gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
O verdadeiro diácono
Contribuído por Xmal em 03-10-00 13:57
do departamento eu-não-acredito-em-diáconos-mas-que-os-há-Há
Terra Neste nosso grande planeta existem sub-culturas que ainda vivem em quase total isolamento. Algumas já encontraram a Internet e partilham conosco um novo sistema de avaliação de filmes para a proteção das audiências mais jovens. Vale bem a pena ver o ChildCare Action Project: Christian Analysis of American Culture. Na continuação junto alguns extractos da análise do filme Austin Powers.
Temos a análise da cena em que nunca se chega a ver a nudez do Austin uma vez que lhe são sempre colocados objectos à frente:

Convenient objects used included furniture, a clock, and textblocks of the names of actors/actresses. In one instance a baby's head was used to hide Powers' genitalia -- and yes, the baby was facing Powers, in the same way DiCaprio's head in *Titanic* was used to hide Winslett's genitalia, but the baby's head was much smaller in perspective than DiCaprio's, thus, less was hidden. Though the baby was an animated baby (like the *Dancing Baby*), what pedophilial signal do you suppose was sent by this scene?

Ou uma terrivel cena em que se cria novas disposições com peças de xadrez:

In another case, chess pieces were stroked and licked on by Powers and one of his sex partners. Two bishops, each with a bulbous headpiece crowned with a small knob, were arranged side-by-side to suggest female breasts. Powers fondled the knobs atop the headpieces.

E para finalizar. uma breve referençia ao comportamento indecoroso do Dr Evil:

One more quick one -- Dr. Evil sensually sucked his little finger.

Infelizmente não chegaram a analisar o filme: As Virgens Suicidas. Talvez fosse demasiado introspectivo.

Escolhido algoritmo europeu para o AES | TVI requer dados pessoais p/ votações  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • avaliação de filmes
  • ChildCare Action Project: Christian Analysis of American Culture
  • Mais acerca Terra
  • Também por Xmal
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Saber viver connosco mesmos (Pontos:3, Interessante)
    por vaf em 03-10-00 15:27 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/users/vaf12086/
    Realmente ainda há muito boa gente que ainda não lida bem com as coisas naturais da vida e da sociedade, como são as cenas de sexo, sejam em filme ou ao vivo.

    A sociedade tem de evoluir no sentido de saber viver com ela própria. Hoje em dia ainda muita gente se refugia no proibicionismo Victoriano, na hipocrisia religiosa ou noutros alibis morais, para se distanciar daquilo que nunca se devia tentar distanciar:São humanos!

    Quando num estado dos EUA, foi decretada uma directiva qualquer que queria excluir a hipótese Darwinista da evolução em favor do Criacionismo de deus "nosso" senhor.

    Quando muita gente ao saber de qualquer coisa má que se faz/fez na Internet diz: "Acho que devia haver algum tipo de censura na Internet para evitar essas coisas...".

    Quando as nossas avozinhas dizem: "Drogados?! Era matá-los a todos!" ou "Pedófilos?! Era conrtar-lhes o pén rentinho!" (esta foi a brincar).

    - "Não! Não adianta probir, censurar ou matar, ou fingir que não existe! Existe e temos de viver com essas coisas." - digo eu de seguida.

    Quando estas coisas acontecem, acontecem apenas porque a sociedade ainda não percebeu que deve aprender a viver com ela própria em vez de fechar os olhos e dizer: "É proibido!".

    Mas esta notícia em particular mete mais coisas a ver com a fé, religião, e eu estou a divagar um pouco demais, talvez.

    Cumprimentos,

    Vasco Figueira
    Re:Saber viver connosco mesmos (Pontos:2)
    por chbm em 03-10-00 22:23 GMT (#5)
    (Utilizador Info) http://chbm.nu/
    Foi um estado muito ao estilo redneck (o Alabama se a memória não me falha) que decidiu retirar a teoria da evolução de Darwin dos curriculos escolares. É assim ... nobody expects the spanish inquisition.
    Nothing new... (Pontos:1)
    por SUp3rFM em 03-10-00 15:44 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    Típico da sociedade democratica-hipocrita-falsa-moralista que os sobrinhos do Tio Sam construiram. Este e' so' mais um exemplo do extremismo moral a que chegamos... Enfim, ha' males muito piores como que nos devemos preocupar... Nos e eles
    Grandes pervertidos... (Pontos:1)
    por TarHai em 03-10-00 19:19 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    > One more quick one -- Dr. Evil sensually sucked his little finger.

    Grandas tarados... Nunca tinha pensado nisso ao ver o Dr. Evil a chuchar no dedo. E preciso ter uma mente mto porca... ou sou eu q sou demasiado ingenuo.

    O pior dos males (Pontos:1)
    por Branc0 em 03-10-00 22:53 GMT (#6)
    (Utilizador Info) http://www.branc0.f2s.com
    Quando se esta todos os dias numa rede onde se ve *tudo*... do melhor ao pior é natural k surja a hipótese de censurar... mas não será a ignorância pior que a censura?

    Just think about it...


    "The wildest woman can rule the brightest man..."
    Re:O pior dos males (Pontos:1)
    por vaf em 04-10-00 0:53 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/users/vaf12086/
    err...

    A censura leva a uma ignorância controlada. Logo, é pior que uma ignorância aleatória...

    A censura é portanto, NMO, pior que a ignorância.

    Cumprimentos,

    Vasco Figueira
    Re:O pior dos males (Pontos:1)
    por Branc0 em 04-10-00 9:05 GMT (#8)
    (Utilizador Info) http://www.branc0.f2s.com
    Ok... controlo de informacao para mim nao encaixa na definicao de democracia onde vivo.
    Acredito que outros preferissem viver noutras alturas em que outras ideologias fossem mais fortes... bem me lembro quando Hitler decidiu 'controlar' a ignorancia do seu povo mandando livros para a fogueira...

    Nao se pode dizer que tenha sido uma atitude descontrolada...


    "The wildest woman can rule the brightest man..."
    Re:O pior dos males (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 04-10-00 18:25 GMT (#9)
    Excelente, nunca tinha pensado nisso deste prisma.
    Saber viver connosco mesmos (Pontos:1, Interessante)
    por Anonimo Cobarde em 04-10-00 20:05 GMT (#10)
    só queria dizer ao senhor Vasco Ferreira que a teoria de Darwin está longe de estar completamente correcta e digo isto do ponto de vista cientifico. Peço ao senhor Vasco para ler um excelente livro de um cientista do MIT Gerald L. Schroeder, que chama " Deus e a ciência, a Biblia explicada por um cientista ". é da Europa-América obrigado
    Re:Saber viver connosco mesmos (Pontos:1)
    por vaf em 05-10-00 22:31 GMT (#11)
    (Utilizador Info) http://students.fct.unl.pt/users/vaf12086/
    Muito obrigado pela indicação a qual tentarei seguir, assim que tiver tempo para uma leitura. Tempo essa que vai sendo cada vez mais escasso, dadas as minhas obrigações.

    De qualquer modo, o que interessa não é a teoria Darwinista no seu todo - que é natural que contenha imperfeições - mas apenas a ideia central. E essa ideia, desculpem qualquer coisinha, está certa.

    Que se não pense que renego a existência de um Deus, pelo contrário. Agora sei encaixar a matemática na natureza o que me leva a concordar com o essencial da teoria Darwinista da evolução.

    Cumprimentos,

    Vasco Figueira

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]