gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
PIII ganha premio Milenio Sagres / Expresso 2000
Contribuído por ajc em 29-10-00 18:08
do departamento PIII?-não-será-PCCC,-ou-antes-P300
Portugal Vitor Domingos escreve "O nosso conhecido PIII (Paulo Trezentos do ISCTE) juntamente com o Daniel Neves ganharam o premio "Milénio Sagres/EXPRESSO 2000" pelo seu projecto de Magic Box ou caixinha magica como lhe chamam... "
Vitor Domingos:

E consiste no seguinte (passo a transcrever):
"Na prática, os dois investigadores vão retirar o Linux da Internet, fazer a sua compilação e criar ferramentas e um «site» em português para que qualquer pessoa possa instalá-lo no seu computador. A Caixa Maravilha é depois colocada na Net e num CD-ROM distribuído gratuitamente. O Linux utiliza programas semelhantes aos do Windows, tem um Office próprio e a Netscape, também grátis, para aceder à Net."

"Ao Prémio Milénio Sagres/EXPRESSO 2000, no montante de 10 mil contos, concorreram 22 projectos. Passaram à fase final oito, sendo cinco de multimédia e os restantes sobre ambiente, design e oceanografia. A escolha final foi feita na quinta-feira, no Parque das Nações, em Lisboa"

Parabens a eles...

E que continuem com o bom trabalho que tem vindo a realizar...

BarraPunto em obras | Estudo e Consulta sobre Patentes  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Linux
  • Netscape
  • Mais acerca Portugal
  • Também por ajc
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Prémio Milénio Sagres/Expresso (Pontos:2, Esclarecedor)
    por Tintim em 29-10-00 20:23 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://paulo.trezentos.gul.pt
    Vivam!

    Aqui fica o esclarecimento adicional ao Prémio Milénio.
    O nosso projecto consiste em:
       - desenvolver uma distribuição de Linux com uma série de características que a torne mais fácil de instalar e configurar
       - divulgar/documentar essa distribuição de forma a que chegue a todos os potenciais utilizadores portugueses

    Assim, propomos durante um ano desenvolver uma distribuição para o mercado lusófono que seja verdadeiramente intuitiva e fácil de instalar.
    Mais concretamente, propomos duas variações:
       - virada para os utilizadores desktop
       - destinada aos mercados de servidores

    Em termos de enquadramento, este é um projecto não comercial e vamos levar adiante esta tarefa com uma equipa a formar (e para a qual esperamos recrutar pessoas que se revejam nesta ideia).
    Muito ambiciosos? Sim.
    Pensamos que é este o momento do Linux e da "imensa maioria barulhenta" - constituída por nós todos- perseguir um objectivo: apresentar uma alternativa credível como sistema operativo.
    É nossa visão que isso deva ser feito tanto através de formas não comerciais, como comerciais. Tanto através de acções concertadas (P3M), como independentes (Checkpoint).
    Mais do que uma vitória desta equipa, esta é uma vitória do Linux - e nomeadamente do Linus- e de toda esta comunidade.
    Acreditamos na nossa ideia, no nosso potencial enquanto empreendedores deste projecto e no resultado que alcançaremos. No entanto, esperamos contar com a ajuda de todos vós sempre que tal for necessário. Com críticas, incentivos, apoios e ajudas. Sem egoísmos e narcisismos.
    Ao Expresso, à Sagres e ao Juri do Prémio Milénio agradecemos terem acreditado nesta ideia. No momento em que todos nós nos questionamos sobre a saúde da imparcialidade da comunicação social (reflectida no Jornal da Noite ocupado pelo Big Brother, nas eleições do Benfica com a TVI a fazer campanha pelo Vilarinho e a SIC pelo Vale e Azevedo,...) é bom saber que ainda existem partes do "terceiro poder" isentas e imparciais. (Relembro que a Microsoft é anunciante e parceira do Expresso em bastantes iniciativas).
    Nos próximos tempos, contem com muita actividade e feedback da nossa parte.
    A todos os que se revejam na nossa atitude e visão gostávamos que entrassem em contacto connosco para eventualmente integrarem a nossa equipa.

    Apertem os vossos cintos. Apaguem os cigarros. Sejam benvindos a bordo. ;-)

    Daniel Neves (Daniel.Neves@adetti.iscte.pt)
    Paulo Trezentos (Paulo.Trezentos@adetti.iscte.pt)

    Re:Prémio Milénio Sagres/Expresso (Pontos:1)
    por Cyclops em 29-10-00 20:32 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    Nao quero parecer mau, mas o projecto tem pouco de novo.
    NAO ISTO QUER DIZER que nao tenha validade, muito pelo contrario, mas devo tecer umas considreacoes:
  • A MAIOR vantagem foi a boa publicidade ao linux, especialmente como forma de poupar dinheiro e mostrar como e ridiculo o ciclo de desperdicio de hardware que a Microsoft proporciona
  • A publicidade foi dada em boa parte gracas as personalidades do juri, e o facto delas reconhecerem este bom ponto no linux e interessante.. sera que o expresso ha-de passar para linux mais tarde? :)
  • Nao sei se sera boa ideia ter servidores faceis de instalar por lusers...
  • E OPTIMO que o linux seja facil de instalar COMO DESKTOP para lusers.

    hugs, Cyclops
  • Re:Prémio Milénio Sagres/Expresso (Pontos:1)
    por Tintim em 29-10-00 21:01 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://paulo.trezentos.gul.pt
    Viva!

    Humm..a curto-prazo queremos deitar cá para fora uma descrição mais pormenorizada dos objectivos do projecto de forma a perceber-se mais concretamente o que queremos fazer.
    Para já, o projecto tem algumas coisas de novo (em termos técnicos) que seria desajustado estar a avançar sem primeiro fazer um levantamento de requisitos e análise funcional das mesmas.
    Quanto à parte dos servidores, o que pretendemos é simplificar o trabalho de instalação. Obviamente que neste caso é necessário ter um conhecimento mínimo. A este nível, pretende-se igualmente apresentar interfaces integrados (desenvolvidos internamente ou externamente) que permitam a fácil gestão de cada servidor.
    Note-se que não vamos re-inventar a roda. Vamos pegar no melhor que existe, adicionar novas funcionalidades/interfaces, documentar e divulgar.
    Um abraço.
    Re:lusers (Pontos:1)
    por BlueNote em 29-10-00 22:21 GMT (#4)
    (Utilizador Info)
    Eu acho muita piada ao calão supostamente l33t muito utilizado pelos candidatos a candidatos a wannabees, mas acho que se devia riscar do uso esta dos lusers. Não se deve medir a qualidade dos sistemas informáticos pela quantidade de vezes que se tornam um pesadelo para os seus utilizadores. Pensei que não gostávamos da MS.
    Re:lusers (Pontos:1)
    por Tuaregue em 29-10-00 23:01 GMT (#5)
    (Utilizador Info)

    Eu contra os luser, ou lhamus, ou lamers, ou lá como se chamam (principiantes) não tenho nada contra, pq todos nós já passamos por lá, uns com mais facilidade outros nem por isso, o q todos nós temos é que os ensinar, como outros nos ensinaram a nós um dia, mas tb temos que continuar a aprender, e deixarmos essa atitude arrogante para o lado, como aqueles que nos ensinaram e ainda nos ensinam tb deixaram pq senão eramos uns mais do que outros um bando de luser, neste mundo tanto da informática como da vida.

    E desculpem lá os erros. E o tempo que perderam a ler isto.


    Re:lusers (Pontos:1)
    por Cyclops em 29-10-00 23:38 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    Bem, tu la sabes o que entendes com lusers, eu ate posso entender como [l]owlevel [users].

    Seja como for, quando um luser achar que sabe configurar um linux porque tem uma coisa simples, para a qual nao precisou de pensar... bem... se a maquina dele por acaso fizer uma bridge entre um sistema supostamente protegido, e fim da picada.

    Alem do mais, nao sei porque os lusers precisam de correr servicos. Pensei que isso fosse tarefa de admins. *sigh*. Seja como for, tem de haver uma trabalho muito sistematico para meter a configuracao MAIS FACIL e MAIS SEGURA, o que sao coisas que habitualmente rondam o antagonico.

    Como nota final, nao sei em que medida as questoes complexas da seguranca de um sistema e um pesadelo para os utilizadores. Afinal, sao UTILIZADORES de servicos disponibilizados pelos ADMINS.

    Eu nao acho que os lusers devam administrar servicos no linux. Mas quem sou eu para falar... depois temos MS 2 == Linux, onde esta cheio de buracos de seguranca. Porque? Porque alguem nao tem cabeca para as questoes complexas, e por isso nao sabe que tem de estar atento. E a vida...
    Re:Prémio Milénio Sagres/Expresso (Pontos:1)
    por badfile em 29-10-00 23:51 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    Viva!

    Ja era tempo de termos uma distribuicao totalmente em portugues (pelo que me apercebi)!

    (Parabens de novo pela iniciativa!)

    E que seja simples de instalar / actualizar... Iria aumentar em muito o numero de utilizadores de linux em portugal.

    So espero que possam arranjar aplicacoes para as varias versoes que propoem, que realmente interessam aos utilizadores portugueses e que possa atrair utilizadores msft.

    E que de certeza podem contar com muitos colaboradores para vos ajudar!

    Um abraco,

    E DEPOIS ? (Pontos:1)
    por MavicX em 30-10-00 10:49 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    Pareçe uma atitude louvavel uma distribuição portuguesa facil de instalar e com boa documentação.

    Mas o problema que se põe com as distribuições não é o tipo de packages que contem e a compilação, mas sim o suporte. Essa é a parte dificil, será que estão dispostos a criar um suporte credivel e funcional ( o que envolve tempo e dinheiro ), nomeadamente com resposta aos utilizadores quer através da internet com pagina e forum ou mesmo através de linhas telefonicas. E quanto as actualizações do software vão ter servers de ftp especificos e uma team responsavel por essa actualização ou a distribuição é compativel com o Red Hat( ou outra distro ) e poderá-se instalar os packages dessa distribuição sem problemas.

    São estas e outras questões que difrenciam um bom projecto de um projecto imediato, a curto prazo que depois cai em esquecimento. Eu gostava de ver esse projecto vingar vamos ver.

    Re:E DEPOIS ? (Pontos:1)
    por badfile em 30-10-00 11:16 GMT (#10)
    (Utilizador Info)
    Concordo plenamente

    Hoje em dia o suporte para aplicacoes ou sistemas operativos e' essencial!

    Mas com uma boa equipa tudo se faz..

    Penso que eles nao vao ter problemas em arranjar colaboradores..

    So falta saber se sera um projecto comercial (?) ou nao comercial..

    Acho que podem ja contar com os apoios das universidades e dos seus estudantes..

    Mas como diz o velho ditado: "So vendo para crer"


    Isto nao e' o RedHat em Portugues ? (Pontos:1, Interessante)
    por Anonimo Cobarde em 30-10-00 11:13 GMT (#9)

        Hummm...

        Alguns comentarios, apesar de achar a iniciativa comendavel.

        Acho que as distribuicoes actuais sao ja' bastante faceis de instalar e usar, e duvido que um grupo pequeno de pessoas consiga fazer melhor do que existe actualmente.

        IMHO, o que era realmente util era a criacao de um centro de suporte para OS's alternativos. Algo baseado na web que permita ao publico por questoes e ter ajuda de qualidade em tempo real ou perto disso. Mais uma distribuicao na minha opiniao so' vai acrescentar 'a confusao actual, e nao vai promover o uso do Linux.

        99% das pessoas so' veem Microsoft/Word/Excel, e isso nao e' necessariamente uma coisa ma' -- se quiserem fazer estas pessoas usar outra coisa, desenvolvam uma distribuicao de Linux que funcione como uma televisao -- liga, muda de canal, desliga. Qualquer outra coisa vai provavelment falhar redondamente.

        Para terem uma ideia, aqui no UK o sector com maior crescimento em termos de acesso IP e' Web pela televisao, seja por acesso cabo com uma set-top box capaz de aceder 'a web, ou por combinacoes de televisao/web.

        Aqui no UK o governo lancou uma grande campanha para a "Digital Britain", e surpreendentemente 65% das pessoas que nao teem acesso em casa 'a web (~60% da populacao) simplesmente dizem que nao *querem* ter acesso devido 'a complexidade de usar um PC!! A situacao nos US e' semelhante.

        Regards,

    --Nuno Leitao
    outros.. (Pontos:2)
    por buffer em 01-11-00 18:12 GMT (#11)
    (Utilizador Info) http://www.coders-pt.org

    Já agora há mais informaçao sobre os outros projectos e/ou sobre o Premio ?

    where ?


    -- what was my problem with man You ask? No.. I ask you what was man's problem with me..

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]