, consultem esta página da Associação da Língua Galega, que entre outras coisas, defende a re-integração do galego no português.

    Re:Desculpem, mas não resisto (Pontos:1)
    por Strange em 02-05-01 17:42 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://strange.nsk.yi.org/

    1. My mistake, sorry

    2. Embora tenham sido a mesma lingua, nao sei se se pode dizer que o galego e' uma variante do portugues, ou ate' o contrario, de que o portugues e' uma variante do galego. Afinal, ambas as linguas sofreram alteracoes desde essa altura. De notar que apenas critiquei a afirmacao que o galego deriva do portugues.

    3. A evolucao linguistica caracteriza-se por ser paulatina, poopular e continua, por isso nao ligo mto a tratados (estilo portugal<>brazil sobre a lingua portuguesa), nem a associacoes que por motivos politicos (preferirem portugal a espanha) querem ver a sua lingua adulterada, justificando-se com um antepassado comum. (O galego teve a sua evolucao, assim como o portugues, querer agora anular essa evolucao para a tornar conforme 'a outra nao me parece mto certo.)

    E' esta mesma evolucao imparavel e impossivel de ser ignorada que obrigou 'a formacao de um novo dicionario da lingua portuguesa. De notar que pessoalmente nao concordo com a maior parte das introducoes, mas nao posso ir contra isso pois o dicionario apenas represemta o estado da lingua portuguesa actualmente.

    Ainda: nao consigo perceber a mania de alguns galegos de se separarem de espanha e juntarem-se a portugal, quando a impressa portuguesa ignora a Galicia, e mtos portugueses prefeririam estar sob o dominio espanhol. Ja' agora, nao quero comecar uma batalha politica/patriota, e apenas digo que nisto tudo ate' estou contente com a nossa independencia.

    hugs
    Strange

    Re:Desculpem, mas não resisto (Pontos:1, Esclarecedor)
    por Anonimo Cobarde em 02-05-01 20:44 GMT (#23)
    "Ainda: nao consigo perceber a mania de alguns galegos de se separarem de espanha e juntarem-se a portugal"

    Quen di? O "reintegracionismo" refire-se a lingua unicamente.
    Re:Desculpem, mas não resisto (Pontos:0, Despropositado)
    por buffer em 02-05-01 16:36 GMT (#12)
    (Utilizador Info) http://www.coders-pt.org
    Bem, se isto continua assim, vou ao peixe de babel e passo SP->EN; EN->PT
    senao, não me safo com voces..


    -- what was my problem with man You ask? No.. I ask you what was man's problem with me..

    Re:Desculpem, mas não resisto (Pontos:3, Engraçado)
    por ajc em 02-05-01 17:21 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    Se éa tão fundamentalista da língua, começa por taduzir o teu nick para "tampão" :)
    Re:Desculpem, mas não resisto (Pontos:2)
    por buffer em 03-05-01 15:20 GMT (#36)
    (Utilizador Info) http://www.coders-pt.org
    es um amor, mas dava demasiado trabalho .. :)

    mudar de nick, mudar de mails, mudar de username, etc etc etc..


    -- what was my problem with man You ask? No.. I ask you what was man's problem with me..

    Re:Desculpem, mas não resisto (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 02-05-01 20:28 GMT (#21)
    A isto que ti falas na Galiza chamamoslhe "castrapo"
    Telemóvel+Palm num Relógio de Pulso (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 02-05-01 19:26 GMT (#19)
    Para quando um telemóvel e palm num relógio de pulso? Já tornámos ficção realidade com telelés do tamanho de sapatos, à lá Maxwell Smart, falta agora um upgrade para Dick Tracy, hehehe… Vamos lá ver se estes nanotubos não se ficam pelo laboratório, como tantas outras coisas…
    Re:Telemóvel+Palm num Relógio de Pul (Pontos:1)
    por kaser em 03-05-01 9:49 GMT (#33)
    (Utilizador Info)
    Viva,
    Acho que nao tem grande piada fazeres esse tipo de pergunta. O que estamos interessados é em coisas extraordinarias que "existam", nao coisas de filmes que provavelmente nao podem existir.


    hugs,

    "Toda a gente pode ter ideias, mas só alguns as podem criar" by Kaser , lol
    Re:Telemóvel+Palm num Relógio de Pul (Pontos:1)
    por Strange em 03-05-01 18:16 GMT (#38)
    (Utilizador Info) http://strange.nsk.yi.org/

    Coisas extraordinárias que agora existem são (algumas) coisas de filmes que provavelmente nunca poderiam existir...

    Normalmente, primeiro são imaginadas, depois é que é necessário alguém as implementar. E como se tem vindo a provar, alguém será o teimoso o suficiente para o conseguir.

    hugs
    Strange

    Acerca do galego (Pontos:2, Esclarecedor)
    por suso em 02-05-01 20:18 GMT (#20)
    (Utilizador Info) http://www.pobox.com/~suso/
    Aproveito esta mensage para responder vários comentários sobre esta notícia. Estou usando a norma galega reintegracionista (se alguém nom gostar dela, nom se preocupe, já que em gildot tentarei escrever em português) :P

    Em primeiro lugar, obviamente a notícia está em galego, hai que ser ignorante para pensar que isso é castelhano. O galego está no mesmo grupo linguístico que o português, isso é indiscutível. Que sejam a mesma língua ou duas variantes dentro desse grupo depende do critério (para isso estám os filólogos e, lamentavelmente, os políticos) ;) Mais o castelhano está num grupo diferente.

    Sobre a orige do português e do galego... bem, tenho que lembrar que a Galiza existe desde hai muito máis tempo que Portugal, que nom é senóm a evoluçom do condado Portucalense, do que nom existem referências antes do século IX (excluíndo a povoaçom que lhe deu o nome) e cujo território compreendia as terras para o sul do Minho, fora sempre do que hoje abrange a Galiza. Este simples facto histórico impede, de sermos coerentes, dizer que o galego é umha variante do português. Até à Idade Média forom a mesma língua, mais com distinto nome. Dizer-lhe a um galego que fala português é como dizer-lhe a um português que fala galego. Som poucos os que aceitariam tais afirmaçons.

    Quanto à relaçom actual entre a Galiza (e o galego) e Portugal (e o português), é preciso dizer que para muitos galegos os portugueses som como irmans, sem comparaçom com outras culturas espanholas como a andaluza, completamente divergente da galega. Si, hai gente que quer separar-se da Espanha e juntar-se a Portugal (provavelmente com grande desconhecimento da história), mais tamém hai portugueses que desejam a restauraçom da monarquia no seu pais. ;)

    Normalmente os independentistas/unionistas som os máis partidários do reintegracionismo linguístico. Alguém falava de adulteraçom... bem, nom se pode comparar a evoluçom duma língua como a portuguesa ou a castelhana com a do galego, que sofreu umha enorme pressom do espanhol, provocando que nalguns casos evoluíra dum jeito anti-natural (os exemplos máis usados e máis significativos: povo->pueblo, deus->dios). Muitas destas evoluçons anormais forom tiradas polas diferentes normas escritas do galego, mesmo a do galego oficial (chamado por alguns 'castelhanizado', possívelmente pola ortografia próxima à espanhola). A discussom sobre o reintegracionismo baseia-se precisamente nisto: quais evoluçons som 'naturais' e quais 'forçadas'? O nível mínimo é o do galego oficial. O máximo é o dos reintegracionistas radicais que pensan que qualquer evoluçom distinta da que aconteceu no português nom é válida.

    Agora é quando tenho que pedir desculpas pola longa mensage fora do tópico, mais tinha que fazê-lo para explicar (ou tentá-lo) a situaçom da sua língua irmã. :)))

    Para dizer algo sobre o assunto (volto ao português), acho que há um projecto (não sei se utópico ou não, pessoalmente penso que o primeiro) para fazer um ascensor espacial, usando um fio de nanotubos que penduraria dum satélite e iria até uma região numa ilha da Ásia. Não lembro o endereço que continha a informação, mas era realmente interessante. Uma fantasia do Arthur C. Clark factível graças à tecnologia. :)

    Re:Acerca do elevador (Pontos:1)
    por Strange em 02-05-01 21:06 GMT (#24)
    (Utilizador Info) http://strange.nsk.yi.org/

    Duvido que o ascensor/elevador não passe de ficção. Quanto a mim, ficaria a ser o elevador + os cabos a manter a manter o satélite em órbita. ;)

    hugs
    Strange

    Re:Acerca do elevador (Pontos:1)
    por suso em 02-05-01 21:55 GMT (#26)
    (Utilizador Info) http://www.pobox.com/~suso/
    Não, o satélite seria geostacionário, e o cabo estaria pendurado, seria o apoio para o elevador. Mas o problema é que a base na terra deveria ter uma altura de 50 Km, para evitar os ventos das capas inferiores da atmósfera. E isso parece-me realmente absurdo. :) (além do cabo de 35000 Km, claro) X-D
    Re:Acerca do galego (Pontos:2)
    por joao em 02-05-01 22:13 GMT (#27)
    (Utilizador Info) http://www.nonio.com
    Para dizer algo sobre o assunto (volto ao português), acho que há um projecto (não sei se utópico ou não, pessoalmente penso que o primeiro) para fazer um ascensor espacial, usando um fio de nanotubos que penduraria dum satélite e iria até uma região numa ilha da Ásia. Não lembro o endereço que continha a informação, mas era realmente interessante. Uma fantasia do Arthur C. Clark factível graças à tecnologia. :)

    Acho que não é um fio de nanotubos mas uma torre com 10 km de base feita nesse material.

    ----
    joao
    nonio.com

    Re:Acerca do galego (Pontos:2)
    por joao em 03-05-01 1:31 GMT (#32)
    (Utilizador Info) http://www.nonio.com
    Afinal o problema está mesmo no cabo

    ----
    joao
    nonio.com
    vecinhos con pasado común (Pontos:2, Interessante)
    por Anonimo Cobarde em 02-05-01 20:28 GMT (#22)
    Mal que lhe preste a algum utilizador do Gildot, espanhois e portugueses temos un pasado común, e no caso dos galegos e os portugueses, tamén na orige falabamos e escriviamos a mesma lingua. Eu pola minha parte quero deijar claro que cuando submetin a noticia nao esperaba o integrismo nin a ignorancia cultural amosada por alguns, tampouco quero que o debate vaia polo caminho que vai, so pensei que era algo interesante para os/as que leen o Gildot. Faz risa por outro lado que se veja normal a inclusión de citas en inglés e que a minha noticia pareza tan mal a alguns. Menos mal que tamén se ve que hai persoas que conhecen nao so geográfia senón tamén historia e tenhen uma mente aberta e "europea". Pido desculpas por nao saber escrever portugués, (pero alomenos o intento:p ) de certo falando nao teriamos problemas para entendernos cousa que ja comprobei nalguma visita a Portugal. Uma pregunta, isto que é? :

    Ondas do mar de Vigo,
    se vistes meu amigo?
    E ay Deus, se verra cedo!

    Ondas do mar levado,
    se vistes meu amado ?
    E ay Deus, se verrda cedo!

    ...........
    (Martin Códax)

      portugués? galego?
    de certo que nao é espanhol!!!!!

    Re:vecinhos con pasado común (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 02-05-01 22:56 GMT (#29)
    Bem lembrado! Este poema faz parte do programa de Português A, 10º ano se não me engano.
    Re:vecinhos con pasado común (Pontos:2)
    por mazevedo em 03-05-01 0:47 GMT (#30)
    (Utilizador Info) http://mazevedo.welcome.to
    Acho que já estás a azeitar demais!!! Desculpa lá, ó Buffer (Tampão, tx AJC!!), mas isto está a azedar de uma maneira bastante estúpida! Ouve lá, ó LERDU (tuas palavras!), custa-te assim muito tentar ler um bocado de texto? Ainda por cima numa língua que não é muito diferente da tua? Porra, cada vez mais há pessoal a escrever nos ICQs, IRCs, etc..., que escrevem "axo", "o kê?" e coisas do género. Nunca te revoltaste contra eles? Com um pouco de esforço, o gallego não é muito diferente. E mais... Vais à Galiza (eu já lá vou à alguns anos!) e és muito bem recebido e compreendido, com um povo muito caloroso, não muito diferente do nosso povo do norte. Estás na Galiza e notas que aquele povo gosta de Portugal, falam muito sobre nós, interessam-se com o que se passa no nosso país. Os média, alguns dos mais conhecidos, como o "Faro de Vigo" ou a "TVGaliza", falam de temas como cooperação entre as câmaras nortenhas e o Governo Autónomo da Galiza, coisa que nós, com 3 canais nacionais nunca chegamos a saber! Temos vizinhos que nos recebem tão bem, que se querem aproximar, quer culturalmente, linguisticamente e economicamente e "lerdus (sic)" como tu vêm com esses comentários! Aprende qualquer coisa e depois aparece...
    ----
    //\anuel /|zevedo
    Re:vecinhos con pasado común (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 03-05-01 18:17 GMT (#39)
    >> Eu quero lá saber da galiza e do norte de Portugal
    Com que então o teu nacionalismo é um nacionalismo sectário! Ou melhor dizendo é um regionalismo! Vê se cresces e não critiques ninguém por ver outros canais que não a SIC Radical (é assim que se escreve!) e ainda bem que não queres saber do Norte de Portugal, porque nós, povo do Norte, também não queremos saber de idiotas como tu...
    os verdadeiros temas de conversa do gildot. (Pontos:1)
    por drdude em 02-05-01 21:48 GMT (#25)
    (Utilizador Info)
    Quando olhei para este artigo, vi 24 comentarios... estarei a ver bem... 24?!? épa.. mas agora a malta deu em conhecidos da materia dos nano-tubos para dar tanta conversa?!?

    Claro que afinal, como outras threads muito concorridas do Gildot, nada tinham a haver com o tema! eheh
    Re:os verdadeiros temas de conversa do gildot. (Pontos:2)
    por mazevedo em 03-05-01 0:50 GMT (#31)
    (Utilizador Info) http://mazevedo.welcome.to
    Enquanto esta atitude estúpida do "nós somos os melhores, não precisamos de ninguém" se mantiver...

    Quanto ao tema, lembra-me também um "elevador" (na realidade 4, 1 em Marte e 3 na Terra) existentes no livro "O Projecto Oort" de Frederick Pohl.
    ----
    //\anuel /|zevedo

    Galego, vá que não vá... mas isso já saiu em .pt (Pontos:0, Informativo)
    por Anonimo Cobarde em 03-05-01 14:20 GMT (#35)
    ao contrário do pessoal, nada tenho contra ver galego no gildot.

    choca-me é isto: a mesma notícia já saiu em Português - e há algum tempo - num sítio de leitura tradicional (Adeus, silício - promete a IBM).

    Re:bienbenidos a.. (Pontos:1)
    por mlopes em 02-05-01 15:40 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    Quanto mais gente contribuir melhor, não interessa o idioma.
    Re:bienbenidos a.. (Pontos:0, Despropositado)
    por buffer em 02-05-01 16:30 GMT (#11)
    (Utilizador Info) http://www.coders-pt.org
    Uhm.. frances serve ?

    O point é que o idioma.. interessa.. porque nao acredito que 100% da "população" do gildot perceba frances e/ou alemao.. e no entanto são idiomas ..
    lá porque o espanhol ( ou lá o que é aquilo ) é +/- perceptivel para a maioria, não quer dizer que se devam aceitar os artigos assim.. enfim, aceite-se os artigos, mas traduzam.. ora essa..


    -- what was my problem with man You ask? No.. I ask you what was man's problem with me..

    Re:FP! (Pontos:2)
    por ajc em 02-05-01 15:50 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    É Galego, claro!

    Ignorantes.

    Re:FP! (Pontos:0, Despropositado)
    por MavicX em 02-05-01 15:55 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    Galego que eu saiba não é nenhuma lingua alem disso podias fazer a tradução :-)
    Re:FP! (Pontos:2)
    por joao em 02-05-01 16:23 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://www.nonio.com
    Galego que eu saiba não é nenhuma lingua

    Não é ?? Em que te baseias para dizer isso?

    ----
    joao
    nonio.com

    Re:FP! (Pontos:1)
    por MavicX em 02-05-01 18:20 GMT (#16)
    (Utilizador Info)
    Não é lingua oficial logo é um dialecto local ou o que lhe quizeres chamar. É como o mirandense .
    Re:FP! (Pontos:2)
    por Gimp em 02-05-01 18:25 GMT (#17)
    (Utilizador Info)
    Mirandês se faz favor. Mirandense eheheheheh
    Os meus 2 Paus zZzZz
    Re:FP! (Pontos:2)
    por joao em 02-05-01 18:54 GMT (#18)
    (Utilizador Info) http://www.nonio.com
    Não é lingua oficial logo é um dialecto local ou o que lhe quizeres chamar.

    Desde quando é que uma língua precisa de reconhecimento oficial para ser língua? Mesmo assim, o Galego é a língua oficial da Galiza

    ----
    joao
    nonio.com

    Re:FP! (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 03-05-01 17:56 GMT (#37)
    O Mirandês é LINGUA OFICIAL de Portugal! É uma lingua da familia do leonês-asturiano e é falado pela população de Mirande do Douro e zonas limitrofes. E além disso uma língua para ser língua não precisa de ser oficial! Em vez de se armarem em espertos deveriam ler algo sobre o assunto...

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]