gildot

Topo
Sobre
FAQ
Tópicos
Autores
Preferências
Artigos
Sondagens
Propor artigo


8/3
gildicas
9/30
jobs
10/9
perguntas
10/25
press

 
Computador (com Linux) dos pobres à venda na Índia
Contribuído por vaf em 04-04-04 2:42
do departamento da-mais-pura-casta
Tecnologia WZ|Dunadan escreve "Chama-se Simputer e está agora à venda na Índia tendo sido desenvolvido por cientistas e engenheiros do Indian Institute of Science en Bangalore. O seu modelo básico custa $240 Dólares USB (perto de 200 EUR), tem um CPU a 206MHz, 64MB de Memória, um ecrã monocromático, um microfone interno e colunas, tendo a bateria uma autonomia de seis horas. Este Handheld PC utiliza o sistema operativo Linux, permite navegar na Internet e enviar e-mails, que podem ser escritos com a ajuda de um estilete no écran. Os responsáveis pelo projecto esperam vender 50 mil unidades no primeiro ano.

Ora bem, se os Indianos são capazes de criar um Handheld PC acessível, o que falta aos Portugueses para fazer algo melhor? Visão? Estratégia? Motivação?"

[vaf: Olhe que não, olhe que não.]

7 bit ASCII | Windows e Linux, igualmente seguros  >

 

gildot Login
Login:

Password:

Referências
  • Linux
  • WZ|Dunadan
  • à venda na Índia
  • responsáveis pelo projecto
  • olhe
  • Mais acerca Tecnologia
  • Também por vaf
  • Esta discussão foi arquivada. Não se pode acrescentar nenhum comentário.
    ugh? (Pontos:2, Informativo)
    por RaTao em 04-04-04 3:34 GMT (#1)
    (Utilizador Info)
    200 e tal euros por um pda - sim, não passa de um pda - com aquelas caracteristica e a preto-e-branco? Isso é carissimo!
    caracteristícas

    Qualquer pessoa fica mais bem servida com um Palm Tungsten E, que deve ficar por uns 210 euros, é a cores e não ficamos a dever favores aos salvadores dos pobres...!

    E frases como esta "In order to keep costs down, the computer uses the Linux operating system." não ajudam nada... Então não era melhor dizer que "In order to take full advantage of the platform the computer uses Linux"?

    paz,
    ratao
    Re:ugh? (Pontos:1)
    por edsonmedina em 04-04-04 17:15 GMT (#8)
    (Utilizador Info)
    É de facto feioso e com specs fraquinhos para o preço.

    Mas... tem uma ficha RJ-11 para o modem. :)

    O que é no minimo bizarro (os PDA's não existem para dar mobilidade?), mas até faz algum sentido (acesso dial-up é baratíssimo nos dias que correm).

    Acho que não encontras modem nos PDA's mainstream.
    Re:ugh? (Pontos:2)
    por Kmos em 04-04-04 21:22 GMT (#20)
    (Utilizador Info) http://Kmos.TondelaOnline.com
    "acesso dial-up é baratíssimo nos dias que correm"

    Tens a certeza disto? eu acho que é excessivamente caro em Portugal para aquilo que é, e já deviamos ter tarifa plana para isso, como acontece com ADSL/Cabo/etc..

    I'm a lost soul in this lost world...
    caro? (Pontos:1)
    por edsonmedina em 06-04-04 17:17 GMT (#36)
    (Utilizador Info)
    Tens a certeza disto? eu acho que é excessivamente caro em Portugal para aquilo que é, e já deviamos ter tarifa plana para isso, como acontece com ADSL/Cabo/etc..

    Não estás a olhar do angulo certo.

    Se não tens cheta e gostavas de conhecer a internet não vais meter ADSL (7 contos por mês não é fácil para uma familia sem posses).

    Dial-up pagas aquilo que usas. Em principio (partindo do principio que não és viciado) vais gastar alguns trocos e não ficas agarrado a uma assinatura.
    Re:ugh? (Pontos:1)
    por RaTao em 05-04-04 1:01 GMT (#22)
    (Utilizador Info)
    Sim, também reparei nessa excentricidade do modem analógico :-)
    De qualquer modo não estou a ver grande utilização num PDA...

    <offtopic>
    Em relação ao ser "barato", depende da utilização (como disse o Kmos). Se comparares um adsl/cabo em que estás ligado 24h/dia e pagas 50 euros/mês, um acesso dial-up é 100000000000000x mais caro. Antes de ter adsl pagava mais de telefone do que pago agora ;)
    </offtopic>

    paz,
    ratao
    Re:ugh? (Pontos:2)
    por Kmos em 05-04-04 10:03 GMT (#25)
    (Utilizador Info) http://Kmos.TondelaOnline.com
    A minha média dial-up são 30 contos mensais, e já ando a desesperar e ADSL que nunca mais chega, mas este ano acaba-se o sofrimento pelo que sei, e além disso vou trabalhar finalmente =)

    I'm a lost soul in this lost world...
    30 contos????? (Pontos:1)
    por edsonmedina em 06-04-04 17:20 GMT (#38)
    (Utilizador Info)
    A minha média dial-up são 30 contos mensais, e já ando a desesperar e ADSL que nunca mais chega, mas este ano acaba-se o sofrimento pelo que sei, e além disso vou trabalhar finalmente =)

    Netcabo com parabólica (unidireccional) não te ficava mais barato?
    Re:ugh? (Pontos:1)
    por edsonmedina em 06-04-04 17:19 GMT (#37)
    (Utilizador Info)
    Sim, também reparei nessa excentricidade do modem analógico :-)
    De qualquer modo não estou a ver grande utilização num PDA...


    A utilidade é a mesma que terias num desktop: acesso à informação.

    A diferença é que o PDA é mais barato, logo mais gente pobre pode comprar.
    off-topic: Cuidado com os Indianos (Pontos:3, Informativo)
    por PRE em 04-04-04 8:24 GMT (#2)
    (Utilizador Info) http://psantos.net
    Ora bem, se os Indianos são capazes de criar um Handheld PC acessível, o que falta aos Portugueses para fazer algo melhor? Visão? Estratégia? Motivação?"

    Cuidado que os Indianos têm pessoas muito inteligentes. Principalmente pessoas quee estudaram no estrangeiro nas melhores escolas e depois regressaram ao seu pais de origem. Para quem não sabe até foi montado um clone do "Silicon Valley" na India.

    Porquê? Porque eles têm mentes brilhantes e custam muito menos que profissionais noutros países. Se um programador em New York ganha 200, e um na India ganha 5, nem é preciso que seja melhor... basta que seja tão bom com os americanos.

    Até são as companhias tipo IBM que aliciam os indianos que estudam na américa a regressarem ao seu pais natal.
    _____________________
    Pedro Santos :: psantos.net :: blog

    re:off-topic: cuidado com os indianos (Pontos:1, Interessante)
    por Thing em 04-04-04 9:11 GMT (#3)
    (Utilizador Info)
    pelo que sei a india e o brasil estao no topo em termos de pais que mais desenvolve\usa software aberto.
    thing
    Re:off-topic: Cuidado com os Indianos (Pontos:1)
    por seven em 04-04-04 18:15 GMT (#9)
    (Utilizador Info)
    Quando comecei a ler "cuidado com os indianos"... pensei q ias terminas com algo do genero: "q sao quase tantos como os chineses"
    Re:off-topic: Cuidado com os Indianos (Pontos:2)
    por fhc em 05-04-04 9:46 GMT (#24)
    (Utilizador Info)

    ... que irão ser mais que os chineses já em 2015, segundo a FAO.

    Francisco Colaço


    Re:off-topic: Cuidado com os Indianos (Pontos:3, Interessante)
    por Anonimus Cobardis em 04-04-04 18:52 GMT (#11)
    (Utilizador Info)
    > Cuidado que os Indianos têm pessoas muito inteligentes.
    > Principalmente pessoas quee estudaram no estrangeiro nas
    > melhores escolas e depois regressaram ao seu pais de
    > origem. Para quem não sabe até foi montado um clone do
    > "Silicon Valley" na India.


    Tudo certo, excepto a parte de estudarem no estrangeiro. A melhor escola de tecnologia do mundo fica na India, é o M.I.T., Madras Institute of Technology. Tem o programa currícular mais difícil de /todas/ as escolas do mundo, em praticamente todas as engenharias, e é de tal forma uma honra ser-se aceite lá que quem o é até tem direito a aparecer num jornal de tiragem nacional, com fotografia e tudo. Deu há uns tempos um documentário na Sic Notícias (da BBC ou da CBS, já não me recordo) exactamente sobre essa escola, e fiquei de boca aberta. Em toda a minha (infelizmente e apesar de tudo) arrogância ocidental (velho-mundista, mesmo) nunca sonharia com tal coisa. Durante anos exportaram vários milhares de engenheiros que "alimentaram" Silicon Valley, agora já nem precisam de os exportar visto que Silicon Valley se mudou (está a mudar) para Bangalore.

    O maior centro de R&D da IBM fora dos EUA já é na India, por exemplo.


    --
    © 1982 Sinclair Research Ltd
    Re:off-topic: Cuidado com os Indianos (Pontos:2)
    por PRE em 04-04-04 19:00 GMT (#12)
    (Utilizador Info) http://psantos.net
    Pois é, também já tinha ouvido falar desse MIT, mas passou-se-me de ideia. Mas olha que a parte do estrangeiro não é para tar de parte, porque também acontece.

    Mas pronto, se eles estão melhor preparados, se são mais baratos e se têm maior empenho que nós, não há razão nenhuma para "nós" sermos melhores. Mesmo assim, para quem não tá consciente dos factos, causa sempre um pouco de apreensão dizer que um pais como a India está à nossa frente.
    _____________________
    Pedro Santos :: psantos.net :: blog

    Re:off-topic: Cuidado com os Indianos (Pontos:2)
    por Anonimus Cobardis em 05-04-04 17:32 GMT (#34)
    (Utilizador Info)
    > Mas olha que a parte do estrangeiro não é para tar de
    > parte, porque também acontece.


    Exacto, exacto, em universidades britânicas e americanas. Especialmente os que não conseguem entrar no IIT -- e considerando que só há 3000 e tal vagas por ano, e mesmo com a percentagem de candidatos que rumam a outras universidades indianas, acabar por haver uma grande percentagem de gente muito dotada que acaba por "aterrar" no ocidente.

    > Mas pronto, se eles estão melhor preparados, se são mais
    > baratos e se têm maior empenho que nós, não há razão
    > nenhuma para "nós" sermos melhores. Mesmo assim, para
    > quem não tá consciente dos factos, causa sempre um
    > pouco de apreensão dizer que um pais como a India está à
    > nossa frente.

    De facto, é um grande beliscão no nosso ego. Apesar de tudo, o nosso preconceito ocidental ainda atrapalha um bocado -- é bastante díficil "engolir" que um país paupérrimo, de 3º mundo, com pouquíssimas condições forme gente tão competente, que nestes últimos anos tem sido o sustentáculo do mundo da tecnologia.


    --
    © 1982 Sinclair Research Ltd
    Re:off-topic: Cuidado com os Indianos (Pontos:1)
    por seven em 04-04-04 20:09 GMT (#15)
    (Utilizador Info)
    Claro q é uma escola de dificil acesso.... pegas na população total da india e no numero de vagas e faz as contas.
    É quase como ter uma universidade em portugal com todos os cursos e uma vaga por curso... ou seria 0.3 vagas por curso?
    Elementar...
    Re:off-topic: Cuidado com os Indianos (Pontos:1)
    por tiagoskid em 04-04-04 20:22 GMT (#16)
    (Utilizador Info)
    Hmm..eu tambem vi a reportagem, realmente a escola pareceu muito boa mas dizer que e a melhor do mundo é um pouco exagerado..dou como exemplo o MIT(o de Boston:)) e outras tantas pelo mundo..Como ja foi referido em algum comentario,eles tem a vantagem que pelo preco que trabalham nao precisam de ser melhores,basta estar ao mesmo nivel ou ate um pouco abaixo em alguns casos..
    MIT ?? não é bem essa a melhor (Pontos:1)
    por linooks em 05-04-04 13:05 GMT (#29)
    (Utilizador Info) http://www.ajcm.pt.vu

    vivas

    Segundo uma fonte indiana segura [o meu colega do lado :)], as melhoras escolas de tecnologia da Indias são os IIT (INDIAN INSTITUTE OF TECHNOLOGY ) que são cerca de 7, distribuidos por toda a india.

    O melhor destes 7 é o Kanpur, INDIAN INSTITUTE OF TECHNOLOGY KANPUR (http://www.iitk.ac.in/)

    "Cuidado com os Indianos", porquê ?? eles só fazem mal aos paquistaneses :))


    ___________________________________

    (linooks (at) zmail (dot) pt)

    Re:MIT ?? não é bem essa a melhor (Pontos:2)
    por Anonimus Cobardis em 05-04-04 17:14 GMT (#33)
    (Utilizador Info)
    Ahh, exactamente. Obrigado pela correcção. A memória é a primeira coisa a ir com a idade... :-)


    --
    © 1982 Sinclair Research Ltd
    o Velho Continente... (Pontos:2)
    por elmig em 04-04-04 11:06 GMT (#4)
    (Utilizador Info) http://www.DebianPT.org
    Nós aqui no velho continente temos a mania que somos "bons"... mas se calhar é mais um autismo.

    Comparar o que se faz na Ásia em termos tecnológicos com Portugal só não é rídiculo porque consegue ser mais hilariante do que isso.

    Como exercício vão ver o "Made in " dos vossos equipamentos electrónicos e vejam a % dos que dizem Made in Portugal... Em Portugal não criamos, nem sequer copiamos... Existem apenas casos pontuais. Ao contrário da Ásia onde se copia (e melhora-se) e se criam coisas novas.
    Se tiverem oportunidade visitem o Sudoeste Asiático e depois percebam porquê...

    "Big brother is watching you, and little brother is too. When big brother goes to sleep, little brother goes through his stuff."

    Re:o Velho Continente... (Pontos:1)
    por The CodeMaker em 04-04-04 21:07 GMT (#19)
    (Utilizador Info)
    Isso é verdade. Em Portugal faz-se muito pouco produto final. Mas olha que nem tudo o que diz "made in [insert asian country here]" foi desenvolvido lá... e se tirarmos o japão, muito pouco terá sido desenvolvido (pensado e projectado) na ásia.

    Vejamos o exemplo da X-Box. Pego neste exemplo por ser um aparelho conhecido e do qual sei um pormenor interessante. Alguém que tenha uma X-Box é capaz de dizer onde foi contruída? Eu não sei mas tenho a certeza que pelo menos um dos chips foi projectado e desenvolvido em PORTUGAL. ChipIdea a dar cartas no mundo da electrónica. ;)

    Já agora, essa empresa portuguesa em grande expansão mundial, produz circuitos electrónicos para uma quantidade enorme de fabricantes de produtos finais. Muitos deles bastante conhecidos mas nenhum deles português...

    --
    CodeMaker
    Made in Portugal (Pontos:1)
    por linooks em 05-04-04 12:55 GMT (#27)
    (Utilizador Info) http://www.ajcm.pt.vu

    Penso que é obvio para toda a gente que sai mais barato montar uma linha de produção em Tawain do que em Portugal, mas isso n quer dizer que não exista desenvilvimento em Portugal

    Exemplo:

    SIBS, temos um serviço dos mais avançados do mundo

    Octal TV, ..sim aquelas caixinhas da TV cabo são de origem portuguesas (embora sejam fabricadas fora de portugal)

    Brisa Via verde, ... bem o que vale que os outros paises n têm portagens :))


    ___________________________________

    (linooks (at) zmail (dot) pt)

    Re:Made in Portugal (Pontos:2)
    por ^magico^ em 05-04-04 13:38 GMT (#30)
    (Utilizador Info) http://fsilva.online.pt/
    Os outros paises *TÊM* portagens. E podes começar por ver isso no pais vizinho....

    Este comentário foi publicado ao abrigo de leis internacionais "How to handle a Troll".
    Antigo (Pontos:3, Informativo)
    por andyrock em 04-04-04 12:03 GMT (#5)
    (Utilizador Info) http://linuxinside.com.sapo.pt
    Já se fala neste projecto há mais de um ano! Pena que o tempo foi passando, e as especificações foram ficando inalteradas!

    Re:Antigo (Pontos:1)
    por jpeq em 04-04-04 18:41 GMT (#10)
    (Utilizador Info)
    Nem por isso. A nova geração Amida Simputer tem Specs um pouco mais interessantes e um preço a partir de $240. A maior parte dos modelos está bastante bem apetrechada para o preço.

    -------------------------------------------
    "All great truths begin as blasphemies."
    George Bernard Shaw
    Importar importar (Pontos:3, Interessante)
    por joaorf em 04-04-04 14:20 GMT (#6)
    (Utilizador Info)
    Ora bem, se os Indianos são capazes de criar um Handheld PC acessível, o que falta aos Portugueses para fazer algo melhor? Visão? Estratégia? Motivação?

    Em Portugal, fabricar deixou de "estar a dar". O reflexo automático dos portugueses é importar. Não conheço ninguém (para além de mim) que, quando vai fazer compras, procura saber aonde foi fabricado o produto e leva em consideração na decisão de compra se o produto foi fabricado em Portugal.
    Entrem num supermercado e tentem encontrar produtos manufacturados em Portugal. Até coisas simples como chocolates ou sabonetes já quase não se encontram. Em contrapartida, entrem num supermercado espanhol e vejam como o cenário é inverso: o difícil é encontrar artigos que não são fabricados em Espanha.

    Como alguém disse uma vez: a única razão porque ainda existe Construção Civil em Portugal é porque não se podem importar prédios...

    Re:Importar importar (Pontos:2)
    por Psiwar em 04-04-04 15:07 GMT (#7)
    (Utilizador Info) http://www.netcode.pt
    Mas podem-se importar trabalhadores ilegais...
    Re:Importar importar (Pontos:2)
    por Kmos em 04-04-04 21:27 GMT (#21)
    (Utilizador Info) http://Kmos.TondelaOnline.com
    Se calhar é por isso que não gosto do LIDL e afins, além da qualidade dos produtos ser uma porcaria, é tudo estrangeiro e estamos a dar dinheiro para os outros em vez de alimentar-mos o próprio país..

    I'm a lost soul in this lost world...
    Re:Importar importar (Pontos:2)
    por MacLeod em 05-04-04 13:58 GMT (#31)
    (Utilizador Info)
    Muitas vezes é uma questão de escolher entre um produto de qualidade estrangeiro e um produto português que se "deve" comprar, embora com menos qualidade. As minhas escolhas são feitas com base na qualidade/preço. Muitas vezes compro produtos importados, e não vejo nenhuma razão para que deva insistir em produtos portugueses com uma qualidade manifestamente inferior e habitualmente a preços mais elevados. Serei eu que devo compensar o produtor/empresário/industrial que em vez de competir honestamente (e usar os dinheiros dos subsidios inteligentemente) tenta recorrer a valores patrióticos para conseguir vender os seus produtos?

    As pessoas compram produtos importados é porque os acham mais atractivos. Não é um reflexo automático, é uma questão de mercado. E isso não se vai mudar dizendo às pessoas que devem comprar porque é nacional. Esta situação só se vai mudar quando os nossos produtores se esforçarem para fazer um bom produto.

    Re:Importar importar (Pontos:2)
    por joaorf em 05-04-04 16:25 GMT (#32)
    (Utilizador Info)
    Concordo que não se deve comprar um produto português exclusivamente porque é português. Isso levaria a uma espécie de proteccionismo informal cuja consequência mais visível seria as empresas portuguesas não sentirem necessidade de serem competitivas.

    Mas, por outro lado, quando os produtos são de qualidade semelhante, tenho o cuidado de escolher produto português. Mesmo quando a qualidade é ligeiramente inferior, mas não significativamente inferior ao ponto de não satisfazer os meus objectivos, prefiro produto português. E faço-o porque reconheço que quanto mais fortes economicamente estiverem as empresas portuguesas mais contribuirão para a Economia nacional, e mais oportunidades de emprego criarão (quem sabe, até para mim próprio).

    A maioria dos espanhóis têm esta consciência. Os franceses ainda vão mais longe na preferência por produtos franceses. E se não fosse essa consciência, seguramente que não seriam economias tão prósperas.

    Re:Importar importar (Pontos:2)
    por MacLeod em 05-04-04 18:35 GMT (#35)
    (Utilizador Info)
    Mas, por outro lado, quando os produtos são de qualidade semelhante, tenho o cuidado de escolher produto português. Mesmo quando a qualidade é ligeiramente inferior, mas não significativamente inferior ao ponto de não satisfazer os meus objectivos, prefiro produto português.

    Claro, concordo completamente. Nestas questões nunca vi povo tão fanático como os Irlandeses. Nos hipermercados a cultura do produto irlandês é impressionante, e vêm-se muitas vezes indicadores do tipo "100% Irish". Existe até uma cadeia de fast food (chamada SuperMacs) que, aparte das cores de acordo com a Irlanda, é uma cópia chapada do MacDonalds, com a particularidade de se ver "selos" a dizer 100% Irish em todo o lado. Em termos de mercado, julgo que o SuperMacs tem aproximadamente a mesma quota que o MacDonalds.

    Ocidente x Oriente (Pontos:2)
    por mpinho em 04-04-04 19:06 GMT (#13)
    (Utilizador Info)
    Cuidado com os preconceitos !

    Na visão judaico-cristã-ocidental só os brancos europeus (e descendentes destes) só a cultura greco-romana-cartesiana importa.

    Embora a Índia e outros países orientais tenham graves problemas políticos, religiosos e sociais, eles possuem uma grande cultura milenar. Enquanto a Europa vivia na obscuridade da ignorância e pobreza haviam riquíssimos (e extremamente avançados) impérios no Oriente.

    Os indianos se destacam em universidades e escolas inglesas e americanas. Está mais do que provado pela história que tecnologias podem ser rapidamente aprendidas por qualquer povo em uma ou duas gerações somente.

    A verdade é que a dominação branco-européia-cristã está muito mais relacionada à capacidade bélica e estratégias sórdidas do que que cultural. Os romanos foram os primeiros a utilizar de forma eficiente a violência para conquistar os outros povos. E hoje estamos dominados pelo império americano, cujo "César" é um idiota como o Mr. Bush, que promove cruzadas contra os infiéis do Islã.

    Re:Ocidente x Oriente (Pontos:2)
    por joaorf em 04-04-04 19:52 GMT (#14)
    (Utilizador Info)
    Cuidado com os preconceitos !

    Cuidado com os "anti-preconceitos"... ;-)

    Na visão judaico-cristã-ocidental só os brancos europeus (e descendentes destes) só a cultura greco-romana-cartesiana importa.

    Não é totalmente verdade. Os Europeus sabem reconhecer as contribuições dos povos não-Europeus.

    Enquanto a Europa vivia na obscuridade da ignorância e pobreza haviam riquíssimos (e extremamente avançados) impérios no Oriente.

    Há uma grande dose de exagero nesse tipo de afirmações. Gostava que nos desses exemplos convincentes desse "extremo avanço" oriental antes do séc.XIX.

    A verdade é que a dominação branco-européia-cristã está muito mais relacionada à capacidade bélica e estratégias sórdidas do que que cultural.

    O domínio revelado pela civilização europeia deve-se à superioridade por si demonstrada nos domínios científico, tecnológico, político, económico e artístico. Tão simples quanto isto. A sua expansão colonial teve algum peso, mas se o modelo civilizacional não tivesse méritos não prevaleceria.

    Re:Ocidente x Oriente (Pontos:2)
    por ^magico^ em 05-04-04 12:57 GMT (#28)
    (Utilizador Info) http://fsilva.online.pt/
    Há uma grande dose de exagero nesse tipo de afirmações. Gostava que nos desses exemplos convincentes desse "extremo avanço" oriental antes do séc.XIX.

    Podemos começar pelo inicio, bastando escolher a ciência pretendida. Aqui está sobre matemática...

    The first great Muslim mathematician, al-Khwarazmi, who lived in the 9th century, wrote a treatise on arithmetic whose Latin translation brought what is known as Arabic numerals to the West. To this day guarismo, derived from his name, means figure or digit in Spanish while algorithm is still used in English. Al-Khwarazmi is also the author of the first book on algebra. This science was developed by Muslims on the basis of earlier Greek and Indian works of a rudimentary nature.

    Este comentário foi publicado ao abrigo de leis internacionais "How to handle a Troll".
    Re:Ocidente x Oriente (Pontos:1)
    por jpeq em 04-04-04 20:53 GMT (#17)
    (Utilizador Info)
    Aiaiaiaiai... Ainda que concorde contigo em grande parte, prevejo que estejas involuntáriamente a começar uma flame-war...

    -------------------------------------------
    "All great truths begin as blasphemies."
    George Bernard Shaw
    india =/= portugal (Pontos:1)
    por covarde_anonimus em 04-04-04 21:05 GMT (#18)
    (Utilizador Info)
    Acho que a desculpa mais provável para não fabricar-mos equipamento electrónico de ponta ou barato é simplesmente porque sai mais barato importar.
    Um PDA de 300 euros tem estas especificações e ainda é a cores e provávelmente tem mais memória.
    Mas uma diferença de 100 euros por cada PDA, na India, deve ser o suficiente para justificar o investimento em companhias como esta.
    Gostava agora de ver comparações entre o M$ pocket pc e esta versão de linux...
    Re:india =/= portugal (Pontos:1)
    por mrmv em 05-04-04 12:19 GMT (#26)
    (Utilizador Info)
    A que nível? Preço? podes começar por aqui http://rcommerce.us. dell.com/rcomm/config.asp?order_code=H104


    "The difference between 'involvement' and 'commitment' is like an eggs-and-ham breakfast: the chicken was 'involved' - the pig was 'committed'." - unknown
    Cá também há... (Pontos:2, Interessante)
    por Cosmos em 05-04-04 9:20 GMT (#23)
    (Utilizador Info) http://www.myapartment.net/cosmos
    Ainda no final do ano passado, elaborei uma proposta para uma escola secundária da região de Lisboa, para cerca de 40 computadores (o mais barato possível - pediram eles)

    Os equipamentos propostos, graças a uma parceria com um grande assemblador, acabaram por ser computadores completos (e não palms) com processador celeron, 128mb ram, disco, placa rede, e monitor (15"), em que o valor final, rondava pouco mais de 300,00 ¤

    Digam vocês de vossa justiça se é caro... e para os que já não se lembram do 1º parágrafo, não era na India era mesmo cá em Portugal.

    Agora se eu, um insignificante empresário, consigo apresentar uma proposta destas, o Governo (seja ele qual for) só não consegue (e ainda com melhores valores, pois a quantidade seria muitissimo maior) se não tiver vontade política para isso.

     

     

    [ Topo | Sugerir artigo | Artigos anteriores | Sondagens passadas | FAQ | Editores | Preferências | Contacto ]