gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Funcionário despedido por [supostamente] criticar empresa na internet
Contribuído por chbm em 19-10-00 17:10
do departamento listagens-escritas-à-mão
Portugal Karlus escreve "Pela primeira vez na história da justiça portuguesa, um tribunal concordou com o despedimento de um trabalhador acusado de, num dos muitos fóruns que existem na internet, ter feito acusações graves contra a direcção da empresa onde trabalhava. O funcionário garante que os textos não foram escritos por ele, mas não entendeu assim o tribunal que deu a acusação como provada. (Noticia na TSF) " e SUp3rFM escreve "Pela primeira vez, em Portugal, um funcionário de uma empresa viu confirmado o seu despedimento, por justa causa, pelo Tribunal. Ao que parece, o funcionário em causa colocou posts em fóruns/newsgroups com acusações graves à empresa onde trabalhava. O Big Brother da empresa descobriu e chutou-o pela porta fora. Vejam lá o que dizem sobre a empresa para a qual trabalham... Big Brother is watching you. A notícia, veiculada pela TSF, pode ser lida aqui. "

Debian GNU/Hurd CD Images | BOFH ISP  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Karlus
  • Noticia na TSF
  • SUp3rFM
  • aqui
  • Mais acerca Portugal
  • Também por chbm
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    acho mt bem porque trabalha nessa empresa (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 19-10-00 17:49 GMT (#1)
    nao gosta da empresa? porque nao cria a sua? dizer mal da empresa em qq circunstancia é mau para a empresa e para ele. se nao pode deixar a empresa em pax entao nao aboreça as pessoas. antigamente as pessoas defendiam a empresa. hoje recebem o dinheiro dessa empresa e dizem mal nas costas. se querem diferente: digam-no com frontalidade.
    isto comessa a parecer os USA (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 21-10-00 23:24 GMT (#24)
    Jah temos fastfoods e cinemas estupidificantes do tipo Lusomundo (no Colombo)... pra isto ser uma copia dos USA jah temos os processos parvos, agora so falta a bandeirinha no carrinho e o juramento da bandeira ao estilo fascista na escola na escola... *sigh*
    nao quer, saia (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 19-10-00 17:57 GMT (#2)
    trabalha numa empresa e nao gosta. vem dizer depois mal da empresa cá fora disfarçado de utilizador? não creio ser a melhor atitude.
    Backups (Pontos:2)
    por Gamito em 19-10-00 18:21 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    Viva!

    Eu não percebo nada de ISPs, por isso desculpem a ignorância do macaco, como dizia o outro...

    ...mas não era suposto os ISPs guardarem os logs dos IPs, logins, n.ºs de telefones de onde foi feita a ligação, etc., durante um período de tempo longo, para estas eventualidades?


    Cumprimentos,
    Mário Gamito
    Re:Backups (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 19-10-00 18:36 GMT (#4)
    mas a questão não é essa mas se o isp deve divulgar isso ou não. ie bb ou não.
    Re:Backups (Pontos:2)
    por Gamito em 19-10-00 21:13 GMT (#7)
    (Utilizador Info)
    Para isso existem as leis e os Juízes.


    Cumprimentos,
    Mário Gamito
    Re:Backups (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 19-10-00 19:34 GMT (#6)
    O que ouvi na TSF, a vítima em causa diz que no máximo que os ISPs podem fazer é provar a "fonte dos alegados emails" mas nunca conseguem provar a "autoria deles".
    Re:Backups (Pontos:1)
    por bgravato em 20-10-00 0:12 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    Sim, são obrigados por lei a guardar esses logs por 5 anos.

    Embora nestes casos nem sempre isso é útil... basta ir a um cyber e fazer os posts de lá... ;)

    Cumprimentos,

    Bruno Gravato.
    Re:Backups (Pontos:2)
    por Gamito em 20-10-00 9:24 GMT (#12)
    (Utilizador Info)
    Claro!

    Mas pelo IP do post, sempre se pode confirmar donde poderá ter (ou não) vindo.


    Cumprimentos,
    Mário Gamito
    Re:Backups (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 20-10-00 10:05 GMT (#15)
    Sim... mas no caso de um cybercafe eles nao guardam logs de quem la esteve a beber um cafe e na net nem a que horas esteve. :-)
    Re:Backups (Pontos:2)
    por Gamito em 20-10-00 10:09 GMT (#16)
    (Utilizador Info)
    Sim, eu presumo que não.


    Cumprimentos,
    Mário Gamito
    Re:Backups (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 20-10-00 11:41 GMT (#18)
    De qualquer maneira não parece-me que tenha sido esse o caso. Provavelmente foi feito de casa mesmo.
    Re:Backups (Pontos:1)
    por Sub em 20-10-00 11:55 GMT (#19)
    (Utilizador Info)
    a lei obriga a que se guardem backups dos logs de 6 meses. há empresas em que dse guarda durante muito mais que isso. mas depois dos 6 meses, se não houver logs, os tribunais fazem o que fazem no resto dos casos: prescreve.
    dá-me ideia que à velocidade que a lei e os tribunais portugueses funcionam, se não for pedida logo ao ISP a colaboração para identificação de quem fez o ataque/whatever, quando for pedida pela Polícia Judiciária a identifição... já os logs foram para o /dev/null...
    LOGs - Eu n (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 22-10-00 11:42 GMT (#27)
    Não me parece que seja uma boa solução confiar nesses logs, até porque nem tudo é logado. Os clientes da rede fixa com números confidenciais não aparecem nos LOGs dos ISPs.

    Se ao parágrafo anterior somarmos a enorme quantidade de lhamus e administradores de redes incompetentes que correm wingates em windozes e as deixam desprotegidas das pessoas aqui de fora quando podem optar por outras soluções mais práticas (e mais inteligentes, digasse de passagem), temos um sistema de logs obsuleto que pode ser usado para provar como culpadas pessoas inocentes.

    mrk - a lamer on it's best
    Re:LOGs - Eu n (Pontos:2)
    por Gamito em 22-10-00 23:35 GMT (#29)
    (Utilizador Info)
    "Os clientes da rede fixa com números confidenciais não aparecem nos LOGs dos ISPs."

    Salvo erro, não se pode ligar a um ISP através de um telefone com n.º confidencial por causa disso mesmo.


    Cumprimentos,
    Mário Gamito
    Re:LOGs - Eu n(nao confio neles) (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 23-10-00 21:18 GMT (#31)
    Na Telepac, pelo menos, existem ligações logadas bem recentes sem os respectivos números de telefone... O que é que terá acontecido aos números? Terão sido comidos? ;)

    mrk - a lamer on it's best
    afinal foi feita justiça! (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 19-10-00 19:00 GMT (#5)
    ehehe
    nao gostava do emprego? parece que lhe ouviram as preçes!! eheheh
    Inocente ate prova em contrario (Pontos:1)
    por zaroastra em 20-10-00 5:37 GMT (#9)
    (Utilizador Info)
    Nao percebo muito de leis
    mas dos filmes americanos que vi, uma pessoa era considerada inocente ate prova em contrario
    no caso penso que tudo nao passou de suposicao
    Os tribunais portugueses devem estar a usar windows:!
    r9
    Re:Inocente ate prova em contrario (Pontos:2)
    por Gamito em 20-10-00 9:27 GMT (#13)
    (Utilizador Info)
    E tem que ser mesmo considerado inocente, pelo menos enquanto recorrer até ás últimas instâncias, acho eu.



    Cumprimentos,
    Mário Gamito
    Re:Inocente ate prova em contrario (Pontos:1)
    por vaf em 22-10-00 14:52 GMT (#28)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/users/vaf12086/
    Os tribunais portugueses devem estar a usar windows:!

    Estão de certeza!


    Cumprimentos,

    Vasco Figueira
    Duvidas... (Pontos:1)
    por Trinity em 20-10-00 8:35 GMT (#10)
    (Utilizador Info)
    Este genero de situações sempre causaram aquele 'bichinho atras da orelha' a muita gente devido a' falta de informação sobre as Leis que regem toda a actividade informatica no nosso país. Provas de que foi mesmo ele a escrever os textos, so' o ISP (se legalmente intimado para o fazer) podera' trazer a publico os logs ... o que não parece ter sido o caso.
    Um Juiz que somente se rege pelas 'opiniões' das pessoas que foram depor ... a mim deixa-me algumas duvidas quanto 'a seriedade desse genero de auturidades magistrais. Sera' que por dizer isto vou presa ? ou sou despedida, por ter usado os meios informaticos que a empresa para a qual trabalho me da' ?
    Enquanto vivermos numa Republica de Bananas (AKA palhaços), nunca a justiça sera' o meio mais correcto de avaliação destes casos.
    Sem provas concretas nunca se deveria ter dado o aval ao despedimento ... justa causa? Sobre que argumentos? Bah ... a PJ que tire o cu gordo e as barrigas sebosas das cadeiras e que va' trabalhar, ou pelo menos tirar uns cursozinhos de informatica que bem falta lhes faz.
    Re:Duvidas... (Pontos:2)
    por Gamito em 20-10-00 9:22 GMT (#11)
    (Utilizador Info)
    Viva!

    Eu não percebo puto de leis, mas (acho que) sei que quando não há legislação específica para uma determinada matéria, "mandam" as leis gerais do país, pelo que qualquer caso pode ser julgado. O Júiz não se rege pelas opiniões dos outros, lá porque há ou não há legislação específica sobre um determinado assunto. E nem sei se é este o caso.

    E este tipo de caso, salvaguardando a vertente tecnológica - que é a novidade neste caso - é corriqueira.

    E de qq maneira, as pessoas podem sempre recorrer da sentença.


    Cumprimentos,
    Mário Gamito
    Re:Duvidas... (Pontos:1)
    por Trinity em 20-10-00 9:41 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    E quem foi que disse que não havia legislação? Haver ha', não temos e' ninguem para a exercer ... ou sera' com conhecimentos suficientes para o fazer?

    Nota - Nao sei se e' fidedigno, mas tambem nao encontrei os originais, deixo uns endereços para 'cultura geral'.

    Lei da Criminalidade Informática
    http://www.terravista.pt/mussulo/1139/crimi.html

    Regime Juridico dos Documentos Electronicos e da Assinatura Digital
    http://www.terravista.pt/mussulo/1139/rjdead.html

    Lei da Protecção de Dados Pessoais
    http://www.terravista.pt/mussulo/1139/LPDP.html

    Re:Duvidas... (Pontos:1)
    por SUp3rFM em 20-10-00 16:46 GMT (#21)
    (Utilizador Info)
    Caro Mário,

    FYI, O funcionário já pediu o recurso da sentença no Tribunal da Relação no Porto.

    Cumprimentos,

    SUp3rFM
    Ehs uma gaja? (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 21-10-00 23:30 GMT (#25)
    uuuuuuu, uma gaija? tens discurso de gaija geek humm jah cah tou a ficar excitado humm pah escreve/me pra gente se encontrar ai e fazer umas cenaitazinhas geeks >) podiamos ateh brincar ah floppy / hard disk :P
    Re:Ehs um puto frustrado? (Pontos:1)
    por bgravato em 22-10-00 5:52 GMT (#26)
    (Utilizador Info)
    uuuu, um frustrado? tens discurso de gaijo frustrado (e com dor de coto talvez...) hummm jah cah tou a ficar aborrecido hummm pah tinhas coragem de aparecer num encontro se nem tomates tens para assinar o post? podias continuar a brincar com os legos em vez de vires praqui tentar diminuir a tua frustraçao com posts de macho cobarde...

    (peço desculpa aos outros... eu não gosto de flames mas este estava a pedir...)

    Bruno Gravato.

    Re:Ehs um puto frustrado? (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 23-10-00 18:34 GMT (#30)
    Xups
    Nao me surpreende... (Pontos:1)
    por TarHai em 20-10-00 10:12 GMT (#17)
    (Utilizador Info)
    Afinal este e o Pais onde, durante os tempos do alegre cavaquismo, um funcionario de hospital foi despedido por fazer o seu trabalho...

    Direitos dos trabalhadores?
    Re:Nao me surpreende... (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 20-10-00 14:57 GMT (#20)
    o que é que o "alegre cavaquismo" tem a haver com o assunto ? es um comuna frustrado ?
    Muito interessante... (Pontos:1)
    por daniel em 20-10-00 20:47 GMT (#22)
    (Utilizador Info)
    Esta noticia/acontecimento apresenta-se deveras interessante, senao vejamos:

    - Tirando o "supostamente foi ele", pelos vistos e' permitido despedir com justa causa um trabalhador que "publique" na internet depoimentos contra a entidade patronal.

    - A prova da autoria do "crime" tanto quanto e' dado a entender, baseia-se em suposicoes da empresa que "so pode ter sido ele" e "depoimentos" de alguem da Telepac.

    - Nao e' referido se foi investigado o IP da maquina que fez o tal post nos newsgroups, se esse IP obtido foi atraves de uma ligacao do numero de telefone de casa do arguido, etc, etc.

    - Mesmo que fosse, e' muito complicado comprovar a autoria efectiva do "post", pelo que, na falta de prova conclusiva, valem outros criterios.

    Isto abre uma possibilidade muito interessante: se uma mulher quiser convencer o marido a despedir-se do seu emprego actual, e a tarefa se verificar muito ingrata, ela apenas tem que fazer um post nos newsgroups quando o marido sair numa noite de poker, citar uns nomes de colegas de quem o marido repetidas vezes diz mal em conversas ao jantar, junta um mailzinho anonimo de um webmail para o chefe a dizer para ir ver a afronta e tem a tarefa simplificada. Prova superada!

    Ca para mim, dependendo do Juiz que lhe calhe no recurso, ele pode bem safar-se!

    Deixo um conselho a todos os que fazem posts aqui no gildot (sim, mesmo os anonimos - o vosso IP com a data e hora do post fica nos logs do apache e poderao ser solicitados sob intimicao judicial :) para terem cuidado, nao vao ficar sem emprego ou trabalho, conforme o caso - beware.

    Nos, os sortudos (ou talvez nao) - entidade patronal de nos proprios - podemos continuar a escrever a nosso bel prazer!

    Abracos,

    Daniel Fonseca
    (im)parcialidade judicial (Pontos:1)
    por bgravato em 20-10-00 21:51 GMT (#23)
    (Utilizador Info)
    > Ca para mim, dependendo do Juiz que lhe calhe no recurso, ele pode bem safar-se!

    Infelizmente isto é uma realidade com que temos que viver...

    Supostamente a lei devia ser imparcial e aplicada de igual modo a todos... _independentemente_ do juiz ou qq outra razão.

    Não estou aqui a acusar ninguem de parcialidade neste caso, pois não tenho qq fundamento para o fazer, mas quem quiser poderá investigar se o juiz costuma ir a umas sardinhadas em casa do dono da empresa... ;->

    Cumprimentos,
    Bruno Gravato.


     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]