gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Campanha Contra Pirataria
Contribuído por AsHeS em 26-01-01 22:37
do departamento warez-dependent-?
Portugal O governo avança com uma campanha contra a pirataria com o lema "Ser genuíno é ter o original. Não à cópia privada". É com este lema que o governo português pretende baixar as percentagens de "piratarias" em portugual. Em 2000, só na área dos videojogos interactivos foram prejudicados cerca de 40% do mercado, ascendendo os prejuízos a quatro milhões de contos. O resto da notícia pode ser lida no expresso.

The magazine formerly known as Linux Manual | Iniciação no Vi  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Poll
Já fizeste cópias piratas ?
Nunca !
Menos de 50 cópias.
Entre 50 a 200 cópias.
Mais de 200 cópias.
Ja lhe perdi a conta.
O que é piratear ?
Sou do governo. Por isso não voto !
[ Resultados | Sondagens ]
Comentários:38 | Votos:75

Referências
  • expresso
  • Mais acerca Portugal
  • Também por AsHeS
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Anúncios no Metro e afins (Pontos:1)
    por MacLeod em 26-01-01 23:10 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    Sim, já todos devem ter reparado pela quantidade enorme de cartazes que há nos painéis, no metro, no comboio, everywhere. Resta saber se surtirão efeito...
    Re:Anúncios no Metro e afins (Pontos:1)
    por bgravato em 27-01-01 0:15 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    Por acaso ainda não vi nenhum... (e sim tenho saído de casa :-P)
    Se calhar é uma campanha só em Lisboa... (já que nos resto do país os "labregos" nem sequer devem saber o que é um computador...)

    Cumprimentos,
    Bruno Gravato.

    Re:Anúncios no Metro e afins (Pontos:1)
    por mlopes em 30-01-01 11:06 GMT (#36)
    (Utilizador Info)
    Eles ouviram dizer que a pirataria era feita pelo pessoal do underground da informática, e então encheram o metro dessas coisas, já que este passa "por baixo do chão".
    Baixem os preços (Pontos:1)
    por cao_negro em 26-01-01 23:18 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    Um CD tem um custo de produção de 300$00 custo ao distribuidor cerca de 2.000$ é vendido a 3.500$00 e não querem pirataria?
      Á mas e os custos de produção da musica? É só os 'artistas' não ganharem tanto dinheiro!
    Em relação ao software é o GPL e mais nada.
    Os livros é que está mal serem copiados, ficam feios.

    Cãoprimentos
    Re:Baixem os preços (Pontos:1)
    por bgravato em 27-01-01 0:27 GMT (#4)
    (Utilizador Info)
    Ponto 1: Pelo (pouco) que li parece que a campanha não se destina apenas ao combate da pirataria de cds de música.

    Ponto 2: Os artistas nem ganham assim tanto... grande parte dos lucros vai para as editoras. E também existem muito mais custos alem do fabrico dos cds. Só em publicidade/marketing é gasto muito dinheiro. E se não se fizer publicidade... não se vende tanto, e se se vende pouco os custos por cd são maiores, logo o preço tem que subir na mesma... Estas coisas não são tão simples como parecem...
    Até mesmo para o pirata o custo de uma cópia não é o preço do cd virgem... (basta pensar no valor que teve que investir no gravador e no número de cópias que terá que fazer até recuperar esse valor...).

    Cumprimentos,
    Bruno Gravato.

    Re:Baixem os preços (Pontos:2)
    por z0mbi3 em 27-01-01 1:43 GMT (#6)
    (Utilizador Info) http://z0mbi3.sempre.nu
    tive a informar-me e a maior parte dos artistas (musicos pelo menos) ganham cerca de 8% das vendas dos seus discos...
    e a vida de artista em portugal nao e assim tao simples...
    eles andam o ano todo a passar fome, e depois no verao enchem os bolsos (enchem +-...porque se nao for um grupo com cobertura mediatica suficiente, quase nao da para nada...).
    Sei por uma fonte nao-oficial que os Delfins ganham cerca de 8000 cts por Verao...agora tirem 1000cts para pagar aos musicos de aluguer para tocarem nos concertos (baterista, backvocals, etc), dividam o resto por 3 (que sao os delfins originais) e verao que por verao (no pun intended) cada delfim ganha cerca de 2000cts...como nao teem quase fontes de rendimento alternativas durante o resto do ano e mais ou menos rigoroso dizer que eles fazem cerca de 2500cts por ano...que acabam por ser 200 cts por mes...quantos profissionais das IT e que fazem mais que isto ? tenho a impressao que muitos...

    btw, os musicos em concerto em principio trabalham a recibos verdes...por isso ha que deduzir os impostos (so que disso ja nao percebo nada!!)

    PS - Nao esquecer que todos os delfins nao teem so a banda como fonte de rendimento, mas quase de certeza que eles (Miguel Angelo, Fernando Mendes (?) (o gaju da boina), Rui Fadigas) nao ganham mais de 300cts por mes...

    Alias, os Delfins devem ganhar mais por disco por uma cena...teem uma Editora propria (quer dizer...é do irmao do Miguel Angelo).

    (era bom que um delfim confirmasse ou desmentisse os seus rendimentos ;) )

    Re:Baixem os preços (Pontos:1)
    por bgravato em 27-01-01 2:26 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    Mais uma vez (e sem querer entrar em questões de gostos musicais ;-) ) acho que isso é uma visão um bocado simplista das coisas...
    Há sempre aparições na TV que também são bem pagas, há anos melhores que outros... (nisto dos concertos também entra muito marketing...)
    Há grupos/músicos portugueses que levam em média 8 mil contos por concerto, há outros que levam 200 e que (NMHO) se calhar até são melhores (é tudo uma questão de gostos e de marketing).
    Mas já estamos a fugir muito do tema desta thread vamos ficar por aqui :-)

    Cumprimentos,
    Bruno Gravato.

    Re:Baixem os preços (Pontos:1)
    por MacLeod em 27-01-01 14:04 GMT (#13)
    (Utilizador Info)
    Sim, já tinha ouvido falar desses 8% para os artistas (mas em livros), por isso deve ser prática genérica. Mas como dizia o Bruno a questão aqui não é só os CD's de música, é também os livros, os DVD's, o software. E é tudo uma questão das agências.

    Ora vejamos o que ganham com um CD que custe 3 contos: 8% para o artista (240$), + 300$ para o fabrico, 500$ para armazenamento e transporte (se calhar é muito). Ficam 1960$ para custos de pessoal e lucro! Será que não é suficiente? Claro que estão a roubar! E nos DVD's ainda é mais escandaloso, roubam os europeus e ainda são ajudados pelas zonas. Um DVD nos US custa cerca de 3700$, e Portugal são para cima de 5 contos e tal. Vão dizer que é do transporte? Essa não pega, já há DVD's a serem feitos na Europa. Os livros? Quem já tenha tido oportunidade, sabe que há poucos livros técnicos que custem menos de 10 contos. Mais dinheiro para as editoras ...

    Por isso esta campanha resume-se a "Não roubem tanto as editoras, elas querem roubar-vos ainda mais".

    Re:Baixem os preços (Pontos:2)
    por z0mbi3 em 27-01-01 21:43 GMT (#20)
    (Utilizador Info) http://z0mbi3.sempre.nu
    nao te esquecas dos impostos alfandegarios das cenas que vêm dos states...a brincar a brincar encarecem um pouco as coisas...
    Re:Baixem os preços (Pontos:1)
    por Endymion em 28-01-01 14:28 GMT (#26)
    (Utilizador Info)
    tretas.. se eu encomendar algo pela amazon tende a chegar cá a a 2/3 ou até metade do preço normal...
    impostos (Pontos:1)
    por higuita em 28-01-01 23:00 GMT (#31)
    (Utilizador Info) http://raff.fe.up.pt/~eq92025
    depois pagas apenas o iva ou uma data de impostos conforme o inspector alfandegario que tiveres a sorte ou o azar de apanhar...

    pelo menos em questao de hardware, de jogos nao faco ideia
    Higuita
    Re:impostos (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 30-01-01 1:02 GMT (#35)
    Não sabia que agora tributavam correio...

    Estamos sempre a aprender ;-)

    Re:impostos (Pontos:1)
    por mlopes em 06-02-01 17:07 GMT (#38)
    (Utilizador Info)
    Ainda a semana passada paguei 2300 e qq coisa de impostos vários por um DVD que mandei vir da amazon.com porque não existe na europa, nem mesmo na amazon.co.uk.
    Pirataria (Pontos:2)
    por chbm em 27-01-01 1:16 GMT (#5)
    (Utilizador Info) http://chbm.nu/
    Isto deve ser uma campanha orquestrada contra a Microsoft ! O nosso governo ganhou juizo !

    "oh mãe dá-me 150 contos para ir ali comprar o office"
    Re:Pirataria (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 27-01-01 13:08 GMT (#11)
    HEHE!!!!!! LOL!! SIGT3RM
    Re:Pirataria (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 27-01-01 14:37 GMT (#14)
    Já alguem experimentou o Works da Micro$oft?? Salvo erro o preço ronda os 18 contos e IMO tem tudo que um utilizador comum precisa para processamento de texto e afins.

    Para já não falar do StarOffice.

    A maioria das pessoas pensa (erradamente) que lá por um produto ser mais caro deve ser melhor.

    Just my 0.2 Euro.

    Re:Pirataria (Pontos:2)
    por buffer em 27-01-01 15:55 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://www.coders-pt.org
    Não ha office em licença de estudante ?
    -- what was my problem with man You ask? No.. I ask you what was man's problem with me..
    Re:Pirataria (Pontos:1)
    por MavicX em 27-01-01 16:34 GMT (#18)
    (Utilizador Info)
    acho que sim mas só compras a licença. Pelo que eu percebi a licença serve só para poderes usar o software em mais do que um computador.Á umas caixas que já tem o software e a licença incluida. Temos de adorar a Microsoft mais info em http://www.microsoft.com/portugal/educacao/
    Re:Pirataria (Pontos:2)
    por buffer em 28-01-01 15:55 GMT (#27)
    (Utilizador Info) http://www.coders-pt.org
    O que tu compras é sempre a licença.. o suporte que tras o software é outra historia.. tu nao és dono do software.. mas sim da licença..
    Se nao me engano, as caixas trazem a licença, depois é necessário enviar uma declaraçao do estabecimento de ensino, ou uma fotocopia do cartao de estudante, e eles depois mandam o cd com o software..
    somethin' like that..


    -- what was my problem with man You ask? No.. I ask you what was man's problem with me..

    pois, a velha conversa... (Pontos:1)
    por higuita em 27-01-01 2:32 GMT (#8)
    (Utilizador Info) http://raff.fe.up.pt/~eq92025
    muitas editoras dizem que perderam uma fortuna com a pirataria...mas por mim e pelo que vejos nos outros, cerca de 99% da pirataria que chegou a mim eu nunca a compraria

    quantos jogos e programas nos comprariamos realmente se nao fosse possivel piratear

    os estudantes comprariam apenas 1-2 jogos nao havendo $ para mais (por terem uma mesada limitada e por o preco dos jogos ser idiota...)
    talvez o preco deles ficassem mais caros, pois nao teriam a concorrencia da pirataria

    quantos jogos ja' vimos com qualidade duvidosa...
    ate' bons jogos, estragados pelas pressoes das editoras (quake2 saiu inacabado, depois tens-se de sacar 20Mb de updates para se poder jogar passado um mes)

    utilitarios... so para quem tivesse um pouco de $ a mais e precisasse mesmo do utilitario
    nao e' por eles serem maus, mas sera' que se se usa o suficiente para pagar X por eles... se sim compraria-se (eu comprei um, o executor, um emulador de mac para dos/win/linux), mas quase todos os utilitarios que ja' usei no windows, poucos sao os que restam

    windows, office... linux, e um qualquer office para linux, tipo o staroffice
    era de vez que desaparecia o windows do meu PC
    nessa altura o suporte para o linux iria tambem aumentar, pois mais gente fugiria de pagar uma fortuna para apenas jogar, navegar na net, escrever uns mails e umas cartas
    se existe algo tao bom ou melhor e mais barato, so' os burros e' nao aproveitam

    vi na televisao que tambem fazem campanha para nao fotocopiar os livros...

    bem se eu fosse a pagar os livros de 10c para cima que apenas tive de ler uns capitulos para poder passar a cadeiras, nem computador tinha

    aqui o problema e' basicamente o preco...
    os livros da Gulbenkien toda a gente compra, sao bons e com um bom preco (acessiveis para todos, apenas um pouco mais caros que fotocopiar o livro todo)
    por a venda livros academicos por 25 contos e' por um cartaz a dizer fotocopia-me
    sim, sao vendidos, tal como os ferraris sao vendidos, mas *sao* um luxo que apenas alguns se podem dar
    aqui sim, as editoras podem-se queixar, mas aqui a culpa e' somente delas...
    se querem ganahar $, facam uma versao para professores e instituicoes, outra para alunos, muito mais barata, ou entao usem o volume de vendas

    as editoras/autores todos queixam-se mas eles ate' teem de agradecer uma parte a pirataria, pois se nao fosse a pirataria, muitos produtos deles nao seriam conhecidos (muitos jogos e utilitarios, que sendo bons se espalham rapidamente pelo underground), nao teriam a fama que tiveram (windows, doom,quake) e de eliminar a concorrencia (M$ vs corel, lotus, mac) pois eles podem nao vender, mas os utilizadores ao utilizar os productos faceis de piratear tambem nao compram aos outros...depois de atingir certa quota de mercado, e' dificil aos outros penetrar naquele mercado

    foi por essa razao que o quake2 assim que atingiu o lucro minimo (poucos meses depois), retiraram a protecao de copia para jogar, permitindo assim a pirataria, aumentando o numero de servidores, de jogadores e ofuscando a concorrencia (unreal)

    desculpem este desabafo longo, mas irrita-me esta cinismo e falsidade...
    fazem isto para ver se metem medo e sobem as vendas... e cheira-me que a M$ com falta de $$, e as editoras de musica com medo do mp3 foram as responsaveis por esta accao do governo (para alem dos impostos que o estado recebe tb deve ter dado uma boa ajuda)

    Higuita
    Co'pias Piratas ?? o que e' isso ?? Come-se ?? (Pontos:1)
    por Ludos em 27-01-01 14:49 GMT (#15)
    (Utilizador Info)
    Co'pias Piratas ???? o que e' isso ? Eu não faço co'pias piratas limito-me a fazer backups de backups de backups ..... de versoes originais ( ripadas ou não , não intressa) o governo anda a gozar, ou então andam a promover o software GPL indirectamente, com um salário minimo nacional a rondar os 60 mil escudos ( corrijam-me se estou enganado ) não estou a ver muitas pessoas a comprarem produtos originais que chegam a custar centenas de contos ( veja-se por exemplo na minha escola , em que a versão do Visual Basic da M$ é uma cópia pirata, aliás é uma backup de uma backup de uma backup ... ) eles pro'prios dão o exemplo, nesta campanha só vejo mesmo é um Icentivo a' utilizacao de software GPL :) . De qualquer das maneiras eu vou continuar a fazer as bakcups ;)
    Re:Co'pias Piratas ?? o que e' isso ?? Come-se ?? (Pontos:2)
    por buffer em 27-01-01 15:50 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://www.coders-pt.org
    Podes fazer backups.. mas nao os podes distribuir/vender/oferecer .. a questao nao é o suporte fisico ( cd/cassete/etc ) mas sim a licença..

    -- what was my problem with man You ask? No.. I ask you what was man's problem with me..
    Re:Co'pias Piratas ?? o que e' isso ?? Come-se ?? (Pontos:1)
    por BuBbA em 28-01-01 18:03 GMT (#29)
    (Utilizador Info) http://www.BuBix.net
    O salario minimo ronda os 70 mil escudos ( estas corrigido;P )
    Software Linux (Pontos:2)
    por nmarques em 27-01-01 18:23 GMT (#19)
    (Utilizador Info) http://nmarques.xpto.org

    O mercado que mais prejudicado é com a pirataria é o do software ludico, o mais interessante é que os jogos para Linux custam uma fortuna, veja-se o caso do Heroes of Might and Magic III e do Quake III Arena.... Alguem tem uma explicação obvia ? Possivelmente é o grande plano da Microsoft para o 'World Domination' a por o software para Linux mais caro ;P, comprem Windows, teem jogos mais baratos ;P...



    ------------------------------
    Melhores cumprimentos,
    Nelson Marques
    Netual Multimédia e Telecomunicaçoes
    nmarques@netual.pt
    Re:Software Linux (Pontos:1)
    por MavicX em 28-01-01 15:57 GMT (#28)
    (Utilizador Info)
    a resposta a essa pergunta (dos jogos para linux serem mais caros) nem é complicada. Puxa um bocadinho pela cabeça que encontras pelo menos uma meia duzia. Desde o port até ao elevado custo de produção de meia duzia de exemplares, etc...
    Esperando um milagre (Pontos:1)
    por Afrodite em 27-01-01 22:34 GMT (#21)
    (Utilizador Info)

    Bem de certa parte compreendo a frustação de alguns escritores (música, dados informáticos, etc) em verem os seus ganha pãos gravados ilicitamente por este mundo e o outro. De facto também sou autora e vi-me na necessidade de retirar certos dados on-line, devido ao abuso de que certas pessoas (conhecedoras ou não do direito de autor) faziam das minhas pesquisas. Não que me fosse aborrecido fornecer esses dados. Nada disso, apenas gosto que me identifiquem como verdadeira autora da pesquisa (...), tal como fiz com todos os assuntos que me via obrigada a ler e dos quais inseri comentários.

    Quanto aos livros, poderia dizer que dentro de determinadas áreas sempre em avanço da ciência é de todo inutil comprar um livro que seja por exemplo em valor superior a 7.500$ (que tenha realmente o número de páginas que também o justifique), sobretudo porque nem tudo o que se insere nele nos vai ser concerteza útil. Sou a favor de se fotocopiarem livros sim; livros esses que nos são obrigados a estudar pelos professores; professores esses que não se preocupam com o preço dos livros ou a sua existência para consulta na biblioteca; biblioteca essa onde nem sempre existem sequer esses livros ou os quais estão sempre requesitados (sem já referir aos aspectos da versões demasiado antiquas ou mesmo estado do livro...). Seja também de notar que esses mesmos ditos professores, por vezes bem cientes dessas questões que acabei de referir, colocam eles próprios as fotocópias dos livros por eles recomendados na sua totalidade. De louvar são aqueles (professores) que fazem eles próprios os documentos que servirão de apoio ao estudo dos alunos, havendo em algumas faculdades disponiveis sebentas de estudo a preços bastante módicos, cujo preço pouco ultrapassa o do custo das fotocópias por completo desta.

    Quanto a dados, convenhamos que mesmo com licença de estudante o pacote mais barato da Microsoft é caro! Mais ainda, com cybercafés que já "queimam" cds torna-se muito mais económico estar umas horinhas "na net", provavelmente até num chat, enquanto se "puxam" umas músicas e uns programinhas, e no fim gravar tudo. Estar a efectuar a compra de programinhas ou, todo o tipo de albuns musicais (por vezes só por uma musiquinha que nos interessa) entrando na lista do bom tosc^H^H^HSamaritano, digamos que já não se "usa".

    Com salários mínimos nacionais na ordem dos 60/70 mil escudos, não sei de que estarão esses senhores à espera (provavelmente de um milagre).


    Livros fotocopiados e sebentas (Pontos:1)
    por MacLeod em 27-01-01 23:30 GMT (#23)
    (Utilizador Info)
    Não posso deixar de concordar que de facto é um abuso o preço dos livros técnicos. E a curto/médio prazo fotocopiá-los é o melhor remédio. Quanto à questão das sebentas acho que cabe às Universidades (e Associações de estudantes) melhorar a sua qualidade. Pois existem sitios de fotocópias onde se vendem sebentas de qualidade deplorável, a preços muitas vezes superiores ao seu valor real.

    O que aconteceu no técnico pode bem servir de exemplo de melhorar a qualidade das sebentas. O técnico criou uma editora que (entre outras coisas) publicou vários trabalhos de professores que existiam como sebentas, dando-lhe a qualidade tipográfica muito merecida, acompanhada de um preço muito acessível. Isto já vem a acontecer em várias universidades estrangeiras há algum tempo, e a meu ver é a opção mais acertada que andar a comprar livros às editoras anglo-saxónicas por autênticos balúrdios. Este é o género de iniciativas que se deviam apoiar, em vez de andar a espalhar cartazes para comprar o original.

    Uma opinião (Pontos:1)
    por hashCode em 27-01-01 23:00 GMT (#22)
    (Utilizador Info)
    Um jogo de computador demora quase dois anos a ser desenvolvido e por vezes mais. Um jogo de computador em termos de custos antes de sair para o mercado pode custar à volta de 45 mil contos. Este valor engloba custos com a equipa de produção(desenhistas,programadores,beta-gamers,máquinas,electricidade,renda do escritório,etc).

    Se existem jogos bons e jogos maus ao mesmo tempo, a culpa não é de quem os desenvolve mas sim de quem os quer lançar antes de tempo.

    Para além dos custos de desenvolvimento soma-se também os custos de publicidade e de marketing dos jogos(apresentações em feiras. à imprensa especializada,ofertas de lançamento,etc), somando isto tudo um jogo pode ir aos 60 mil contos até parar na prateleira de uma loja e irá custar à volta de 9 mil escudos ao consumidor final.

    Agora digam-me se acham o preço de um jogo caro...

    Eu...não acho, só lamento é que para a realidade portugesa seja e isso sim, um pouco caro demais, podia ser à volta dos 6 mil escudos.


    And of the sky it was done shines and of the light she made sun. The sun heated up the day and everything that surrounded turned him her life!

    Pois.os jogos são caros sim... em portugal... (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 28-01-01 14:23 GMT (#25)
    Realmente... se o preço que pagamos é de custo de envio.. bah, é uma fatia enorme. Tenho diversos originais em casa sim...aqueles jogos que eu vim a considerar terem uma durabilidade que se extendia durante meses ou até anos a fio... qq copia q por aqui tenha passado n durou um mês sequer.
    Re:Uma opinião (Pontos:1)
    por mlopes em 29-01-01 11:13 GMT (#32)
    (Utilizador Info)

    Se existem jogos bons e jogos maus ao mesmo tempo, a culpa não é de quem os desenvolve mas sim de quem os quer lançar antes de tempo.

    De quem é a culpa, não interessa, nem tem que interessar, o jogo é produzido por uma empresa e essa empresa é que tem que ser responsabilizada, as responsabilidades individuais são para ser apuradas internamente na empresa.


    Re:Uma opinião (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 29-01-01 17:56 GMT (#33)
    Pois, pois, mas se esses 60 mil contos corresponderem a uma edicao de 100 mil exemplares (ate podemos dizer que os 100 mil exemplares custam 100 mil contos), ficamos com um preco por unidade na ordem dos 1000$00 (um conto). Se estamos a comprar jogos a 9 contos, quem arrecada os oito contos que sobram ?? (Lembrem-se que os programadores/artistas/etc..) ja foram pagos durante o desenvolvimento... :)
    É sempre engraçado (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 27-01-01 23:38 GMT (#24)
    Isto é sempre engraçado...a maneira como eles querem mostrar que perderam dinheiro.
    Como é que eles "perderam" 4 Milhões de contos se esse dinheiro nunca foi deles.
    As contas deles são engraçadas.
    Eles fazem uma estimativa de quantas cópias foram feitas de determinado software e multiplicam pelo preço do original...e espetam com esses numeros estúpidos nos olhos das pessoas....que não precebem pêva disto!
    Agora eu pergunto: Alguem, alguma vez iria comprar o software copiado que tem em casa?
    EU NÂO!!!
    Se não tivesse oportunidade de o copiar, muito provavelmente é porque não tinha conhecimento da sua existencia ! :-)
    Re:É sempre engraçado (Pontos:1)
    por BuBbA em 28-01-01 18:05 GMT (#30)
    (Utilizador Info) http://www.BuBix.net
    Tens realmente razão quando falas das contas que eles mostram. Na realidade nunca tiveram nada, apenas pensaram que iam ter... era como eu dizer que o fisco me tinha ficado com 5.000 contos só porque eu fiz mal as contas... agora vou ao tribunal pedir recurso...
    Free the world (Pontos:1)
    por raxx7 em 29-01-01 18:02 GMT (#34)
    (Utilizador Info)
    Sim, os preços do software/música/livros/etc são muitas vezes exagerados (na minha opinião). Não discuto isso. Porém, também axo necessário lembrar ás pessoas que quem investiu (muito) tempo e dinheiro nisso, deve ter direito a alguma compensação por isso, para que o possam continuar a fazer. E muita gente nova parece estar a crescer sem essa noção.
    Pirateiem tudo o que quiserem, mas conscientes do que estão a fazer!

    Remember to be the Killer, not the Victim! (Nuklear Girl)
    Preços são a chave. (Pontos:1)
    por Airegin em 05-02-01 17:45 GMT (#37)
    (Utilizador Info)
    Se o Quake 3 custasse entre 3 e 4 contos nas lojas e hipermercados, eu já o tinha comprado há muito tempo. Como não é assim, encomendo uma cópia ao meu fornecedor de pirataria e por 1000 paus tenho o jogo em casa. Não fiquem à espera que eu dê 10 contos por um jogo!!

    Acho que é a única maneira de acabar com a pirataria: baixar drasticamente os preços. Não conseguem fazer lucro se baixarem os preços? Desenmerdem-se, o problema não é meu!


    Airegin
    Re:EU QUERO EH QUE ELES SA F***** (Pontos:1)
    por Cyclops em 27-01-01 13:07 GMT (#10)
    (Utilizador Info)
    E mesmo assim que se fala.

    No comments.
    Re:EU QUERO EH QUE ELES SA F***** (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 27-01-01 13:11 GMT (#12)
    LOL!!!!!!!! HEHEHEHE!!!!!!!


    SIGT3RM

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]