gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Programas de TV... cada vez piores
Contribuído por ajc em 28-05-00 23:41
do departamento audiencias
Televisão Bandit escreve "Primeiro dêm uma vista de olhos a www.bigbrother.tvi.pt . Acho que o BigBrother é o expoente maximo do estado lastimável em que as nossas cadeias de televisão se encontram... Já imaginaram o que é? estarem sempre a ser filmados sem privacidade para ir á WC etc.. em espanha uma concorrente ficou internada cerca de 2 meses devido a não ter ido á casa de banho (devido a não querer ser filmada), o que lhe provocou uma doença qualquer. "

"Eu sempre olhei para programas como o "Ponto de Encontro" e afins como sendo uma forma facil de ganhar $$ á conta das audiençias, mas se virmos bem, no fundo este tipo de programas apenas "brincam" com os sentimentos das pessoas em público. Uma tristeza... com o BigBrother então...

á cerca de uns 3 meses vi um filme com uns amigos chamado "EDtv" que era praticamente o que se passa com o BigBrother... uma tristeza.. a meu ver. "

Já tem Wap ? $$$ | Secções no Gildot  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Bandit
  • www.bigbrother.tvi.pt
  • Mais acerca Televisão
  • Também por ajc
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    Muito simples e rápido (Pontos:0, Redundante)
    por Presley em 29-05-00 0:03 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    Só vai quem quer, só vê quem quer. Viva a democracia...
    Re:Muito simples e rápido (Pontos:1)
    por BipBip em 29-05-00 0:18 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://welcome.to/infosite
    pois é e cada uma é LIVRE de participar como TU ! hehehhe foste apanhado e inscreveres-te. é muito feio (imagino) por isso só ficas lá 15 dias.
    Re:Muito simples e rápido (Pontos:1)
    por Presley em 29-05-00 1:36 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    heheehe.. sim, inscrevi-me depois de TU te inscreveres.
      E eu fico pós 20 mil contos. Tu é que só ficas lá 1 mês. Mas deixa estar, depois pago-te um jantar...
    Re:Muito simples e rápido (Pontos:1)
    por BipBip em 29-05-00 13:59 GMT (#8)
    (Utilizador Info) http://welcome.to/infosite
    um jantar ???? ok já que insistes :) .o0(Lagosta slep slep slep)
    Que stress! :) (Pontos:1, Engraçado)
    por Anonimo Cobarde em 29-05-00 8:13 GMT (#4)
    O quê?? Só duas camas para 10 pessoas?? Não vão durar mto tempo... :)
    Com condições assim (uma casa de banho??) nem é preciso haver um Big-Brother para causar stress...
    Cada um tem aquilo que merece (Pontos:3, Interessante)
    por Gamito em 29-05-00 10:19 GMT (#5)
    (Utilizador Info) http://www.poli.org/~marg
    Viva!

    Em jeito de comentário curto, que estou a trabalhar:

    Em primeiro lugar, e para que conste, eu sou uma daquelas pessoas anti-jardins zoológicos. Não deve haver nada mais deprimente do que ver um felino selvagem passar a vida numa gaiola com uma dúzia de metros quadrados. É só ir a Lisboa, ver e reflectir.

    Já me custa menos ver acontecer o mesmo às pessoas qua vão a este dito programa(?) da TVI.
    Eu não sei se o programa reflecte a televisão a bater no fundo, se é a sociedade a bater no fundo. De uma coisa eu tenho para mim a certeza: a televisão da última meia-dúzia de anos deu um grande contributo para a imbecilidade dos portugueses.
    De qualquer modo, acho que quem fôr participar no dito programa só tem aquilo que merece na minha opinião: passa a ser um não-indivíduo.Isto dito no sentido mais elementar da expressão. Uma pessao que se exponha a tal coisa é um rato de laboratório.

    Cumprimentos,
    Mário Gamito
    Re:Cada um tem aquilo que merece (Pontos:1)
    por daniel em 30-05-00 15:48 GMT (#9)
    (Utilizador Info)
    ...a televisão da última meia-dúzia de anos deu um grande contributo para a imbecilidade dos portugueses.

    So queria contestar esta ideia do "portugueses"...

    Para informacao de todos, um programa de grandes audiencias neste momento nos EUA e' um "concurso" em que um par de namorados aceita "conviver" com um outro parceiro(a) em simultaneo (mas em locais separados), escolhido pela producao e que corresponde aos seus gostos pessoais (especie de namorado maravilha) e depois ambos voltam ao programa e dizem ao mesmo tempo se querem continuar a namorar ou nao, depois da experiencia que viveram...

    O mau gosto nao e' nacional... quando existe, e' universal...

    Daniel Fonseca
    polémica = audiência = publicidade = dinheiro (Pontos:3, Esclarecedor)
    por Sub em 29-05-00 11:32 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    some food for thought:
    • o vencedor ganha 20 mil contos, enquanto que os "vencidos" não ganham nem um tusto (ganham uma t-shirt a dizer "eu aguentei 2 meses a ouvir o gajo a ressonar").
    • a TVI vai ganhar muito mais que isso em publicidade nos primeiros dias de emissão.
    • quando as audiências baixarem, a TVI é livre de causar as perturbações que quiser no ambiente para puxar as audiências.
    • quanto mais polémica houver à volta deste assunto e quanto pior o programa for classificado pela imprensa, mais audiências vai ter (vejam o exemplo do Big Show Sic).
    • as pessoas escolhidas para ir para a casota em Bucelas, Loures vão ser escolhidas a dedo. Pessoas com quem o vulgar cidadão que vê o programa se identifica (lembrem-se que o vulgar cidadão é o que depois telefona para a linha de valor acrescentado para "votar" em quem fica ou quem sai). Não me espantava nada se o "vencedor" não fosse manipulado ou previamente escolhido.
    • Se uma pessoa tem pavor ao facto de ir à casa de banho e ser filmada, se tem complexos, se entra em pânico em situações de limite, porque raio é que se inscreve num programa destes? Quem são os culpados das possíveis perturbações? Ninguém obriga ninguém a ficar fechado na casa do gran hermano.
    • Na minha opinião, há um conjunto limitado de coisas que podem levar uma pessoa a inscrever-se no programa:
      1. dinheiro (e eu acho que é pouco)
      2. sexo (tarados e ninfomaníacas vão achar um piadão andar fechados com possíveis "vítimas")
      3. absolutamente nada para fazer (as pessoas não tem noção do que podem fazer num período equivalente no "real world")

      a tinta que corra toda. e que ninguém diga "desta água não beberei"... depois contamos o número de hits das páginas da TVI...

    E agora, para algo completamente diferente... (Pontos:4, Informativo)
    por jmce em 29-05-00 11:41 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://artenumerica.com/
    I have come up with a sure-fire concept for a hit television show, which would be called `A Live Celebrity Gets Eaten by a Shark'.
    -- Dave Barry, "The Wonders of Sharks on TV"

    Claro, só vai ver quem quer. A propósito, acabei de ter uma ideia para um novo concurso, que em vez de copiar ideias estrangeiras e contribuir para perdermos a nossa indentidade cultural se baseia na nossa Tradição e portanto (pelo Teorema de Barrancos) é Bom. Como além disso se pode considerar Animação Cultural até vai merecer certamente uns subsídios do Ministério da Cultura e da Câmara Municipal de Lisboa (e outras edilidades, já que nada impede uma fase itinerante segundo o modelo do concurso "Cantigas da Rua"). Estou certo de que a TVI vai acarinhar esta iniciativa.

    Para concorrer mais directamente com o programa "Santa Casa", chamemos-lhe "Santo Ofício Show" (SOS).

    De preferência, o SOS arrancará a meio de Julho. Logo no princípio de Junho, a TVI deverá começar a promover a coisa com um trailer em que aquele apresentador do "Quero Protag^H^H^H^H^H^HJustiça" se passeia por bairros antigos de Lisboa e pelo Terreiro do Paço apelando a um reavivar da Chama Bairrista e falando entusiasmado de um novo programa que vai certamente "inflamar o país". "Milhões já assistiram, milhares já participaram. Chegou agora a Sua oportunidade. Se Você é audaz, está insatisfeito com a sua vida diária, quer usufruir uma semana de férias em [inserir local turístico], sentir o calor da acção e deixar de lado as suas preocupações do dia-a-dia, então este programa é para Si. Contacte-nos e transforme de vez a sua vida."

    Resumindo muito o Conceito, os concorrentes contemplados com a possibilidade de participar no SOS, depois de uma semana de férias num local aprazível que seria registada por um daqueles programas dedicados ao Jet-Set e outros-que-aparecem-nos-media, sairíam em limousines abertas dos estúdios da TVI em direcção ao local do espectáculo: o Terreiro do Paço em Lisboa ou a praça principal de qualquer outra cidade onde decorresse o Show naquele dia. No destino da viagem estaria já montada toda uma estrutura com bancadas para público, e reservado espaço para acesso livre por quem quiser assistir sem convite. Seriam naturalmente convidadas a assistir figuras públicas de destaque, forças vivas do concelho, autarcas, deputados, pilares da comunidade, autoridades civis-militares-e-religiosas, os bombeiros voluntários, etc. Num grande palco iriam entretanto actuando os reis da música nacional. A TVI não deve esquecer-se de ser coerente com a moda e contratar um apresentador com ar imbecil para ir dando ritmo ao espectáculo com alguma dança e anedotas igualmente imbecis.

    Cada programa deverá ser acompanhado por dois convidados ilustres que vão sendo entrevistados para dar prestígio à coisa. Por exemplo, logo no primeiro o Carvalho Rodrigues e o Paulo Cardoso podem conversar sobre "Os Quatro Elementos e a Essência Divina do Fogo".

    À chegada, os concorrentes seriam entrevistados, a câmara destacaria na audiência os olhares embevecidos dos famaliares orgulhosos, e de repente, já ao pôr do sol, surgiriam do chão do palco três postes, decorados com os logotipos e nomes das empresas patrocinadoras. Tudo envolvido por fumo, faíscas e raios laser. O nosso apresentador e as suas ligeiramente vestidas assistentes conduziriam os concorrentes até aos postes onde outras assistentes menos vestidas os atariam. Depois, e com direito ao sorteio final de um automóvel, seriam escolhidas ao acaso entre a audiência 3 pessoas cuja única tarefa, só por si já com direito a oferta de uma assinatura de linha RDIS da Portugal Telecom, seria carregar em grandes e simpáticos (imaginem um smiley estampado neles) botões encarnados.

    Premidos os botões, irromperia uma chama por baixo de cada um dos postes e os nossos concorrentes proporcionariam assim o Grande e Esperado Final de mais uma sessão do SOS, iluminando a praça num glorioso fim de tarde com a sua combustão. Novamente as câmaras percorrem o público e as suas diversas reacções. Consumada a combustão (ou ainda durante a dita), entra o nosso apresentador e as assistentes, dançando uma qualquer música divertida e dizendo "adeus a todos e até ao próoooximo Saaanto Ofício Show!!!!!!!!!!!!!!!!!"

    Acham cruel? Acham ilegal? Acham triste? Retrógrados. Puritanos. Provincianos. Que falta de respeito pela Democracia, pelos Media e pela Liberdade de Entreter e Informar. É só espectáculo. Só participa quem quer e vê quem quer. Ninguém vos obriga a arder ou a ver a TVI, podem sempre ir ver outro concurso qualquer apresentado por outro palhaço na pública RTP 1. Ou, se for natural no vosso segmento de mercado, assistir a um documentário ou uma peça de Shakespeare. Como disse o Vasconcelos realizador louvando as dobragens, para as élites há sempre o acesso aos filmes legendados. Talvez vos interesse um canal pay-per-view exclusivamente com documentários sobre tubarões, que lançaremos em breve. Estamos conscientes (eu e certamente a TVI) de que não podemos obrigar certas minorias a gostar dos nossos programas, mas os nossos estudos de mercado indicam que o SOS trará à TVI um "share" sem precedentes, e às praças públicas uma animação como há muito não se via. Há melhor televisão que aquela que dá ao público aquilo que ele quer?

    Re:E agora, para algo completamente diferente... (Pontos:0)
    por Anonimo Cobarde em 01-06-00 13:12 GMT (#10)
    Man, you're sick! :(

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]