gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Linux não significa o fim do Windows
Contribuído por AsHeS em 02-02-01 13:38
do departamento desktops
Linux michele escreve "De acordo com este artigo do consultor independente Cory W. Matthews, até agora o Linux não será o substituto do Windows. "Espero que 'a morte do Windows', que os profetas estão dizendo, seja a respeito do mercado de servidores e não do desktop. Porque o Linux ainda tem um longo caminho a traçar neste ponto", diz Matthews. Leia mais em: LinuxAliança. "

Novos domínios .PT | PHP-Nuke renovado  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Linux
  • michele
  • este
  • LinuxAliança
  • Mais acerca Linux
  • Também por AsHeS
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Same old story (Pontos:1)
    por Branc0 em 02-02-01 14:30 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://www.branc0.f2s.com
    Bem... pelo que li do artigo trata-se da velha historia do "user friendly".

    Sim... todos nós sabemos que o Windows eh muito mais user friendly do que o Linux... temos que admitir que para 90% das tarefas que realizamos (nos = comum dos mortais que nao percebe nada do que anda a fazer) em Windows basta a intuição... e o mesmo já nao acontece em Linux.

    Se calhar a diferença eh k tb ha mta coisa que fazemos em Linux que nem sequer nos atrevemos a fazer em Windows (se nao quisermos ver um BlueScreen claro esta).

    Bottom Line: Why Linux?
    A escolha de um sistema operativo depende de muitas coisas. A vida eh feita de prioridades... uns escolhem o "User Friendly" outros escolhem saber aquilo que fazem e ir aprendendo ao longo do caminho. Há quem goste de fazer reboot's e ha quem goste de S.O.'s estáveis...

    NOTA: Como ja alguem disse numa discussao atras, com o Kylix vao haver mais aplicações "point & click" o que decerto fará o Linux um pouco mais "user friendly"...


    "The wildest woman can rule the brightest man..."
    Re:Same old story (Pontos:1, Interessante)
    por bgravato em 02-02-01 16:07 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    Eu não concordo inteiramente com isso do windows ser 'user friendly', acho que o termo mais correcto seria 'newbie user friendly' ou 'lame user friendly'.
    Eu pessoalmente acho o linux mais 'user friendly' do que o windows, e penso que quem já está habituado a usar linux há algum tempo terá mais facilidade em usar o linux que o windows... eu falo por mim...
    No linux para instalar um programa basta-me fazer rpm -i package.rpm (no caso da distribuição que uso), posso mudar as configurações e (des)instalar programas sem ter que fazer reboots de cada vez que mudo uma virgula de sitio... Tenho muito mais facilidade em encontrar documentação/faqs e afins que me ajudem a resolver os meus problemas de configurações, etc... até mesmo o browser que uso me permite instalar plugins com 2 ou 3 clicks apenas... enfim... não me ocorrem assim muitas coisas em que o windows seja mais 'user friendly' que o linux...
    Por isso reafirmo a questão do 'user friendly' depende muito do user a que se destina e daquilo a que está habituado. Se começarmos por usar linux (sem nunca ter usado windows) e depois tentarmos usar windows provavelmente o windows irá parecer mais complicado de usar...

    Cumprimentos,
    Bruno Gravato.

    Re:Same old story (Pontos:1)
    por Branc0 em 02-02-01 16:17 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://www.branc0.f2s.com
    Da-me um Device Manager com pelo menos 50% da facilidade de maneio e eficácia do Device Manager do Windows :)
    "The wildest woman can rule the brightest man..."
    Re:Same old story (Pontos:1)
    por mlopes em 02-02-01 16:40 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    Eficácia????? Nunca tiveste que matar processos em Win com aquilo, pois não?
    Re:Same old story (Pontos:1)
    por mlopes em 05-02-01 11:09 GMT (#17)
    (Utilizador Info)
    Sorry, confundi com o Task Manager
    Re:Same old story (Pontos:2)
    por nmarques em 02-02-01 17:29 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://nmarques.xpto.org
    junto com o teu device manager veem os bonus normais da Microsofre, VxD's, Blue Screen's, stall's... e coisas afins... Entao diz-me lá porque raio é que se eu tiver por exemplo um advanced server e queimar uma board, por raio tenho que reinstalar tudo ?? porque raio a ACPI funciona bem em Linux e nao em Win2K ?? (tenta com uma ASUS CUSL - i815E) e coisas do genero... temos é que dar graças a Deus (embora nao acredite na existencia do sujeito) por nao termos essas 'idiotices' user friendly.... já agora, convem comparar dois sistemas 'identicos', Linux Vs Win2K e nao com o 98... o 98 compara com um BeOS ou com uma idiotice do genero!!...

    +---------------------------------------
    Hey, don't blame me... I am from Pluto
    Re:Same old story (Pontos:1)
    por Branc0 em 02-02-01 20:25 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://www.branc0.f2s.com
    Portanto... so confirmam o que eu disse.
    Ou escolhemos o SO pela estabilidade ou pelo seu "user friendly" ... e nao me digam k o Device Manager nao eh user friendly...
    "The wildest woman can rule the brightest man..."
    BeOS (Pontos:2)
    por Dehumanizer em 06-02-01 1:39 GMT (#21)
    (Utilizador Info)
    Não digas mal do que obviamente não conheces (BeOS).

    Podes comparar o BeOS com o QNX, ou talvez com o MacOS X (com desvantagem para este último). Nunca com o Win98.


    "Nada é tão grande que não possa ser comido." - Garfield
    Re:Same old story (Pontos:1)
    por bgravato em 02-02-01 22:39 GMT (#13)
    (Utilizador Info)
    Posso-me rir um bocadinho?
    ahahahahah
    ok... agora falando sobre o device manager do windows... simplesmente maravilhoso... especialmente no que toca a detectar espontaneamente hardware que não existe...
    Dou como exemplo um caso que sucedeu comigo: Tenho uma placa de rede com um chip rtl8129 que estava configurada e a funcionar bem no windows... um dia... sem ter mexido em nada... por algum motivo obscuro... ao arrancar o windows lembrou-se de detectar mais uma placa de rede... desta vez com um chip rtl8139... a minha placa de rede deixou de funcionar... tentei configurar a coisa "à mão" sem sucesso após várias tentativas (e reboots obviamente...) finalmente após uns 20 reboots (e não estou a exagerar) finalmente decidiu-se a detectar novamente um rtl8129 (va-se lá saber porquê...) e ficar a funcionar bem novamente... giro não?

    E quanto a isso de ser friendly... mais uma vez é muito relativo... quando se sabe o que se está a fazer o linux consegue ser muito mais friendly, e além disso eu não considero que a "reboot technology" seja lá muito "friendly"...
    Mas pronto isto é só uma opinião pessoal... cada um é livre de usar o S.O. que muito bem entender consoante as suas necessidades.

    Cumprimentos,
    Bruno Gravato.

    Re:Same old story (Pontos:1)
    por mlopes em 02-02-01 16:38 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    Finalmente alguém que é da mesma opinião que eu, uma coisa que me faz imensa confusão é quando existem alterações num determinado programa ou wm para ele ficar mais parecido com o windows, e o interface fica pior do que estava, um exemplo disso é o netscape 4.7x para o 6.
    nao li o artigo, mas... (Pontos:1)
    por TarHai em 02-02-01 18:25 GMT (#9)
    (Utilizador Info)
    User friendlines, pelo menos como eu a imagino, e tipo maquina de lavar a roupa. Um ou dois selectores, um com o programa e outro com a temperatura e um botao de start/stop.

    O mac e uma maquina de lavar. Em meia hora explicas a uma secretaria como abrir o word, salvar o documento carrega-lo de novo e imprimi-lo. O sistema e tao limitado q ate podes nunca mais ouvir qq duvida do utilizador. Se ele estoirar o sistema e comecar a chorar, so tens de o recuperar de um CD e esta de novo a andar ao fim de 10 minutos.

    O linux e terrivel para essa gente. O simples facto de montar um floppy nao e nada trivial. Experimenta explicar a tal secretaria:

    "depois de meter o floopy, faca o seguinte: mount -t vfat /dev/fd0 /mnt/floppy. Antes de o tirar nao se esqueca de fazer umount /mnt/floppy. Se for um CD de dados, faca mount -t iso9660 -o rrip -ro /dev/cdrom /mnt/cdrom, se for de musica, arranque o kscd para o ouvir, etc..."

    Acho q estas a confundir user friendlyness com !PODER!. Com o linux podem-se fazer coisas q nao sao possiveis com um mac ou uindows, mas isso nao o torna o sistema friendly.

    Quanto a imitar o uindows, lembra-se da filosofia open-source: se for uma boa ideia vai prevalecer, se nao for, acabara por ir para o lixo.


    Re:nao li o artigo, mas... (Pontos:1)
    por bgravato em 02-02-01 21:42 GMT (#11)
    (Utilizador Info)
    Andas um bocadinho desactualizado... já existem automounters para cd-roms e floppy's em linux, em que a "secretária" não precisa de andar a fazer mounts e umounts...
    Além do mais para esse tipo de utilizadores o linux tem outra vantagem... é que essa hipótese do user "estoirar" com o sistema não se põe sequer (a não ser estoire "fisicamente" com o pc), pois existe uma coisa chamada permissões e assim o user já não tem possibilidade de mexer onde não deve.
    Se lhe puseres o pc a arrancar directamente para o X, e pusers um destop manager que seja "friendly" e que tenha um icone no desktop para o staroffice e afins... a dificuldade é exactamente a mesma.

    Cumprimentos,
    Bruno Gravato.

    Re:nao li o artigo, mas... (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 06-02-01 10:29 GMT (#22)
    A esse utilizador instalas-lhe o Windows 2000 e já está...
    Re:nao li o artigo, mas... (Pontos:1)
    por mlopes em 05-02-01 11:07 GMT (#16)
    (Utilizador Info)
    "depois de meter o floopy, faca o seguinte: mount -t vfat /dev/fd0 /mnt/floppy. Antes de o tirar nao se esqueca de fazer umount /mnt/floppy. Se for um CD de dados, faca mount -t iso9660 -o rrip -ro /dev/cdrom /mnt/cdrom, se for de musica, arranque o kscd para o ouvir, etc..." Acho que seria uma boa altura para experimentares o Red HAt 7.0/Gnome!
    Re:Same old story (Pontos:1)
    por raxx7 em 05-02-01 18:13 GMT (#18)
    (Utilizador Info)
    O Linux _não_ "user friendly", pelo menos no sentido do Windows. Ainda é preciso saber umas quantas coisas para por aquilo a funcionar - que podem parecer triviais, mas que são fundamentais - e há muita gente por ai que não sabe o que é uma partição, para que serve o comando lpr, o que representa /dev/eth0, etc & tal, que não sabe inglês. Não creio que essas pessoas sejam menos merecedoras de usar um computador!
    O Windows esconde esses conceitos, a maior parte das distros de Linux nem por isso. Porém, no Wndows parece haver um preço a pagar: as ferramentas têm comportamentos muito "exóticos" e perde-se muito controlo sobre o que se está a fazer (o que é particularmente frustrante quando até se sabe o que se está a fazer). btw, os reboots depois de se alterar qualquer merda têm principalmente a ver com a arquitectura do windows, não com as ferramentas de configuração!
    Porém, para quem sabe, o Linux é muito mais "user friendly" (e muito mais saudável)! Embora algumas distros parecam querer mudar isso...

    Remember to be the Killer, not the Victim! (Nuklear Girl)
    Re:Same old story (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 06-02-01 10:34 GMT (#23)
    "O Windows esconde esses conceitos, a maior parte das distros de Linux nem por isso. Porém, no Wndows parece haver um preço a pagar: as ferramentas têm comportamentos muito "exóticos" e perde-se muito controlo sobre o que se está a fazer (o que é particularmente frustrante quando até se sabe o que se está a fazer)." Este comentário é mesmo de quem usa muito pouco o sistema (Windows 2000), não o conhece, e definitivamente não sabe o que está a fazer...
    Sim, a mesma história (Pontos:1)
    por MacLeod em 05-02-01 20:53 GMT (#20)
    (Utilizador Info)
    Parece dificil de arranjar um consenso nesta coisa do user friendly. Eu entendo que quando se diz user friendly se está a falar de um user aleatório. Tendo em conta que a maior parte dos users não são exactamente experts, user friendly significa mesmo amigo dos que sabem pouco. Ou seja, ao pegares aleatóriamente num user qualquer, a probabilidade de ele se adaptar melhor ao Windows do que ao Linux é consideravelmente maior que o inverso. Porque para a maioria das pessoas as suas tarefas são mais facilmente realizadas em Windows, porque a sua utilização é mais intuitiva (não digam que não, é só clicar com o rato e fazer tudo e mais alguma coisa sem por uma password).
    Re:Same old story (Pontos:1)
    por CrLf em 03-02-01 1:36 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    User-friendly não existe, como alguém uma vez disse "O único interface verdadeiramante intuitivo é o mamilo, o resto é tudo aprendido!". O problema é que a maior parte do pessoal é demasiado preguiçoso para sequer considerar aprender alguma coisa nova, mesmo que isso lhe traga benefícios. É pena mas "Comodismo rules!".

    -- Carlos Rodrigues

    - "I think my men can handle one little penguin!"
    - "No, Mr. Gates, your men are already dead!"
    Desktop ou Server (Pontos:1)
    por MavicX em 02-02-01 16:15 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    Acho que se tem de começar a definir o futuro do Linux se quer ser facil e simples ou complexo e potente. Sempre que algumas distribuições tentam tornar o linux mais facil são logo apelidadas de lames ( como a corel e ultimamente o suse ).Acho que o caminho é a separação de mercados nem toda a gente que quer usar linux precisa das mesmas coisas, nem tem as mesmas necessidades.
    Re:Desktop ou Server (Pontos:2)
    por nmarques em 02-02-01 17:34 GMT (#8)
    (Utilizador Info) http://nmarques.xpto.org
    Precisamente, nao concordo com essa historia de distro's lames... Apenas cada uma é diferente da outra... Cada 1 usa aquela que mais gosta, e lame é o comportamento de dizer 'a X distro é lame'...

    +---------------------------------------
    Hey, don't blame me... I am from Pluto
    win95 (Pontos:2)
    por Gimp em 02-02-01 22:21 GMT (#12)
    (Utilizador Info)
    Quem nao se lembra quando apareceu o windows95? Levou um tempito ate um acostumar-se nao foi? O mesmo passa-se no linux.E so uma questao de tempo e experimentacao
    zZZzzZZ
    .............. (Pontos:1)
    por DvS em 04-02-01 5:15 GMT (#15)
    (Utilizador Info)
    Este artigo qualifica o autor como o lambe-botas na sua versão mais radical; o politicamente correcto que não demonstra uma opinião pessoal mas sim uma posição acomodada e segura. Diz-se ser um consultor independente mas desconfio que de experiencia com linux ficou-se pelo acerto do relógio. Artigos destes não ca fazem falta nenhuma... antes um defensor acérrimo do windows que este sonso ignorante.
    User Friendly??? Vamos lá ver.... (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 05-02-01 20:26 GMT (#19)

    Eu defino o windows como user friendly para pessoas comuns que não percebem nada de computadores, mas para pessoas que percebem um pesadelo (notar que quando falo de windows refiro-me ao 95/98/me, o 2000 oferece uma estabilidade bastante boa). Ora bem. O windows tem um interface gráfico ao qual nos habituou. Naturalmente que se tornou intuitivo (i.e. userfriendly). Agora se pegar-mos num WM (window maker) é natural que o utilizador não se adapta com facilidade, da mesma forma que um português pega num carro e vai guiar para a inglaterra, e demora o seu tempo a guiar pela esquerda. Agora vejamos outra coisa. O windows vem instalado por defeito nas máquinas que as pessoas compram (é normal). As pessoas não percebem nada daquilo mas é bonito, dá para jogar, etc etc. Depois passado algum tempo veem um encrân azul e questionam-se - "O que é isto...raio avaria...tenho de ir a loja onde comprei o computador...". Bem como conheço duas lojas de amigos meus, quando estou lá vejo sempre problemas desses, fora as assistencias externas causadas pelo windows - Logo: Nada userfriendly (basta ver a cara de panico quando o meu pai me chama a perguntar o que é aquilo azul...). Se uma pessoa chega-se a uma loja compra-se um computador com gnu/linux instalado a arrancar para o x por defeito, configurado para o seu hardware, problemas destes não aconteciam (desde que o dono da loja fornece-se um pass de um acount sem permissão de root mas explicando isso....). Mas aqui surge outro problema....Jogos e formatos de ficheiros (.doc, .xls, etc)

    Quem quer jogar muito tem de recorrer ao Windows (é verdade ainda não vi um directx 8.0 a correr em gnu/linux). Outro problema é uma pessoa que necessite de abrir ficheiros .doc, .xls, .ppt (trabalha numa empresa que usa esses formatos - o normal); aqui surge outro problema (não me digam que existem BONS conversores para formatos de editores em gnu/linux).

    Os ultimos factores contam muito. O primeiro para as pessoas que joguem o segundo para pessoas que trabalhem em empresas que usam esses formatos (bem são todas....ou quase).

    Logo no fim de tudo o uso do Windows é uma obrigação para muitas pessoas e um entertenimento para outras - Logo é userfriendly.

    Aasimon

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]