gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Solucao de backup caseira?
Contribuído por scorpio em 11-10-04 4:25
do departamento backup-HOWTO
perguntas HTMLChecker escreve "Bons dias ... O que é que a comunidade gildotiana tem a dizer acerca de uma solucao caseira de backup? O problema e' o seguinte, conforme o andar do tempo, vamos tendo coisas guardadas em cada vez maior quantidade nos discos, sejam musica digitalizada, fotografias, documentos, etc...
Ok, para uma pequena rede caseira (servidor+desktop+portatil) qual a solucao de backup que sugerem? para terem um ideia, estamos a falar de fazer backup de musica, imagens e pequenos projectos, bem como trabalhos de universidade e documentos pessoais.
Devo utilizar DVDs? Devo ir para uma solucao atraves de tapes? e se for de tapes qual a tecnologia?
O servidor esta a correr FreeBSD, e penso que será o meu ponto de backup.
Que solucoes sugerem de forma resolver esta questao, mas tendo em conta o futuro tambem?

Já deu para perceber que sou um pouco novo nestas andancas de backup por isso peca a vossa ajuda, e já agora que solucoes utilizam? Obrigado a todos.... "

A noite em que as regras mudaram | QUATIC'2004 - Qualidade: a ponte para o futuro nas TIC  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Mais acerca perguntas
  • Também por scorpio
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    rsync? (Pontos:3, Esclarecedor)
    por Kmos em 11-10-04 7:40 GMT (#1)
    (Utilizador Info) http://Kmos.TondelaOnline.com
    E que tal isto? =) faz backups incrementais e tudo... é lindo!

    /usr/bin/rsync -a --delete /path/from /path/to

    na /path/to, não precisa de dizer a directoria, ele vai buscar a from.

    I'm a Lost Soul in this Lost World...
    Re:rsync? (Pontos:1, Despropositado)
    por xeon em 11-10-04 8:22 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://cat.afraid.org
    Com --delete nao fazes backups de certeza ;-)

    --
    Whatever
    Re:rsync? (Pontos:2, Esclarecedor)
    por Zarluk em 11-10-04 10:18 GMT (#5)
    (Utilizador Info)
    Faz, pois (man rsync):
    «I mirror a directory between my “old” and “new” ftp sites with the command:
    rsync -az -e ssh --delete ~ftp/pub/samba/ nim -bus:"~ftp/pub/tridge/samba"
    this is launched from cron every few hours.»

    e

    «--delete delete files that don’t exist on sender»

    Ou seja, vai apagar no destino os ficheiros entretanto apagados na origem.

    Re:rsync? (Pontos:2)
    por Kmos em 11-10-04 17:55 GMT (#20)
    (Utilizador Info) http://Kmos.TondelaOnline.com
    Só por acaso até faz ;-) é incremental e apaga os ficheiros que foram entretanto apagados. Depende agora do sistema de backups que se pretende é claro, mas aqui para casa, aquilo chega.

    I'm a Lost Soul in this Lost World...
    Re:rsync? (Pontos:2)
    por xeon em 11-10-04 20:51 GMT (#22)
    (Utilizador Info) http://cat.afraid.org
    Pois ... mas um dos objectivos dos backups e' recuperar "aquele" ficheiro que se apagou por engano e que so' se notou 1 semana depois ;-)

    Nesse caso o --delete nao ajuda muito ... ;-)

    --
    Whatever
    Re:rsync? (Pontos:2)
    por Kmos em 11-10-04 21:47 GMT (#23)
    (Utilizador Info) http://Kmos.TondelaOnline.com
    Sim tens razão, mas no meu caso.. é mesmo assim que quero =) eu qdo apago algo, tenho o cuidado de ver o que ando a apagar e como só tenho a fazer backup à /home/kmos, já que é lá que tenho as configurações e o que interessa.

    I'm a Lost Soul in this Lost World...
    Re:rsync? (Pontos:1)
    por Zarluk em 12-10-04 4:55 GMT (#27)
    (Utilizador Info)

    Isso não resolve aquele problema do ficheiro que foi copiado para cime de outro por engano e que só se notou uma semana depois!

    Para esses casos existe o CVS.


    rdiff-backup (Pontos:2, Informativo)
    por Sputtnik em 11-10-04 8:29 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    Dá uma olhadela neste:
    http://rdiff-backup.stanford.edu/
    Vale mesmo a pena!
    Já agora a melhor ferramenta de backup.... (Pontos:3, Informativo)
    por quantic_oscillation em 11-10-04 10:06 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://fs-oss.cjb.net
    What is Mondo?

    Mondo is reliable. It backs up your GNU/Linux server or workstation to tape, CD-R, CD-RW, NFS or hard disk partition. In the event of catastrophic data loss, you will be able to restore all of your data [or as much as you want], from bare metal if necessary. Mondo is in use by Lockheed-Martin, Nortel Networks, Siemens, HP (US and France), IBM, NASA's JPL, the US Dept of Agriculture, dozens of smaller companies, and tens of thousands of users.

    Mondo is comprehensive. Mondo supports LVM, RAID, ext2, ext3, JFS, XFS, ReiserFS, VFAT, and can support additional filesystems easily: just e-mail the mailing list with your request. It supports adjustments in disk geometry, including migration from non-RAID to RAID. Mondo runs on all major Linux distributions and is getting better all the time. You may even use it to backup non-Linux partitions, such as NTFS.

    Mondo is free! It has been published under the GPL (GNU Public License), partly to expose it to thousands of potential beta-testers but mostly as a contribution to the Linux community. I charge for 1-to-1 technical support to fund Mondo's development.

    Re:Já agora a melhor ferramenta de backup.... (Pontos:1)
    por Sputtnik em 11-10-04 11:52 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    Pois... Penso que ele quer implementar backup a partir do servidor (FreeBSD), incluindo dados deste. Pelo que leio no site do mondo este não suporta UFS/UFS2 ...
    Mas apenas lí na diagonal :)
    cheers.
    Re:Já agora a melhor ferramenta de backup.... (Pontos:1)
    por phlox em 11-10-04 13:01 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    "FreeBSD users - Joshua Oreman has ported Mondo to FreeBSD. "FreeBSD is in Mondo v1.73+, and FreeBSD Mindi is in SVN (mindi-fbsd)." - Joshua
    Dúvida (Pontos:2)
    por bracaman em 11-10-04 11:16 GMT (#6)
    (Utilizador Info)

    Existe alguma ferramenta que permita a junção dos dados de vários CDS/DVDS sem conflitos?

    Por exemplo, um dos problemas que tenho é que tenho montes de cds antigos com cópias da $HOMEDIR e outras coisas. A ideia seria juntar todos os dados desses cds, eliminar duplicados, renomear ficheiros com o mesmo nome mas conteúdo diferentes, etc...

    Cheguei a fazer um pequeno script para esta tarefa, mas não correu como esperava O:)

    Obrigado :)



    --
    "Muda, que quando a gente muda, o Mundo muda com a gente" -- Gabriel, o Pensador
    Re:Dúvida (Pontos:2)
    por chbm em 11-10-04 12:14 GMT (#10)
    (Utilizador Info) http://chbm.net/
    Com dvd+r podes fazer tar multivolume em dvds. Assustador não é ? :)
    Re:Dúvida (Pontos:2)
    por Init em 11-10-04 12:37 GMT (#12)
    (Utilizador Info)

    Existe alguma ferramenta que permita a junção dos dados de vários CDS/DVDS sem conflitos?

    O cat não me tem dado conflitos...


    «They that give up liberty to obtain a little temporary safety, deserve neither liberty nor safety» Benjamim Franklin (1706-1790)
    MO (Pontos:4, Interessante)
    por jmce em 11-10-04 11:37 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://jmce.artenumerica.org/

    Independentemente das ferramentas e dos conselhos básicos como ter pelo menos 2 cópias em backup (e verificar se se consegue realmente recuperar dados a partir dessas cópias), para guardar os ficheiros mais críticos a longo prazo eu sugeriria discos magneto-ópticos, de que estranho ouvir falar tão pouco. Aparentemente não compensa à Fujitsu e outros investir muito em publicidade sobre produtos de qualidade, e o uso parece especialmente restrito a certos meios profissionais; já ouvi falar de usos em bibliotecas (incluindo a nossa BN) e outros arquivos estatais, estações de rádio, navios oceanográficos, ... (e no Mission Impossible, para variar).

    Já têm uns bons anos de história com capacidade crescente, são suportados por diversos fabricantes, os discos têm sido suportados nas várias gerações de drives posteriores (por exemplo, ainda hoje se pode ler um disco MO de 230MB escrito há bastantes anos), a fiabilidade de armazenamento a longo prazo parece ser do melhor que se consegue encontrar, escrevem-se com acesso directo (faz-se um sistema de ficheiros como numa disquette ou disco rígido (VFAT, EXT3, ...), monta-se e usa-se sem os "truques" associados a CD e DVD), e até não lhes aplicaram "taxa de compensação de artista esfomeado pela presumida pirataria do cliente presumido culpado".

    Possíveis inconvenientes: não é coisa que tipicamente os amigos e vizinhos tenham, não é do mais rápido que há, as drives são mais caras que os gravadores de DVD, os discos também são algo caros (mas pelo menos há uns tempos eram bastante mais baratos que as beras ZIP que tanto estiveram na moda). Pessoalmente acho isso tudo irrelevante quando a preocupação principal é armazenar alguns dados de forma fiável a longo prazo.

    Há várias introduções às MO na WWW (procurar "magneto-optical", "MO drive"), incluindo um artigo na Tom's Hardware. Este parece-me um bocado pessimista. Referirem nas conclusões dúvidas sobre o futuro do USB é disparatado: a minha liga-se por SCSI, outras por IDE e USB, outras poderão ligar-se por outras vias; mais importante é que continuem a ler todos os discos antigos. Falam de "avanços esperados" nas tecnologias de armazenagem, mas... interesse em criar tecnologias e suportes tão fiáveis como as MO, terá havido recentemente? Algumas medidas de tempo lá indicadas (como "duas horas para encher um disco de 1.3GB") parecem-me suspeitas, e eu nem tenho daquelas drives novas: tenho uma DynaMO 640 SE que uso com discos de 230 e 640 MB. Talvez um dia meça alguns tempos com Linux e publique aqui; estes bichos mereciam um artigo só por si.

    Já agora, se me lembro bem creio que o melhor preço que consegui cá por discos MO foi de 7.5 EUR por disco de 640 MB.

    Re:MO (Pontos:2)
    por Ancestor em 12-10-04 21:54 GMT (#29)
    (Utilizador Info) http://www.norteglobal.com
    Eu usava discos magneto-opticos há uns anos (99/2000) em alguns clientes, para efectuar backups. Eram realmente rápidos, baratos e possuíam grande capacidade de armazenamento. O grande problema sempre foram as drives, bastante caras, extremamente frágeis e muito pouco tolerantes ao pó. Era rara a drive que durava mais de ano e meio.
    Tapes? DVD? Capacidades? (Pontos:1)
    por HTMLChecker em 11-10-04 11:53 GMT (#9)
    (Utilizador Info)
    Ok, já percebi que software não falta, mas e a nivel de armazenamento?

    Que acham tapes será o melhor formato?

    E tendo em conta que estou a pensar fazer backup de cerca de 12-17Gigas e poderá aumentar gradualmente, que coisas tenho que ter em mente para o futuro?

    Re:Tapes? DVD? Capacidades? (Pontos:3, Esclarecedor)
    por jmce em 11-10-04 12:23 GMT (#11)
    (Utilizador Info) http://jmce.artenumerica.org/
    Dependendo do que se pretende, às vezes um bom suporte para backup é... um computador separado, barato ou antigo (enfim, com um mínimo de fiabilidade) com um par de discos rígidos IDE, ligado ao(s) outro(s) computadores por Ethernet... para fins caseiros e não só. Rápido e simples, embora não resolva (se instalado localmente) o problema de manter cópias longe, se houver preocupação com isso. Mas se for uma caixa pequenina (como muitas novas que há por aí) teria pelo menos a vantagem de facilitar a fuga com os dados "debaixo do braço" em caso de sismo ou outra calamidade (por comparação com o típico caixote grande).
    Re:Tapes? DVD? Capacidades? (Pontos:3, Informativo)
    por MacLeod em 11-10-04 13:01 GMT (#15)
    (Utilizador Info)
    A experiência que tenho com as tapes é que são lentas, mais caras que os suportes ópticos e cujo tempo de vida deve ser semelhante ao de um CD (dependendo da qualidade de ambos, claro!).
    Re:Tapes? DVD? Capacidades? (Pontos:2, Esclarecedor)
    por Specimen em 11-10-04 13:52 GMT (#17)
    (Utilizador Info)
    No meu entender a solução mais conveniente para backups domesticos são discos rígidos, quer sejam num servidor com SATA + Hotplug e gavetas que permitem facilmente sacar os discos e fugir com eles :D

    Ou, um daqueles discos externos Firewire/USB2 que já os há com mais de 1 TB ( Lacie ). Uma solução destas é bastante portátil, segura, dá para ligar em qq computador com USB, e não é assim tão cara se formos a ver o preço por GB.

    Re:Tapes? DVD? Capacidades? (Pontos:2)
    por Kmos em 11-10-04 17:59 GMT (#21)
    (Utilizador Info) http://Kmos.TondelaOnline.com
    Ainda noutro dia foram dois discos embora, e estavam ligados em raid, e se não fossem as velhinhas tapes, tinhamos um grave problema.

    I'm a Lost Soul in this Lost World...
    Re:Tapes? DVD? Capacidades? (Pontos:2)
    por Perky_Goth em 12-10-04 0:55 GMT (#25)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    o problema dos discos é que tendem a estragar a cabeça se n foram usados com regularidade. há pessoas que quando paravam o sistema após uns anos, o disco n recuperava.
    -----
    Microsoft has funded 13 studies over the past year comparing Linux with its own products. Guess what: All of them come out in favor of Microsoft.
    In case of failure... (Pontos:2, Interessante)
    por phlox em 11-10-04 12:49 GMT (#13)
    (Utilizador Info)
    Se estiveres disposto podes usar RAID (o que talvez possa ser um bocado caro) e permite-te recuperar dados em caso de falha (principalmente se usares mirroring). Se precisares de recuperar copias antigas usa Subversion (o suporte do CVS para ficheiros binários é mau). Em relação a transporte de backups para outro lado aconselho-te a usar DVDs, visto que a maior parte dos utilizadores domésticos nao tem tapes. Isto pode estar um bocado off-topic, mas informação a mais não é um problema.
    Re:In case of failure... (Pontos:1)
    por RedBot em 11-10-04 13:39 GMT (#16)
    (Utilizador Info) http://www.ebserver.org
    E pq nao instalas um disco externo nessa maquina com backups totais? compra 1 caixa externa mass storage e um disco de 250 gigas...

    http://www.ebserver.org
    Há 10 tipos de pessoas no mundo, as que entendem binário, e as que nao entendem. [stolen
    ja aqui deram a solucao, diluida mas deram (Pontos:2)
    por racme em 11-10-04 14:41 GMT (#18)
    (Utilizador Info) http://tinyurl.com/2zvku
    subversion (0EUR) + dvdr/w 4x (1EUR)

    priceless data in CHEAP [INC/LOG] BACKUP storage device



    Este país está de TANGA!!
    DVD RW é o mais fiável (Pontos:2, Interessante)
    por rnbc em 11-10-04 17:03 GMT (#19)
    (Utilizador Info)
    Em termos de durabilidade o mais fiável que há à venda é o DVD+/-RW. Porquê? Há vários factores:

    Não usa pigmentos orgânicos para armazenar a informação, que se degradam com o tempo e com a exposição à luz.

    É fácil encontrar leitores.

    O DVD é mais robusto que o CD porque tem ambos os lados protegidos por uma camada relativamente grossa de plástico.

    A tecnologia de mudança de fase de polimeros em substrato metálico, usada nos CDs e DVDs RW será, segundo perpectivas conservadoras, capaz de manter os dados em boas condições centenas de anos desde que o disco não seja sujeito a aquecimento extremo, ao contrário dos discos R, que usam pigmentos orgânicos alteráveis com o tempo e a luz.

    Os discos magneto-ópticos são superiores em termos de resistência ao calor mas são inferiores em termos de resistência ao campo magnético (que pode mudar mesmo sem aquecimento acima do ponto de curie). São também bastante mais caros. Não compensam minimamente.

    Pelo que sei discos R (write once) não devem ser considerados fiáveis a longo prazo.

    Re:DVD RW é o mais fiável (Pontos:2)
    por MacLeod em 11-10-04 23:37 GMT (#24)
    (Utilizador Info)
    Interessante, mas eu sempre pensei que os discos RW tinham uma fiabilidade menor. Se é para fazer backups do tipo de tape (estar sempre a gravar), então pode desgastar bastante o disco. Já me aconteceu com vários CDRW que gravo regularmente o a superfície do disco ficar com muitos riscos e eventualmente deixo de poder ler um desses discos.
    Re:DVD RW é o mais fiável (Pontos:2)
    por Perky_Goth em 12-10-04 0:57 GMT (#26)
    (Utilizador Info) http://www.fe.up.pt/freefeup
    depende da qualidade :)
    de facto, qualquer teste de gravadores apresenta ainda uma grande taxa de erros nos dvds, pelo que tens q ter grande cuidado. mas... a 1 ¤ cada um, é impossível bater, mesmo com cópias redundantes.
    -----
    Microsoft has funded 13 studies over the past year comparing Linux with its own products. Guess what: All of them come out in favor of Microsoft.
    Re:DVD RW é o mais fiável (Pontos:1)
    por rnbc em 12-10-04 12:47 GMT (#28)
    (Utilizador Info)
    Pois, eu também pensava que eram menos fiáveis, porque afinal de contas os outros gravam-se e fica mesmo gravado, certo? Mas depois de ler mais sobre o assunto percebi que afinal era ao contrário.

    Essa dos riscos é que não percebi: o teu gravador faz riscos nos discos? Não me lembro de tal coisa me ter acontecido em nenhum gravador.

    Tenho DVD+RW que já foram regravados dezenas de vezes (num Pioneer 106D) e estão impecáveis. Claro que para maior fiabilidade não convém tentar chegar perto dos limites do fabricante (2000 ciclos no caso dos Memorex, acho).

    As tapes, principalmente as de gravação helicoidal tipo DAT e DLT, sofrem um desgaste mecânico enorme e falham ao fim dumas centenas de leituras ou gravacões. Sei isso por experiência própria.

    Os DVD/CD-RW falham por desgaste térmico: o material muda de fase tantas vezes, com expansão e contração térmica, que destroi o substrato. Mas normalmente aguentam milhares de ciclos de escrita, e quase infinitos de leitura.

    Os magnéto-opticos também falham por desgaste térmico, visto que o substrato metálico tem de ser aquecido acima do ponto de curie para memorizar o campo magnético aplicado. Não sofrem quase desgaste na leitura.

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]