gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Flatrates: PT vai recorrer aos tribunais
Contribuído por js em 03-03-01 0:57
do departamento Obras-de-Santa-Engrácia
News SUp3rFM escreve "Segundo fonte, muito bem colocada, a PT vai recorrer da decisão unilateral do ICP em decretar os preços para a Flarate. Esta posição será dada a conhecer, muito em breve. É mais um capítulo nesta eterna novela, que certamente levará ao atraso dos prazos anunciados há semanas pelo ICP. " [js: comunicado da PT (2 de Março)]

Flatfee num ISP gratuito? | Código fonte para operar satélites GPS roubado  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • SUp3rFM
  • comunicado da PT (2 de Março)
  • Mais acerca News
  • Também por js
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Flatrata! (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 03-03-01 1:48 GMT (#1)
    Mas isto nao seria novidade nenhuma...Basta ler a press release da pt que esta ai no link para ver-se a 'boca' acerca dos outros paises que tao a remover as flatratas...s/ratas/rate/.....
    Do ponto de vista puramente economico (maximizacao do lucro) é claro que é uma medida que nao interessa em nada à PTTELECOME! Vao perder dinheiro... Isso ja se sabe...
    Agora, porque raio haveria o Estado de se preocupar com a telecome ?
    Portugal tem que se colocar no pelotao da frente na Europa em termos de tecnologia porque senao é que vamos ser uns ze coitadinhos no futuro. Agricultura esta perdida... Industria vai pelo mesmo caminho, so nos restam os servicos.
    Agora um bocadinho de historia...A Inglaterra ja na decada de 70/80 tinha lancado um documento onde apontava para o futuro da sociedade da informacao e da necessidade de apostar nela como veiculo para o desenvolvimento... Para os mais atentos (e para quem tem que estudar isto), Portugal só dá conta disto (oficialmente) quando o Governo PS sobe ao poder pela 1a vez (com o livro verde [ou branco!!?!? ->daltonico !?!] sobre a sociedade da informacao]. É só um atraso de 20 aninhos... Não é nada de especial ...cof cof cof.....
    As condicoes do nosso pais para o desenvolvimento das novas tecnologias nao sao as melhores (tal como na maior parte da europa) porque o que sempre deu aqui para estas bandas foram os monopolios (tb quero um quando for grande) das empresas de telecomenicacoes (come mesmo!). Assim, sempre nos tivemos que sujeitar ao interesse do lucro em detrimento do interesse do desenvolvimento...
    Uma das razoes que pode explicar a lideranca dos EUA nas novas tecnologias,é a facilidade de acesso às mesmas em parte substancial do territorio (nao esquecer que em muitas partes tb levam com os modems de 56k e nao refilam e ja tem muito) o que potenciou um avanco enorme (7 anos segundo as ultimas estatisticas).
    Era este potencial uma das razoes para a febre dot come(come financiamento e vai à falencia) que agora comeca a cair na realidade...
    A europa atrasou-se e agora quer recuperar o atraso mas a mentalidade das empresas europeias não é a mesma das americanas, logo enfrentamos esta situacao...
    A flat rate é uma boa medida para mover as pessoas para a utilizacao da Internet. Passa a ser um custo fixo, mais um, que as pessoas podem ter ao fim do mes e que se podem habituar a ter (caso tenham possibilidades é claro) e assim utilizarem a rede.
    Obviamente que uma percentagem dos utilizadores da net deseja a flatrate por uma razao obvia (ou mais do que uma): tar 24h na net no irc, a sacar mp3, a sacar juarez, filmes etc. Nao sera assim uma percentagem tao grande (eu pertenco a esse grupo :)))) ) de todos os utilizadores da net...
    Portanto nao seria esta minoria a estragar todo o esquema da flat rate... É obvio que estou mesmo a ver as centrais a ficarem inundadas nos 1os tempos, mas isso será fenomeno que depois ameniza...
    A flat rate é uma medida ambiciosa e necessaria! O unico entrave é uma m**** duma empresa que esta muito preocupada em perder 25 milhoes de contos ou se calhar nem isso pq a alemanha é um bocado bem maior do que portugal e nao esta preocupada com o desenvolvimento do pais. É a velha historia do lucro facil que o burrego do portugues tem a mania (para quem gostar de historia, ver o que se passou do sec 15 ate 18, onde era mais facil trocar ouro por produtos feitinhos dos ingleses do que investir ca e assim desenvolver o pais. Depois la veio a crise e a nossa situacao actual ;) ).
    A telecome esquece-se que ao fomentar o uso da net, pode retirar bastantes proveitos dai. Porque tem um vasto conjunto de portais e investimentos (ou sera que a telecome vai retirar-se da net tal como fez a cofina?!), porque esses investimentos precisam de ser recuperados e ganhar credibilidade (pt multimedia e seus derivados), porque pode vender mais servicos a empresas ja que novas empresas vao-se criar porque o mercado vai ser maior, etc etc etc...
    Se a telecome manter o mercado reduzido para que raio andou a investir tanto nas dot comes ? Nao esta interessada em levantar a banha de cobra que foi a pt multimedia ? E a ptm.com ?
    O Murteira Nabo la sabe a estrategia do grupo mas ainda bem que nao sou accionista dele. De nabo parece ter tudo :)))
    E pouco nos resta fazer a nao ser esperar e continuar a olhar com desconfianca todo este processo pq quando a esmola é grande o povo desconfia !
    Unica solucao que resta é pagar fora de horas à telecome ! Que mandem os avisos de corte que eu nao me importo :) Se a telecome come o povinho por lorpa, o povinho tb pode muito bem pagar fora de horas:)
    Yours,
    Fractal Guru

    Do lado de lá do nevoeiro (Pontos:2, Interessante)
    por jmce em 03-03-01 7:54 GMT (#2)
    (Utilizador Info)

    Querida Portugal Telecom:

    Recebi a sua cartinha, e adorei, adorei, adorei!

    Obrigado por me "recordar" que as Tarifas Planas coincidem com uma oferta anterior da PT "em alguns aspectos, em termos gerais". Aumento assim o meu deficiente vocabulário comercial: "em alguns aspectos" e "em termos gerais" querem dizer o mesmo que "em algumas palavras do nome e da descrição"; certo?

    Obrigado por me fazer ver a sua "grande aposta na massificação da Internet". Se eu em certos meses lhe pago 50000 massivos escudos por chamadas de acesso à dita, é apenas natural que use o meu dinheiro para apostar na roleta. Desta vez apostou no preto e saiu o vermelho? Não fique triste. Afinal, pode sempre aproveitar para arrancar para um novo patamar no uso das tecnologias da informação: o nevoeiro digital.

    Obrigado por nos chamar a atenção para a alteração substancial na "economia do serviço da rede fixa" (leia-se "rede da PT"). Eu bem gostava que a minha se alterasse substancialmente, e sabendo como está atenta às necessidades e anseios dos clientes, espero sempre o melhor. Para si, claro.

    Obrigado por "suscitar o esclarecimento e correcção, em sede própria, de todo um conjunto de questões relativas ao quadro". Onde me inscrevo para ajudar a patrocinar um advogado para tão nobre causa? Vou já a correr à loja Portugal Telecom mais próxima. Aguardo ansiosamente as frases, tão esclarecedoras como esta, que sentirá necessidade de fazer jorrar na sede própria. Apesar das aparências, lembrar-se-á certamente que "própria" não se refere a uma relação de posse da PT com a dita sede, mas acredito que encaixando o negócio Internet nalgum suporte compatível conseguirá corrigir as questões (e quem tem o desplante de as colocar) e garantir a sustentabilidade da "Sociedade da Informação", mais conhecida por Portugal Telecom. Nunca como agora o povo português esteve tão feliz por poder sustentar a Sociedade da Informação. Não vamos deixar aqueles infames tirar-nos esse privilégio.

    Obrigado por me lembrar quão feliz sou por não viver num desses pobres países, menos sábios que o nosso, onde até já se questiona os modelos de "flat-rate", nem outras terras, pejadas de perigosos unicórnios, onde a Internet é gratuita. Eu, como nunca experimentei, nem me atrevo a questionar. Acredito que na sua infinita sabedoria já pôs todas as questões por mim, e que me dará todas as respostas. Afinal, Informação é Informação e a PT é a Sociedade da dita. Agora que estou avisado do perigo, vou tomar a iniciativa de criar um abaixo assinado pedindo ao nosso Governo para proteger a Sociedade da Informação da calamidade iminente que se vai abater sobre ela. Temos de aprender com a experiência de vastos conjuntos de países. Eu também gostava que aprendessemos algumas coisas com certos países vastos, mas que sei eu...

    Para terminar, obrigado por nos lembrar "quem somos". Somos aquelas pessoas esbatidas que estão lá atrás para decorar o cenário e para segurar a PT com ternura nas palmas das mãos. Afinal, o novo patamar do nevoeiro digital já arrancou, e ser figurante é uma honra.

    Re:Do lado de lá do nevoeiro (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 03-03-01 20:26 GMT (#3)
    Esta' tudo dito, de facto outra coisa nao seria de esperar da Portugal Telecom. Resta-nos viver neste país que se encontra exuberantemente a saque.
    Fúturo Próspero (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 03-03-01 21:39 GMT (#4)
    É por esta e por outras que assim que tiver uma oportunidade abandono a pt.
    TELECOM / GOVERNO (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 04-03-01 0:57 GMT (#5)
    Bem... agora vamos ver o que o governo vai fazer... tem duas maneiras de actuar i guess...

    1º decreto de lei

    2º o governo tem uma coisa chamada golden share (secalhar não é esse o nome) por ter sido um accionista maioritario (ou simplesmente grande) da PT... e isso da-lhe o direito de vetar decisões tomadas pela PT (não sei se são todo o tipo de decisões)...

    agora vamos ver o q acontece... a telecom tem q aperceber-se que não pode ficar a espera de ter os mesmos lucros do tempo do monopolio...

    Elá... (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 04-03-01 16:28 GMT (#6)
    Finalmente a digito.pt lembrou-se que em Espanha já à flat-rate a buéda tempo. Fantástico. Ñ tou a ver a Telefonica a ir à falência.

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]