gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Ataques terroristas em Londres
Contribuído por scorpio em 07-07-05 12:47
do departamento not-so-good-news
News Está em todas as notícias: um dia depois do anúncio da escolha de Londres para a realização dos JO de 2012, verificaram-se várias explosões no metro e em autocarros.
O metro foi desactivado, e há relatos de várias situações onde os feridos vagueiam pelas ruas. O primeiro-ministro Tony Blair já fez um apelo à população para evitar ainda mais confusão no centro de Londres, e as operadoras móveis começaram imediatamente a dar prioridade às comunicações de emergência. Notícias na BBC News, Al Jazeera e SKY, com o relato sobre o grupo que terá realizado o atentado também na SKY.
[update: Aparentemente, não haverá Portugueses feridos nestes atentados.]

Nem tudo são más notícias no caso Grokster | Portugal no TOP 10  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • BBC News
  • Al Jazeera
  • SKY
  • também na SKY
  • Mais acerca News
  • Também por scorpio
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    londres (Pontos:2)
    por higuita em 07-07-05 14:07 GMT (#2)
    (Utilizador Info)
    o pessoal que esta' em londres que va' dando noticias de como esta' o ambiente por ai.

    Imagino que sem autocarros e metro, a cidade tenha parado...

    Higuita
    Será que.. (Pontos:1)
    por skizofrenik em 07-07-05 15:34 GMT (#3)
    (Utilizador Info) http://www.skizofrenik.org
    .. o senhor Tony Blair ainda é da opinião de que o mundo se tornou um lugar melhor para viver depois da invasão do Iraque?
    Re:Será que.. (Pontos:1)
    por jolas em 07-07-05 17:08 GMT (#13)
    (Utilizador Info) http://www.corolinfor.pt
    Quando é que ele disse que o mundo era um lugar mais seguro?
    Re:Será que.. (Pontos:2)
    por Mindstorm em 07-07-05 21:27 GMT (#35)
    (Utilizador Info) http://www.mndnet.org/
    Se não disse depois, antes disse certamente.

    Mindstorm
    Re:Será que.. (Pontos:2)
    por fhc em 09-07-05 10:36 GMT (#83)
    (Utilizador Info)

    Infelizmente para qualquer argumento, há a contabilidade impossível de se fazer: a do e se.

    A contabilidade do e se baseia-se no facto de eu não ter avós vivos, pois se os tivesse o Mundo seria um lugar melhor para viver, os rendimentos médios de um Português fariam com que houvesse um fluxo migratório de norte-americanos e alemães para Portugal e o nosso deficit seria na verdade um superavit sustentado de 15% do PIB.

    Peço que me provem errado. É minha convicção que se o Senhor António Pedroso e a Senhora Avelina das Neves estivessem vivos, o Protocolo de Quito era respeitado em Portugal e os tremoços (a minha avó materna vendia tremoços) a base de uma alimentação mundial macrobiótica.

    Que chatice eles estarem mortos!

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:Será que.. (Pontos:2)
    por fhc em 09-07-05 10:39 GMT (#84)
    (Utilizador Info)

    Já agora, porque é que o Winston resolveu dar combate àqueles tipos do gajo de bigodito. Sim, é que Londres, a mesma Londres, também recebeu uns petardos aquando da Batalha de Inglaterra. Será que se eles se tivessem rendido o mundo teria sido um lugar mais seguro?

    Lá volto eu ao e se.

    Francisco "Major Alvega" Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    ********* (Pontos:0, Lança-chamas)
    por jolas em 07-07-05 15:41 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://www.corolinfor.pt
    Gostaria de saber quem me moderou para baixo como despropositado!?
    Não entendo deveria bater palmas ao gajos que andam a meter bombas?
    Re:********* (Pontos:1)
    por QuickZero em 07-07-05 15:54 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    E porque não? Não houve aplausos quando os EUA invadiram o Iraque e assassinaram civis? O efeito é o mesmo!
    Re:********* (Pontos:2)
    por Init em 07-07-05 16:12 GMT (#7)
    (Utilizador Info)

    Infelizmente a guerra é isso mesmo, mas não podes comparar uma situação em que o objectivo é chacinar civis, com outra em que o objectivo é depor um governo despota e no decorrer da qual infelizmente para a humanidade morrem civis. Isso não é justo pois as acções são diferentes. Assim como também não é aceitável que ainda hajam povos a ser oprimidos por todo o mundo. Isto apesár de achar discutivél se o objectivo dos EUA era mesmo este objectivo humanitário, mas se compreenderes a religiosidade do Bush facilmente compreendes que esta também era uma das suas motivações. Talvez não fosse a do resto do gabinete e dos outros/parde dos apoiantes da intervenção, mas acredito que a visão politica e religiosa do Bush tem uma grande influência nas suas decisões (para o bem e para o mal).


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:********* (Pontos:1)
    por jolas em 07-07-05 17:03 GMT (#12)
    (Utilizador Info) http://www.corolinfor.pt
    Mais uma vez a minha assinatura.. axo ke vou começar a guardar os teus comentarios! abraço
    Re:********* (Pontos:1)
    por BackDoors em 07-07-05 17:30 GMT (#16)
    (Utilizador Info)
    Eu jamais respeitarei um homem que se ponha a ver por uns binoculos tapados! Vê o filme Farnheigh 911 e depois volta a falar bem dessa pessoa.
    Re:********* (Pontos:1)
    por jolas em 07-07-05 17:33 GMT (#19)
    (Utilizador Info) http://www.corolinfor.pt
    Já vi meu amigo!! E tambem já vi os X-files!
    PS: Nem tudo está bem neste mundo mas tambem nem tudo está mal... O que interessa é poder-mos ler varios artigos de opnião de um lado e do outro e depois ir á procura da verdade.. e só depois formar a nossa opnião... nao devemos acreditar em tudo o que nos dizem...!! abraço
    Re:********* (Pontos:1)
    por BackDoors em 07-07-05 17:40 GMT (#23)
    (Utilizador Info)
    A minha opinião por ele está bem formada. Foi o Bush que atacou primeiro (desta vez) seguindo pistas que vieram mais tarde a ver-se infundadas. O que o bush queria nunca foi a liberdade dos povos, mas a liberdade do petroleo. Eu por mim, epá querem-se matar uns aos outros... o que cada um faz na sua casa é consigo. Desde que n distorve a minha.
    Re:********* (Pontos:1)
    por jolas em 07-07-05 17:46 GMT (#25)
    (Utilizador Info) http://www.corolinfor.pt
    Concordo.. a cena do pretroil... a cena de matarem-se desde que nao me xateem! mas agora pessoas a dizer que os americas sao o diabo e o BIN LADEN é o caminho do Senhor! isso é que me irrita profundamente!!!
    Re:********* (Pontos:2)
    por Antonio Manuel Dias em 07-07-05 18:54 GMT (#29)
    (Utilizador Info) http://maracuja.homeip.net

    Desde que n distorve a minha.

    E isto quer dizer exactamente o quê (não percebi o verbo)?


    "mudem de rumo, já lá vem outro carreiro"
    Re:********* (Pontos:2)
    por Init em 07-07-05 20:15 GMT (#32)
    (Utilizador Info)

    Desculpa lá mas os ataques às embaixadas e ao USS Cole, os ataques no Libano, o ataque nos Jogos Olimpicos que se realizaram na Alemanha não existiram?

    És um egoista que só diz isso, porque vive numa democracia e sem qualquer ameaça. Se vivesses oprimido por fanaticos religiosos e genocidas megalomanos, se calhar piavas de outra maneira.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:********* (Pontos:2)
    por jazzy em 08-07-05 14:19 GMT (#57)
    (Utilizador Info) http://jazzy.weblog.com.pt/
    Eu por mim, epá querem-se matar uns aos outros... o que cada um faz na sua casa é consigo. Desde que n distorve a minha.
    É tão boa esta postura como a da imigrante portuguesa nos EUA que disse algo como "prefiro que as bombas caiam nos telhados deles e atinjam os filhos deles do que os nossos".

    Como se não houvesse alternativas.


    --
    Jazzy

    Re:********* (Pontos:1)
    por QuickZero em 08-07-05 23:22 GMT (#79)
    (Utilizador Info)
    Olha-me que crlh, essa é boa. Se as bombas cairem, preferes que caia em tua casa?

    Acho muito bem sim senhor. Aqui está uma afirmação que concordo, se cairem bombas que caiam em cima dos teus cornos. Não em cima dos meus.

    Fdx, deixe-se de hipocrisia meu caro senhor.

    Preferia que fosse o nosso país a ser afectado?

    Outras alternativas? Tais como?

    Não é bonito de se dizer mas é a verdade. Antes eles que nós. E é verdade aqueles crlhs tanto aquelas bestas dos turbantes como os animais dos americanos só estão bem é quando andam a chapada! Então que andem... Desde que isso não interfira com os resultados do Benfica, por mim está tudo bem.

    Re:********* (Pontos:2)
    por McB em 09-07-05 17:37 GMT (#101)
    (Utilizador Info)
    O meu comentário é apenas um: És de facto uma pessoa eloquente.
    They told me it need Windows 95 or better, so I chose Linux
    Re:********* (Pontos:1)
    por QuickZero em 10-07-05 13:00 GMT (#109)
    (Utilizador Info)
    Também es do Benfica é?
    Re:********* (Pontos:2)
    por jazzy em 14-07-05 15:05 GMT (#139)
    (Utilizador Info) http://jazzy.weblog.com.pt/
    Outras alternativas? Tais como?
    Não invadir o Iraque parece-me uma boa alternativa. Ainda por cima quando a invasão foi fundamentada em mentiras.


    --
    Jazzy
    Re:********* (Pontos:1)
    por BackDoors em 09-07-05 10:00 GMT (#82)
    (Utilizador Info)
    Fanatismos religiosos é pura estupidez... Dado que esse ser humano não consegue encontrar mais nenhuma explicação para a sucessão de eventos que para nós são banais. À uns quantos anos, andavam à caça às bruxas e aos "demonios", eles ainda andam numa fase parecida. Quanto às bombas... se me dessem a escolher, sim claro era tão bom viver debaixo de rajadas de tiros e bombas. Quem não tem hipoteses, quem está lá inocente e não tem por onde fugir, esses sim é que deveriam ser os resgatados. Mas esse é apenas o cenario que os "amaricanos" dão para ir lá explodir com aquilo tudo, matar civis para depois implementar lá um governo amigo para a melhor exportação de petroleo. É triste que seja assim, mas é a ganância dos paises que pensamos nós já terem tudo. Quanto ao "distorve"..... há pessoas que perceberam, tenta seguir a lógica.
    Re:********* (Pontos:2)
    por fhc em 09-07-05 11:08 GMT (#85)
    (Utilizador Info)

    As armas de destruição maciças não existiam? Vamos pensar nisto.

    1. O Saddam usou armas químicas em várias ocasiões (Irão-Iraque, Curdos, Koweit). Não teria pelo menos umas sobras?
    2. A Dra Gene estava no Iraque, onde foi vista por jornalistas da TF1 (francesa, ora vejam só como eles estavam a favor da guerra do Iraque!). A reportagem foi dada nos «Sinais dos Tempos», na 2, mas suponho que a malta aqui prefere ver a TVI.
    3. O Saddam prometeu assar as tripas dos solfdados que entrassem no Iraque. Penso que a imagem era esclarecedora, já que os lança-chamas estão proibidos pela Convenção de Genebra.
    4. O Iraque tem 24 milhões de pessoas em área comparável à da França + Alemanha. Algures em Portugal (mais pequeno) deixei as provas de que o Sá Carneiro foi assassinado por um extraterrestre. Boa sorte.

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:********* (Pontos:1)
    por QuickZero em 09-07-05 17:12 GMT (#99)
    (Utilizador Info)
    Claro que existiam! Foram lá especialistas das Nações Unidas a mando dos EUA para fazerem uma busca às famosas armas! Foram encontradas milhares de milhoes.

    Mas é claro que lá por não terem encontrado nenhuma arma não significa que não existam. Eu estou convencido que há diamantes debaixo da minha cama, mas ainda não os encontrei, mas isso não prova nada!

    Falemos das famosas armas, os EUA ainda andam a procura delas, e eu sinceramente também acredito que existam armas (not...).

    Vamos lá pensar:

    - Oh grande pai Saddam, os infieis já entraram na capital, o nosso exercito está a desmoronar-se como um baralho de cartas e o senhor está metido num buraco não muito maior que um alguidar! Não será tempo de usar-mos as nossas poderosas armas de destruição massiça?

    - Tem juizo Abdull, vamos esperar que a situação seja mesmo grave!

    Acho que era uma coisa que qualquer pessoa fazia com bombas atómicas à mão!

    Tem juizo Colaço! Os EUA nunca quiseram a paz! Os EUA nunca aceitaram os relatorios dos inspectores da ONU! A verdade é que o Iraque não era uma ameaça para a segurança do mundo! A verdade é que os EUA querem implementar lá um governo fantoche que os sirva consoante as necessidades!

    Até um burro sabe isso!

    Re:********* (Pontos:2)
    por bêbado em 10-07-05 3:09 GMT (#107)
    (Utilizador Info)
    O que me faz rir nesta história das armas de destruição em massa é o facto de os americanos não conseguirem encontrar as bombas que lá puseram. Se calhar encontraram... mas dizem "made in USA".

    "o Sá Carneiro foi assassinado por um extraterrestre"

    Ao fim de 8 comissões de inquérito e de 24 anos vens afirmar que o Sá Carneiro foi assassinado por um ET?!?!
    A menos que o extraterrestre tivesse interesse em 40 milhões de euros do Fundo do Ultramar e na venda de armas ao Irão, não vejo qual a relação do ET com a queda de um Cessna em Camarate.

    "September the 4th, 2001, I stood in the ruins of the Twin Towers. It's a day I will never forget."
    George W. Bush
    Re:********* (Pontos:2)
    por fhc em 11-07-05 7:43 GMT (#114)
    (Utilizador Info)

    Pôrra, era sarcástica a história do ET. Julguei que isso era óbvio!

    Quanto à outra história, se não gostamos do Saddam, isso temos em consenso. Porém, acredito que algures no deserto iraquiando ou sírio, elas (as armas) lá estão, esquecidas ou não.

    Finalmente, explique-me alguém por favor como é que a TF1 (francesa, por sinal) encontra e filma a Dra. Gene no Iraque? Sabem quem era a Dra. Gene? Era nem mais nem menos do que a responsável pelo programa de armas biológicas da ex-União Soviética, e que «desapareceu» em circunstâncias misteriosas. Foi filmada pela TF1 (em colaboração com a Kapa) no Iraque, em um laboratório móvel (era formado por dois camiões marcados como empresas de transporte).

    Se não acreditam nos States, ao menos acreditam nos franceses? Deu em Portugal nos «Sinais dos Tempos», na 2, aí seis meses ou um ano antes da guerra. Alguém daqui sabe como desenterrar essa reportagem?

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:********* (Pontos:2)
    por Init em 13-07-05 10:28 GMT (#133)
    (Utilizador Info)

    Não tenho duvidas nenhumas que o Iraque teve e usou armas de destruição massiça, e que não tinha qualquer problema em utiliza-las caso ainda as tivesse. Quanto ao ainda ter tenho sérias duvidas, penso que as tais sobras poderão ter sido destruidas durante a tempestade do Deserto e que os materiais em quantidades e em condições de criar novas armas tenham sido apreendidos em grande parte pelos inspectores (sim eles chegaram a faze-lo) e os restantes dispersos de tal forma que deixou de haver um complexo industrial com capacidade de as construir e que deixaram de ter as condições técnicas necessárias para o armazenamento das matérias primas.
    Acho é que o regime do Sadam queria que pensasse-mos isso para inflacionar a sua importância (ele era megalomano), por isso plantou algumas provas mais ou menos duvidosas da sua existência para que parecesse querdível, a presença dessa pessoa poderia fazer parte desse logro.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:********* (Pontos:2)
    por fhc em 14-07-05 9:13 GMT (#138)
    (Utilizador Info)

    Se plantou as provas como dizes, então a guerra era justificada. De qualquer modo, ele teve tempo para passar as armas para a Síria (também governada pelo partido BAAS).

    Não creio que o Saddam tivesse ligações à Al Qaeda, salvo se ele tivesse vencido o nojo que lhes tem por causa de um inimigo comum. Isso não creio que tenha acontecido.

    Quanto às armas, até o Saddam saberia o que aconteceria se ele as tivesse usado. O Hitler era um megalómano, e por isso se suicidou. O Saddam era apenas um bom gestor, autoritário e cioso da sua vida. Não acho que ele tivesse estômago para tirar a sua própria vida e por isso nunca usou as ditas armas (ou isso ou simplesmente já não tinha poder sobre os seus subordinados, pois o exército estava em desbande, e os soldados rendiam-se pela sua vida e não eram de modo algum sicofânticos).

    Quanto às armas não existirem, parece-se sinceramente mais remoto o cenário do que elas existirem e não poderem ou não terem sido usadas.

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:********* (Pontos:2)
    por Init em 07-07-05 20:11 GMT (#31)
    (Utilizador Info)

    Eu não estou a falar bem dele, nem disse que tenho respeito por ele porque até nem tenho. No entanto é esta a interpretação que faço dos factos.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:********* (Pontos:2)
    por Ancestor em 08-07-05 6:18 GMT (#46)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com
    Apesar do Fahrenheit 9/11 cumprir bem a sua missão (de filme de propaganda alarmista anti-bush) peca precisamente no seu conteúdo panfletário, aliás em linha com outros documentários de Michael Moore. Na minha opinião, o (muito menos conhecido) Le Monde selon Bush é muito mais feliz na sobriedade, no rigor e até no conteúdo, conseguindo uma coerência mais de acordo com o esperado de um documentário, e apostando menos na provocação. Infelizmente, e visto ser contemporâneo do trabalho de Michael Moore, não recebeu o destaque merecido, o que foi uma pena, visto que na minha opinião cumpriria muito melhor a missão de "abanar" os mais conservadores. A quem ainda não viu ou não conhece, fica a recomendação.


    Why do you Linux and drive when you can BSD and fly?
    Re:********* (Pontos:2)
    por Cyclops em 08-07-05 6:33 GMT (#47)
    (Utilizador Info)
    Sem querer estar a defender ninguém, a posição que estás a tomar está associada a "bush fan-boys", enquanto que o Michael Moore já respondeu a dúzias de críticas semelhantes apontando para os factos (em sites governamentais e outros) que ele apresenta.

    Fan-boy vs factos?
    Re:********* (Pontos:2)
    por Ancestor em 08-07-05 9:56 GMT (#55)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com

    (...) enquanto que o Michael Moore já respondeu a dúzias de críticas semelhantes apontando para os factos (em sites governamentais e outros) que ele apresenta.

    Não me cabe a mim julgar o método de investigação de cada um. Como espectador, julgo o trabalho resultante e a forma como é apresentado. E, na minha opinião, o Fahrenheit 9/11 é demasiado "alarmista", existe um esforço cuidado de apresentação não só dos factos, mas das conclusões do autor. A meu ver, um documentário deve girar à volta dos factos e não das opiniões do jornalista/investigador, independentemente de ser sobre o bush ou a vida sexual do mexilhão.
    Caso não tenhas visto o documentário que indiquei, recomendo. Assim perceberás mais facilmente a comparação que fiz.


    Why do you Linux and drive when you can BSD and fly?
    Re:********* (Pontos:2)
    por Cyclops em 08-07-05 11:21 GMT (#56)
    (Utilizador Info)
    Mas o Michael Moore nunca assumiu o F9/11 como um documentário, mas sim como um comentário com o propósito de incentivar as pessoas a votarem contra o Bush.

    Apenas os seus detractores alegaram que aquilo era um documentário muito mau e faccioso. É natural que seja um mau documentário quando não é um documentário. É natural que seja faccioso, quando o seu objectivo seja qualquer coisa menos o Bush.

    E esta hein?

    Fan boy vs factos.
    Re:********* (Pontos:2)
    por Ancestor em 08-07-05 18:42 GMT (#63)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com

    Mas o Michael Moore nunca assumiu o F9/11 como um documentário

    É uma maneira graciosa de lidar com a situação. Não obstante, não quer dizer que se tenha sentido de alguma forma coibido de concorrer em vários festivais internacionais... na categoria de documentário!


    Why do you Linux and drive when you can BSD and fly?
    Re:********* (Pontos:2)
    por Cyclops em 08-07-05 19:38 GMT (#66)
    (Utilizador Info)
    Se me explicares em que categoria ficam os Comentários...
    Re:********* (Pontos:2)
    por Ancestor em 08-07-05 20:19 GMT (#68)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com
    Dependendo do conteúdo, poderão ficar em Ficção ou Drama, por exemplo. Ou o facto de o autor o apelidar de uma coisa (e o lançar no mercado com um formato muito mais lucrativo) o torna automaticamente um documentário?


    Why do you Linux and drive when you can BSD and fly?
    Re:********* (Pontos:2)
    por Cyclops em 08-07-05 20:32 GMT (#70)
    (Utilizador Info)
    Um comentário não é nem ficção (lá estás tu a insinuar coisas) nem drama (nova insinuação).
    Re:********* (Pontos:2)
    por Ancestor em 08-07-05 19:01 GMT (#64)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com

    É natural que seja faccioso, quando o seu objectivo seja qualquer coisa menos o Bush.

    Precisamente porque se trata de algo tão mau como o Bush. Não é preciso alimentar "teorias da conspiração", não é preciso copiar a máquina de propaganda que o conseguiu eleger. Basta apresentar os factos, e qualquer pessoa tira as conclusões por si - precisamente porque é evidente. É precisamente nisso que o Michael Moore falha, ao tentar passar um atestado de estupidez ao espectador, ao esperar que as pessoas sejam demasiado tapadas para tirar conclusões por si próprio, o que acaba por tirar seriedade ao trabalho final.


    Why do you Linux and drive when you can BSD and fly?
    Re:********* (Pontos:2)
    por Cyclops em 08-07-05 19:38 GMT (#65)
    (Utilizador Info)
    Basta apresentar os factos(...)
    Toda a informação no F9/11 é factual. Porque só leste as acusações e não leste as respostas às acusações, com todos os links incluídos? Interessa-te espalhar uma opinião apenas porque te é mais agradável, irrelevantemente de verdadeira ou não?
    Re:********* (Pontos:2)
    por Ancestor em 08-07-05 20:10 GMT (#67)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com

    Toda a informação no F9/11 é factual.

    Se não existe consenso nisso sequer (tens quem te prove que sim e tens que prove que não), resta o facto de o documentário ser essencialmente a perspectiva do autor, muitas vezes sem oportunidade de resposta das pessoas que acusa. Isso não é fazer um documentário, é fazer lixo jornalístico. Mas pronto, há quem goste.

    Interessa-te espalhar uma opinião apenas porque te é mais agradável, irrelevantemente de verdadeira ou não?

    É isso que se passa contigo? É que até agora, não te referiste sequer ao "Le Monde selon Bush", que usei precisamente como comparação factual e como exemplo de documentário coerente e sério sobre a subida ao poder de Bush e o pós-9/11. Ou é-te mais conveniente "comer" o documentário de Michael Moore só porque te explica o que previrias ser "teorias da conspiração", sem pensares por ti próprio? Tudo o que te é apresentado no documentário são factos sobrejamente conhecidos, encadeados por teorias do "grande irmão". Em termos de factos, lamento, mas não transmite nada de novo. Apena os empacota num tipo de conteúdo mais facilmente transmissível a quem não lê, ou não está minimamente informado.


    Why do you Linux and drive when you can BSD and fly?
    Re:********* (Pontos:2)
    por Cyclops em 08-07-05 20:35 GMT (#71)
    (Utilizador Info)
    Se não existe consenso nisso sequer (tens quem te prove que sim e tens que prove que não), resta o facto de o documentário ser
    Bush fan-boy. Foste detectado.

    O Michael Moore não assume o F9/11 como documentário, só os seus detractores é que o fazem, e apenas num contexto de descrédito.

    Quanto aos factos, se quiseres contrariar a documentação oficial do Estado, a qual o Michael Moore transpôe para a tela, junto com a documentação da cobertura jornalística, baseado apenas em opiniões infundadas, está à vontade. Ninguém almeja convencer fan-boys.
    Re:********* (Pontos:2)
    por Cyclops em 08-07-05 20:39 GMT (#72)
    (Utilizador Info)
    Já agora, para lavares a tua imagem é bom contrapores com mais do que opiniões a Factual Back-Up For Fahrenheit 9/11...
    Re:********* (Pontos:2)
    por Ancestor em 09-07-05 20:36 GMT (#103)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com
    Hey, ser acusado de falta de perspectiva por um fulano de nome Cyclops... Hummm...


    Why do you Linux and drive when you can BSD and fly?
    Re:********* (Pontos:2)
    por Cyclops em 10-07-05 10:56 GMT (#108)
    (Utilizador Info)
    Ataque ad hominem quando confrontado com factos. Ok, obrigado por me cederes a vitória argumentativa. :)
    Re:********* (Pontos:2)
    por Ancestor em 11-07-05 13:49 GMT (#125)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com
    Por acaso, eu respondi-te a todos os comentários. Ninguém os libertou de quartentena, e realmente não tenho vontade de me repetir. Se encaras uma salutar argumentação como uma competição, problema o teu. E continuo a sugerir que vejas o outro documentário antes de te pronunciares.


    Why do you Linux and drive when you can BSD and fly?
    Re:********* (Pontos:2)
    por fhc em 13-07-05 8:58 GMT (#132)
    (Utilizador Info)

    Longe de mim gostar do Michael Moore e de não o achar intelectualmente desonesto. Reconheço, no entanto, que com liberdade de imprensa todos têm o direito de dizer o que quer que seja, corrento ou não, sustentado ou não, verdade ou mentira, e cá estarão os tribunais para deslindar os abusos.

    Embora o reconheça como um panfletário pouco sério, dou-lhe o direito de dizer mal. Se a justiça americana funcionar (e geralmente funciona nestes casos), se os visados se acharem injustiçados, podem fazer o Moore pagar bem caro pelas suas palavras.

    De qualquer modo, ele apresentou um dito facto como tendo aparecido na capa de um jornal. esse jornal veio com a edição do dia desmentir o Sr. Moore, dizendo que esse dito facto era uma simples carta de opinião dentro do corpo do jornal. Para mim só prova que ou o Sr. Moore não verifica os factos ou então espera que as mentiras e meias verdades peguem.

    É claro que o Bushas não é flor que se cheire. Lá por isso nem o Sampaio merece o título de Santo. Agora, apresentar uma opinião como um facto de parangonas, isso é que me faz descrer no Sr. Moore.

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:********* (Pontos:1)
    por being em 08-07-05 3:12 GMT (#42)
    (Utilizador Info)

    1- Define guerra. A invasação Iraque pelos USA e aliados, foi uma guerra ? ( e se foi ja acabou ? e no afeganistao ja acabou\foi\é ?? ). "Infelizmente a guerra é isso mesmo, mas não podes comparar uma situação em que o objectivo é chacinar civis, com outra em que o objectivo é depor um governo despota e no decorrer da qual infelizmente para a humanidade morrem civis. " -- infelizmente para a humanidade nao, sabias que cerca de 70% ( acho que era isto ) no inicio da segunda invasao dos USA ao iraque nao sabiam onde ficava ? Achas mesmo que os americanos ( no global) querem saber disso ? ganha juizo.

    2- Fundamentalismo. Que a visao politica do bush tem influencia nas decisoes dele é estranho... que faz mesmo o rapazola na vida ?

    3- A prisao guantanamo ( acho que se escreve assim ), sabias que levaram para la iraquianos que ainda nao foram libertados sem prova alguma, ja para nao falar no tratamento ? E a liberdade nao existe ? E bombas ja econtraram ? Acho que so encontraram petroleo... bad luck :|

    Comecei uma dieta, cortei a bebida e comidas pesadas e, em catorze dias, perdi duas semanas. - Joe E. Lewis

    Re:********* (Pontos:2)
    por Init em 08-07-05 15:15 GMT (#58)
    (Utilizador Info)

    É bastante obvio que a invasão do Iraque pelos EUA foi uma campanha de uma guerra que ainda dura. E já agora esta é a primeira invasão dos EUA ao Iraque, a não ser que chames à libertação do Kuwait uma invasão do Iraque, e nesse caso teria de te chamar estupido.

    70%, do quem é que não sabia onde era o Iraque? E isso é relevante para oquê? No post anterior não fiz qualquer julgamento de valor dos motivos que levaram o Iraque a ser invadido, nem assumi a posição de essa campanha ter sido boa ou má para seja o que for. Só alguém ancioso por atacar seja quem for em vez de ter atenção ao que se escreve é que colocaria o teu post. Apenas disse que a minha interpretação é que na cabeça do Bush a guerra no Iraque tem pelo menos também o objectivo de libertar um povo e espalhar o bem (como oposto ao mal) e a sua visão do que é o bem é influênciada pela sua perspectiva religiosa (não estou a dizer que é bom ou que é mau)

    Também é bastante obvio que a forma como os EUA fazem a sua guerra é bastante diferente de como os terroristas a fazem. Só não vê isto quem não quer ver a totalidade dos factos. E não, não quero dizer com isto que os EUA não matem civis, e não cometam outras atrocidades, apenas que isso são infelizes, horriveis e criminosos desvios ao seu comportamento, enquanto isso é sempre o comportamento destes terroristas e aqui existe uma diferença que tem que ser reconhecida.

    Mais uma vez para os que parecem não saber ler, não me pronunciei sobre se a guerra do Iraque é boa ou má, apenas exprimi a minha opinião sobre qual é pelo menos uma das motivações do Bush, por isso enfiem de novo esses argumentos pelo vosso cu a cima, tenho pena que vos tejam a provocar dores, mas a vossa diarreia foi dirigida à pessoa errada.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:********* (Pontos:1)
    por being em 08-07-05 17:46 GMT (#62)
    (Utilizador Info)

    "Apenas disse que a minha interpretação é que na cabeça do Bush a guerra no Iraque tem pelo menos também o objectivo de libertar um povo e espalhar o bem (como oposto ao mal) e a sua visão do que é o bem é influênciada pela sua perspectiva religiosa (não estou a dizer que é bom ou que é mau)" -- Lá está. O bush esta-se a cagar para isso, assim como os americanos se estao a cagar para os iraquianos que morrem ( eram eles que nao sabiam onde ficava o iraque, ja agora ). Achas mesmo que o Bush invadiu o iraque para promover o bem ? e fazer os iraquianos felizes ? Oleoduto no afeganistao e petroleo no iraque.

    "Mais uma vez para os que parecem não saber ler, não me pronunciei sobre se a guerra do Iraque é boa ou má," -- Ao dares a explicação do pq que o bush atacou o iraque estas a pronunciar-te sobre isso mesmo. Nao podemos contra-argumentar ?

    Comecei uma dieta, cortei a bebida e comidas pesadas e, em catorze dias, perdi duas semanas. - Joe E. Lewis

    Re:********* (Pontos:2)
    por bêbado em 08-07-05 22:03 GMT (#74)
    (Utilizador Info)
    "a não ser que chames à libertação do Kuwait uma invasão do Iraque, e nesse caso teria de te chamar estupido."

    Em 16/01/1991 uma coligação de 34 nações liderada pelos EUA invadiu mas não ocupou o Iraque.

    Em 20/03/2003 os EUA e 3 dos seus aliados invadiram e ocuparam o Iraque.

    "September the 4th, 2001, I stood in the ruins of the Twin Towers. It's a day I will never forget."
    George W. Bush
    Re:********* (Pontos:2)
    por fhc em 09-07-05 11:23 GMT (#87)
    (Utilizador Info)

    A URSA invadiu e ocupou o Afeganistão. Os States invadiram e ocuparam o Vietename. Os romanos invadiram e ocuparam a Península Ibérica.

    Vejamos, por causa da romanização somos mais ou menos civilizados, e se te escrevo neste alfabeto com esta língua, aos míseros ocupantes romanos os devo.

    O Afeganistão serviu de tampão às tentações expansionistas da URSA.

    O Vietename conseguiu que a Índia se libertasse do socialismo, sendo percursor da democracia para 800 milhões de pessoas.

    O Iraque manteve ocupara a Al-Qaeda num terreno alheio. Caso assim não fosse, estariam muito mais ocupados connosco (basta ver o rácio de atentados da ETA contra atentados da Al-Qaeda em Espanha, ou IRA vs. Al-Qaeda em Inglaterra).

    Podes-me desmentir no último ponto, mas os primeiros são indismentíveis. Quanto ao último, é a contabilidade do «e se», à qual já aludi em mensagem anterior.

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:********* (Pontos:1)
    por being em 09-07-05 15:03 GMT (#95)
    (Utilizador Info)

    Os USA, entao, bem que podiam invadir a Arabia Saudita ou a Coreia do norte... que te parece? Pois... E isso dos romanos... convinha ao menos falar do mesmo Tempo ... senao vamos começar a falar da numeração que possivelemente veio de uma zona perto do actual iraque, ou do mesmo.

    Comecei uma dieta, cortei a bebida e comidas pesadas e, em catorze dias, perdi duas semanas. - Joe E. Lewis

    Re:********* (Pontos:2)
    por fhc em 11-07-05 8:02 GMT (#117)
    (Utilizador Info)

    Estranhamente achava mal. Os EUA devem defender os seus interesses, que nós defendemos os nossos. Se quiseres invadir a Coréia do Norte, fá-lo com os teus, não peças a outros para o fazerem por ti.

    Já agora, porque é que nunca invadimos Timor, como aliás queria o Dom Duarte Nuno, supremo representante da idiotice da Nação? Pedir aos Estados Unidos que invadissem por nós, contra os seus próprios interesses, ou pelo menos sem nada a favor --- santa paciência!, estúpidos eram eles se o aceitassem.

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:********* (Pontos:2)
    por Perky_Goth em 11-07-05 1:17 GMT (#112)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    O Iraque manteve ocupara a Al-Qaeda num terreno alheio. Caso assim não fosse, estariam muito mais ocupados connosco (basta ver o rácio de atentados da ETA contra atentados da Al-Qaeda em Espanha, ou IRA vs. Al-Qaeda em Inglaterra).
    e claro, as vidas iraquianas valem muito menos do que as nossas! morte aos infieis!
    -----
    Windows: Agora com ecrãs azuis... vermelhos...
    Re:********* (Pontos:2)
    por fhc em 11-07-05 8:03 GMT (#118)
    (Utilizador Info)

    Estarias a falar assim se houvesse realmente um atentado em Portugal?

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:********* (Pontos:2)
    por fhc em 09-07-05 11:16 GMT (#86)
    (Utilizador Info)

    Pôrra, setenta por cento dos portugueses não sabem qual é a capital do Zaire ou da Guiné Konacri e bem andámos lá a fazer operações militares, isto é, actos de invasão.

    Quanto ao fundamentalismo, ele sempre existiu, mesmo nas hostes comunistas. Quando um Calhau de Esquerda ou um Contumista acusa a direita de todos os males do Mundo e mais alguns, esquece-se de olhar para os países onde o Marxismo esteve implantado.

    Quanto a Guantanamo, sempre é melhor ter aqueles que te querem eliminar debaixo de olho do que tê-los a preparar atentados contra ti. Não gosto de guantanamo, mas sempre são melhor alimentados que nos Gulag soviéticos ou nas masmorras dos raptores islâmicos. Talvez o síndrome de Estocolmo faça pensar estes islamitas no mal que fazem aos bons e moderado e tolerantes muçulmanos, que são a grande maioria.

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:********* (Pontos:1)
    por being em 09-07-05 15:09 GMT (#96)
    (Utilizador Info)

    1-Andamos a invadir o Zaire ?? Conta-me lá que eu nao sei nada disso ( misto de sarcasmo com verdade ).

    Quanto a Guantanamo, partes do pressuposto que todos que la estao sao criminosos. Quem te garante que eles " querem eliminar" alguém ou alguma coisa ? Nao ha provas. Se fosse outro pais qq a fazer prisineiors e a leva-los para uma prisao sem justa causa, que dirias ? Que os tipos que foram para la, so foram pq nos querem eliminar ? É que na ditadura havia mto disso. Era tudo criminoso ?

    Comecei uma dieta, cortei a bebida e comidas pesadas e, em catorze dias, perdi duas semanas. - Joe E. Lewis

    Re:********* (Pontos:2)
    por Init em 09-07-05 16:43 GMT (#98)
    (Utilizador Info)

    Durante a Guerra Colonial, várias vezes as tropas portuguêsas entraram pelos outros países a dentro em perseguição dos guerrilheiros libertadores, nessa lista de países está incluido o Zaire que era uma base de apoio à FNLA.

    Ainda à poucos anos tivemos Fuzileiros prontos para realizar operações de evaquação de não-combatentes no Zaire, e chegaram mesmo a faze-lo na Guiné Bissau.

    A operação realizada na cidade de Conakri é um pouco mais conhecida, até porque foi uma operação que apesár de ter falhado a maior parte dos seus objectivos, teve o seu Q de espectacular, mas não quer dizer que tenha sida a única vez que tropas portuguêsas violaram fronteiras, para o bem ou para o mal.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:********* (Pontos:2)
    por bêbado em 10-07-05 1:48 GMT (#105)
    (Utilizador Info)
    "Quando um Calhau de Esquerda ou um Contumista acusa a direita de todos os males do Mundo e mais alguns, esquece-se de olhar para os países onde o Marxismo esteve implantado."

    És um brincalhão :-)

    Já agora, "Contumista" é um contumaz comunista?

    Porque é que nunca te referes aos "Calhaus de Direita"? Tens alguma obsessão pelos de Esquerda? :-D

    "September the 4th, 2001, I stood in the ruins of the Twin Towers. It's a day I will never forget."
    George W. Bush
    Re:********* (Pontos:2)
    por fhc em 11-07-05 8:06 GMT (#119)
    (Utilizador Info)

    A verdadeira e genuína direita, libertária e individualista, nunca governou realmente. Governaram caricaturas dessa direita em nome de uma direita que definitivamente nunca representaram. E dá-me azo a citar Cristo: não se coloca vinho novo em odres velhos.

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:********* (Pontos:0, Despropositado)
    por jolas em 07-07-05 16:58 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://www.corolinfor.pt
    Posso saber a tua morada.. é ke tenho lá umas caixas de dinamite.. que nao sei onde por ... talvez na tua rua o ke axas?
    Re:********* (Pontos:2)
    por blacksheep em 07-07-05 18:38 GMT (#27)
    (Utilizador Info) http://rpmcruz.planetaclix.pt/
    Se dissesses isso num fórum americano, amanhã encontravas um buraco no lugar da tua loja. :)

    Já agora, 250 heróis para se aprender coisas tão simples como Pico? Nem sequer scripting em bash? Qual é a população alvo da formação?

    Religion, the only confort left in a world splited by religion. (The Daily Show)
    Re:********* (Pontos:1)
    por QuickZero em 07-07-05 22:00 GMT (#40)
    (Utilizador Info)
    Que giro! Então neste caso os actos justificam os fins? Epá e o motivo principal da invasão contra o Iraque não sei se te recordas (és capaz de não ser desse tempo) mas não foi a libertação do povo Iraquiano, mas sim por o Estado soberano do Iraque ser uma potencial ameaça à segurança dos Estados Unidos e de todo o Mundo!

    Como te disse, se calhar não és do tempo, mas os Estados Unidos apresentaram ás Nações Unidas várias provas entre as quais: - Conversas de generais iraquianos por telefone;

    - Fotografias de complexos militares;

    - Fotografias de barracões no meio do deserto;

    O que se provou? Que o Iraque tinha generais e que estes conversavam, algumas vezes por telefone.

    O Iraque tinha instalações militares, mas sem soldados.

    O Iraque tinha barracões.

    Acho que o mundo está bem mais seguro hoje em dia visto que esses barracões terem sido demolidos! Obrigado Sr. Bush!

    E isto a propósito... Ahhh da libertação(???) do Iraque! Opá, podes vir-me com uma de chico esperto e dizer que lá por não encontrarei armas não quer dizer que elas não existam!

    Muito bem, eu também acho que existem gnomos verdes debaixo da minha cama, mas ainda não os encontrei. Mas isso não prova nada!

    A verdade é que o Mundo está muito mais inseguro e os EUA não estão a ajudar em nada esta situação. E sim, já existiam atentados mt antes do 11 de Setembro, mas com esta frequencia?? Pensa lá um bocadinho.

    Re:********* (Pontos:2)
    por Init em 08-07-05 15:18 GMT (#59)
    (Utilizador Info)

    Sim já existiam atentados com esta frequência, tenho é pena que não tomes atenção, para além disso não esta provado que um eventual crescimento dos atentados terroristas, tenha como motivo a acção dos EUA, por oposição ao crescimento da capacidade das organizações terroristas que as perpetuam ao longo de todo o tempo.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:********* (Pontos:2)
    por Init em 08-07-05 15:21 GMT (#60)
    (Utilizador Info)

    Sim já existiam atentados, tenho é pena que não tomes atenção, talvez por os alvos terem menos visibilidade, para além disso não esta provado que um eventual crescimento dos atentados terroristas, tenha como motivo a acção dos EUA, por oposição ao crescimento da capacidade das organizações terroristas que as perpetuam ao longo de todo o tempo.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:********* (Pontos:2)
    por McB em 09-07-05 17:29 GMT (#100)
    (Utilizador Info)
    Não houve aplausos quando os EUA invadiram o Iraque e assassinaram civis?

    Portanto, para ti, uma situação de GUERRA (com erros colaterais) é comparável a uma situação de terrorismo...
    OK, I rest my case...

    Yours,
    McB!
    They told me it need Windows 95 or better, so I chose Linux
    Re:********* (Pontos:1)
    por QuickZero em 10-07-05 1:29 GMT (#104)
    (Utilizador Info)
    Guerra? Que motivos tiveram eles para iniciarem uma Guerra? Essa guerra para mim e na minha terra tem um nome! TERRORISMO! Chamas a morte de civis de erros colaterais? Eu chamo de assassinato! Para mim uma morte é uma morte! Pode ser propositado ou não! Mas é uma morte e mataram pessoas inocentes! Para mim isso chega basta e sobra!
    Re:********* (Pontos:2)
    por Init em 10-07-05 14:16 GMT (#110)
    (Utilizador Info)

    Chamas a morte de civis de erros colaterais? Eu chamo de assassinato!

    Queres por tanto dizer que matar uma pessoa de propósito de matar acidentalmente é a mesma coisa? É que se queres provas a tua estupidês. É sempre mau morrer alguém, mas tens de reconhecer que as circunstâncias são diferentes e se não o fizeres é porque és um faccioso de primeira.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:********* (Pontos:1)
    por QuickZero em 10-07-05 15:24 GMT (#111)
    (Utilizador Info)
    Acidentalmente? Ambos os casos podiam ter sido evitados! Tanto dos "polibans" como dos "amaricanos".

    Invadiram um país se motivo nenhum e o mundo fecha os olhos! Têm a lata de criticarem o Saddam mas esquecem-se dos prisioneiros de Guantanamo!

    Têm a lata de criticarem as torturas de Saddam mas fazem a mesma cena! São capazes de matar 300 civis num só dia, mas são erros colaterais, e são coisas da vida... Toda a gente tem que morrer um dia!

    Uma retaliação contra um país da Aliança e já é assassinato! Quem é que está a ser faccioso?

    Re:********* (Pontos:2)
    por Init em 13-07-05 10:35 GMT (#134)
    (Utilizador Info)

    Quem eu vejo matar civis às centenas num só dia são os terroristas Iraquianos...


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:********* (Pontos:2)
    por Mindstorm em 07-07-05 21:29 GMT (#36)
    (Utilizador Info) http://www.mndnet.org/
    Eu não fui, mas só porque não tenho pontos. Aquele comentário pode ser apresentado como a definição de despropositado.

    Mindstorm
    BOOOOM (Pontos:1)
    por QuickZero em 07-07-05 15:52 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    Afinal de contas a bombas do Bush não nos conseguem proteger das bombas dos "terroristas"?

    2 mortos e 150 feridos em Inglaterra e vão ser enterrados como heróis! Mas os milhares de mortos no Afeganistão, Iraque e Companhia Limitada, são enterrados como efeitos colaterais!

    Quem vai à guerra dá e leva! Fizeram a cama... Agora deitam-se nela! Já se sabia que isto ia acontecer em Inglaterra. Era só uma questão de tempo. E isto vai mudar a política Norte-Americana em relação ao "terrorismo"? Claro que não... Bora mandar mais bombas!

    "Shame on you Mr. Bush! Shame on you!"

    Re:BOOOOM (Pontos:1)
    por foxconn em 07-07-05 16:18 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    O mundo está cada vez mais perigoso. É o inconveniente de viver em grandes cidades de países do G8. São alvos fáceis.
    Re:BOOOOM (Pontos:2)
    por Init em 07-07-05 16:19 GMT (#9)
    (Utilizador Info)

    És idiota se pensas que isto é uma resposta à intervenção militar!!! Isto é um acto de fanatismo violento, motivado pela imposição de uma visão distorcida da religião que favorece a opressão da humanidade e uma visão pré-histórica das relações entre as pessoas, se a desculpa não fosse uma intervenção militar seria outra qualquer!!!

    Não te podes esquecer que os ataques terroristas por motivos religiosos são muito anteriores a intervenção militar no Afeganistão e mesmo ao 11 de Setembro.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:BOOOOM (Pontos:1)
    por jolas em 07-07-05 17:01 GMT (#11)
    (Utilizador Info) http://www.corolinfor.pt
    Assino por baixo.
    É bom saber que ainda existe alguem aqui que ainda nao tem a visao destorcida do mundo.
    Re:BOOOOM (Pontos:1)
    por being em 08-07-05 3:16 GMT (#43)
    (Utilizador Info)
    pois... parece que é so distorcida.

    Comecei uma dieta, cortei a bebida e comidas pesadas e, em catorze dias, perdi duas semanas. - Joe E. Lewis

    Re:BOOOOM (Pontos:1)
    por BackDoors em 07-07-05 17:26 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    Eu diria mais que seria uma mistura das duas. Idealismos, religião e vingança...
    Re:BOOOOM (Pontos:1)
    por Gothic em 07-07-05 17:30 GMT (#15)
    (Utilizador Info) http://Kmos.BlogSpot.com
    Viste as imagens do Pentagono no 11 de Setembro? não parece que foi um atentado terrorista, no máximo um "auto-atentado" americano do Bush para agravar a situação, pois o buraco que penetrou as paredes do pentagono, não foi de um boing, no máximo um missil. e onde foi o combustível todo? pouco ardeu.. e a parte ainda mais curiosa é que aquelas paredes não podem ser penetradas por um avião. é como mandar uma pedra contra um muro. São questões pertinentes e muito interessantes... fuck Bush!

    Characteristic of life style...
    Re:BOOOOM (Pontos:1)
    por jolas em 07-07-05 17:31 GMT (#17)
    (Utilizador Info) http://www.corolinfor.pt
    Eu tambem gostava muito dos X-Files!
    Re:BOOOOM (Pontos:1)
    por BackDoors em 07-07-05 17:33 GMT (#18)
    (Utilizador Info)
    Há quem não misture a realidade com a ficção cientifica... Mas a verdade é que o pentagono é só o ponto mais critico dos EUA. E não querendo levantar teorias da conspiração, eu pelo menos se tenho algo de valor elevado. Tento pelo menos proteger! Digo eu !
    Re:BOOOOM (Pontos:2)
    por Init em 07-07-05 20:20 GMT (#33)
    (Utilizador Info)

    Os EUA sempre criaram redundância nos sistemas de centros de comando militar e liderança politica. E existe uma coisa chamada factor surpresa.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:BOOOOM (Pontos:1)
    por jolas em 07-07-05 17:36 GMT (#21)
    (Utilizador Info) http://www.corolinfor.pt
    haaaa ainda mais!! concordo plenamente com a afirmação FUCK BUSH! mas nunca vejo tipo FUCK BIN LADEN ou outros gajos da mesma laia! Deve ser pelo BIN LADEN ser um gajo porreiro?
    Re:BOOOOM (Pontos:2)
    por blacksheep em 07-07-05 18:33 GMT (#26)
    (Utilizador Info) http://rpmcruz.planetaclix.pt/
    E a viagem à lua também é uma farsa, certo?

    Religion, the only confort left in a world splited by religion. (The Daily Show)
    Re:BOOOOM (Pontos:1)
    por Gothic em 08-07-05 7:35 GMT (#49)
    (Utilizador Info) http://Kmos.BlogSpot.com
    Actualmente não.. mas pelos vistos, havia sombras nas primeiras que foram mostradas.. há lá sombra? :O se calhar têm uma bananeira gigante plantada ao lado.

    Characteristic of life style...
    Re:BOOOOM (Pontos:1)
    por @|7 em 07-07-05 20:08 GMT (#30)
    (Utilizador Info)
    Olha amigo, antes de mandares porcaria para ao ar, verifica com as pessoas que vivem na cidade. Tenho amigos que juram ter visto um Boeing a sobrevoar a cidade e a ir directo ao Pentágono, e com eles viram milhares de americanos. Portanto se queres contar mentiras, cria um blog e conta-as lá, mas não queiras difamar as vidas humanas e inocentes que se perderam no 11 de Setembro, por um dia vais morrer e serás julgado pelos teus actos.
    Re:BOOOOM (Pontos:2)
    por Cyclops em 07-07-05 21:15 GMT (#34)
    (Utilizador Info)
    Muita gente em Portugal jura a pés juntos pelos milagres de Fátima... (não, não me refiro aos segredos mas pelos milagres mesmo).

    Nunca substimes o poder da histeria...
    Re:BOOOOM (Pontos:2)
    por Mindstorm em 07-07-05 21:37 GMT (#37)
    (Utilizador Info) http://www.mndnet.org/
    Mass histeria.

    Mindstorm
    Re:BOOOOM (Pontos:2)
    por Mindstorm em 07-07-05 21:38 GMT (#38)
    (Utilizador Info) http://www.mndnet.org/
    Oops, faltou o resto. Não quero dizer que não tenha sido um boeing, felizmente vim-me embora 3 dias antes. Mas milhares de pessoas terem visto não prova absolutamente nada, principalmente se são americanos.

    Mindstorm
    Re:BOOOOM (Pontos:2)
    por Init em 07-07-05 21:45 GMT (#39)
    (Utilizador Info)

    Mas milhares de pessoas terem visto não prova absolutamente nada, principalmente se são americanos.

    Gostava de saber qual o nome da dua doença...


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:BOOOOM (Pontos:1)
    por Gothic em 08-07-05 7:41 GMT (#51)
    (Utilizador Info) http://Kmos.BlogSpot.com
    Chama-se Xenofobia, a mesma do João Jardim... Eu também não gosto muito de americanos, pretos e muito menos de ciganos, e depois? não posso ser livre de escolher as pessoas que poderei falar e convíver? não implica directamente xenofobia ou racismo, pois há sempre uma ou duas que se escapam, sem serem ciganos =D

    Characteristic of life style...
    Re:BOOOOM (Pontos:2)
    por Mindstorm em 08-07-05 8:10 GMT (#53)
    (Utilizador Info) http://www.mndnet.org/
    LOL nenhuma. Tomas atenção aos media americanos? Já estiveste nos estados unidos? Frequentas forums americanos? Se o fizeres reparas que a enorme maioria da população é extremamente influênciável. Aliás há umas semanas estava a discutir isto com alguem de nacionalidade americana que me disse que não eram influenciáveis, eram mesmo ignorantes e ingénuos.

    Qual é o teu problema então?

    Mindstorm
    Re:BOOOOM (Pontos:2)
    por |The-Crow| em 07-07-05 23:57 GMT (#41)
    (Utilizador Info) http://www.soundream.org
    Pentagon Strike - Boing 757?
    Ora vê lá esta excelente apresentação, e tira algumas conclusões...
    Não te iludas com tudo o que vês, ou o que te dizem...

    PLUR.
    Re:BOOOOM (Pontos:1)
    por Gothic em 08-07-05 7:38 GMT (#50)
    (Utilizador Info) http://Kmos.BlogSpot.com
    Essa apresentação é a que vi, fala apenas de uma realidade.. dura e crua! e as imagens não são montagens, ... é só ver, diz lá tudo!

    Characteristic of life style...
    Re:BOOOOM (Pontos:1)
    por seg_fault em 09-07-05 13:09 GMT (#91)
    (Utilizador Info)
    http://www.abovetopsecret.com/pages/911_pentagon_757_plane_evidence.html

    Não te iludas tu também...
    Re:BOOOOM (Pontos:2)
    por |The-Crow| em 09-07-05 18:56 GMT (#102)
    (Utilizador Info) http://www.soundream.org
    Nice, ainda não tinha visto esse...
    Eu não me iludo tá descansado, sei e todos nós sabemos (penso eu), que estes casos estão todos envoltos numa grande desinformação por parte dos media e das próprias potências mundiais...
    Cada um tira as conclusões "aproximadas" da realidade que quiser, no fim apenas uma realidade é inevitável... todos morremos mais dia menos dia ;)
    Re:BOOOOM (Pontos:2)
    por Ancestor em 08-07-05 5:58 GMT (#45)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com
    Eu admiro pessoas que, eventualmente sem qualquer conhecimento de marcas e modelos de aviões, e em momentos dificilmente caracterizados pela sua pacatez, conseguirem distinguir características de um objecto com uma velocidade de várias centenas de km/h. Sinceramente, não sou adepto das teorias da conspiração, e não me interessa muito se foi ou não um avião, mas daí a aceitar como credíveis testemunhas oculares vai uma grande distância. Principalmente tendo em conta a máquina de propaganda americana.


    Why do you Linux and drive when you can BSD and fly?
    Re:BOOOOM (Pontos:1)
    por Gothic em 08-07-05 7:42 GMT (#52)
    (Utilizador Info) http://Kmos.BlogSpot.com
    Davas para um bom padre! :) tens boa moral, mas na verdade és igual aos outros..

    Characteristic of life style...
    Re:BOOOOM (Pontos:1)
    por Zarluk em 08-07-05 5:43 GMT (#44)
    (Utilizador Info)
    És idiota se pensas que isto é uma resposta à intervenção militar!!! Isto é um acto de fanatismo violento, motivado pela imposição de uma visão distorcida da religião que favorece a opressão da humanidade e uma visão pré-histórica das relações entre as pessoas, se a desculpa não fosse uma intervenção militar seria outra qualquer!!!

    Curioso... após uma segunda leitura, chego à conclusão que o que disseste assenta que nem uma luva tanto ao Bush como ao bin Laden ;-)

    Não te podes esquecer que os ataques terroristas por motivos religiosos são muito anteriores a intervenção militar no Afeganistão e mesmo ao 11 de Setembro.

    Estás a falar das Cruzadas ou doutros anteriores?

    Já agora: recomenda-se a toda a gente a leitura de "As Cruzadas Vistas pelos Árabes", de Amin Malouf.

    Re:BOOOOM (Pontos:2)
    por Init em 08-07-05 15:35 GMT (#61)
    (Utilizador Info)

    Curioso... após uma segunda leitura, chego à conclusão que o que disseste assenta que nem uma luva tanto ao Bush como ao bin Laden ;-)

    Ao contrário das conclusões precepitadas de pessoas que frequentam este foram, eu em lado nenhum disse que gosto do Bush, ou que concordo com as suas decisões, apenas exprimi a minha opinião quanto a pelo menos parte das suas motivações e também quanto à verdadeira natureza e propósito das acções dos terroristas.

    Estás a falar das Cruzadas ou doutros anteriores?

    As cruzadas foram à seculos, os atentados terroristas duram à decadas, ligar as cruzadas como motivação para o que se passa agora faz parte da visão raquitica que motiva as pessoas doentias que realizam os ataques terroristas... Não é simplesmente aceitável! Todos os povos tiveram as suas guerras religiosas, até mesmo os cristãos entre si, algumas delas bem mais violentas e sangrentas que as cruzadas, por isso utilizar as cruzadas para motivar seja o que for, faz parte do lixo que os filhos da puta convencem jovens altamente influenciáveis devido ao seu grande sofrimento a aceitarem uma visão tão arcaica do mundo e da sociedade.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:BOOOOM (Pontos:2)
    por Manuel em 09-07-05 3:33 GMT (#80)
    (Utilizador Info) http://sindominio.net/~manuel/
    As cruzadas foram à seculos, os atentados terroristas duram à decadas, ligar as cruzadas como motivação para o que se passa agora faz parte da visão raquitica que motiva as pessoas doentias que realizam os ataques terroristas... Não é simplesmente aceitável! Todos os povos tiveram as suas guerras religiosas, até mesmo os cristãos entre si, algumas delas bem mais violentas e sangrentas que as cruzadas, por isso utilizar as cruzadas para motivar seja o que for, faz parte do lixo que os filhos da puta convencem jovens altamente influenciáveis devido ao seu grande sofrimento a aceitarem uma visão tão arcaica do mundo e da sociedade.

    ora, gostei dessa. olha isto aqui agora:

    “Muita gente na Espanha e na Europa crê que os atentados do 11 de Março em Madrid têm relação com o apoio do governo espanhol na guerra do Iraque, mas o problema com Al Qaeda na Espanha não começou com a crise iraquiana [...] vêm do século VIII. A Espanha, logo depois de invadida pelos mouros, rejeitou converter-se em mais uma peça do mundo islámico.”

    -- José María Aznar, ex-Primeiro Ministro do Reino da Espanha (desses que esteve na reunião dos Açores) e Professor Associado em Georgetown, isto foi o que disse na sua primeira palestra. Duas ligações para conferir: uma e dua s

    PS: talvez os mais espertos já notaram que nem existia "Espanha" no século VIII nem no XIV quando acabaram de expulsar aos mouros, judeus e demais "infiéis", mas essa ideia obsessa de que a Grande Espanha existe desde a Pré-História é outra das características da direita espanhola.

    --
    Tanta gente sem casa, tanta casa sem gente..

    Re:BOOOOM (Pontos:2)
    por Manuel em 09-07-05 3:38 GMT (#81)
    (Utilizador Info) http://sindominio.net/~manuel/
    (ops, e de boa parte da esquerda também)

    --
    Tanta gente sem casa, tanta casa sem gente..
    Re:BOOOOM (Pontos:2)
    por fhc em 09-07-05 11:32 GMT (#89)
    (Utilizador Info)

    Os atentados de Madrid foram reivindicados na altura como uma espada no centro do mundo cruzado (sic), e em território do grande Al-Andaluz (sic).

    Diz lá agora que o Aznar não tinha razão.

    Sallam aeikam.

    Já agora, a Hispania era uma província do Império Romano, que abrangia toda a península Ibérica. Mais, os limites entre Espanha e Portugal, e mesmo dentro de Espanha, seguem sensivelmente as sub-divisões administrativas da província. Factos: A Hispânia existe desde o Império Romano. A consciência peninsular data das colonizações de Cartago. Alguém aqui não leu bons livros de História do período, que em boa defesa são raros.

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:BOOOOM (Pontos:2)
    por Manuel em 09-07-05 13:56 GMT (#92)
    (Utilizador Info) http://sindominio.net/~manuel/
    Diz lá agora que o Aznar não tinha razão.

    Eu só citei umas palavras do Aznar para responder ao Init, ele é que dizia que eram os islámicos quem utilizavam essa excusa -- nem só são eles.

    Já agora, a Hispania era uma província do Império Romano, que abrangia toda a península Ibérica. ais, os limites entre Espanha e Portugal, e mesmo dentro de Espanha, seguem sensivelmente as sub-divisões administrativas da província.

    Já ouviste fallar na Gallaecia, Astúrias e Leão, Lusitânia, Reino de Navarra, Coroa de Aragão ...? É o Império Romano a Pré-História da que eu falava? Podes desde já citar os factos históricos que justificam que o Reino de Espanha se divida em 17 autonomias e não em 13, 4 ou 28?

    É óbvio que estando no mesmo espaço geográfico houve épocas históricas nas que a configuração é muito parecida com a Hispania romana, como se poderia falar da unidade da Irlanda e UK por serem ilhas com circunstâncias geográficas análogas, mas daí a chamar de "Espanha" (isto é, o reino de Castela dominando ao resto, como ficou depois dos Reis Católicos e seguiu mais ou menos até hoje) ao que havia quando se começaram as cruzadas, como de uma pátria com consciência de si própria que tem de recuperar o terreno ao invasor...

    --
    Tanta gente sem casa, tanta casa sem gente..

    Re:BOOOOM (Pontos:2)
    por Init em 09-07-05 16:21 GMT (#97)
    (Utilizador Info)

    Eu só citei umas palavras do Aznar para responder ao Init, ele é que dizia que eram os islámicos quem utilizavam essa excusa -- nem só são eles.

    Em lado algum disse que são os islamicos, disse sim que são os terroristas, não vejo aqueles terroristas que dizem defender o Islão, como muçulmanos, pois violam várias das regras básicas dessa religião. Nem em lado nenhum disse que são apenas eles a utilizar esse argumento, ou qualquer outros argumento igualmente disparatado.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:BOOOOM (Pontos:2)
    por fhc em 11-07-05 7:51 GMT (#115)
    (Utilizador Info)

    A consciência peninsular sempre foi muito mais forte do que as autonomias, a ponto de a língua erudita de Castilla ser nem mais nem menos do que o luso-galaico. Incidentalmente, no Cancioneiro de Sta Maria e no Cancioneiro da Vaticana (feitos por castelhanos) figura muita coisa em luso-galaico e aragonês.

    A desconsciência peninsular (se me permites a ironia) é uma invenção do século XIII para a frente. Em Portugal eu diria que seria a partir de Afonso II, mais ou menos, que se toma a atitude de oposição a castela como percursor da ideia de nação.

    A Espanha (como península) faz muito melhor em estar junta que separada. Não digo com isto que nos devemos submeter a Madrid, apenas perceber que não faz sentido já andar de costas voltadas, como o mundo económico se apercebeu, para tudo o que venha de bom e de mal (infelizmente, mais de mal, visto que somos apenas vistoc como um mercado de consumo dos produtos e serviços espanhóis).

    De qualquer modo, obrigado pela resposta.

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:BOOOOM (Pontos:1)
    por plexar em 09-07-05 14:19 GMT (#94)
    (Utilizador Info)
    Por curiosidade, que livros são esses que identificam a Hispânia Romana e a Espanha Moderna como sendo a mesma coisa? Fiquei deveras intrigado.
    Plexar.
    Re:BOOOOM (Pontos:2)
    por fhc em 11-07-05 7:58 GMT (#116)
    (Utilizador Info)

    Começa pela História de Portugal, de Oliveira Martins. de qualquer modo, nunca disse que a Hispânia e a Espanha eram a mesma coisa. Entenda-se que defendo que a Espanha moderna tem de facto as suas origens muito para trás da romanização. E que os conceitos de nacionalidade, incluindo a nossa, conquanto válidos e ineludíveis, são um corpo estranho na idéia de peninsulismo que apesar de tudo mantinha diferentes povos (galécios, brigantinos, cónios, lusitanos, iberos, vascos, celtas, etc.) num estado de união instável.

    Não me lembro qual o nome do melhor historiador sobre esta assunto, pois foi um livro emprestado da biblioteca da UBI, onde dei aulas (de Engenharia, já agora), e já não o tenho. Posso-te dizer que era um livro sobre a formação da nacionalidade, até ao tempo de Afonso Henriques.

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:BOOOOM (Pontos:2)
    por fhc em 09-07-05 11:38 GMT (#90)
    (Utilizador Info)

    Outro facto: muitos dos jovens terroristas são recrutados nas madrassas (merdaças?) europeias, e são europeus. Na Europa são sujeitos aos grandes males da sociedade de consumo: a fome, a iliteracia, as pragas, a visão arcaica do mundo e da sociedade, a falta de informação, a não existência de meios de comunicação, as visões bonómicas dos arrastões de alguns ditos canhotos...

    Quando souberem, falem. Até lá percebam que muitos dos jovens que lutam passaram pela Europa, são merdosos influenciáveis que vão atrás de quem lhes promete setenta virgens no paraíso e os insufla de heróis do povo. A táctica não é nova. Está profusamente descrita por Marx e por Hitler. (Das Capital und Mein Kampf, usw.)


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:BOOOOM (Pontos:2)
    por Manuel em 09-07-05 14:01 GMT (#93)
    (Utilizador Info) http://sindominio.net/~manuel/
    Eu lá disse o que, que seja contradictório com isto?

    (E será também que são muito diferentes os dircursos de outros líderes do mundo livre occidental?)

    --
    Tanta gente sem casa, tanta casa sem gente..

    Re:BOOOOM (Pontos:2)
    por bêbado em 10-07-05 2:44 GMT (#106)
    (Utilizador Info)
    "Está profusamente descrita por Marx e por Hitler."

    Dito assim, Marx e Hitler na mesma frase como referência do que quer que seja, fico com a ideia que tens as ideias baralhadas. Ou então estás a 'atirar o barro à parede' e a tentar baralhar as ideias da rapaziada.

    O que é que Marx tem em comum com Hitler? Se te referes a este Karl Marx e a este Adolf Hitler a tua afirmação não tem qualquer seriedade. É pura propaganda.

    Mais: desde quando é que Hitler é uma referência teórica do que quer que seja? Em termos de pensamento, o homem não deixou nada à humanidade. O Mein Kampf é um arrazoado de banalidades e frustrações, sem qualquer credibilidade enquanto fonte de conhecimento teórico ou prático.
    A obra que deixou ao mundo foi uma demonstração contemporânea da mais cruel e bárbara selvajaria em larga escala a que o ser humano (e civilizado e ocidental) pode chegar quando se verificam particulares condições económicas, sociais e políticas.

    "são merdosos influenciáveis que vão atrás de quem lhes promete setenta virgens no paraíso e os insufla de heróis do povo"

    A ser assim, também existem "merdosos influenciáveis" que vão atrás de promessas muito mais banais. Nem precisam de 70 virgens... basta-lhes uma. Não é o facto de acreditar numa religião, ou em promessas vãs, que faz das pessoas mais ou menos "merdosas". É sobretudo aquilo que fazem que define aquilo que são.

    "September the 4th, 2001, I stood in the ruins of the Twin Towers. It's a day I will never forget."
    George W. Bush
    Re:BOOOOM (Pontos:2)
    por fhc em 13-07-05 8:39 GMT (#130)
    (Utilizador Info)

    Hitler e Marx eram extremamente diferentes...

    O Nome nacional socialismo diz-te qualquer coisa? Já leste o Capital, os escritos de Lenine e o Mein Kampf? Sabes que morreram seis milhões de judeus na Alemanha NAZI e oito na ex-união soviética. Sabes que o número de ciganos extreminados nos campos de concentração é cerca de metado dos extreminados na URSA? Sabes que, para concluir, se desconfia que ambos tinham importência sexual? Pobre Eva!

    Cara de um, cu do outro. Gémeos separados à nascença. Irmãos desavindos. Isto é, tudo a mesma trampa. Se se combatiam, também Salazar e Franco se desprezavam mutuamente.

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:BOOOOM (Pontos:2)
    por Psiwar em 07-07-05 17:36 GMT (#20)
    (Utilizador Info) http://www.netcode.pt
    No Afeganistão e Iraque, mais gente foi morta em atentados como o de Londres, do que pela guerra lá levada pelos Americanos.
    Mas é bom saber que é mais importante condenar líderes eleitos do que facínoras sem rosto que se escudam atrás de povos oprimidos e fanatismo religioso. É que uns foram para o médio oriente atrás de petróleo e para depôr um ditador, enquanto que os outros, aproveitam-se da oportunidade que lhes é dada pelo ocidente para ter uma vida melhor, e apenas espalham a morte e o sofrimento.

    Espero que um dia seja presenteado pelas pessoas que aparentas apoiar.
    Re:BOOOOM (Pontos:2)
    por Ancestor em 08-07-05 6:56 GMT (#48)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com

    Mas os milhares de mortos no Afeganistão, Iraque e Companhia Limitada, são enterrados como efeitos colaterais!

    Não sei se já reparaste, mas em múltiplos atentados ocorridos no Iraque e no Afeganistão, os terroristas normalmente não escolhem alvos estrangeiros. Todos os dias morrem civis iraquianos mortos por iraquianos. Retaliar contra os invasores matando o próprio povo parece-me contra-producente, além de tirar toda e qualquer legitimidade a quem acha que o terrorismo é uma resposta defensiva.

    Quem vai à guerra dá e leva!

    Se fossem familiares teus e/ou pessoas que te são queridas que morreram nos atentados, também achavas isso?
    Ou se fosses um emigrante muçulmano com vida estável no Reino Unido (caso não saibas a comunidade muçulmana é enorme), sentir-te-ias bem após o que se passou? Eventualmente sendo condenado pelos teus colegas, vizinhos e amigos pela tua crença religiosa, porque indivíduos que não te são nada matam dezenas de pessoas em nome da TUA religião? Seres culpabilizado aos olhos das pessoas por crimes que não foram cometidos por ti?

    Para finalizar, é sabido que apenas uma fracção dos operacionais da Al-Qaeda é de nacionalidade iraquiana ou afegã. Tens libaneses, egípcios, sírios, sauditas, iranianos, paquistaneses, filipinos, etc. com maior projecção que os afegãos ou iraquianos. Alguns países mencionados são aliados dos EUA. Também foram bombardeados? E, não te esqueças que o próprio Bin Laden é saudita, não afegão.

    E isto vai mudar a política Norte-Americana em relação ao "terrorismo"?

    É suposto? O "terrorismo global" já existia bem antes da intervenção americana no Afeganistão. Procura informações sobre os atentados no Quénia e na Tanzânia, em 1998, ou no Yemen, em 2000.

    Para fins educacionais, um documento americano intitulado patterns of global terrorism. Dificilmente se percebe a relação causa/efeito que muitos dizem existir.


    Why do you Linux and drive when you can BSD and fly?

    Re:BOOOOM (Pontos:2)
    por Perky_Goth em 11-07-05 1:28 GMT (#113)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    a Al-Qaeda não existe. Isso é um mito. É impossível que um monte de pessoas completamente separadas, com vidas completamente diferentes sejam parte de uma organização única.o que se passa é que o onze de setembro e as reações idiotas permitem que qualquer papalvo se sinta no dever de se revoltar contra os males do mundo.
    -----
    Windows: Agora com ecrãs azuis... vermelhos...
    Re:BOOOOM (Pontos:2)
    por Init em 13-07-05 10:44 GMT (#135)
    (Utilizador Info)

    A Al-Qaeda existe, pode é não ser bem aquilo que os media dizem que é, pode ser um pouco mais que um franchising de um terrorismo "islâmico" e não uma organização altamente estruturada e organizada.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Não foi só em Londres... (Pontos:2)
    por Cyclops em 07-07-05 18:46 GMT (#28)
    (Utilizador Info)
    Nós cá também tivemos. Ainda hoje de manhã saí mais cedo para o almoço graças a uma ameaça de bomba no edifício onde trabalho (ao centro) (não sem antes fechar o portátil e sair calmamente, apesar de não ser o último a sair ;)).

    Felizmente (e como na vasta maioria dos casos) foi alarme falso, algum engraçadinho que se inspirou nas explosões de Londres...
    hoje sim (Pontos:1)
    por hybriz em 08-07-05 9:07 GMT (#54)
    (Utilizador Info)
    «O país perdeu a inteligência e a consciência moral. Os costumes estão dissolvidos, as consciências em debandada, os carácteres corrompidos. A prática da vida tem por única direcção a conveniência. Não há princípio que não seja desmentido. Não há instituição que não seja escarnecida. Ninguem se respeita. Não há nenhuma solidariedade entre os cidadãos. Ninguem crê na honestidade dos homens públicos. Alguns agiotas felizes exploram. A classe média abate-se progressivamente na imbecilidade e na inércia. O povo está na miséria. Os serviços públicos sao abandonados a uma rotina dormente. O Estado é considerado na sua acção fiscal como um ladrão e tratado como um inimigo. A certeza deste rebaixamento invadiu todas as consciências. Diz-se por toda a parte: O país está perdido!»

    Primeiro número d'As Farpas de Eça de Queirós, 1871.


    Re:hoje sim (Pontos:2)
    por fhc em 09-07-05 11:24 GMT (#88)
    (Utilizador Info)

    Lê a Farpa da visita do Príncipe de Inglaterra a Portugal. Actual!

    Francisco Colaço


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    -- (Pontos:2)
    por nmarques em 11-07-05 12:04 GMT (#124)
    (Utilizador Info) http://www.the-kult.net/kampfhund/
    Quem brinca com o fogo queima-se...
    Queriam controlar o mercado europeu com base no barril sterling ? Temos pena... Metem-se com homens que teem uma religião de submissão e expansionista, que torna os mortos em combate em heróis, que lhes assegura um lugar no paraiso por morte em combate... Pilham-lhe os recursos, violam as mulheres e matam qualquer um.

    Se as Waffen SS tinham má reputação então os 'aliados' agora mostraram a sua verdadeira cara... Os ladrões ocidentais...

    Quem semeia ventos, colhe tempestades!
    --
    Oi! Oi! Oi!
    Re:-- (Pontos:1)
    por jolas em 11-07-05 15:18 GMT (#126)
    (Utilizador Info) http://www.corolinfor.pt
    "Quem semeia ventos, colhe tempestades!"
    Como se isso tivesse algo a ver com as motivações dos terroristas!
    Re:-- (Pontos:1)
    por BackDoors em 11-07-05 16:07 GMT (#127)
    (Utilizador Info)
    Que eu saiba os ataques terroristas foram por vingança... e pelo que se entende pelo proverbio é mesmo isso.
    Re:-- (Pontos:2)
    por Init em 13-07-05 10:49 GMT (#136)
    (Utilizador Info)

    Treta! Isso é uma desculpa para o facto de os terroristas simplesmente terem inveja do ocidente, e detestarem a forma de vida livre que temos.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    Re:-- (Pontos:2)
    por bêbado em 11-07-05 16:29 GMT (#128)
    (Utilizador Info)
    "teem uma religião de submissão e expansionista"

    Estás a referir-te à religião católica?

    "que torna os mortos em combate em heróis"

    AH! a religião católica torna (alguns) mortos em heróis, não precisam de morrer em combate.

    "que lhes assegura um lugar no paraiso por morte em combate"

    Pois... a religião católica também assegura um lugar no paraíso e não é preciso morrer em combate :-)

    "Pilham-lhe os recursos, violam as mulheres e matam qualquer um"

    Exactamente: não lhes perguntam primeiro a religião, basta serem (ou parecerem) diferentes. É indiscriminado. Os nazi-fascistas eram um pouco mais selectivos neste aspecto: só assassinavam os comunistas, ciganos, judeus e povos de 'raças inferiores'.

    "September the 4th, 2001, I stood in the ruins of the Twin Towers. It's a day I will never forget."
    George W. Bush
    Re:-- (Pontos:1)
    por QuickZero em 12-07-05 11:41 GMT (#129)
    (Utilizador Info)
    Já estava a ver muita coisa... Um comentario vindo de ti que eu concordasse. Lá tinhas que vir tu com as tuas balelas neo-fascistas!

    Os alemães não fizeram nada disso na 2ª grande guerra pois não? Hás-de perguntar aos russos, judeus, ciganos, britânicos e tds os países europeus afectados pela guerra.

    Hoo eu esqueci-me! Foi tudo uma farsa criada pelos judeus pela World Domination!

    Re:-- (Pontos:2)
    por fhc em 13-07-05 8:44 GMT (#131)
    (Utilizador Info)

    Engraçado, nisso vi tanto o Bin Laden como os cruzados como os nazis como os portugueses de 1500 como...

    Seremos então todos nós os ladrões ocidentais?

    P. S.: As Bolachas SS (brincadeira insultuosa minha!) nunca chegaram a ter metade da reputação que mereciam! Já agora, Marques, concordas com o extremínio de seis milhões de judeus que tanto deram para fazer a Europa triunfante?


    Quem não faz, ensina; quem não faz nem ensina, faz metodologia. Quem não faz nem ensina nem faz metodologia, faz futurologia.

    Re:-- (Pontos:2)
    por Init em 13-07-05 10:52 GMT (#137)
    (Utilizador Info)

    Diz-me lá qual é o exército que não condecora os seus mortos... É que até no juramento de bandeira em Portugal se jura defender a patria mesmo com o sacrificio da própria vida.

    Leva lá a tua propaganda de ódio, de medo e disparates para outro lado.


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]