gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Bill Gates fala sobre Linux
Contribuído por chbm em 03-08-00 15:32
do departamento tu-ein-uane
Microsoft Duas submissões sobre o mesmo tema, fog escreve "Aqui está uma "interessante" entrevista (também aqui) em que Bill Gates entre outras coisa diz: "There's no new features in Linux. Linux is just 1960s-era" e "But when you look at management, user interface, security -- people have to buy things to make it do those things". " e Mario Valente escreve " A entrevista de Bill Gates à Red Herring tem uma serie de comentarios interessantes relativos à plataforma .NET, ao XML e, em particular, ao Linux como concorrente. Cumprimentos -- Mario Valente "

dono da 2600 está a ser julgado | Estratégias para dimensionar partições de swap  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Linux
  • fog
  • entrevista
  • aqui
  • Mario Valente
  • entrevista
  • Red Herring
  • Mais acerca Microsoft
  • Também por chbm
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    .NET e a astrologia (Pontos:2, Informativo)
    por pyro em 03-08-00 16:47 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    A melhor descrição que já vi da treta do .NET está aqui (e foi recentemente actualizada!). Não percam, lá para o fundo, a comparação com a técnica dos horoscopos.
    Re:.NET e a astrologia (Pontos:2, Interessante)
    por pedro em 03-08-00 17:18 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    excelente. já agora, mais genérico que este, http://www.dot-lies.com/ (em resposta ao www.dot-thruth.com)
    -- bgp is for those who can't keep it static long enough
    tentando fazer algum sentido... (Pontos:1)
    por nuno em 04-08-00 1:51 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    O homem se calhar, quando falava acerca de Linux, talvez tinha razão numa coisa (ou me levou a chegar lá). Linux baseia-se de facto em tecnologia/conceitos que já deram mais que provas do que são capazes e foram mais que testados ao longos das últimas décadas e não é preciso dizer que são bons.

    Mas, por exemplo, o X. Até na Slashdot reclama-se a falta de "concorrência" ao XFree. Não estou a dizer que o XFree não seja muito bom, estou a dizer que não temos nada para "lhe fazer guerra santa" (estilo gnome/kde) e atraía multidões. Uma filosofia diferente capaz de produzir resultados equivalentes. Tenho em mente por exemplo o Quartz da Apple (a Apple sempre teve ideias e foi em frente e coloca-as em prática (mesmo que corram mal como o Newton)). Em Linux existem algumas áreas onde realmente existem ideias/filosofias novas que abrem caminho e juntam-se a "galeria dos bons" (ex: python). Mas há muitas outras áreas que se tem "acomodado". Ler a listagem dos "pacotes" que são incluídos em cada distribuição Linux devia ser tão excitante como ler os resumos de novas coisas no kernel.

    Vejo muito mais cópias de ideias da Microsoft/Apple/etc... do que verdadeiras "revoluções filosóficas" em Linux ultimamente. Onde é que esta o género de "pessoal" que fez o vi, o elm, o awk, o X, ... e levou multidões a utilizar as suas ideias e as adoptarem de tal forma que não é possível, praticamente, conceber um sistema Unix que não as tenha. Gostava de ver o dia em que a Microsoft (a outra coisa parecida que exista na altura) seja obrigada a reconhecer: "sim... adoptamos esta nova filosofia que surgiu na comunidade Linux/Open Source... por muito que nos custe temos de admitir que é muito boa e que temos de a ter por pressão dos nossos clientes ($$)".

    (antes que alguém pressuponha... eu pessoalmente não acredito que ".net" seja uma "filosofia" ou uma ideia fantástica que já não tenha sido pensada anteriormente por muitas outras pessoas não ligadas a Microsoft. É de facto, no entanto, baseada em montanhas de conceitos antigos (sem deixarem de ser inovadores) como o Unix)

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]