gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
World Domination começa em... África??
Contribuído por nuno em 19-10-00 8:14
do departamento não-mais-que-um-quarto-de-mês-de-salário
Linux Pinguim Anonimo escreve "O Linux está a avançar no continente africano, com destaque para a África do Sul. Parece que o soft da (you name it!) é demasiado caro para os africanos, eheheh. Li a notícia aqui e achei que iam gostar de saber :) ". Basicamente a notícia diz que um Window$ custa perto de cinco meses do salário médio de um africano e um Office custa três vezes mais que o rendimento per-capita médio africano. "Do I need to say more?"

Ping não fragmentado em Linux | Linux Instalation Party  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Linux
  • Pinguim Anonimo
  • aqui
  • Mais acerca Linux
  • Também por nuno
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Pois... (Pontos:1)
    por rlmcDo em 19-10-00 8:47 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    Sinceramente li a notícia e parece-me um pouco vaga e de conteúdo bastante pobre. Já agora onde é que podemos ter acesso ao tal estudo?
    Argumento do preço (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 19-10-00 9:10 GMT (#2)
    Com o argumento do preço penso que não vão lá. Se há coisa que os paises africanos (pelo menos os Palops que conheço) não se preocupam é com o preço das licenças de software :)
    Re:Argumento do preço (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 19-10-00 11:54 GMT (#4)
    pudera... com a corrupção que lá vai...

    ora, a notícia da Recortes fala de países sérios, rapaz.

    Governos inteligentes (Pontos:1)
    por slug em 19-10-00 11:52 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    Confirma-se assim a tendência dos países menos desenvolvidos para adoptar o Linux - o que leva alguns analistas a prever no futuro uma divisão entre dois mundos, os países ricos com Microsoft e os países pobres com Linux.

    Eu diria que seria uma divisão entre países com governos e empresários inteligentes e outros nem por isso ;)
    Mas se grande parte do orçamento dos países africanos é dedicado à compra de armamento quem sou eu para dizer isto :/
    Outra dúvida que tenho é como é que fizeram este estudo? A penetração da internet em áfrica é quase nula e parece-me que a nível de computação só a nível administrativo e nas grandes empresas estrangeiras

    Re:Governos inteligentes (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 19-10-00 12:07 GMT (#5)
    Se tal acontecesse poderiamos prever q dentro de algumas decadas teriamos os paises menos desenvolvidos a ganhar terreno em relacao aos mais desenvolvidos... kem sabe se a resposta ao desenvolvimento dos paises do 3§ mundo esta aki...? :) Ps-Alguem sabo onde ir para arranjar um map do teclado portugues para X (slackware)?
    o preco ateh eh o menos (Pontos:1)
    por __soup_dragon__ em 19-10-00 14:56 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    bem, IMHO eu acho que o facto de ser de graca eh importante (importantissimo), mas muito mais importante eh o facto de poderes aprender virtualmente qualquer linguagem de programacao com ferramentas de qualidade e - melhor - com exemplos de como fazer as coisas como deve de ser. afinal de contas, quantos de nohs nao comecaram no gwbasic por ser a unica coisa disponivel prah pc's?? se nao fosse aquela versao pirata do TP6.0 tava lixado :-))))

    o pessoal do 3ro mundo eh dedicado (e nao digo isto por ser angolano :-))), normalmente aproveita a tecnologia disponivel ao maximo. ah eh pouca tecnologia disponivel, mas com um 486 + linux podes aprender a programar a serio. eh pena eh n ter a documentacao em portugues, mas tambem nao se pode ter tudo...

    soup
    Re:o preco até é o menos (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 19-10-00 18:29 GMT (#7)
    mas então como consegue programar sem conhecer os manuais em inglês? e como consegue programar partindo do linux? só se for mesmo de ponta. caso contrário as ferramentas para que servem? para lixar outros? qual o objectivo então?
    Re:o preco até é o menos (Pontos:1)
    por __soup_dragon__ em 20-10-00 10:13 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    ei, calma aih ac :-))) se tahs a falar da minha pessoa, bem eu tou a estudar na inglaterra por isso ingles nao eh problema :-)) (daih usar h's em vez de acentos).

    em relacao aos palops, ingles eh um problema, mas nao no sentido de perceberes o queh que "while" ou "for" quer dizer - isso eh facil, muita gente aprende isso aos 14 sem saber nehpia de ingles.

    eu cah vejo a situacao da seguinte forma: prah comecares a programar o importante eh teres um professor que te ensine os fundamentos na tua lingua nativa, uma pessoa que saiba ensinar a pescar em vez de te dar o peixe. e como tens quadros estrangeiros a trabalhar em africa, ah sempre alguem que se dah ao trabalho de ir dar aulas. essa pessoa vai te mostrar como funciona o processo de compilacao, o que eh um editor, etc.

    mas depois chega a altura de comecares a andar por ti proprio, a temida altura do RTFM. depois de aprenderes o fundamental do emacs e sabers usar o grep nao vais andar a perguntar ao professor como eh que se utiliza o modo grep no emacs, neh? arriscas-te a levar um RTFM brutal... :-)))) infelizmente o FM tah numa lingua que nao eh a tua, esse eh o problema...

    nao me leves a mal, nao me estou a queixar. o facto de poderes ter uma sala com 100 alunos em que cada aluno tem o seu terminal com 1 compilador, editor, etc eh um avanco exponencial...

    soup
    Evolução (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 21-10-00 15:40 GMT (#9)
    Qual é a admiração? Afinal a evolução macaco->homem também não começou em África? Isto só significa que estamos a evoluir outra vez. ;)

    mrk - A lamer on it's best

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]