gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
O nome «Expert Linux»
Contribuído por BladeRunner em 29-01-01 21:28
do departamento mas-este-rapaz-não-tem-frequências-para-estudar?
Linux Anonimo Cobarde escreve "No recente artigo sobre a revista «Expert Linux», referi que o Linus Torvalds não desejava que nomes desse género fossem utilizados. Como estava em casa não investiguei (de casa paga-se $$$). Agora na faculdade lá me dei ao trabalho e descobri este artigo no /. escrito pelo homem. Chamo atenção para a passagem «We had an example long ago of somebody who would have wanted to register "Linux Expert" as a servicemark, yet obviously that is a pretty generic term. Not good…» Recordo que ele é o detentor da marca registada Linux™. "

Especulação sobre a AMD comprar a Transmeta | Napster vai ser pago  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Linux
  • gildot
  • artigo
  • artigo
  • /.
  • Mais acerca Linux
  • Também por BladeRunner
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    vamos lá a ver... (Pontos:2, Interessante)
    por BladeRunner em 29-01-01 22:24 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://www.gildot.org
    Viva!

    Em primeiro lugar, deixa-me registar a tua persistência na defesa dos interesses do Linus Torvalds e do Linux(TM) em geral.

    Em relação ao que o Linus diz no tal post do Slashdot, vamos analisar:

    "Trademark law requires that the trademark owner police the use of the trademark(...)"
    Vejamos então quais os parâmetros que o Linus utiliza para "vigiar" a sua Linux (TM):

    "I (...) do not want to have "Linux" as a name associated with unacceptable (or borderline) behaviour, and it's important that "Linux" doesn't get a name of being associated with scams, cybersquatting, etc etc(...)
    Não é o caso da revista Expert Linux.

    "I'm required to ask people to acknowledge the trademark (...) And no, that does NOT mean that you have to add that to normal, everyday use of the term. Common sense rules the day, think of the situations where you see the silly "xxxx is a trademark of yyyy", and realize that yyyy may not really care except the legal issues force them to ;)
    Adiante...

    "- _Intent_ matters. It matters a lot.
    A nossa única intenção, é fazer uma revista sobre Linux (e software ope-source de um modo geral) que incentive o uso do Linux em Portugal.
    Nós articulistas, nem recebemos 1 euro que seja por isso.

    "If your intent is to use the word "linux" as part of a real Linux project, that doesn't mean that you automatically absolutely have to get permission from me. That's the LAST thing I want"
    (O sublinhado é meu).
    Acho que esta frase diz tudo, mas adiante de novo...

    "But, for example, if your intent is to register "mylinux.com" (made up example, I don't know if it is registered or not) only in the hopes of selling the domain name for mucho dinero later, then that kind of intent is not something I (or anybody else, I think) would find really acceptable (...)"
    Não é nem pouco mais ou menos o nosso desejo.
    Livra! Mas por quem nos tomam afinal?
    E a prova disso é que o expertlinux.com já está registado e não é por nós. É fácil verificar isso.

    "We had an example long ago of somebody who would have wanted to register "Linux Expert" as a servicemark, yet obviously that is a pretty generic term. Not good, if it means that there will be confusion about who owns the term."
    Aqui confesso que não percebo bem o que é que o Sr. Linux quer dizer com servicemark, mas não me parece de todo que seja o nome de uma revista. Adiante vai perceber-se melhor o que o que o Linus quer dizer com "register "Linux Expert" as a servicemark"

    "Basically, ask yourself the question: "What if somebody else had a project, and happened to chose the same name for his project as I have for mine, how strong a protection do I want for MY version of the project?"
    Also, ask yourself: "Would anybody ever have reason to question the name, and do I need to make provisions for protecting this particular instance of it" (and note that "anybody" may not be me as the trademark owner myself, but it may be a competitor who wants to make life uncomfortable for you) If you decide that you want some official protection from the mark, that probably means that you want to own your own version of the trademark, ie a "service mark" or a "combination mark". There are obvious cases where such a thing is wanted - you should not be surprised to hear that various Linux companies own their own combination marks, or have at the very least gotten that ownership verbally approved by me pending getting the paperwork done. So basically, in case the trademark issue comes up, you should make your own judgement. If you read and understood the above, you know pretty much what my motivation is - I hate the paperwork, and I think all of this is frankly a waste of my time, but I need to do it so that in the future I don't end up being in a position I like even less.

    Desculpem a citação tão longa. Os sublinhados são meus.
    A menos que eu tenha interpretado mal as palavras do Linus, é necessária autorização desde que se queira registar uma combinação de palavras, sendo uma delas o termo Linux e desde que tal possa impedir terceiros de utilizar a mesma expressão.
    Aparte isso e o uso da palavra Linux ser utilizada para fins menos escrupulosos (cybersquatting por exemplo), parece-me que se pode utilizar a palavra Linux sem problemas.

    Agora já podes dormir descançado?

    BladeRunner
    (SM) (Pontos:2)
    por chbm em 29-01-01 23:17 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://chbm.nu/
    Uma service mark é o equivalente a uma TM para quem não vende nenhum "producto", ie. para quem não está a vender uma caixa de detergente. É para consultores e que tais ;)


    Re:vamos lá a ver... (Pontos:1)
    por Afrodite em 29-01-01 23:46 GMT (#4)
    (Utilizador Info)

    Bem quanto aos sublinhadoss, apenas me pergunto, _afinal_onde_estão?_ (experimentei com vários browser e ainda me dei ao trabalho de ir ver o html, devo estar mesmo com a vista enevoada, adiante).

    Quanto ao nome Linux Expert não posso dizer que concordo muito com ele. No fim de contas, num sistema operativo que se encontra sempre em desenvolvimento, considerar-se um expert num dia pode ser o mesmo que ser apenas um conhecedor/utilizador no dia seguinte, caso não se siga a par e passo todo esse mesmo desenvolvimento. Mas mesmo que tal aconteça, porponho a seguinte questão: Não será que estamos a influenciar "utilizadores" a considerarem-se experts em linux inadequadamente, com alusão ao titulo desta revista?

    Digam de vossa justiça!


    Re:vamos lá a ver... (Pontos:2)
    por z0mbi3 em 29-01-01 23:54 GMT (#5)
    (Utilizador Info) http://z0mbi3.sempre.nu
    os sublinhados sao as maiusculas...penso eu de que :)

    Esse teu segundo argumento nao tem cabimento nenhum...tas a dizer que a Oracle e uma empresa que sabe tudo ? ou que a Red Hat vende Linux com chapeuzinhos vermelhos, ou que a Slackware e para preguicosos...um nome nao e mais que isso, que um nome...
    Re:vamos lá a ver... (Pontos:1)
    por BladeRunner em 29-01-01 23:59 GMT (#6)
    (Utilizador Info) http://www.gildot.org
    "Bem quanto aos sublinhadoss, apenas me pergunto, _afinal_onde_estão?_"
    Eu meti as tags, mas os resultados não apareceram :(

    Quanto ao nome, continuo sem perceber a polémica à volta dele, mas enfim...
    Como dizia o outro... falem mal de mim, mas falem :)

    BTW, é Expert Linux e não Linux Expert e não é por acaso.
    Se compreenderes essa subtil diferença da língua inglesa, vais ver que as tuas dúvidas em relação ao nome da revista desaparecem. BladeRunner
    Dúvidas? (Pontos:1)
    por Afrodite em 30-01-01 1:00 GMT (#9)
    (Utilizador Info)
    Dúvidas não tenho, apenas não gosto. Felizmente vivemos uma democracia e podemos expressar as nossas opiniões; e isso aplica-se ao expert linux ou ao linux expert!
    Re:Dúvidas? (Pontos:1)
    por BladeRunner em 30-01-01 6:32 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://www.gildot.org
    "Dúvidas não tenho, apenas não gosto."

    Aí já não posso fazer nada. Tenho pena que não tenha sido possível agradar a todos.
    Há quem goste... e que não goste.

    De qualquer modo, vamos ficar verdadeiramente preocupados é se o pessoal não gostar do conteúdo.
    Por isso, comprem a revista, leiam-na e julgem-na pelo conteúdo..
    O nome e a capa são fait-divers.

    BladeRunner
    Re:Dúvidas? (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 30-01-01 9:58 GMT (#11)
    Poizé... Conteúdo... mmm... não me levem a mal, mas ... se calhar é melhor parar com as flames porque o conteúdo neste momento é mesmo só esse... flames. =) Peace! *g*
    Ainda asssim... (Pontos:2, Informativo)
    por BladeRunner em 29-01-01 23:06 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://www.gildot.org
    Viva!

    Ainda assim, deixa-me dizer-te que anda uma grande confusão na tua cabecinha entre o que é uma marca registada e o simples registo de um título de uma publicação periódica.
    Uma não tem nada a ver com a outra e podem ter-se as duas ou só uma delas.
    E o simples registo de um título de uma publicação periódica, em nada colide com nenhuma marca registada.

    Aconselho-te a passares pelo site do Instituto da Comunicação Social e a consultares a secção de Registos dos órgãos de comunicação social e ainda o site do Instituto Nacional da Propriedade Industrial.

    Se calhar mais valia ter poupado o parlapié da resposta anterior.

    BladeRunner
    Re:Ainda asssim... (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 30-01-01 10:06 GMT (#12)
    Uma nao tem nada a ver com a outra ?
    Entao regista e publica uma publicacao chamada Sonae ou Siemens ou coisa do genero e vais ver o que te acontece.
    Re:Ainda asssim... (Pontos:1)
    por BladeRunner em 30-01-01 10:09 GMT (#13)
    (Utilizador Info) http://www.gildot.org
    Isso é porque eles concerteza que também têm registada a marca, percebes?

    BladeRunner
    O nome não faz sentido. (Pontos:1)
    por cao_negro em 30-01-01 0:21 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    Fundamentalmente: o nome de uma revista em português para portugueses ser em ingles faz lembrar o nosso querido Algarve cheio de publicidade em ingles e os anuncios na televisão e rádio com expressões em ingles e o pig bother e o pig show sic e o yesssss! por tudo e por nada e ... Este é os estado que a nossa lingua e cultura está em que uma revista tem um nome estrageiro para possivelmente poder penetrar melhor no mercado, ou porque os seus responsaveis acham bonito, que soa bem! Cãoprimentos
    Re:O nome não faz sentido. (Pontos:1)
    por BladeRunner em 30-01-01 0:36 GMT (#8)
    (Utilizador Info) http://www.gildot.org
    ok!

    Desisto.
    Rendo-me.
    Não vale a pena voltar a explicar que expert é um estrangeirismo e não uma palavra estrangeira.

    Não vale a pena voltar a explicar o porquê de a revista ser profundamente portuguesa.
    Para isso já escrevi aqui:
    "Que melhor garantia queres de que a aposta da revista é em conteúdos portugueses do que a produção estar agora entregue aos 3 grandes (sem desprimor para os restantes)?

    Eu próprio como coordenador já tenho recebido várias sugestões no sentido de também se fazerem traduções de artigos estrangeiros e normalmente o que faço é fingir que não ouvi. Não te deixes portanto tu iludir pelo rótulo. Lê o conteúdo e depois diz coisas, ok?"


    Podem sempre comprar outras revistas que estão no mercado e que têm nomes portugueses :P

    É a última vez que falo do nome da revista.

    BladeRunner
    BTW, penetrar melhor no mercado, ser bonito e soar bem, são três excelentes razões para a escolha de qualquer nome para qualquer produto.
    Re:O nome não faz sentido. (Pontos:1)
    por cao_negro em 30-01-01 15:38 GMT (#15)
    (Utilizador Info)
    Penetrar melhor no mercado, ser bonito e soar bem, são três excelentes razões para a escolha de qualquer nome para qualquer produto.
    Desculpa lá mas é falso por isso é que as grandes multinacionias de vez enquando mudam de nome: Andersen Consulting, Borland etc.
    Quer tu queiras ou não o nome é muito importante em qualquer actividade, pois para alem de sujerir algo ao consumidor tambem é importante a facilidade com que se diz o nome (Imagina uma empresa chamar-se Vercingetorix :)).
    Quanto ás traduções, vazes mal em fingir que não houves, pois é melhor ter uma tradução do que não ter, isso facilita a penetração no mercado :) neste caso num mercado aonde os utilizadores são um pouco malandros para aprender.

    Cãoprimentos
    Motivos de mudancas de nome (Pontos:1)
    por dnloreto em 31-01-01 23:36 GMT (#21)
    (Utilizador Info)
    Boas!

    So para exclarecer aqui um ponto. Nao sobre a Expert Linux, que ja foi dito tudo o que tinha de o ser...

    Basicamente, "Expert" nao e uma palavra inglesa, e' um estrangeirismo, tal como se utiliza performance e ninguem se queixa disso. O "Experto" que algumas pessoas utilizam e' uma derivacao do Espanhol, bastante de mau gosto, diga-se.

    Espero que o conteudo vos agrade, pois afinal de contas isso e' o que realmente importa quando se compra uma revista. Se nao gostarem de coisas no conteudo, escrevam aos autores... Pessoalmente, conto pelos dedos de uma mao o feed-back que recebi relativamente aos varios artigos que ja escrevi...

    Mas o que me leva a escrever e' terem mencionado a accenture (antes chamada Andersen Consulting). A razao pela qual mudamos de nome (sim... Consultor e' o meu trabalho, nao e' escrever para a revista) foi uma directiva ditada pela separacao judicial entre a empresa e a Arthur Andersen/Andersen Worldwide. Fazendo parte da separacao, teriamos de deixar de utilizar a denominacao Andersen, que faz parte dos outros contadores de parafusos. Isto foi vastamente abordado em Finantial Times e afins (tambem em versoes portuguesas - Valor, Jornal de Negocios, etc).

    Nem sempre se muda de nome por motivos comerciais. As vezes, aproveita-se a campanha de marketing (necessaria) associada a uma mudanca de nome para divulgar algo mais sobre a empresa. Para divulgar aquelas coisas que ja existem ha uns meses ou um anito mas nunca foram devidamente divulgadas.

    Bem... Abracos!
    Re:O nome não faz sentido. (Pontos:1)
    por BlueNote em 30-01-01 23:23 GMT (#16)
    (Utilizador Info)
    olha, pode-te custar a acreditar, mas o expert que usamos em portugal não foi importado do inglês, mas do francês.
    estes portugas... (Pontos:1)
    por scorpio em 30-01-01 11:54 GMT (#14)
    (Utilizador Info) http://gil.di.uminho.pt/~scorpio/
    Já que arranjam tanta confusão por causa do Expert... e Linux, não querem traduzir tambem?

    /me sighs
    Re:estes portugas... (Pontos:1)
    por Strange em 31-01-01 1:24 GMT (#17)
    (Utilizador Info)

    Tambem nao exageremos!

    E' razoavel esperar criticas quando querem dar um nome nao portugues 'a unica revista sobre linux que e' feita realmente por portugueses em portugues de Portugal!

    Quando se diz, "a unica revista portuguesa de linux" (talvez a pensar em feito por portugueses, para portugueses), e o nome e' em ingles, e que para alem disso, 'e' necessario compreender a subtil diferenca entre Expert Linux e Linux Expert em ingles para compreender o nome', entao estamos mal.

    Eu pelo menos estou, e assim tenho duvidas quanto a comprar revista.

    E nao venham dizer que o que interessa e' o conteudo. O nome e' o que identifica uma pessoa, uma empresa, e ate' uma revista. O conteudo vem depois, e apenas depois, qualificar a entidade.

    De qq modo, boa sorte (pois parece que vao precisar... :-/)

    hugs

    Strange

    hugs

    Strange

    Re:estes portugas... (Pontos:1)
    por scorpio em 31-01-01 22:06 GMT (#20)
    (Utilizador Info) http://gil.di.uminho.pt/~scorpio/
    Eu apenas compro revistas pelo conteúdo, e não pelo nome ou pelas imagens na capa, ou pelo conteúdo dos CD-ROMs que as acompanham.

    Obviamente que, ocasionalmente, dou um tiro no escuro e compro uma daquelas que vêm envoltas em plástico, sem saber de que falam com muita certeza, para ver se vale a pena. Afinal de contas, é para isso que se compram as revistas - para se ler o ser conteúdo. Agora, se há quem as compre para recortar as imagens da capa e colar nos cadernos da iscola, ou para discutir o nome da revista com os colegas...
    O nome, o nome (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 31-01-01 10:55 GMT (#18)
    Bom, fui eu que fiz o post que deu origem a esta thread. O meu objectivo era apoiar esta iniciativa, chamando a atenção para um possível problema com o nome escolhido. Mas se a interpretação feita, de facto significar que não há problema, tanto melhor. Em todo o caso queria expressar todo o meu apoio a esta iniciativa.
    Re:O nome, o nome (Pontos:2)
    por Gamito em 31-01-01 11:17 GMT (#19)
    (Utilizador Info)
    ok!

    A equipa que produz a revista só quer é fazer o melhor trabalho possível e que acima de tudo este seja útil aos leitores.

    Quanto ao título, considero-o um fait divers sem qualquer interesse.

    Mário Gamito

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]