gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Sera o Linux a salvação da Microsoft ?
Contribuído por AsHeS em 09-12-00 22:25
do departamento soon-or-later-?
Microsoft Tem no sitio do costume um link para um artigo interessante e bem elaborado. Aconselho os leitores do gildot a lerem o artigo e a exporem aqui as suas idéias. Fica um cheirinho: "The only thing Microsoft has to do is to release its own version of the Line OS. There is no reason to do that now, given the still-small market share commanded by Linux software, particularly on the end-user side. But let that market continue to grow a little more and Microsoft will be faced with a choice: Either it cedes part of its core OS market to the Linux companies, or it competes with them head-to-head."

Mandrake regista maior crescimento nos EUA | Páginas dinâmicas em PHP e os Motores de busca  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Linux
  • gildot
  • sitio do costume
  • artigo
  • artigo
  • Mais acerca Microsoft
  • Também por AsHeS
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Lindo! (Pontos:1)
    por CrLf em 11-12-00 0:28 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    Um Micros~1 Linux seria lindo (NOT)! Blheargh! A maior parte da comunidade Linux é quasi-fundamentalista anti-micro~1 por isso não me parece que fosse dar muito resultado.
    Re:Lindo! (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 11-12-00 9:30 GMT (#2)
    Parece que o último Office para Mac está bastante bom e a ser bem recebido ... e eles também eram fundamentalistas.
    Re:Lindo! (Pontos:1)
    por TarHai em 11-12-00 11:41 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    Eles ainda sao fundamentalistas. O q se passa e q corre melhor no mac q no pc, porque o mac e mais intuitivo, e mais rapido, e mais bonito, etc :P

    O office 98 no mac e um pesadelo. Aquilo instala uma serie de libs no sistema e e lento ate dizer basta. Ainda por cima, a compatibilidade do power point no mac com o pc (nao tenho tanta experiencia com os outros progs) e apenas superficial.

    Ainda assim, mantendo o tema da thread (ou sera fibra?) espero q a micromole nao tenha a infeliz ideia de expandir a funcionalidade do linux com um conjunto de aplicacoes e libs proprietarias. Eles devem ter um lab secreto algures a fazer experiencias nesse sentido.
    Re:Lindo! (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 11-12-00 12:16 GMT (#4)
    Sim, o Office 98 era um pesadelo, mas estava-me a referir ao novo. Eu falei no Mac, porque acho que a Microsoft vai encarar o facto de que se calhar vale a pena fazer um Office para Linux. Não só pelo mercado, mas também por uma questão de imagem.
    Oiçam lá. (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 11-12-00 17:15 GMT (#5)
    Vocês conseguem mesmo imaginar as vossas mães, pais, irmãos ou quem sabe avós, a utilizarem eficientemente um StarOffice ou um KOffice (que ainda estao longe de poderem ser considerados utilizaveis) ?

    É tão simples como isso. O MS Office tem por detrás uma grande equipa que sabe aquilo que o "comum mortal" pretende de um programa. Se eles conseguirem desenvolver software decente e utilizável para o nosso OS de eleição, por mim tudo bem.

    Claro que se me perguntarem a mim, já me tornei um fã do AbiWord há muito tempo ;)

    Re:Oiçam lá. (Pontos:1)
    por mlopes em 11-12-00 17:44 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    Estou a ver a minha mãe ou a minha avó com muito mais facilidade a usar o simples AbiWord do que o MS-Word com as suas milhentas funções capazes de baralhar o tal "comum mortal", e por vezes até alguns mais incomuns(acho que incomuns não é asim que se ecreve mas desculpem lá).
    Re:Oiçam lá. (Pontos:2)
    por jmce em 11-12-00 17:57 GMT (#7)
    (Utilizador Info)

    E as interfaces da MS, são assim tão melhores para os nossos pais/irmãos/avós/primos/professores catedráticos? Nunca viram ninguém paralisado diante de um MS-Windows também? (Pessoalmente, escrevendo em TeX há muito tempo, fico paralisado perante o Word e derivados...). Não há complexidade desnecessária presente para impressionar jornalistas que fazem comparações superficiais de software com tabelas de "features" lado a lado? Filas intermináveis de botões com ícones inúteis porque incompreensíveis para o recém chegado? Quantos ícones fazem culturalmente sentido para alguém com pouco ou nenhum treino numa interface? Não há comportamentos pouco intuitivos no Windows, mesmo para os mais experientes aqui? Dificuldade em resolver problemas? Interfaces sem pistas? Interfaces cuja "maquinaria" ocupa no écran (e tantos de 14 polegadas que deve haver ainda, mesmo sem falarmos em laptops) mais espaço que o próprio documento que se manipula? Como reage a avó quando perde uma carta que estava a escrever porque o sistema operativo (leia-se, do ponto de vista dela, "o computador", visto como o electrodoméstico que idealmente seria para o puro utilizador "leve") "estoura" sem razão aparente a meio? Ficará a pensar onde se enganou? Para um utilizador esporádico se sentir à vontade para mexer e aprender, não convém que o sistema seja robusto?

    Neste campo das interfaces, parece-me que os Macs e os NeXT revelavam um cuidado que desde aí tem sido raro observar (consta que a Apple está a piorar nesse campo, aliás). A Microsoft parece ter imitado mal umas vezes, bem outras, feito alguns desenvolvimentos interessantes, mas no geral não me parece tão revolucionária como se apregoa...

    Um erro que sinto ser cometido em software livre recente é o culto desmesurado pelas soluções encontradas pela MS. Criar uma "toolbar" com botõezinhos quadrados bem alinhados (todos parecidos por razões estéticas apenas) parece sempre visto como um "melhoramento". Nesse ponto de vista, do que me lembro o StarOffice estava "melhorado" ad nauseam. Essas filas de botõezinhos e as árvores gigantes de menus "drop-down" não são necessariamente para satisfação das necessidades do utilizador; frequentemente parecem mais manifestar o que é "cool" do puro ponto de vista do programador, imaginando-se a ele próprio como utilizador típico.

    Talvez seja falta de imaginação; afinal, ter ideias novas e que resultem neste campo é bem difícil. Compreendo a conveniência em facilitar a migração pela semelhança, mas não sei se estarão a ser percorridos os melhores caminhos para facilitar a vida dos principiantes. E para não limitar desnecessariamente a performance dos utilizadores que se vão tornando experientes. Neste domínio, software livre feito sem pressas e sem pressões de departamentos de marketing pode ser um óptimo terreno para iniciar revoluções... talvez mostrando o que se faz aos tais pais/avós/professores catedráticos e vendo como ELES reagem, em vez de pensarmos que a Microsoft resolveu tudo.

    Re:Oiçam lá. (Pontos:1)
    por Airegin em 11-12-00 22:03 GMT (#10)
    (Utilizador Info)
    Nos últimos dois meses decidi experimentar o Linux, mais por uma questão de ideologia do que outra coisa qualquer. Experimentei o Redhat 7.0, o Suze 7.0, o Mandrake 7.1 e o Slackware 7.1. Qual não foi o meu espanto quando ao explorar as aplicações para o X que vêm nas diversas distribuições, encontrei tudo menos estabilidade. Experimentei instalar o StarOffice: tudo menos estável e simples. Nem sequer consegui fazer com que os vários utilizadores da máquina tivessem acesso à aplicação. A interface do StarOffice não é simples e coerente. Quanto ao Abiword, é verdade que é simples de usar. Mas eu quero ser capaz de fazer uma tabela numa folha de cálculo, com gráficos se calhar, importá-la para o documento que estou a escrever no processador de texto e ter a informação toda actualizada quando modifico uma célula na folha de cálculo. Não consegui chegar nem perto disto com o Abiword e companhia. A MS não é inovadora, não é justa, não são os inventores da roda, apesar de eles jurarem que a inventaram. Mas a verdade é que com o Windows 2000, com o Office 2000 e com o IE 5 eles conseguiram oferecer a funcionalidade e estabilidade que eu há tanto esperava nos PCs. Ainda não encontrei isso em nenhum outro lado. Se acham que a minha mente está totalmente dominada pela cultura MS e que eu estou cego, por favor acordem-me e façam-me ver! Afinal, eu experimentei o Linux para tentar conhecer o mundo dos livres!
    Airegin
    Re:Oiçam lá. (Pontos:1)
    por mlopes em 12-12-00 11:24 GMT (#11)
    (Utilizador Info)
    Por acaso até concordo contigo no que toca a piorar interfaces para os aproximar da MS, tenho reparado por exemplo que o Netscape 6 tem um interface na minha opinião mais desagradável, chegando por vezes a atrapalhar o uso de outras aplicações, o gnome, cada vez que faço um upgrade tem carecteristicas piores em termos de interface, já em estabilidade acho que melhorou muitissimo no ultimo ano, e o sawmill ou sawfish desde que lhe instalei a ultima versão que estava no site do Helix, que ficou com um comportamento estranho nas janelas e que não consigo alterar,quando mudo de desktop por exemplo, o foco fica na janela noutro desktop, mas não aceita input's o que é perfeitamente estupido, o comportamento antigo em que ele se lembrava de qual era a janela que tinha o foco em cada desktop era muito melhor, gostaria pelo menos que quando os interfaces fossem alterados, mantivessem a opção de usar como era antes.
    Re:Oiçam lá. (Pontos:1)
    por Maeglin em 11-12-00 18:38 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    Não são utilizaveis ? Porra , ando há um ano a usar sem problemas uma coisa que não é utilizavél... deve ser da experiencia com produtos da MS... Abraços...
    desde quando e' que o M$ office e' user-friendly (Pontos:1)
    por higuita em 11-12-00 20:26 GMT (#9)
    (Utilizador Info) http://raff.fe.up.pt/~eq92025
    desde quando e' que o M$ office e' user-friendly?!

    a ultima vez que tentei trabalhar com ele, tive de lutar para fazer as coisas
    que eu queria, nao as que "aquilo" queria

    as pessoas usam o M$ office porque se habituaram a ele...
    e pior, teem medo de mudar...

    por vezes teem de fazer mais esforco para mudar de versoes diferentes
    do M$ office do que mudar de uma da M$ para o staroffice/koffice/etc

    mete um analfabeto informatico em frente do koffice e do M$ office e ve qual e' que ele aprende mais rapido...

    basta nao ter as milhoes de coisas que apenas 0.1% do pessoal usa para tornar o koffice muito mais userfriendly que o M$ office


    Higuita

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]